A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO 05/09/2012 DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE JACAREÍ SUPERVISORAS:ALCIONE ZANIBONI CORRAL E ANALÚCIA DE OLIVEIRA DA COSTA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO 05/09/2012 DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE JACAREÍ SUPERVISORAS:ALCIONE ZANIBONI CORRAL E ANALÚCIA DE OLIVEIRA DA COSTA."— Transcrição da apresentação:

1 ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO 05/09/2012 DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE JACAREÍ SUPERVISORAS:ALCIONE ZANIBONI CORRAL E ANALÚCIA DE OLIVEIRA DA COSTA PINAFFI PCNP:Guaraci da Rocha Simplicio

2 PAUTA CONHECER OS INDICADORES; CONHECER OS DIFERENTES TIPOS; DUPLA EXCEPICIONALIDADE; ENRIQUECIMENTO ESCOLAR; QUADRO DIAGNÓSTICO/2012.

3 Para Refletir:CRIANÇAS DE HOJE FUTURO DE AMANHÃ

4 A especialista Suzana Graciela Pérez Barrera Pérez – apresenta os mitos sobre a constituição, distribuição, identificação, níveis ou grau de inteligência, desempenho, consequências e o atendimento em torno das altas habilidades/superdotação Presidente do Conselho Brasileiro para Superdotação - CONBRASD Mitos contribuição de especialistas

5 Mitos uma característica exclusivamente genética. uma característica que depende exclusivamente do estímulo ambiental. Pais organizadores (condutores). A criança é egoísta e solitária. A criança é metida, sabichona, exibida, "nerd", "CDF".

6 Cont. são fisicamente frágeis, socialmente ineptas e com interesses estreitos. se destaca em todas as áreas de desenvolvimento humano. Superdotação Global. Tudo é fácil para a pessoa com altas habilidades. As crianças com altas habilidades se auto-educam, não precisam de ninguém.

7 Alunos com Altas Habilidades/Superdotação Política Nacional de Educação Especial (2008) Conceitua alunos com altas habilidades/ superdotação como aqueles que demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes. Também apresentam elevada criatividade, grande envolvimento na aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse. HABILIDADE ACIMA DA MÉDIA, CRIATIVIDADE E COMPROMISSO COM A TAREFA.

8 REGISTROS LEGAIS ATUAIS: Resolução CNE/CEB Nº 2, de 11 de setembro de 2001, que institui as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica, diz que: consideram-se educandos com necessidades educacionais especiais os que, durante o processo educacional, apresentarem: [...] altas habilidades/superdotação, grande facilidade de aprendizagem que os leve a dominar rapidamente conceitos, procedimentos e atitudes. (Brasil, 2001, Art. 5º, III). COLL, Cesar et all. Psicologia do Ensino. Porto Alegre: Artmed, 2000.

9 REGISTROS LEGAIS ATUAIS: A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2008) [...] alunos com altas habilidades/superdotação demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes. Também apresentam elevada criatividade, grande envolvimento na aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse. (Brasil, 2008, p. 15) RENZULLI, Joseph. Three-Ring Conception of Giftedness. Disponível no site

10 Crianças e jovens ainda em processo de desenvolvimento e apesar de sua precocidade - não efetivam todo seu potencial/ começam a se evidenciar suas ALTAS HABILIDADES. considerados indivíduos com ALTAS HABILIDADES / SUPERDOTAÇÃO e não ainda superdotados. 3,5 a 5% da população geral são pessoas comAHs – baseado nos escores superiores a 130 (Organização Mundial da Saúde).

11 Joseph Renzulli (1986) – organizou modelo de desenvolvimento - Conceito dos Três Anéis - definidos três grandes campos que interagem na inteligência: capacidade realizadora ( cognitiva, artística, motora, etc) envolvimento emocional (desejo, motivação, persistência, etc.) criatividade (transcedência, reinterpretação, inovação etc.)

12 Concepção proposta por Joseph Renzulli Teoria dos Três Anéis(1976) FAMÍLIA COLEGAS ESCOLA CAPACIDADE ACIMA DA MÉDIA ENVOLVIMENTO COM A TAREFA CRIATIVIDADE SD Fonte: Renzulli, Joseph S; REIS, Sally M. The Three-ring conception of giftedness: A Developmental Model for Creative Productivity. The Triad Reader. Connecticut : Creative Learning Press, 1986

13 Potencial de desempenho representativamente superior em qualquer área determinada do esforço humano e que pode ser caracterizada por dois aspectos: CAPACIDADE ACIMA DA MÉDIA habilidade geral: capacidade de processar as informações, integrar experiências que resultem em respostas adequadas e adaptadas a novas situações e a capacidade de envolver-se no pensamento abstrato. ( ex. de pensamento espacial, memória e fluência de palavras) habilidades específicas: que consistem nas habilidades de adquirir conhecimento e destreza numa ou mais áreas específicas.(química, matemática, fotografia, escultura)

14 É o expressivo interesse que o sujeito apresenta em relação a uma determinada tarefa, problema ou área específica do desempenho, e que caracteriza-se especialmente pela motivação, persistência e empenho pessoal nesta tarefa. ENVOLVIMENTO COM A TAREFA

15 na interseção dos três círculos ficariam as pessoas com habilidade superior; nenhuma das três características isoladas caracterizam o superdotado – conjunto dos três agrupamentos sugere um forte indicador de superdotação; Nem sempre a criança apresenta este conjunto de traços desenvolvidos igualmente, mas, se lhe forem dadas oportunidades, poderá vir a desenvolver amplamente todo o seu potencial. atendimento deve ser sempre global – cognitiva/afetiva/criativa.

16 Constitui o terceiro grupo de traços característicos a todas as pessoas com altas habilidades e define-se pela capacidade de juntar diferentes informações para encontrar novas soluções. Caracteriza-se pela fluência, flexibilidade, sensibilidade, originalidade, capacidade de elaboração e pensamento divergente. CRIATIVIDADE

17 Modelo Triático de Franz Mönks (1990) Membro do Departamento de Psicologia do Desenvolvimento da Radboud University Nijmegen (Holanda) Franz Mönks

18 Teoria Triática de Inteligência de Robert Stenberg (1997,2003) A inteligência humana é a atividade mental voltada para adaptação intencional,para a seleção e formação de ambientes do mundo real relevantes para a vida(Stemberg,1985). Professor Honorário da Universidade de Heidelberg na Alemanha

19 TEORIA TRIÁDICA DE INTELIGENCIA DE ROBERT STERNBERG (1997, 2003) Componentes do processamento de informação: Inteligência Analítica Inteligência Prática Inteligência Criativa

20 TEORIA TRIÁDICA DE INTELIGENCIA DE ROBERT STERNBERG (1997, 2003) Inteligência Analítica: = Talento acadêmico medido pelos testes de inteligência identificados facilmente pelas boas notas nos testes; aprendem com facilidade e com pouca repetição; apresentam facilidade para analisar idéias,pensamentos e teorias; muitas vezes carecem de idéias novas e originais

21 TEORIA TRIÁDICA DE INTELIGENCIA DE ROBERT STERNBERG (1997, 2003) Inteligência Sintética: = criatividade, perspicácia, intuição Geram idéias originais e lidam bem com situações novas; Nem sempre apresentam boas notas, mas fazem contribuições importantes para a sociedade.

22 TEORIA TRIÁDICA DE INTELIGENCIA DE ROBERT STERNBERG (1997, 2003) Inteligência Prática: = aplicação de habilidades analíticas e/ou sintéticas a situações pragmáticas do dia a dia. Se adaptam bem ao ambiente e desempenham atividades que são adequadas para o desenvolvimento de uma tarefa; Fazem levantamento do que é necessário para atingir um objetivo prático e executam tarefas com precisão em qualquer ambiente; = Conhecimento Tácito

23 TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS DE HOWARD GARDNER (1983) Fonte: Professor de Cognição e Educação de Harvard, Professor adjunto de Neurologia na Universidade de Boston.

24 TEORIA DE PIAGET PARA ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO

25 TEORIA DA GENIALIDADE SEGUNDO VIGOTSKI GENIALIDADE, grau superior de talento, que manifesta-se em elevada criatividade, tendo extraordinário significado histórico para a vida da sociedade. A genialidade distingue-se do Talento, principalmente, pelo nível e características da sua obra: os gênios constituem-se em "pioneiros" de uma nova época histórica em seu campo. (Vigotski, 1929, apud Delou & Bueno, 2001)

26 Gênio São raras as pessoas que atingem patamares excepcionais. Leonardo da Vinci, Gandhi, Heitor Villa-Lobos, Stephen Hawkins e Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, estão entre os grandes gênios da humanidade, em seus campos específicos

27 Considerações... entender a superdotação como uma condição ou um comportamento que pode ser desenvolvido em: algumas pessoas - (naquelas que apresentam alguma habilidade superior à média da população), em certas ocasiões - (e não continuamente, uma vez que é possível se demonstrar comportamentos de superdotação na infância mas não na idade adulta, ou apenas em alguma série escolar ou em um momento da vida) e sob certas circunstâncias (e não em todas as circunstâncias da vida de uma pessoa) [Renzulli & Reis, 1997]

28 TIPOS Intelectual flexibilidade e fluência de pensamento, pensamento abstrato para fazer associações, produção ideativa, rapidez do pensamento, compreensão e memória elevada, capacidade de resolver e lidar com problemas. O físico inglês Stephen William Hawking ( atual) é doutor em Cosmologia e um dos mais consagrados físicos teóricos do mundo.

29 Acadêmico aptidão acadêmica especifica, de atenção, de concentração; rapidez de aprendizagem, boa memória, gosto e motivação pelas disciplinas acadêmicas de seu interesse; habilidade para avaliar, sintetizar e organizar o conhecimento; capacidade de produção acadêmica.

30 Criativo ou Produtivo originalidade, imaginação, capacidade para resolver problemas de forma diferente e inovadora, sensibilidade para as situações ambientais, podendo reagir e produzir diferentemente e, até de modo extravagante; sentimento de desafio diante da desordem de fatos; facilidade de auto-expressão, fluência e flexibilidade. Leonardo da Vinci ( ) escreveu, desenhou e fez estudos em inúmeras áreas.

31 Social ou Liderança capacidade de liderança, demonstra sensibilidade interpessoal, atitude cooperativa, sociabilidade expressiva, habilidade de trato com pessoas diversas e grupos para estabelecer relações sociais, percepção acurada das situações de grupo, capacidade para resolver situações sociais complexas, alto poder de persuasão e de influência no grupo. Mohandas Karamchand Gandhi ( ),mais conhecido popularmente por Mahatma Gandhi (Mahatma, do sânscrito grande alma)

32 Talento Especial para Artes destaca-se tanto na área das artes plásticas, musicais, como dramáticas, literárias ou cênicas (por exemplo, facilidade para expressar idéias visualmente; sensibilidade ao ritmo musical; facilidade em usar gestos e expressão facial para comunicar sentimentos); evidenciando habilidades especiais para essas atividades e alto desempenho. Heitor Villa-Lobos ( ) recebeu sua primeira instrução musical aos seis anos, vinda do pai, que adaptou uma viola para que o filho pudesse estudar violoncelo.

33 Psicomotor destaca-se por apresentar habilidade e interesse pelas atividades psicomotoras, evidenciando desempenho fora do comum em velocidade, agilidade de movimentos, força, resistência, controle e coordenação motora. Edson Arantes do Nascimento (1940– atual), mais conhecido como Pelé, é considerado o maior jogador da história do futebol e o mais famoso.

34 Esses tipos são desse modo considerados nas classificações internacionais, podendo haver várias combinações entre eles e, inclusive, o aparecimento de outros tipos, ligados a talentos de mais habilidades.

35 SINAIS DE ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO NOME DAS CRIANÇAS Aprende depressa e se lembra facilmente; Parece amadurecido para idade; Apresenta grande vocabulário; Lê e compreende com facilidade; Experimenta para resolver problemas; Prefere brincar com crianças mais velhas; Apresenta grande sensibilidade; Exibe curiosidade intelectual;

36 SINAIS DE ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO NOME DAS CRIANÇAS Mostra compaixão com animais e pessoas; Aprecia quebra-cabeça, labirintos números; Questiona autoridade; Parece ficar chateada com facilidade; Tem alto nível de energia; Mostra talento em música, artes, dramatização ou dança; Exibi senso de humor; Coleciona e organiza pedras, insetos e outras coisas.

37 O SUJEITO CRIATIVO TEM... Senso de humor elevado; Independência para julgar suas próprias idéias; Flexibilidade mental; Pensamento metafórico; Abertura para novas idéias; Muita indignação; Habilidades de pensamento lógico; Preferências por situações e pensamentos complexos; Coragem; Foco na tarefa; Compromisso com a tarefa; Curiosidade; Perseverança; Disposição para correr riscos; Autoestima positiva; Abertura a novas experiências; Tolerância à ambiguidade; Interesses amplos por diferentes campos do saber; Gosto pela aventura; Percepção de si mesmo como criativo; Resistência a seguir regras.

38 LISTA BASE DE INDICADORES DE SUPERDOTAÇÃO: Parâmetros de observação na sala de aula Forma Individual Indicadores Básicos de Superdotação paraAs vezesNuncaSempre 1. Gosta de quebra-cabeça e jogos-problema 2. Interessa-se mais por atividades criadoras do que por tarefas repetitivas e rotineiras 3. Gosta de aceitar desafios 4. Tem excelente capacidade de raciocínio 5. Apresenta independência de pensamento 6. Relaciona as informações já recebidas com os novos conhecimentos adquiridos

39 LISTA BASE DE INDICADORES DE SUPERDOTAÇÃO: Parâmetros de observação na sala de aula Forma Individual Indicadores Básicos de Superdotação paraAs vezesNuncaSempre 7. Emite julgamentos amadurecidos 8. Possui curiosidade diversificada 9. Procura padrão superior em quase tudo o que faz 10. Apresenta autossuficiência 11. Aplica os conhecimentos adquiridos 12. Possui capacidade de conclusão

40 LISTA BASE DE INDICADORES DE SUPERDOTAÇÃO: Parâmetros de observação na sala de aula Forma Individual Indicadores Básicos de Superdotação paraAs vezesNuncaSempre 13. É imaginativo 14. É original 15. Executa tarefas além das pedidas 16. Possui flexibilidade de pensamento 17. Tem idéias rapidamente 18. Possui imaginação fora do comum

41 LISTA BASE DE INDICADORES DE SUPERDOTAÇÃO: Parâmetros de observação na sala de aula Forma Individual Indicadores Básicos de Superdotação paraAs vezesNuncaSempre 19. Cria suas próprias soluções 20. Dá novas aplicações a objetos padronizados 21. Pode julgar as habilidades dos outros estudantes e encontrar um lugar para eles nas atividades do grupo 22. O aluno aprecia, critica e aprende através do trabalho de outrem 23. Estabelece relações sociais com facilidade 24. Possui habilidade física

42 A criança prodígio realizam algo fora do comum para sua idade; demonstram um desempenho ao nível de um profissional adulto em algum campo cognitivo específico sem que se tenha tido um treinamento nestas competências; revela uma tenacidade no seu envolvimento com sua área de talento, sendo este aspecto absolutamente necessário para sua satisfação, expressão e bem-estar. Geralmente identificadas em idade pré-escolar; Ex.:Mozart começou a tocar cravo aos três anos de idade. Aos quatro anos, sem orientação formal, já aprendia peças com rapidez, e aos sete já compunha regularmente e se apresentava nos principais salões da Europa.

43 Terminologia A criança precoce antecipa determinados comportamentos relativamente à idade em são esperados; apresenta alguma habilidade específica prematuramente desenvolvida em qualquer área do conhecimento. *Nem toda criança precoce é superdotada, porém a criança superdotada foi uma criança precoce.

44 Savant crianças ou adultos com QI abaixo da média que apresenta talento em áreas como música, artes e cálculo. As habilidades savants são sempre ligadas a uma memória extraordinária, porém com pouca compreensão do que está sendo descrito. (síndrome de Savant).

45 COMO IDENTIFICAR? Avaliação pedagógica a partir de indicadores Não há necessidade de avaliação através de testes psicométricos (QI)

46 SUGESTÃO: 1º Momento Observação sistemática, prolongada e qualitativa das expressões de habilidades, desempenho e aptidões - em sala de aula e em várias situações - coleta de dados orientada pela folha de indicadores registradas pelo professor; (observações, sondagens do rendimento e desempenho escolar, análise de produções e outros)

47 2º Momento Revisão, reavaliação e complementação das observações pelo Professor Coordenador da escola; Entrevistas e orientação familiar – coleta de dados - características durante o processo de desenvolvimento (sinais observáveis antes dos cinco anos pela família);

48 3º Momento Acompanhamento e observação das crianças sinalizadas na escola, pelo PCNP do Núcleo Pedagógico de Educação Especial, durante o ano letivo, sob a forma de observação.

49 4º Momento Na escola: Nova observação sistemática na escola: Professor Coordenador; Outro professor / colegas / equipe escolar Equipe da Educação Especial da Diretoria Equipe de PCNP das diversas áreas. Apresentação e orientação de propostas de encaminhamentos a família: serviço de atendimento na comunidade

50 DÚVIDAS SOBRE A IDENTIFICAÇÃO NA DÚVIDA: OFEREÇA O ENRIQUECIMENTO, SE O ALUNO NÃO TIVER INTERESSE PROLONGADO E SE DESMOTIVAR, CONCLUI-SE QUE ELE NÃO POSSUI TAL CARACTERÍSTICA.

51 E se essas pessoas não são identificadas e atendidas? Sabemos que se os talentos não se desenvolvem " estiolam-se por fim " (Silvio Rabello, 1977) ou se desenvolvem sem orientação e são desviados para ações contra a sociedade e o bem estar comum (como o exemplo de Lucio Flavio, 1982), ou ainda levam a conflitos e psicoses, quando não compreendidos (Paul Torrance, 1976). Tão grave ou pior do que o uso indevido de recursos públicos é o desperdício de talentos. (Associação Brasileira para Altas Habilidades/Superdotação)

52 Chico Buarque de Holanda (QI= ) Jô Soares (QI= ) Fernando Henrique Cardoso (QI= )

53 Casos de Superdotados Marginais Segundo Machado (1986) GARY GILMORE: Teve 18 anos de prisão em 35 anos de idade. Cadeira elétrica por assassínio, estupro, assalto a mão armada, roubo de automóveis, violência. O seu QI Wechsler era de 129 (aproximadamente 131, numa escala compatível com a do Stanford Binet), dentro dos 3% mais inteligentes da sociedade. Artista talentoso. Mentalmente são. LÚCIO FLÁVIO: Conhecido caso do Rio de Janeiro. Capixaba de nascimento. Compositor, autor, chefe de quadrilha, raciocínio rápido, inteligente, QI elevado (132 ou mesmo 145, segundo versões). Sentenciado a 250 anos. Assassinado na prisão por marginais adversários. Primeiro grau incompleto, o que atribuíu à "monotonia do ensino". MENEGHETTI: Italiano radicado em São Paulo. Lendária figura dos maiores ladrões que o país conheceu. Ágil nos assaltos e escapadas pelos telhados. Fugas de presídios e de cercos policiais. Arrogância e respostas rápidas. Enquanto na prisão, aprofundou-se na leitura. Pouco antes de morrer, declarou que conhecia toda a história da humanidade, arrematando: "Se meu pai tivesse me dado escola, hoje eu seria um gênio".

54 Lúcio Flávio( ) Hosmany Ramos Leonardo Pareja

55 Curiosidades...Como se interpreta o nível de QI? Superdotação QIEscala Variação de QIClassificação 115 – 129Ligeiramente Superdotado 130 – 144Moderadamente Superdotado 149 – 159Altamente Superdotado 160 – 179Excepcionalmente Superdotado 180 – ou SuperiorProfundamente Superdotado

56 Testes de QI O que o QI mede bemO que o QI não mede bem Habilidades linguisticas;Senso comum e informal; Raciocínio lógico matemático;Intuição e bom senso; Pensamento analítico;Criatividade e originalidade; Capacidade de abstração teórica;Aptidão artística; Aptidão e pensamento acadêmico;Capacidade Musical; Erudição e escolaridade efetivaHabilidade Corporal e atlética; Moral e ética; Motivação; Controle emocional

57 Curiosidades...celebridades O professor de música de Beethoven uma vez disse que, como compositor, ele era "sem esperança". Isaac Newton, que descobriu o cálculo, desenvolveu a teoria da gravitação universal, originou as três leis do movimento, tirava notas baixas na escola. Albert Eisntein tinha dificuldades de ler e soletrar e foi reprovado em matemática. John Kennedy recebia em seus boletins constantes observações de "baixo rendimento" e tinha dificuldades em soletrar.

58 Cont. Walt Disney foi despedido pelo editor de um jornal porque ele "não tinha boas idéias e rabiscava demais". Robert Jarvick foi rejeitado por 15 escolas americanas de Medicina. Ele inventou o coração artificial. Thomas Edison que, além da lâmpada elétrica, inventou a locomotiva elétrica, o fonógrafo (que virou o gravador), o telégrafo e o projetor de cinema foi um mau aluno, pouco assíduo e desinteressado. Saiu da escola e foi alfabetizado pela mãe.

59 SUGESTÃO DE FILMES Rede social; Mentes que brilham; Amadeus; Hackers piratas de computador; Uma mente brilhante; Encontrando Forrester; Gênio indomável; Rain man (Superdotado na matemática + S.Asperger)


Carregar ppt "ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO 05/09/2012 DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE JACAREÍ SUPERVISORAS:ALCIONE ZANIBONI CORRAL E ANALÚCIA DE OLIVEIRA DA COSTA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google