A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARTRÓPODES Mandibulados Terrestres MSc. Patricia Galante Profes. Zoologia geral Agronomia - UNIPAC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARTRÓPODES Mandibulados Terrestres MSc. Patricia Galante Profes. Zoologia geral Agronomia - UNIPAC."— Transcrição da apresentação:

1 ARTRÓPODES Mandibulados Terrestres MSc. Patricia Galante Profes. Zoologia geral Agronomia - UNIPAC

2

3 CLASSES Classe Chilopoda Classe Diplopoda Classe Insecta

4 Introdução Estimativa de 200 milhões de insetos para cada ser humano! Se adaptaram a todos os climas e ambientes terrestres Apenas no mar são praticamente inexistentes Exoesqueleto Segmentação Órgãos sensoriais desenvolvidos

5 Classificação Miriápodes – “muitos pés” 2 tagmas- cabeça e tronco/ apêndices pareados em todo o tronco - Chilopoda - Diplopoda - Pauropoda - Symphyla Insecta – 3 tagmas – cabeça/tórax e abdômen com apêndices na cabeça e tórax, mas reduzidos ou ausentes no abômen.

6 Características Gerais 2 ou 3 tagmas 1 par de antenas Traquéias Excreção - Túbulos de Malpighi

7 Sistema digestivo – boca com glândulas digestivas, esôfago,papo, moela, estômago, intestino e ânus Sistema excretor – túbulos de Malpighi na porção final do intestino Sistema circulatório – coração é um tubo alongado com óstios Sistema respiratório – Traquéias Sistema nervoso – padrão típico dos artrópodes ( cordão nervoso ventral) Sistema reprodutor – sexos separados ( dióicos )

8

9 Classe Chilopoda Centopéias e lacraias Podem conter até 177 somitos Todos possuem 1 par de pernas articuladas – exceção do primeiro após a cabeça ( modificados e formam garras com veneno)e os dois últimos.

10 Preferem locais úmidos – debaixo de troncos, pedras e cascas de árvores Hábitos alimentares carnívoros – minhocas, baratas e outros insetos Matam as presas através de suas garras com veneno e maceram com as mandíbulas Algumas lacraias podem atingir até 30 cm de comprimento e são perigosas

11 Classe Diplopoda Piolhos-de-cobra ou milípodes- “mil pés” Cada somito abdominal possui 2 pares de apêndices 25 a 100 somitos Corpo e hábitos – semelhante as centopéias A maioria é herbívora Movimentos lentos / enrolam-se Fluidos tóxicos ou repelentes- glândulas especiais: repugnatórias localizadas ao longo da lateral do corpo

12 Classe Pauropoda Grande grupo de miriápodes diminutos – 2 mm ou menos. Pauropus e Allopouropus Corpo mole e esbranquiçados Pequena cabeça com antenas ramificadas e não possuem olhos – 1 par de órgãos sensoriais Corpo com 9 pares de pernas Não possuem traquéias e sistema circulatório Pragas em estufas de plantas – herbívoros

13 Classe Symphyla 2 a 10 mm Vivem em húmus, folhas decompostas e detritos Pragas vegetais e flores – em estufas Corpo mole com 14 segmentos – 1 par de fiandeiras Sistema respiratório traqueal Não possuem olhos Scutigerella

14 Classe insecta Mais abundante grupo Estimado em 10 milhões de espécies Estudo dos insetos- entomologia Diferem dos outros artrópodes por possuírem: 3 pares de pernas e 2 pares de asas na região torácica do corpo Tamanho de 1mm a 20 cm Distribuição – terrestres e hemípteros marinhos – entre o ar e água do mar

15 Adaptabilidade – se deve a suas modificações estruturais: asas, pernas, peças bucais e trato digestivo Alguns são parasitas, alguns sugam seiva de plantas, outros mastigam a folhagem vegetal, alguns são predadores e alguns vivem do sangue de outros animais Escleritos- sistema de placas no exoesqueleto, que se conectam por meio de articulações laminares flexíveis Ecleroproteína /composição - leveza

16 Classificação dos insetos São divididos em ordens: Protura – cauda Diplura – dupla cauda Collembola Thysanura – traças Ephemeroptera Odonata – libélulas Orthoptera – gafanhotos, grilos, baratas, bichos-pau e louva-a-deus

17 Dermaptera – tesourinhas Plecoptera Isoptera – cupins Embrioptera Psocoptera – piolhos-de-livro Zoraptera Mallophaga – piolhos mordedores Anoplura – piolhos sugadores Trysanoptera - lacerdinhas

18 Hemiptera - percevejos, maria-fedida, barbeiros / glândulas de cheiro Homoptera – cigarras, cigarrinhas, pulgões, cochonilhas. Neuroptera – formigas-leão, bichos-lixeiros Coleoptera – besouros, vagalumes,gorgulhos Diptera – moscas e mosquitos, pernilongos,mosca-do-berne, varejeiras, mutucas

19 Trichoptera – mosca-d’água Siphonaptera – pulgas Hymenoptera – abelhas,vespas e formigas Strepsiptera Mecoptera Lepdoptera – borboletas e mariposas, traças- de-roupa

20 Morfologia externa e função Cabeça/tórax e abdômen 4 placas de escleritos em cada somito Cabeça- 1 par de olhos compostos 1 par de antenas ( táteis, olfativos e auditivos) 3 ocelos – olhos simples Peças bucais- cutícula endurecida: 1 par de mandíbulas/ 1 par de maxilas/lábio/hipofaringe em forma de língua

21 órgãoórgão visual encontrado em certos artrópodes como insectos e crustáceos. Consiste em cerca de 12 a 1000 omatídeos. O omatídeo é um pequeno sensor que distingue a claridade da escuridãoinsectoscrustáceosomatídeos

22 Tórax - Protórax/Mesotórax e Metatórax – 1 par de pernas em cada = 6 pernas Na maioria dos insetos – mesotórax e metatórax com 1 par de asas em cada Pernas – modificadas Abdômen – 9 a 11 segmentos Genitália externa no final Várias modificações no corpo

23

24 Locomoção Andar : Arranjo trípode – estabilidade Hemíptero aquático –caminha sobre água – cerdas hidrofóbas Voar : ASAS Projeções dos segmentos meso e metatorácicos Compostas por cutícula A maioria- 2 pares/ mas alguns possuem 1 par ( moscas e mosquitos ) e alguns não possuem (formigas operárias, pulgas e piolhos) Finas e mebranosas ( moscas ) ou grossas e córneas (besouros), cobertas por escamas ( borboletas e mariposas ) Movimentos controlados por um complexo de músculos e controle nervoso

25 Matigador Lambedor Picador Sugador

26 METAMORFOSE Metamorfose Holometábola ( completa ): 80% dos insetos Ovo Larva ( crescimento - vários ínstares) Pupa (diferenciação ) Adulto (reprodução). Ex. Borboletas Metamorfose Hemimetábola (incompleta): Ovo Ninfa ( crescimento/asas / vários ínstares) Adulto. Ex. Gafanhotos, percevejos e cigarras

27

28 ECOLOGIA 1 - Insetos benéficos Abelhas- mel e cera Bicho-da-seda – seda Cochonilha- laca de uma cera Fertilização de plantações Polinização de plantações Insetos predadores de insetos daninhos Fonte de alimento para aves, peixes e outros

29 2- Insetos Daninhos Comem e destroem plantas e frutos: Gafanhotos, mariposas, traças, carunchos, pulgões e cochonilhas. Doenças- piolhos, moscas, mosquitos ( febre- amarela, filariose, malária, febre tifóide ), pulgas (peste bubônica, verminose), barbeiro (doença de chagas)

30 3- Controle Químico – problemas: Erradicação de insetos benéficos, juntamente com os daninhos nas pulverizações indiscriminadas de inseticidas de amplo espectro Resíduos e persistência de inseticidas químicos no ambiente e em animais Resistência aos inseticidas mais usados Uso de alternativas - controle biológico

31

32 4- Controle Biológico Patógenos bacterianos, virais e fúngicos Bacillus thuringiensis – controle de lepdópteros – praga Introdução de predadores ou parasitas naturais dos insetos-praga (uso do nematóide Deladenus siricidicola no controle de Sirex noctilio. a vespa da madeira, praga chave de florestas de Pinus no sul do Brasil.) Interferir na reprodução ou comportamento do inseto- praga através de machos estéreis ou compostos orgânicos existentes na natureza que agem como Ferormônios 51/1/CircTec35.pdf 51/1/CircTec35.pdf

33 013/noticias/023_noticias.html

34 Controle integrado de pragas : -Utilização conjunta de todas as técnicas práticas possíveis - variedades de plantas resistentes, rotação de culturas,técnicas de cultivo, tempo de semeadura, plantação ou colheita -Uso de controle biológico e uso esparso de inseticidas

35

36 ORDENS INSETOS ORDEM THYSANURA Aparelho bucal = mastigador Asas= ápteros Metamorfose = não fazem Corpo achatado dorsoventralmente Exs.: traças ORDEM PHTIRAPTERA Aparelho bucal = picador sugador Asas = ápteros Podem ser encontrados na cabeça ( piolho ) ou no púbis ( chato)

37 Traça dos livros Traça de roupas – ordem lepdóptera Traça de produtos armazenados (Ordem Lepdóptera)

38

39 ORDEM ORTHOPTERA Aparelho Bucal = mastigador Herbívoros Metamorfose- hemimetábolos Pernas posteriores adapatadas para salto Asas anteriores coriáceas ou ausentes Asas posteriores membranosas ou ausentes Macho canta para atrair a fêmea Ex.: grilo, gafanhotos

40 Gafanhoto Grilo Em média 3cm Se alimentam de outros insetos e plantas - onívoros Antenas tão longas quanto o corpo Maiores que os grilos 5 a 6 cm Herbívoros Antenas curtas

41 ORDEM ISOPTERA Aparelho bucal = mastigador Alimentam-se de madeira Metamorfose = hemimetábolos Asas = presentes apenas na época da cópula – reis e rainhas Ex.: cupins ORDEM HEMIPTERA Aparelho bucal = picador-sugador Metamorfose = hemimetábolos Subordens: Homoptera – pulgões, cochonilhas e cigarrinhas Heteroptera - percevejos Auchenorryncha: cigarras

42

43

44 Percevejo Cigarra

45 ORDEM LEPIDOPTERA Aparelho bucal = lambedor-sugador Metamorfose- holometábolos Asas- = 4, membranosas/ escamas Larvas- taturanas Ex.: borboletas e mariposas ORDEM COLEOPTERA Aparelho Bucal = mastigador Metamorfose = holometábolos Asas anteriores convexas e rígidas Asas posteriores- membranosas Ex.: joaninhas, besouros, carunchos

46

47 Carunchos – pequenos besouros

48 ORDEM DIPTERA Aparelho bucal= sugador Alimentação varia Metamorfose = holometábolos Asas = 1 par membranosas/ 1 par balancins (equilíbrio) Ex.: pernilongos, moscas e mosquitos ORDEM SIPHONAPTERA Aparelho bucal- picador sugador Alimentam-se de sangue de aves e mamíferos Asas = ápteros Ex.: pulgas

49 Pernilongo Mosca Mosquito Pulga

50 ORDEM HYMENOPTERA Aparelho bucal = mastigador Alimentação – herbívoros ou carnívoros Metamorfose = holometábolos Características especiais- ferrão no abdome Asas = membranosas – anteriores maiores Ex.: vespas, abelhas e formigas


Carregar ppt "ARTRÓPODES Mandibulados Terrestres MSc. Patricia Galante Profes. Zoologia geral Agronomia - UNIPAC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google