A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Aula 11

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Aula 11"— Transcrição da apresentação:

1 CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Aula 11
Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 1

2 Agenda Diagrama de Comunicação (antigo Diag. De Colaboracão)
Exercícios Caracterização da atividade de Projeto Revisão para avaliação regimental Bibliografia Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 2

3 Diagrama de Comunicação
Amplamente associado ao diagrama de sequência, ambos se completam. Informações apresentadas são quase as mesmas do diagrama de sequência com enfoque diferente pois não se preocupa com temporalidade do processo. Utiliza muitos componentes do digrama de sequencia, porem não tem linhas de vida. Não suporta o uso de ocorrências de interação ou fragmentos combinados. Como no DS enfoca um processo, normalmente baseado em caso de uso. Devido as semelhanças entre DS e DC ferramentas case podem gerar um diagrama a partir do outro. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 3

4 Diagrama de Comunicação
Detalhamento Lifelines – Iguais ao DS, são participantes individuais representando geralmente instancias de classes que participam do processo, porem objetos não tem linhas de vida ou foco de controle. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 4

5 Diagrama de Comunicação
Detalhamento - continuação Vinculos – Instância de associação definida no diagrama de classes, linha identificando a ligação entre dois objetos. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 5

6 Diagrama de Comunicação
Detalhamento - continuação Mensagens– Iguais ao DS, representando chamada de métodos, sem preocupação com temporalidade. Única noção de temporalidade é a numeração das mensagens Necessário vinculo entre objetos para inserção das mensagens Um vinculo suporta muitas mensagens, podendo ser de retorno. Não pode haver mais de um vinculo entre os objetos Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 6

7 Diagrama de Comunicação
Detalhamento – continuação Autochamada – dispara mensagem em si próprio Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 7

8 Diagrama de Comunicação
Detalhamento – continuação Atores – Exatamente iguais aos DS e DCU, representam entidades externas. Também tem vínculos com outros objetos e atores enviando e recebendo mensagens através desses vínculos. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 8

9 Diagrama de Comunicação
Exemplo – Processo de emissão de Saldo. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 9

10 Diagrama de Comunicação
Condições de guarda e Iterações. Textos entre colchetes que estabelecem condições ou validações para que uma mensagem seja enviada. Iterações Representam uma situação em que a mensagem pode ser enviada varias vezes, correspondendo a um laço. São representadas por um asterisco (*) na frente as mensagem, geralmente apoiadas por condições de guarda. São artifícios usados representar situações opcionais ou laços, devido ao DC não suportar fragmentos combinados. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 10

11 Diagrama de Comunicação
Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 11

12 Diagrama de Comunicação
Exercicios : Repitam os exercícios de diagrama de sequencia, exceto o processo de quitar diárias do sistema de controle de hotelaria, devido a necessidade de ocorrências de interação não suportadas por DC, utilizado para modelar processos mais simples. Para o exercício de hotelaria, construa um DC abrangendo os três processos de quitar diária, serviçoe consumo ou três separadamente para cada processo. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 12

13 Caracterização da atividade de projeto
Conceito de projeto - Empreendimento que possui caracteristicas próprias. Tem principio meio e fim. É conduzido por pessoas com objetivo atingir metas estabelecidas dentro de parâmetros de custo, prazo e qualidade Principais fases (PMI): Inicio – Reconhecem que um projeto deve começar e se comprometer com sua execução. Planejamento – Planejar e manter esquema de trabalho viável para atinigir obejetivos. Controle – Monitorar e avaliar progresso para garantir atingir objetivos, ações corretivas quando necessario. Finalização – Aceitação do projeto ou fase e realizar o seu encerramento de forma organizada. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 13

14 Caracterização da atividade de projeto
Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 14

15 Caracterização da atividade de projeto
Exercicios: Com base no material de apoio responda as 6 questões no final do texto. Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/03/2017 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 15

16 25/03/2017 BIBLIOGRAFIA BÁSICA 1
GUEDES, Gilleanes T.A. UML 2: Uma Abordagem Prática. 1ª Edição. São Paulo: Novatec, 2009. 2 WAZLAWICK, Raul Sidnei. Análise e Projeto de Sistemas de Informação Orientados a Objetos. 2ª Edição. Rio de Janeiro: Campus, 2010. 3 WEST, David; MCLAUGHLIN, Brett; POLLICE, Gary. Use a cabeça Análise & Projeto Orientado ao Objeto. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Alta Books, 2007. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR 4 ARAUJO, Ricardo; LIMA, Cardoso André. UML Aplicada: Da teoria à implementação. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2007. 5 BOOCH, Grady; RUMBAUGH, James;, JACOBSON, Ivar. UML: Guia do Usuário. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Campus, 2006. 6 LARMAN, Craig. Utilizando UML e padrões: Uma introdução à análise e projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento iterativo. 3ª Edição. Porto Alegre: Bookman, 2007. 7 PAULA FILHO, Wilson de Pádua. Engenharia de Software: Fundamentos, métodos e padrões. 3ª Edição. Rio de Janeiro: LTC, 2009. 8 SILVA, Nelson Peres da. Análise e Estruturas de Sistemas de Informação. 1ª Edição. São Paulo: Érica, 2007. 25/03/2017 Professor Leomir J. Borba- –http://professorleomir.wordpress.com 25/04/2011 Professor Leomir J. Borba- –http:professorleomir.wordpress.com 16


Carregar ppt "CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Aula 11"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google