A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ecologia Conceitos Básicos e Relações Ecológicas Prof. Waldemar Ernani Martins.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ecologia Conceitos Básicos e Relações Ecológicas Prof. Waldemar Ernani Martins."— Transcrição da apresentação:

1 Ecologia Conceitos Básicos e Relações Ecológicas Prof. Waldemar Ernani Martins

2 O que é Ecologia? É a parte da Biologia que estuda as relações dos seres vivos entre si e com o ambiente.É a parte da Biologia que estuda as relações dos seres vivos entre si e com o ambiente.

3 Conceitos Básicos EspécieEspécie PopulaçãoPopulação ComunidadeComunidade Fatores AbióticosFatores Abióticos EcossistemaEcossistema BiosferaBiosfera HábitatHábitat Nicho EcológicoNicho Ecológico

4 Espécie Conceito: Indivíduos morfologicamente semelhantes que são capazes de se cruzar e gerar descendentes férteis.

5 População Indivíduo da mesma espécie presentes em uma mesma área.Indivíduo da mesma espécie presentes em uma mesma área. Ex.: população humana na Praça 7.Ex.: população humana na Praça 7.

6 Comunidade Indivíduos de diferentes espécies presentes em uma área.Indivíduos de diferentes espécies presentes em uma área. Ex.: animais presentes em um jardimEx.: animais presentes em um jardim

7 Fatores Abióticos São elementos presentes na natureza que não possuem ou possuíram vida.São elementos presentes na natureza que não possuem ou possuíram vida. Ex.: luz, umidade, temperatura, água, pedras, etc.Ex.: luz, umidade, temperatura, água, pedras, etc.

8 Ecossistema Relação que ocorre entre a comunidade e os fatores abióticos.Relação que ocorre entre a comunidade e os fatores abióticos. Podem ser pequenos (cavidade bucal) ou enormes (floresta amazônica).Podem ser pequenos (cavidade bucal) ou enormes (floresta amazônica).

9 Biosfera O maior ecossistema da Terra, parte viva do planeta.O maior ecossistema da Terra, parte viva do planeta.

10 Habitat Endereço do indivíduo.Endereço do indivíduo. Local onde sempre podemos encontrar certa espécie.Local onde sempre podemos encontrar certa espécie. Ex.:Ex.: Lombriga intestino de crianças. Escorpião locais desertos e cheios de pedras

11 Nicho Ecológico Papel que o indivíduo desempenha na natureza.Papel que o indivíduo desempenha na natureza. Profissão do indivíduo.Profissão do indivíduo. Ex.:Ex.:

12 Exercícios – Conceitos de Ecologia 1.O conjunto de todas as populações que vivem em uma mesma área constitui: a)Uma comunidade b)Uma espécie c)Um nicho ecológico d)Um ecossistema e)Um hábitat

13 2.Em um coqueiral vivem fungos, ratos, cobras e gaviões que, em conjunto, constituem: a)Uma comunidade com quatro populações b)Uma comunidade com cinco populações c)Um ecossistema com quatro populações d)Um ecossistema com cinco populações e)Uma população com cinco comunidades

14 3.O conjunto de todos os ecossistemas forma um (a): a)Hábitat b)Comunidade c)Biosfera d)Nicho ecológico

15 4.Um ecossistema caracteriza-se por: a)Somente fatores abióticos b)Somente fatores bióticos c)Fatores bióticos e abióticos d)Apenas por comunidades e)Apenas por decompositores

16 CADEIA ALIMENTAR ou CADEIA TRÓFICA Transferência de energia alimentar, a partir dos vegetais, por uma serie de organismos.

17 QUANTO À CAPACIDADE DE PRODUZIR SEU PRÓPRIO ALIMENTO SERES AUTOTRÓFICOS ou Autótrofos. São capazes de elaborar seu próprio alimento a através da fotossíntese.São capazes de elaborar seu próprio alimento a através da fotossíntese. São denominados organismos fotossintéticos ou fotossintetizantes.São denominados organismos fotossintéticos ou fotossintetizantes. O alimento produzido é utilizadoO alimento produzido é utilizado por células vivas para obter energia, fazer mais células e formar a matéria orgânica.

18 FOTOSSÍNTESE: Processo em que se aproveita a energia da luz solar para converter dióxido de carbono, água e minerais em compostos orgânicos e oxigênio gasoso. CO 2 + H 2 O ALIMENTO + O 2 luz clorofila

19 QUANTO À CAPACIDADE DE PRODUZIR SEU PRÓPRIO ALIMENTO SERES HETEROTRÓFICOS ou Heterótrofos São os organismos que necessitam de se alimentar de outros organismos para obter a energia, uma vez que são incapazes de produzir seu próprio alimento.São os organismos que necessitam de se alimentar de outros organismos para obter a energia, uma vez que são incapazes de produzir seu próprio alimento. São os animais e seres vivos aclorofilados.São os animais e seres vivos aclorofilados.

20 CADEIA ALIMENTAR Seqüência de organismos que se relacionam pela alimentação. Uma cadeia alimentar é uma seqüência linear de seres vivos, uns servindo de alimento a outros, e também é uma simplificação do que acontece nos ecossistemas/comunidades e, portanto, artificial.

21 COMPONENTES DE UMA CADEIA ALIMENTAR: PRODUTORES: PRODUTORES: São Autotróficos.São Autotróficos. São obrigatoriamente a base de qualquer cadeia alimentar.São obrigatoriamente a base de qualquer cadeia alimentar. Além das plantas clorofiladas,incluem- se entre os organismos fotossintéticos certos protistas (como as diatomáceas), as cianobactérias (algas verde-azuladas) e diversas bactérias.Além das plantas clorofiladas,incluem- se entre os organismos fotossintéticos certos protistas (como as diatomáceas), as cianobactérias (algas verde-azuladas) e diversas bactérias.

22 (Fonte: Amabis e Martho - Biologia 3) Vegetais superiores Anabaena Organismos fotossintéticos mais simples, são as cianobactérias. As algas unicelulares.

23 COMPONENTES DE UMA CADEIA ALIMENTAR: CONSUMIDORES: CONSUMIDORES: São Heterotróficos.São Heterotróficos. Se alimentam dos seresSe alimentam dos seres autótrofos e de outros heterótrofos.autótrofos e de outros heterótrofos. Consomem: Consomem: plantas (herbívoros), plantas (herbívoros), carne (carnívoros), carne (carnívoros), ou ambos (onívoros).ou ambos (onívoros).

24 Tipos de consumidores: Primário ou de primeira ordem: comem seres fotossintetizantes aproveitando a energia contida nas moléculas orgânicas.Primário ou de primeira ordem: comem seres fotossintetizantes aproveitando a energia contida nas moléculas orgânicas. São os HERBÍVOROS:São os HERBÍVOROS:

25 Tipos de consumidores: São CARNÍVOROS.São CARNÍVOROS. Secundário ou de segunda ordem: comem os primários recebendo, das moléculas ingeridas, toda a energia.Secundário ou de segunda ordem: comem os primários recebendo, das moléculas ingeridas, toda a energia. Terciário ou de terceira ordem: comem os secundários.Terciário ou de terceira ordem: comem os secundários. Quaternário ou de quarta ordem: comem os terciários.Quaternário ou de quarta ordem: comem os terciários.

26 COMPONENTES DE UMA CADEIA ALIMENTAR: DECOMPOSITORES: Tipo especial de consumidor.Tipo especial de consumidor. São Saprófagos: Alimentam-se de matéria em decomposição.São Saprófagos: Alimentam-se de matéria em decomposição. Têm grande importância na reciclagem da matéria na natureza: transformam a matéria orgânica em matéria inorgânica, fazendo com que estes compostos retornem ao solo para serem reutilizados por outro produtor.Têm grande importância na reciclagem da matéria na natureza: transformam a matéria orgânica em matéria inorgânica, fazendo com que estes compostos retornem ao solo para serem reutilizados por outro produtor. Exemplos: FUNGOS e BACTÉRIASExemplos: FUNGOS e BACTÉRIAS

27 DECOMPOSITORES BACTÉRIAS FUNGOS MICROSCÓPICOS FUNGOS MACROSCÓPICO

28 PRODUTORES: AUTÓTROFOS: FOTOSSÍNTESEFOTOSSÍNTESE QUIMIOSSÍNTESEQUIMIOSSÍNTESE CONSUMIDORES: HETERÓTROFOS: HERBÍVOROSHERBÍVOROS CARNÍVOROSCARNÍVOROS ONÍVOROSONÍVOROS DECOMPOSITORES: SAPRÓFAGOS: FUNGOSFUNGOS BACTÉRIASBACTÉRIAS COMPONENTES

29 EXEMPLO DE CADEIA ALIMENTAR

30 Cadeia Alimentar DECOMPOSITORES CONSUMIDORES PRODUTORES O sol fornece energia para a FOTOSSÍNTESE Nutrientes

31 Cadeia Alimentar Plantas Camundongo Cobra Águia Produtor primário Consumidor 1º Consumidor 2º Consumidor 3º

32 A PERDA DE ENERGIA

33 EXEMPLOS DE TEIA ALIMENTAR

34 Relações Ecológicas Os seres vivos de diferentes espécies, além de interagirem com o meio abiótico em que vivem, também se interagem com os outros seres vivos presentes num mesmo local.Os seres vivos de diferentes espécies, além de interagirem com o meio abiótico em que vivem, também se interagem com os outros seres vivos presentes num mesmo local. Essa interação entre os seres vivos é chamada de relação ecológica.Essa interação entre os seres vivos é chamada de relação ecológica.

35 Relações Harmônicas Harmônicas intra-específicas: Harmônicas intra-específicas: ColôniaColônia SociedadeSociedade Harmônicas interespecíficas: Harmônicas interespecíficas: ProtocooperaçãoProtocooperação MutualismoMutualismo Comensalismo (típico, inquilinismo e epifitismo)Comensalismo (típico, inquilinismo e epifitismo)

36 Colônia (+,+) Associações entre indivíduos da mesma espécie que formam um conjunto funcional integrado, onde todos os indivíduos estão unidos anatomicamente.Associações entre indivíduos da mesma espécie que formam um conjunto funcional integrado, onde todos os indivíduos estão unidos anatomicamente. Ex: algas, bactérias, caravelas.Ex: algas, bactérias, caravelas.

37 Sociedade (+,+) Grupos de organismos de mesma espécie onde pode-ser observar nítida divisão de trabalho.Grupos de organismos de mesma espécie onde pode-ser observar nítida divisão de trabalho. Os indivíduos não são unidos anatomicamente e apresentam diferenças morfológicas nítidas.Os indivíduos não são unidos anatomicamente e apresentam diferenças morfológicas nítidas. Ex.: formigas, abelhas, vespas, cupinsEx.: formigas, abelhas, vespas, cupins

38 Protocooperação (+,+) Traz benefícios para ambas as espécies.Traz benefícios para ambas as espécies. É uma relação não obrigatória.É uma relação não obrigatória. Ex.: caranguejo e anêmona, gado e anu.Ex.: caranguejo e anêmona, gado e anu.

39 Mutualismo (+,+) Traz benefícios para ambas as espécies.Traz benefícios para ambas as espécies. É uma relação obrigatória, caso os indivíduos sejam separados, ambos morrem.É uma relação obrigatória, caso os indivíduos sejam separados, ambos morrem. Ex.: liquens, micorrizas, ruminantes e bactérias que degradam celulose.Ex.: liquens, micorrizas, ruminantes e bactérias que degradam celulose.

40 Comensalismo (+,0) Apenas um dos indivíduos se beneficia e o outro nem se prejudica, nem se beneficia.Apenas um dos indivíduos se beneficia e o outro nem se prejudica, nem se beneficia. O comensalismo é dividido em:O comensalismo é dividido em: Comensalismo típico quando uma espécie se alimenta dos restos alimentares deixados por um individuo de outra espécie.Comensalismo típico quando uma espécie se alimenta dos restos alimentares deixados por um individuo de outra espécie. Ex.: leão e hienaEx.: leão e hiena

41 Comensalismo (+,0) Inquilinismo (epifitismo): quando uma espécie usa outra como moradia.Inquilinismo (epifitismo): quando uma espécie usa outra como moradia. Ex.: bromélias, orquídeas e plantas suporte.Ex.: bromélias, orquídeas e plantas suporte. Forésia: quando uma espécie usa outra como meio de transporte.Forésia: quando uma espécie usa outra como meio de transporte. Ex.: rêmora e tubarão.Ex.: rêmora e tubarão.

42 Relações Desarmônicas Desarmônicas intra-específicas: Desarmônicas intra-específicas: Competição intra-específicaCompetição intra-específica CanibalismoCanibalismo Desarmônicas interespecíficas: Desarmônicas interespecíficas: Competição interespecíficaCompetição interespecífica PredatismoPredatismo ParasitismoParasitismo AmensalismoAmensalismo

43 Competição intra- específica Indivíduos de mesma espécie precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território, acasalamento) do meio. Isso gera uma competição intra-específica. Indivíduos de mesma espécie precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território, acasalamento) do meio. Isso gera uma competição intra-específica.

44 Competição Interespecífica Indivíduos de espécies diferentes precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território) do meio. Isso gera uma competição interespecífica.Indivíduos de espécies diferentes precisam dos mesmos recursos (água, alimento, território) do meio. Isso gera uma competição interespecífica. Ex.: duas espécies de pássaros que usem o mesmo tipo de local para fazer seus ninhos competem no aspecto reprodutivo.Ex.: duas espécies de pássaros que usem o mesmo tipo de local para fazer seus ninhos competem no aspecto reprodutivo.

45 Predatismo (+,-) Quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um individuo de outra espécie.Quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um individuo de outra espécie. Predador quem mata para se alimentarPredador quem mata para se alimentar Presa que morrePresa que morre Ex.: leão e veado.Ex.: leão e veado.

46 Canibalismo (+,-) Quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um individuo da mesma espécie.Quando um indivíduo de uma espécie mata e se alimenta de um individuo da mesma espécie. Ex.: viúva negra.Ex.: viúva negra.

47 Parasitismo (+,-) Quando um indivíduo de uma espécie se alimenta de um individuo de outra espécie sem mata-lo (pelo menos essa não é sua intenção, uma vez que se o hospedeiro morre o parasita geralmente morre também.Quando um indivíduo de uma espécie se alimenta de um individuo de outra espécie sem mata-lo (pelo menos essa não é sua intenção, uma vez que se o hospedeiro morre o parasita geralmente morre também. Parasita quem se alimentaParasita quem se alimenta Hospedeiro quem serve de alimentoHospedeiro quem serve de alimento

48 Parasitismo (+,-) Ectoparasitas vivem na superfície externa do corpo do hospedeiro.Ectoparasitas vivem na superfície externa do corpo do hospedeiro. Ex.: piolhos, carrapatos.Ex.: piolhos, carrapatos. Endoparasitas vivem no interior do hospedeiro.Endoparasitas vivem no interior do hospedeiro. Ex.: lombriga, solitáriaEx.: lombriga, solitária

49 Amensalismo (0,-) Os indivíduos de uma espécie eliminam para o meio substancias que prejudicam o crescimento ou a reprodução de outras espécies do habitat.Os indivíduos de uma espécie eliminam para o meio substancias que prejudicam o crescimento ou a reprodução de outras espécies do habitat. Ex.: alguns fungos eliminam substancias (antibióticos) que matam bactérias. O eucalipto libera pelas raízes substancias que impedem a germinação de sementes ao redor.Ex.: alguns fungos eliminam substancias (antibióticos) que matam bactérias. O eucalipto libera pelas raízes substancias que impedem a germinação de sementes ao redor.

50 Exercícios – Relações Ecológicas 1.A competição interespecífica é maior quando as espécies: a)Tem o mesmo nicho ecológico b)Fazem parte da mesma comunidade c)Vivem num mesmo hábitat d)Ocupam o mesmo ecossistema

51 2.Os pulgões alimentam-se da seiva elaborada das plantas, introduzindo um tromba sugadora nos vasos liberianos. As formigas por sua vez, aproveitam-se dos excrementos dos pulgões no interior dos formigueiros. As relações ecológicas, observadas entre planta-pulgão e pulgão-formiga são respectivamente: a)Desarmônica interespecífica e harmônica interespecífica b)Harmônica intra-especifica e desarmônica interespecífica c)Harmônica intra-especifica e desarmônica intra- especifica d)Harmônica interespecífica e harmônica intra- especifica e)Desarmônica intra-especifica e harmônica intra- especifica

52 3.A rêmora ou peixe-piloto fixa-se no corpo do tubarão, deslocando-se com ele e aproveitando os restos de suas presas. Esse é um exemplo típico de: a)Predatismo b)Parasitismo c)Comensalismo d)Mutualismo

53 4.O cupim vive associado a protozoários capazes de digerir a celulose, tornando o alimento acessível a ambos indivíduos. Esse tipo de associação é conhecido como: a)Parasitismo b)Predatismo c)Mutualismo d)Canibalismo

54 5.Em lagos públicos ou simples espelhos d´água é conveniente manter uma população de peixes larvófagos para combater a proliferação de larvas de mosquitos. Esse procedimento não poluente é um exemplo de: a)Simbiose b)Comensalismo c)Predatismo d)Parasitismo e)Amensalismo

55 6.Um tipo de relação ecológica, em que apenas um dos participantes se beneficia sem causar prejuízo ao outro, é a que ocorre entre: a)Ectoparasitas e seus hospedeiros b)Predadores e suas presas c)Os tubarões e os peixes-piloto que se alimentam dos restos alimentares deles d)As bactérias e os fungos que impedem a multiplicação delas produzindo antibióticos e)Os ruminantes e as bactérias que vivem em seu tubo digestivo digerindo a celulose.

56 ESTRATÉGIAS DE DISFARCE MIMETISMO – imitar outros seres vivos, obtendo vantagens com essa semelhança com essa semelhança

57 CAMUFLAGEM - envolve a semelhança de cor ou de forma entre o ser vivo e o ambiente

58 Biogeoquímica Ciência que estuda a troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. Todos os elementos químicos naturais apresentam um movimento dinâmico nos ecossistemas transitando constantemente entre o meio físico e os organismos.

59 O que é o ciclo da água? A água circula continuamente na Natureza. Ao conjunto de mudanças de lugar e estado físico que a água sofre ao longo do tempo, chamamos ciclo da água.

60 O ciclo da água

61 1 1 A água dos mares, rios e lagos evapora, com a acção do calor e passa a vapor de água, que sobe na atmosfera, na transpiração dos seres vivos também se liberta vapor de água. Evaporação Evaporação é a passagem da água do estado líquido ao estado gasoso (vapor de água).

62 Acontece quando o vapor de água se concentra e passa em zonas mais frias, formando as nuvens. Condensação 2 A condensação é a passagem da água do estado gasoso (vapor de água) ao estado líquido.

63 A passagem da água pelas camadas altas, médias ou baixas da atmosfera, faz surgir a neve, o granizo ou a geada. Também acontece quando a água congela com as temperaturas muito baixas. A solidificação é a passagem da água do estado líquido ao estado sólido. Solidificação 3

64 Precipitação Acontece quando as nuvens passam por regiões mais frias, ficam pesadas e chove. Precipitação é a água que cai na superfície terrestre no estado sólido ou líquido. 4

65 Ciclo da água

66 O ciclo da água

67 Planeta Terra ou Água O planeta Terra é formado por ¾ de água (doce e salgada) e apenas ¼ de terra. Percebemos melhor se olharmos para o globo terrestre:

68 Planeta Terra ou Água Uma seria a parte da terra E as outras três seriam as partes formadas por água. Imagina que a Terra é uma pizza cortada em quatro partes.

69 Água Doce 97,3% da água do planeta é água salgada, que podemos encontrar nos mares e oceanos. A água doce é apenas 2,7% do total de águas da Terra. Para ter uma ideia mais aproximada a água salgada seria uma garrafa de 2 litros e a água doce apenas um conta gotas. 2L Apesar de ser bom brincar na água salgada do mar na praia, não podemos bebê-la, pois a água apropriada para o consumo humano é a água doce.

70 O HOMEM AFETA O CICLO DA Á GUA

71 Ciclo do Carbono

72 O HOMEM AFETA O CICLO DO CARBONO Aquecimento Global; Agravamento do Efeito Estufa; Chuva ácida; Destruição da Camada de Ozônio.

73 NH 3 amônia NO 3 nitrato NO 2 nitrito N 2 nitrogênio atmosférico Ciclo do Nitrogênio

74


Carregar ppt "Ecologia Conceitos Básicos e Relações Ecológicas Prof. Waldemar Ernani Martins."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google