A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aulas previstas: 01. Origem e Finalidade (12 slides) 02. Natureza (11 slides) 03. Igreja visível (37 slides) 04. Missão na Terra (35 slides) 05. Confissões.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aulas previstas: 01. Origem e Finalidade (12 slides) 02. Natureza (11 slides) 03. Igreja visível (37 slides) 04. Missão na Terra (35 slides) 05. Confissões."— Transcrição da apresentação:

1 Aulas previstas: 01. Origem e Finalidade (12 slides) 02. Natureza (11 slides) 03. Igreja visível (37 slides) 04. Missão na Terra (35 slides) 05. Confissões cristãs (24 slides) 06. A Igreja invisível ( 11 slides) Eclesiologia 06 A Igreja invisível

2 1/11 Igreja invisível Até ao dia da segunda e definitiva vinda de Cristo no final dos tempos, os seus discípu- los, uns peregrinam na terra; outros, já de- funtos, se purificam ; enquanto que outros estão glorificados, contemplando claramente ao próprio Deus, uno e trino, tal como é Lumen gentium 49 ( Lumen gentium 49 ). Estas três porções do Povo de Deus compõem uma mesma e só Igreja : a única Igreja de Cristo. Mas cada uma é um dos estados da Igreja: triunfante, purgante e militante.

3 2/11 Igreja invisível A Igreja triunfante é a do céu, constituída por todos os que morreram na graça de Deus e estão devidamente purifica - dos. 1 Cor 2, 9 : nem olho viu, nem ouvido ouviu.... É o modelo da Igreja na terra, e a sua meta : o objectivo final da missão que Cristo lhe confiou A Igreja militante é a formada pelos que caminham ainda na terra. É sempre missionária. A Igreja purgante é a formada por todos os que precisam CCE 1030 de uma última purificação: CCE 1030 : os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas imperfeitamente purificados, ainda que estão seguros da sua eterna salvação, sofrem depois da sua morte uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do céu.

4 3/11 Igreja invisível COMUNHÃO DOS SANTOS, 1 Na Igreja existe uma íntima união entre todos os seus membros, estejam onde estiverem: na terra, no purgatório ou no Céu = a Comunhão dos san - tos. É como uma espécie de corrente interior de graça e de vida divina, que circula entre todos os membros da Igreja e a todos junta. A B Tem dois significados estreitamente relacionados: comunhão nas coisas santas = os fiéis da terra participam nos bens espirituais da Igreja; comunhão entre as pessoas santas = compe- netração que se dá entre todos os fiéis : a união dos membros da Igreja peregrina com os irmãos que dormiram na paz de Cristo Lumen gentium 49 não se interrompe de nenhuma maneira ( Lumen gentium 49 ).

5 4/11 Igreja invisível COMUNHÃO DOS SANTOS, 2 estado de graça Os fiéis da Igreja militante em estado de graça podem intervir a favor dos outros e das almas do purgatório, com a sua oração e o mérito das suas boas obras. 1 2 Os membros da Igreja purgante podem receber a ajuda dos restantes para a sua purificação e, por sua vez, interceder a favor dos fiéis da terra. Os bem-aventurados da Igreja triunfante já alcançaram a sua meta e não necessitam de auxílios. Mas ajudam muito aos fiéis da Igreja peregrina e da purgante com a sua intercessão diante de Deus. 3 Os modos de participar na Comunhão dos santos são distintos, conforme a situação situação e o estado de cada um:

6 5/11 Igreja invisível INDEFECTIBILIDADE DA IGREJA = Não pode faltar ou desaparecer : não só no sentido de perseverança no tempo, mas também no de persistência em ser tal e como Cristo a quis e fundou, até ao fim dos séculos. = Verdade de fé baseada em duas promessas de Jesus: Mt 16, 18 : as portas do inferno não prevale- cerão contra Ela, e Mt 28, 20 : Eu estarei convosco todos os dias até ao fim do mundo.

7 6/11 Igreja invisível Lumen gentium 48 Lumen gentium 48 : A Igreja... só logrará a sua plenitude consumada na glória do céu, quando chegue o tempo da restauração de todas as coisas e quando, juntamente com o género humano, também toda a cria- ção... fique perfeitamente renovada em Cristo CONSUMAÇÃO DA IGREJA, 1

8 7/11 Igreja invisível Ignoramos por completo quando acontecerá o fim do mundo (cfr. Mc 13, 32 ). Mas sabemos que vários acontecimentos precederão a consumação ou perfeição final da Igreja. 1 3 CONSUMAÇÃO DA IGREJA, 2 Cristo glorioso virá para julgar todos os homens. CCE 1039 = Parusia. CCE 1039 : Será posta a descoberto definitivamente a verdade da relação de cada homem com Deus. Então a Igreja alcançará a sua meta e a sua consuma- ção ou plenitude. A Igreja ver-se-á submetida a uma grande prova : Mc 13, CCE 990 Ressuscitarão os corpos de todos os homens: CCE 990 : a ressurreição da carne significa que, depois da morte, não haverá somente vida da alma imortal, mas que também os nossos -corpos mortais voltarão a ter vida.

9 8/11 Igreja invisível Lumen gentium 54 Lumen gentium 54 : Maria é quem, depois de Cristo, ocupa na Santa Igreja o lugar mais alto e ao mesmo tempo o mais próximo de nós. Desde o Calvário e até ao final dos tempos, Maria Santíssima leva a cabo, junto a Cristo, uma singular missão maternal entre os membros do povo de Deus. Da sua maternidade divina provêm todos os seus títulos e privilégios. MÃE DA IGREJA, 1

10 9/11 Igreja invisível MÃE DA IGREJA, 2 A Igreja sempre considerou Maria, além de Mãe de Deus, também Mãe dos fiéis cristãos na ordem da graça. 1 3 com a Assunção ao Céu, não deixou esta missão salvadora, mas com a sua multíplice intercessão continua a obter-nos os dons da Lumen gentium 62 salvação eterna ( Lumen gentium 62 ). Precede à Igreja, porque a sua concepção imaculada é o primeiro acto redentor de Cristo, e a sua fé e obediência livre são requisitos prévios para a entrada de Jesus no mundo. está activamente presente a todo o momen- to da fundação da Igreja (encarnação, vida, morte, ressurreição de Jesus e Pentecostes). 2

11 10/11 Igreja invisível MÃE DA IGREJA, 3 Em 21.XI.1964, Paulo VI proclamou Maria Mãe da Igreja. No seu discurso de en- cerramento da terceira sessão do Concílio Vaticano II afirmou: Por ser Mãe dAquele que desde o primeiro instante da encarnação no seu seio virginal se constituiu na Cabeça do seu Corpo Místico que é a Igreja… Maria, pois, como Mãe de Cristo, é também Mãe dos fiéis e dos pastores, quer dizer, da Igreja.

12 11/11 Ficha técnica Bibliografia Estes Guiões são baseados nos manuais da Biblioteca de Iniciação Teológica da Editorial Rialp (editados em português pela editora Diel) Slides Original em português europeu - disponível em inicteol.googlepages.com


Carregar ppt "Aulas previstas: 01. Origem e Finalidade (12 slides) 02. Natureza (11 slides) 03. Igreja visível (37 slides) 04. Missão na Terra (35 slides) 05. Confissões."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google