A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ECONOMIA INTRODUÇÃO. O que discutimos em economia? Aumento de preços; Aumento de preços; Períodos de crise econômica ou de crescimento; Períodos de crise.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ECONOMIA INTRODUÇÃO. O que discutimos em economia? Aumento de preços; Aumento de preços; Períodos de crise econômica ou de crescimento; Períodos de crise."— Transcrição da apresentação:

1 ECONOMIA INTRODUÇÃO

2 O que discutimos em economia? Aumento de preços; Aumento de preços; Períodos de crise econômica ou de crescimento; Períodos de crise econômica ou de crescimento; Desemprego; Desemprego; Setores que crescem mais do que outros; Setores que crescem mais do que outros; Diferenças salariais; Diferenças salariais; Crises no balanço de pagamentos; Crises no balanço de pagamentos; Vulnerabilidade externa; Vulnerabilidade externa; Valorização ou desvalorização da taxa de câmbio; Valorização ou desvalorização da taxa de câmbio; Dívida externa; Dívida externa; Ociosidade em alguns setores de atividade; Ociosidade em alguns setores de atividade; Diferenças de renda entre as várias regiões do país; Diferenças de renda entre as várias regiões do país; Comportamento das taxas de juros; Comportamento das taxas de juros; Déficit governamental; Déficit governamental; Elevação de impostos e tarifas públicas. Elevação de impostos e tarifas públicas.

3 COMO ISSO PODE ME AFETAR? Pessoalmente e profissionalmente

4 ESTUDANTES DE: DIREITO / ADMINISTRACAO ECONOMIA / CIÊNCIAS CONTÁBEIS Podem ocupar cargo de responsabilidade na empresa ou público. Podem ocupar cargo de responsabilidade na empresa ou público. Análise econômica é fundamental para sobrevivência no mercado. Análise econômica é fundamental para sobrevivência no mercado. Saber analisar e delimitar os problemas econômicos que nos rodeiam diariamente. Saber analisar e delimitar os problemas econômicos que nos rodeiam diariamente.

5 OBJETIVO DO ESTUDO ECONÔMICO Analisar os problemas econômicos e formular soluções para resolvê-los, de forma a melhorar nossa qualidade de vida.

6 CONCEITO DE ECONOMIA Economia deriva do grego: Economia deriva do grego: Aristóteles ( a.C) Oikonomía Óikos – casa Nomos – Lei Significa a administração de uma casa, ou do Estado.

7 CONCEITO DE ECONOMIA Então: Então: É a ciência social que estuda como o indivíduo e a sociedade decidem (escolhem) empregar recursos produtivos escassos na produção de bens e serviços, de modo a distribuí-los entre as várias pessoas e grupos da sociedade, a fim de satisfazer as necessidades humanas.

8 PALAVRAS QUE DÃO BASE AO OBJETO DO ESTUDO DA CIÊNCIA ECONÔMICA Escolha; Escolha; Escassez; Escassez; Necessidades; Necessidades; Recursos; Recursos; Produção; Produção; Distribuição. Distribuição.

9 IMPASSE Recursos Produtivos ou fatores de produção (mão-de-obra, terra, matérias-primas, outros) X Necessidades humanas (ilimitadas e se renovam) ESCASSEZ

10 QUESTÃO CENTRAL DO ESTUDO DA ECONOMIA Como alocar recursos produtivos limitados para satisfazer todas as necessidades da população? ESCOLHA

11 PROBLEMAS ECONÔMICOS FUNDAMENTAIS O quê e quanto produzir: escassez e escolha dentre as possibilidades de produção, quais produtos e quanto. O quê e quanto produzir: escassez e escolha dentre as possibilidades de produção, quais produtos e quanto. Como produzir: sociedade escolhe quais recursos de produção. Como produzir: sociedade escolhe quais recursos de produção. Concorrência geralmente decide como serão produzidos e produtores observam menor custo. Para Quem Produzir: Sociedade também decide como seus membros participarão da distribuição de resultados de produção. Para Quem Produzir: Sociedade também decide como seus membros participarão da distribuição de resultados de produção.

12 SISTEMA ECONÔMICO Cada nação resolve, de sua forma, como serão solucionados os problemas econômicos e de que forma a organização econômica irá se portar.

13 SISTEMAS ECONÔMICOS O sistema econômico de cada país irá determinar como se porta a organização da produção, distribuição e consumo de todos bens e serviços de sua população, visando sempre a melhoria do padrão de vida e bem estar.

14 ELEMENTOS BÁSICOS DE UM SISTEMA ECONÔMICO Estoques de recursos ou Fatores de Produção – Recursos humanos (trabalho e capacidade empresarial), o capital, a terra, as reservas naturais e tecnologia; Estoques de recursos ou Fatores de Produção – Recursos humanos (trabalho e capacidade empresarial), o capital, a terra, as reservas naturais e tecnologia; Complexo de unidades de produção: Constituído pelas empresas; Complexo de unidades de produção: Constituído pelas empresas; Conjunto de instituições políticas, jurídicas, econômicas e sociais: Base da organização da sociedade; Conjunto de instituições políticas, jurídicas, econômicas e sociais: Base da organização da sociedade;

15 SISTEMAS ECONÔMICOS CLASSIFICAÇÃO Sistema Capitalista, ou economia de mercado: Regido pelas forças de mercado (livre iniciativa e propriedade privada dos fatores de produção) Sistema Capitalista, ou economia de mercado: Regido pelas forças de mercado (livre iniciativa e propriedade privada dos fatores de produção) Sistema Socialista, ou economia centralizada, ou ainda economia planificada: Problemas econômicos fundamentais resolvidos por um órgão central (governo). Sistema Socialista, ou economia centralizada, ou ainda economia planificada: Problemas econômicos fundamentais resolvidos por um órgão central (governo). Alguns países podem utilizar uma forma intermediária. (Países com governo sóciocapitalistas ou a maioria dos governos?) Alguns países podem utilizar uma forma intermediária. (Países com governo sóciocapitalistas ou a maioria dos governos?)

16 CURVA DA POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO (Curva de Transformação) Expressa a capacidade máxima de produção da sociedade, supondo pleno emprego dos fatores de produção. Expressa a capacidade máxima de produção da sociedade, supondo pleno emprego dos fatores de produção. Ilustra como a escassez limita à capacidade produtiva. Ilustra como a escassez limita à capacidade produtiva. Assim, a sociedade terá que fazer escolhas entre opções de produção. Assim, a sociedade terá que fazer escolhas entre opções de produção.

17 Imagine que uma economia só produza máquinas (bem de capital e alimentos (bens de consumo). Pleno emprego Alternativas de produção Máquinas(milhares)Alimentos(toneladas) A250 B2030,0 C1547,5 D1060,0 E070,0

18 CURVA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO

19 CUSTO DE OPORTUNIDADE Sacrifício de deixar de produzir o bem A para produzir o bem B. Sacrifício de deixar de produzir o bem A para produzir o bem B. Exemplo: Análise da figura anterior. Exemplo: Análise da figura anterior. Aumento de produção de alimentos de 30 para 47,5 toneladas. Aumento de produção de alimentos de 30 para 47,5 toneladas. Diminuição da produção de máquinas de 20 para 15 mil. Diminuição da produção de máquinas de 20 para 15 mil. CUSTO DE OPORTUNIDADE DE 5 MIL MÁQUINAS. CUSTO DE OPORTUNIDADE DE 5 MIL MÁQUINAS.

20 ANÁLISE DO CUSTO DE OPORTUNIDADE

21 DESLOCAMENTO DA CURVA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO

22 FATORES QUE LEVAM AO DESLOCAMENTO DA CURVA DE POSSILIDADES DE PRODUÇÃO Crescimento econômico; Crescimento econômico; Aumento da quantidade física produzida / melhor aproveitamento dos recursos já existentes; Aumento da quantidade física produzida / melhor aproveitamento dos recursos já existentes; Aumento da eficiência produtiva e organizacional; Aumento da eficiência produtiva e organizacional; Qualificação da mão de obra; Qualificação da mão de obra; Avanços tecnológicos; Avanços tecnológicos; Importação. Importação.

23 FUNCIONAMENTO DE UMA ECONOMIA DE MERCADO: FLUXOS REAIS E MONETÁRIOS

24 FLUXO MONETÁRIO DA ECONOMIA

25 FLUXO CIRCULAR DA RENDA

26 FATOR DE PRODUÇÃO E TIPO DE REMUNERAÇÃO Fator de produçãoTipo de remuneração Trabalho Capital Terra Tecnologia Capacidade empresarial Salário Juro Aluguel Royalty Lucro

27 INTERRELAÇÃO DA ECONOMIA COM OUTRAS ÁREAS DO CONHECIMENTO Economia, Física e Biologia; Economia, Física e Biologia; Economia, Matemática e Estatística; Economia, Matemática e Estatística; Economia e Política; Economia e Política; Economia e História; Economia e História; Economia e Geografia; Economia e Geografia; Economia, Moral, Justiça e Filosofia Economia, Moral, Justiça e Filosofia

28 ECONOMIA, FÍSICA E BIOLOGIA Estudo sistemático da economia e avanços da física e biologia (Séc XVIII e XIX). Estudo sistemático da economia e avanços da física e biologia (Séc XVIII e XIX). Concepções organicistas (biológicas): Economia se comporta como orgão vivo, daí os termos, orgãos, funções, circulação e fluxos na teoria econômica. Concepções organicistas (biológicas): Economia se comporta como orgão vivo, daí os termos, orgãos, funções, circulação e fluxos na teoria econômica. Concepções mecanicistas (físicas): Economia se comporta como determinadas leis da física, daí os termos estática, dinâmica, aceleração, velocidade, forças e outros. Concepções mecanicistas (físicas): Economia se comporta como determinadas leis da física, daí os termos estática, dinâmica, aceleração, velocidade, forças e outros. Concepção Humanística (atual): Observa do comportamento da atividade humana. Por isso, economia é uma ciência social. Concepção Humanística (atual): Observa do comportamento da atividade humana. Por isso, economia é uma ciência social.

29 ECONOMIA, MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA Economia também é limitada ao meio físico, dado os recursos escassos. Economia também é limitada ao meio físico, dado os recursos escassos. Tem relação próxima das quantidades (produção e consumo, exemplos). Tem relação próxima das quantidades (produção e consumo, exemplos). Depende da matemática e estatística para estabelecer relações entre variáveis econômicas. Depende da matemática e estatística para estabelecer relações entre variáveis econômicas.

30 ECONOMIA E POLÍTICA São extremamente interligadas (relação de causalidade – causa e efeito – difícil de estabelecer). São extremamente interligadas (relação de causalidade – causa e efeito – difícil de estabelecer). A política pode firmar onde se desenvolverá atividades econômicas. A política pode firmar onde se desenvolverá atividades econômicas. A economia pode também ditar decisões políticas (corporações estatais, oligopólios, monopólios, latifúndio. A economia pode também ditar decisões políticas (corporações estatais, oligopólios, monopólios, latifúndio.

31 ECONOMIA E HISTÓRIA Pesquisa histórica auxilia a economia (facilita compreensão do presente). Pesquisa histórica auxilia a economia (facilita compreensão do presente). Fatos econômicos também afetam o desenrolar da história. (Ciclos do ouro, cana de açúcar, revolução industrial, crack de 29, crise do petróleo, crise hipotecária) Fatos econômicos também afetam o desenrolar da história. (Ciclos do ouro, cana de açúcar, revolução industrial, crack de 29, crise do petróleo, crise hipotecária)

32 ECONOMIA E GEOGRAFIA A geografia de uma área pode determinar sua atividade econômica (colatina, qual sua vantagem geoeconômica?) A geografia de uma área pode determinar sua atividade econômica (colatina, qual sua vantagem geoeconômica?) Áreas de estudos – Economia regional, economia urbana, teorias de localização industrial (APL – Arranjos Produtivos Locais) e demografia econômica. Áreas de estudos – Economia regional, economia urbana, teorias de localização industrial (APL – Arranjos Produtivos Locais) e demografia econômica.

33 ECONOMIA, MORAL, JUSTIÇA E FILOSOFIA Idade média, economia era vista como parte integrante da filosofia, moral e ética (justiça). Idade média, economia era vista como parte integrante da filosofia, moral e ética (justiça). Era orientada por princípios morais e de justiça. Era orientada por princípios morais e de justiça. Estudo sistemático econômico teve seu início após a Revolução Industrial do Século XVIII. Estudo sistemático econômico teve seu início após a Revolução Industrial do Século XVIII.

34 DIVISÃO DO ESTUDO ECONÔMICO Microeconomia ou teoria da formação de preços – Examina como consumidores e empresas interagem no mercado, decidindo preços e quantidades para satisfazer ambos. Microeconomia ou teoria da formação de preços – Examina como consumidores e empresas interagem no mercado, decidindo preços e quantidades para satisfazer ambos. Macroeconomia – Estuda a determinação e o comportamento dos grandes agregados nacionais (PIB, taxa de juros, poupança agregada, outros) Macroeconomia – Estuda a determinação e o comportamento dos grandes agregados nacionais (PIB, taxa de juros, poupança agregada, outros) Economia Internacional – Analisa relações de residentes e não residentes do país. Além das relações comerciais entre países. Economia Internacional – Analisa relações de residentes e não residentes do país. Além das relações comerciais entre países. Desenvolvimento econômico – Aborda a preocupação com melhoria do padrão de ida da coletividade ao longo do tempo. Desenvolvimento econômico – Aborda a preocupação com melhoria do padrão de ida da coletividade ao longo do tempo.


Carregar ppt "ECONOMIA INTRODUÇÃO. O que discutimos em economia? Aumento de preços; Aumento de preços; Períodos de crise econômica ou de crescimento; Períodos de crise."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google