A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MT 2,1-12 Um instante de silêncio para pedir a graça do Espírito Santo...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MT 2,1-12 Um instante de silêncio para pedir a graça do Espírito Santo..."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 MT 2,1-12

4 Um instante de silêncio para pedir a graça do Espírito Santo...

5 1 Tendo, pois, Jesus nascido em Belém de Judá, no tempo do rei Herodes, eis que magos vieram do oriente a Jerusalém.

6 2 Perguntaram eles: Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela no oriente e viemos adorá-lo.

7 3 A esta notícia, o rei Herodes ficou perturbado e toda Jerusalém com ele.

8 4 Convocou os príncipes dos sacerdotes e os escribas do povo e indagou deles onde havia de nascer o Cristo.

9 5 Disseram-lhe: Em Belém, na Judéia, porque assim foi escrito pelo profeta:

10 6 E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as cidades de Judá, porque de ti sairá o chefe que governará Israel, meu povo (Miq 5,2).

11 7 Herodes, então, chamou secretamente os magos e perguntou- lhes sobre a época exata em que o astro lhes tinha aparecido.

12 8 E, enviando-os a Belém, disse: Ide e informai-vos bem a respeito do menino. Quando o tiverdes encontrado, comunicai-me, para que eu também vá adorá-lo.

13 9 Tendo eles ouvido as palavras do rei, partiram. E eis que a estrela, que tinham visto no oriente, os foi precedendo até chegar sobre o lugar onde estava o menino e ali parou.

14 10 A aparição daquela estrela os encheu de profunda alegria.

15 11 Entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se diante dele, o adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-lhe como presentes: ouro, incenso e mirra.

16 12 Avisados em sonhos de não tornarem a Herodes, voltaram para sua terra por outro caminho.

17 Pequena pausa para meditação...

18 CHEGAM OS TRÊS REIS MAGOS – POR MARIA VALTORTA – FONTE: INTERNET

19 Na estrada principal avança uma caravana.

20 cavalos ajaezados ( jaez: Aparelho, adorno, ornato de bestas )

21 e outros que seguram as rédeas, os dromedários e camelos sobre os quais alguém vem cavalgando, ou segurando as rédeas.

22 O som do casco é como um rumor de águas a esfregar as pedras do córrego.

23 Na praça, eles param.

24 O comboio, ( Conjunto de vagões ou carruagens engatadas umas nas outras e puxadas por uma locomotiva.) sob os raios da estrela, é fantástico.

25 Adornos, as roupas dos cavaleiros, seus rostos, tudo, a bagagem brilha no esplendor da estrela, metal, couro, seda, jóias, peles.

26 Os olhos brilham, sorrindo, das bocas o sorriso brota porque há outro esplendor em seus corações: o de uma alegria sobrenatural.

27 Enquanto os servos se dirigem para o local onde as caravanas podem ficar,

28 três descem de seus respectivos animais, que um servo leva à outra parte, e vão para a casa a pé.

29 Se prostram com o rosto no chão. Beijam o pó.

30 São três homens poderosos, o indicam por seus vestidos muito ricos.

31 Um de pele muito escura que desceu de um camelo, envolto em uma capa de seda branca, que se sustém na frente e na cintura com um cinto precioso, e deste pende um punhal ou espada que em sua empunhadura, tem pedras preciosas.

32 Os outros dois desceram de soberbos cavalos.

33 Um está vestido com um tecido listrado branquíssimo onde predomina a cor amarela.

34 O capuz e o cordão parecem uma só peça de filigrana ( Adorno ) de ouro.

35 O outro traz uma blusa de seda e calças compridas, com mangas largas presos às extremidades amarradas nos pés.

36 Está envolto num finíssimo manto, que parece um jardim vivo das cores das flores que o adornam. Na cabeça traz um turbante, ( Cobertura para a cabeça usada pelos orientais ) que sustém uma corrente cravejada de diamantes.

37 Depois de terem reverenciado a casa do Salvador, vão para o lugar de caravanas, onde os servos pediram abrigo.

38 Agora já é depois do meio-dia. O sol brilha no céu. Um servo dos três atravessa a praça, pela escadinha da pequena casa, entra, sai e volta para o albergue.

39 Saem os três personagens, seguidos cada um de seu próprio empregado.

40 Atravessam a praça.

41 Os pedestres são poucos e voltam para olhar para estes homens pomposos com andar lento e solene.

42 Desde que saiu o escravo da casa e vêm os três personagens, já se passou uns bons quinze minutos, tempo suficiente para aqueles que vivem na casa, se prepararem para receber os hóspedes.

43 Vem agora mais ricamente vestido que na noite. A seda resplandece, brilham as pedras preciosas, uma grande pluma de jóias espalhadas no turbante do que o traz, brilha.

44 Um servo traz um cofre com rebites em ouro polido.

45 Outro, um troféu que é uma preciosidade. Sua cobertura é muito melhor, lavrada toda em ouro.

46 O terceiro, traz um tipo de ânfora de grande porte, também em ouro, com uma espécie de tampa em forma de pirâmide, e sobre sua ponta há um brilhante.

47 Devem ser pesados, porque os servos trazêm-los, fatigados, especialmente o que traz o cofre.

48 Sobem a escada.

49 Entram.

50 Entram em uma sala que vai desde a rua até ao fundo da casa.

51 Ele vai para o pequeno jardim por uma janela aberta ao sol.

52 Há portas nas paredes, e os proprietários aparecem:

53 um homem, uma mulher e um Menino.

54 Maria está sentada com o Menino em seus joelhos, José ao seu lado, em pé.

55 Levanta-se, inclina-se quando vê que entram os três Reis Magos.

56 Ela traz um vestido branco que a cobre a partir do pescoço até os pés. Tranças loiras adornam a cabeça.

57 Seu rosto está vermelho devido a intensa emoção.

58 Nos seus olhos há uma imensa doçura.

59 De sua boca sai a saudação: Que Deus esteja com vocês.

60 Os três se detém por um momento surpreendidos, logo se adiantam e se prostram a seus pés. Lhe dizem o que se sentem.

61 Ainda que Ela os convide para sentar, não aceitam,

62 permanecem de joelhos apoiados sobre os calcanhares.

63 Atrás da entrada, os servos estão ajoelhados. Colocam diante deles os presentes e ficam esperando.

64 Os três Sábios contemplam o Menino, que eu acho que tem agora cerca de nove meses ou um ano.

65 É muito alegre.

66 É robusto.

67 Ele está sentado nos joelhos de sua mãe e sorri e tenta dizer algo à sua vozinha.

68 Como a mãe, está todo vestido de branco.

69 Em seus pezinhos traz sandálias.

70 Sua veste é muito simples:

71 um tuniquinha da qual saem dois pezinhos intranquilos,

72 as mãozinhas rechonchudas, que querem tocar em tudo,

73 sobretudo seu rosto no qual resplandecem dois olhinhos na cor azul-escuro.

74 Sua boquinha se abre e deixa ver seus primeiros dentinhos.

75 As risadas parecem polvilhadas com pó de ouro tão úmidas e brilhantes parecem.

76 O mais velho dos três fala em nome de todos.

77 Dizem à Maria que vieram numa noite de dezembro passado, em que pendia no céu uma estrela de brilho inusitado ( raro ).

78 Os mapas do céu que tinham não registravam esta estrela, e nem dela falavam.

79 Seu nome era desconhecido.

80 Nascida da vontade de Deus, tinha vindo a anunciar a verdade aos homens, um segredo de Deus.

81 Mas os homens não tinham feito caso, porque tinham a alma atolada na lama.

82 Eles não tiveram seus olhos voltados para Deus, e não conseguiram ler as palavras que Ele trazia, sempre sendo louvado com estrelas de fogo na abóboda dos céus.

83 Mensagens: As mensagens a seguir foram feitas por mim, que organizei o trabalho ( prefiro ficar anônimo ), assim como durante o texto as partes entre parênteses e em letras menores.

84 O próprio texto já é uma grande mensagem, assim como a Palavra de Deus colocada no início, aqui vou apenas destacar alguns pontos para ajudar na reflexão, depois com a graça do Espírito Santo, tudo vai ser inspirado e encaixado conforme a vontade de Deus!

85 O texto colocado no início (Mt 2,1-12) é refletido no começo do ano na Epifania do Senhor, onde temos como mensagem principal a

86 manifestação de Jesus a todos os povos da terra, o qual oferece a salvação a todas as pessoas, sem distinção, basta crer, aceitar a Sua mensagem e viver conforme os seus ensinamentos...

87 Seria importantíssimo você pesquisar mais material sobre MARIA VALTORTA, assim também sobre sua vida, quem foi esta pessoa e tê-la como modelo e intercessora para uma vida de maior autenticidade, amor e santidade diante de Deus, o que deve ser o nosso grande objetivo...

88 Olhando o comportamento dos magos diante de Jesus, não podemos nos esquecer que esses sábios já fizeram aquilo que a Palavra de Deus nos orienta em Filipenses 2,

89 Deus O exaltou à mais alta posição e Lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.

90 Dispensa qualquer comentário e esclarece qualquer dúvida: é mais do que suficiente para saber como se comportar diante do Santíssimo Sacramento... (Somente não ajoelha quem estiver impossibilitado por motivo de saúde).

91 Um outro ensinamento muito claro se refere aos presentes, o que nos questiona o que levamos para Jesus, será que estamos oferecendo a nossa vida, colaborando com as necessidades da Paróquia que pertencemos, e acima de tudo, as obras que vamos levar ao se encontrar definitivamente com Ele?

92 Teria muitas mensagens ainda, cada um com a inspiração do Espírito Santo, sua formação e suas necessidades irá descobrindo para iluminar a caminhada...

93 Espero que tenha gostado, daí divulgar para as pessoas amigas...

94 Um grande abraço,

95 Jesus, Maria e José te amam infinitamente...

96 Fique com Deus...

97 OBRIGADO, SENHOR


Carregar ppt "MT 2,1-12 Um instante de silêncio para pedir a graça do Espírito Santo..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google