A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas. Karl Marx.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas. Karl Marx."— Transcrição da apresentação:

1 A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas. Karl Marx

2 História em Documento Lembrar e organizar no caderno As 6 questões da página Texto de Florestan Fernandes e as classes sociais no Brasil. As 6 questões da página 148 Possíveis mudanças sociais para o Brasil de 1930 – Pagu (Patricia Galvão)

3 Karl Marx * Página 149 Estudou na universidade de Berlim, principalmente a filosofia hegeliana, e formou- se em Iena, em Em 1842 assumiu a chefia da redação do Jornal Renano em Colônia, onde seus artigos radical-democratas irritaram as autoridades.

4 Casa-se com Jenny VonWestphalen, (mulher rica e aristocrática) tem 6 filhos, mas somente 3 chegam a vida adulta – miséria e os despejos foram constantes na vida da família. Em 1844, conheceu em Paris Friedrich Engels, começo de uma amizade íntima durante a vida toda. Foi, no ano seguinte, expulso da França, radicando- se em Bruxelas e participando de organizações clandestinas de operários e exilados.

5 Ao mesmo tempo em que na França estourou a revolução, em 24 de fevereiro de 1848, Marx e Engels publicaram o folheto O Manifesto Comunista, primeiro esboço da teoria revolucionária que, mais tarde, seria chamada marxista. Voltou para Paris, mas assumiu logo a chefia do Novo Jornal Renano em colônia, primeiro jornal diário francamente socialista. Xangai, 1948: durante a revolução comunista, população tenta trocar cédulas prestes a perder o valor por barras de ouro

6 Em 1848, quando eclodiu o movimento revolucionário em vários países europeus, Marx voltou para Alemanha. Em 1864 Marx fundou, a Associação Internacional dos Trabalhadores, depois chamada Primeira Internacional dos Trabalhadores com o objetivo de organizar a conquista do poder pelo proletariado em todo o mundo.

7 Que é, pois, o valor da força de trabalho? Como o de toda outra mercadoria, este valor se determina pela quantidade de trabalho necessário para produzi-la. A força de trabalho de um homem consiste, pura e simplesmente, na sua individualidade viva. Para poder crescer e manter-se, um homem precisa consumir uma determinada quantidade de meios de subsistência, o homem, como máquina, se gasta e tem de ser substituído por outro homem. Além da soma de artigos de primeira necessidade exigidos para o seu próprio sustento, ele precisa de outra quantidade dos mesmos artigos para criar determinado número de filhos, que hão de substituí-lo no mercado de trabalho e perpetuar a raça dos trabalhadores. Ademais, tem de gastar outra soma de valores no desenvolvimento de sua força de trabalho e na aquisição de uma certa habilidade. Para o nosso objetivo bastar-nos-á considerar o trabalho médio, cujos gastos de educação e aperfeiçoamento são grandezas insignificantes. Salário, preço e lucro página 151

8 Devo, sem embargo, aproveitar a ocasião para constatar que, assim como diferem os custos de produção da força de trabalho de diferente quantidade, assim têm de diferir, também, os valores das forças de trabalho aplicadas nas diversas indústrias. Por conseqüência, o grito pela igualdade de salários assenta num erro: é um desejo oco, que jamais se realizará. É um rebento desse falso e superficial radicalismo que admite as premissas e procura fugir às conclusões. Dentro do sistema do salariado, o valor da força de trabalho se fixa como o de outra mercadoria qualquer, e, como diferentes espécies dessa força possuem distintos valores ou exigem para a sua produção variadas quantidades de trabalho, necessariamente têm de ter preços distintos no mercado. Pedir uma retribuição igual ou simplesmente uma retribuição justa, na base do sistema do salariado, é o mesmo que pedir liberdade na base do sistema de escravatura, o que pudésseis considerar justo ou equitativo não vem ao caso. O problema é saber o que vai acontecer necessária e inevitavelmente dentro de um dado sistema de produção.

9 Depois do que dissemos, o valor da força de trabalho é determinado pelo valor dos artigos de primeira necessidade exigidos para produzir; desenvolver, manter e perpetuar a força de trabalho.

10 Estratificação e desigualdade a estratificação social refere-se a um arranjo hierárquico entre os indivíduos em divisões de poder e riqueza em uma sociedade. É a diferenciação hierárquica entre indivíduos e grupos, segundo suas posições (status), estamentos ou classes.

11

12 Estratificação e desigualdade - Historicamente 4 sistemas de estratificação - escravatura - castas - estados - classes sociais - Estratificação serve para descrever as desigualdades que existe entre indivíduos ou grupos sociais.

13 Escravatura - Desigualdade extrema, um indivíduo é dono de outro, direito de propriedade, dono da vida e da morte, imposta através da força.

14 Estados - Relações pessoais de dever e obrigações. - Estados feudais - – Aristocracia e a pequena nobreza rural era consideradas o estado mais elevado (senhores), - CLERO - constituía outro estado - POVO - (servos, mercadores - e artesãos) - outro estado

15 Castas - Grupo social hereditário, no qual a condição do indivíduo passa de pai para filho. O grupo é endógamo, isto é, cada integrante só pode casar-se com pessoas do seu próprio grupo.

16 Classes Sociais - A posição social do indivíduo é alcançada pela sua capacidade de mobilidade e na riqueza da sua ocupação profissional, operando por conexão de larga escala e impessoal. - Mobilidade social – indivíduo muda de classe social, possibilitando igualdade ou desigualdade econômica e social. - Ìndice Gini – medida da desigualdade no mundo.

17 Roteiro de Trabalho Atividade para casa Organizar no caderno Responder as 5 questões da página 154 Texto de Karl Marx sobre o valor da força de trabalho.

18 A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas. Karl Marx


Carregar ppt "A desvalorização do mundo humano aumenta em proporção direta com a valorização do mundo das coisas. Karl Marx."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google