A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração Científica Escola de Administração – UFBA - NPGA Mestrado Acadêmico em Administração Rodrigo Abreu R. Santana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração Científica Escola de Administração – UFBA - NPGA Mestrado Acadêmico em Administração Rodrigo Abreu R. Santana."— Transcrição da apresentação:

1 Administração Científica Escola de Administração – UFBA - NPGA Mestrado Acadêmico em Administração Rodrigo Abreu R. Santana

2 Administração Científica O movimento da Administração Científica tem origem com as experiências de Taylor (Estados Unidos) e Fayol (França) Início do século XX Literatura: 1º passo na busca por maximização da eficiência do trabalho na produção: -Shop management (Taylor, 1903) -Os princípios da administração científica (Taylor, 1911) -Administração geral e industrial (Fayol, 1906)

3 1ª e 2ª Revoluções Industriais 1ª - Inglaterra, final do século XVIII, início do século XIX (carvão como fonte de energia, máquina a vapor, locomotiva) 2ª - Segunda metade do século XIX (eletricidade, transporte ferroviário, telégrafo, motor a combustão) Crítica ao modelo anterior Surgimento da preocupação com a produtividade Administração Científica Antes: sistema de produção de base artesanal; o trabalhador aprende a trabalhar de acordo com os métodos tradicionais e a partir da observação do trabalho dos mais experientes; o trabalhador escolhe, por si mesmo, seu método de trabalho e suas ferramentas

4 Administração Científica Frederick W. Taylor ( ) Engenheiro mecânico americano Com base em observações diretas, feitas em oficinas, concluiu que os operários produziam muito menos do que poderiam produzir A partir daí, desenvolveu o sistema de Administração Científica Objetivo fundamental: proporcionar fundamentação científica às atividades administrativas, substituindo a improvisação e o empirismo - sistema fundamentado na racionalização do trabalho, especificamente na simplificação dos movimentos requeridos para a execução de uma tarefa ou operação de máquinas, objetivando a redução do tempo

5 Isolamento da tarefa Seleção do trabalhador ideal – os trabalhadores devem ser selecionados para cada trabalho a partir da sua aptidão natural Um dos primeiros requisitos para um indivíduo que queira carregar lingotes [...] é ser tão estúpido e fleumático que mais se assemelhe em sua constituição mental a um boi. Um homem de reações vivas e inteligentes é, por isso mesmo, inteiramente impróprio para tarefa tão monótona (princípios de adm. científica, p. 66) O trabalhador é treinado (de forma individual) a agir de acordo com o mínimo de esforço e o máximo de desempenho possível, utilizando ferramentas e métodos padronizados e definidos pela direção Administração Científica (Taylor)

6 Prescreve a separação entre a operação/produção e o planejamento do trabalho - Papel da gerência: planejar a quantidade e a forma do trabalho - Papel do operário: executar as tarefas da forma mais correta estipulada Está claro [...] que um tipo de homem é necessário para planejar e outro tipo diferente para executar o trabalho (princípios de adm. científica, p. 50) Burocracia Vê a burocracia como forma de obtenção da cooperação dos trabalhadores O trabalho de cada operário é completamente planejado pela direção [...] e cada homem recebe, na maioria dos casos, instruções escritas completas que minudenciam a tarefa de que é encarregado e também os meios usados para realizá-la (princípios de adm. científica, p. 51)

7 Reconhece a existência do conflito entre trabalhador e patrão, e propõe uma política de ganho para as duas partes a partir do aumento da produção e conseqüente aumento dos salários pagos – Sistema de incentivos: incentivos monetários individualizados (produtividade) O principal objetivo da administração deve ser o de assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado (princípios de adm. científica, p. 29) O máximo de prosperidade somente pode existir como resultado do máximo de produção (princípios de adm. científica, p. 31) Taylor entende que um trabalhador mais satisfeito com seu trabalho e com sua remuneração, e com a devida atenção da direção, trabalha melhor Embora comente sobre promoções, designação de tarefas mais adequadas ao perfil do trabalhador e atenção da gerência, Taylor apenas trata sobre os aspectos financeiros da compensação dos trabalhadores Administração Científica (Taylor)

8 Para Taylor, a administração científica pode ser aplicada a qualquer atividade humana além da produção industrial – exemplo: trabalhos de escritório Não existe trabalho que não possa ser com vantagem submetido a estudo do tempo, após dissociação de seus elementos, salvo as operações mentais (princípios de adm. científica, p. 63) Administração Científica (Taylor)

9 Administração Científica – Vídeo (Taylor)

10 Administração Científica Henry Ford ( ) Engenheiro e empresário pioneiro da indústria automobilística Afirmava que para diminuir os custos, a produção deveria ser em grande quantidade e aparelhada com tecnologia capaz de desenvolver ao máximo a produtividade dos operários (maquinização) 1º empresário a aplicar a montagem em série (linha de montagem) para produzir em massa automóveis em menos tempo e a um menor custo Linha de montagem de Ford, em 1913 Especialização: Trabalho deveria ser altamente especializado, onde cada operário deveria realizar uma única tarefa Propôs uma boa remuneração (US$ 5,00 ao dia) e jornada de trabalho menor para aumentar a produtividade e diminuir a rotatividade

11 Administração Científica - Vídeo (Ford)

12 Administração Científica Henri Fayol ( ) engenheiro e diretor de grandes minas e usinas siderúrgicas Contribuiu para o movimento da AC formulando a doutrina administrativa (fayolismo) que atribuía aos subordinados uma capacidade técnica Transcende o chão de fábrica. Preocupação maior: gerência Ora, enquanto se fazem [...] os maiores esforços para ampliar e aperfeiçoar os conhecimentos técnicos, nada ou quase nada se faz, em nossas escolas industriais, a fim de preparar os futuros chefes para suas funções comerciais, financeiras, administrativas etc. Ênfase na estrutura organizacional Ênfase na hierarquia de comando

13 Princípios: Planejar: Estabelecer os objetivos da empresa, especificando a forma como serão alcançados. Parte de uma sondagem do futuro, desenvolvendo um plano de ações para atingir as metas traçadas. É a função que servirá de base diretora à operacionalização das outras funções Organizar : É a forma de coordenar todos os recursos da empresa, sejam humanos, financeiros ou materiais, alocando-os da melhor forma segundo o planejamento estabelecido Comandar: Faz com que os subordinados executem o que deve ser feito. Pressupõe que as relações hierárquicas estejam claramente definidas, ou seja, que a forma como administradores e subordinados se influenciam esteja explícita, assim como o grau de participação e colaboração de cada um para a realização dos objetivos definidos. Coordenar: Coordenação das atitudes e esforços de toda a empresa, almejando as metas traçadas. Controlar: Estabelecer padrões e medidas de desempenho que permitam assegurar que as atitudes empregadas são as mais compatíveis com o que a empresa espera. O controle das atividades desenvolvidas permite maximizar a probabilidade de que tudo ocorra conforme as regras estabelecidas e ditadas. Funções clássicas da gerência em ADM Administração Científica (Fayol)

14 Fayol defendia que os mesmos princípios podiam ser aplicados em empresas de diferentes dimensões e tipos - industriais, comerciais, governamentais, políticas ou mesmo religiosas Administração Científica (Fayol)

15 TaylorFayol Enfatiza as tarefas ligadas à atividade produtiva Enfatiza a estrutura da organização Parte da análise das atividades dos operários Parte da análise das atividades dos chefes Preocupa-se com o aumento da eficiência da organização através do aumento da eficiência das atividades operacionais Preocupa-se com o aumento da eficiência da organização através do aperfeiçoamento das atividades administrativas Realiza uma reflexão de baixo para cima Realiza uma reflexão de cima para baixo Volta sua atenção para as relações homem-máquina Volta sua atenção para as relações homem-homem Taylor x Fayol

16 Administração Científica -O movimento da AC difundiu-se amplamente e tornou-se uma das principais bases da organização industrial nas primeiras décadas do século XX Princípios: Planejamento: substituir o critério individual do operário, a improvisação e o empirismo por métodos planejados e testados. O operário não possui autonomia para fugir do que foi estabelecido Preparação dos trabalhadores: selecionar cientificamente os trabalhadores de acordo com suas aptidões, prepará-los e treiná-los para produzirem mais e melhor, de acordo com o método planejado, e preparar os equipamentos num arranjo físico e disposição racional. Pressupõe o estudo das tarefas ou dos tempos e movimentos Controle: controle rígido para garantir o cumprimento das atribuições Execução: distribuir distintamente as atribuições para que a execução do trabalho seja a mais disciplinada possível

17 Perfil da Administração Científica ou Escola Clássica Concepção da organização Relações administração /empregados Sistema de incentivos Concepção da natureza humana Resultados Organização formal Identidade de interesses Incentivos monetários Homo Economicus Máximos


Carregar ppt "Administração Científica Escola de Administração – UFBA - NPGA Mestrado Acadêmico em Administração Rodrigo Abreu R. Santana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google