A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LEARNING ORGANIZATION A organização que aprende Trabalho realizado por: Joana Matos Ludgero Mendes Nuno Ramos SIM – 2008 Gestão do Conhecimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LEARNING ORGANIZATION A organização que aprende Trabalho realizado por: Joana Matos Ludgero Mendes Nuno Ramos SIM – 2008 Gestão do Conhecimento."— Transcrição da apresentação:

1 LEARNING ORGANIZATION A organização que aprende Trabalho realizado por: Joana Matos Ludgero Mendes Nuno Ramos SIM – 2008 Gestão do Conhecimento

2 CONCEITO Aprender, renovar e inovar

3 Peter Senge define uma organização que aprende como a única que pode criar os resultados que realmente deseja, como sendo uma: Learning Organization, organizações que tem capacidade de aprender, renovar e inovar continuamente. A realidade que cada um de nós vê e entende dependem, única e exclusivamente, do que acreditamos existir. Peter Senge descreve a aprendizagem das organizações como lugares "onde as pessoas procuram continuamente expandir sua capacidade de criar os resultados que realmente desejam. Citando o Prof. David Garvin de Harvard Business School, uma Learning Organization é aquela que é muito boa a: - criar, adquirir, interpretar, transferir e reter o conhecimento; - modificar o seu comportamento, por razões de negócio, de competitividade, e reflectir o novo conhecimento no seu próprio contexto.

4 OBJECTIVOS Aprender experimentando

5 O Learning Organization tem como premissa a aprendizagem pela experiência e depende muito da cultura organizacional do estilo de liderança e da Administração Participativa, ou seja a própria administração faz parte do processo de Learning Organization. Embora todas as pessoas tenham a capacidade de aprender, existem estruturas, em que estas funções não são frequentemente propícias à reflexão. Além disso, as pessoas podem não ter as ferramentas e orientadores necessários para as situações que enfrentam. As organizações que estiverem em constante expansão a sua capacidade de criar no futuro exigirá uma mudança fundamental de atitude entre os seus colaboradores.

6 CARACTERÍSTICAS Liderança pela aprendizagem

7 Se uma determinada empresa ou organização aprende, e continua a aprender, em conjunto e, mais rapidamente do que as suas concorrentes, então, é expectável que esta empresa não só as irá ultrapassar como se manterá numa posição de liderança enquanto o fizer. Aprender deixou de ser algo que se faça porque dá um certo gozo intelectual ou porque é necessário desenvolver determinadas competências individuais. Aprender em conjunto, enquanto organização que aprende de facto, tem impacto e consequências directas na performance dos negócios das empresas.

8 Segundo Peter Senge a proposta de Learning Organization é o resultado da convergência de cinco disciplinas: 1.Raciocínio sistémico: integração dinâmica entre o todo e as suas partes; 2.Domínio pessoal: objectivos, energia e paciência; 3.Consciencialização dos modelos mentais enraizados: examina-los de forma meticulosa; 4.Definição de um objectivo comum: um sentido de missão; 5.Disciplina do aprendizado em grupo: a unidade fundamental é o grupo e não o individuo. Para as organizações serem capazes de aprender estas cinco disciplinas será necessário que funcionem em conjunto, sendo o raciocínio sistémico responsável pela integração de todas as demais. A ideia é sanar as deficiências de aprendizagem, começando pela sua identificação e pela posterior aplicação de algumas técnicas que exercitem um raciocínio sistémico, o qual permitirá o desenvolvimento das outras disciplinas.

9 Segundo Prof. David Garvin de Harvard Business School, uma organização que aprende é aquela que sistematicamente e de forma continuada executa os seguintes processos: · Recolha de informação: sobre os clientes, fornecedores e concorrentes bem como das tendências sociais, económicas, tecnológicas e reguladoras; · Benchmarking e análise das melhores práticas: Aprender de outras empresas e organizações; · Aprender com as suas próprias experiências e histórico; · Experimentar novas abordagens, através da inovação; · Resolução sistemática de problemas e implementação de novos processos; · Transferir o conhecimento por toda a organização.

10 VANTAGENS e DESVANTAGENS

11 O efeito da globalização ao nível dos negócios e da competitividade preocupa as organizações à escala global, tornando fácil a cópia de produtos, serviços e processos. Neste contexto, a velocidade a que os indivíduos e sobretudo as organizações aprendem, pode muito bem ser a única vantagem competitiva sustentável. "Aprendemos melhor com a nossa experiência, mas nunca experimentamos directamente as consequências de muitas das nossas decisões mais importantes", Peter Senge (1990: 23) argumenta em relação às organizações. Tendemos a pensar que a causa e efeito será relativamente perto umas das outras. Assim, quando confrontados com um problema, concentramos-nos na solução. As consequências das nossas decisões nunca são, na maior parte dos casos, testadas por nós próprios.

12 Segundo Peter Senge também são cinco as principais desvantagens do processo de aprendizagem nas organizações: 1.Eu sou meu cargo: limitação a função e falta de objectivos 2.O inimigo estar lá fora: a culpa e sempre dos outros 3.A fixação em eventos: ênfase no curto prazo 4.A não consciencialização das mudanças: falta de atenção aos indicadores de longo prazo 5.O mito da equipe administrativa: vai bem nas rotinas mas não nas situações difíceis

13 A sua empresa, é uma Learning Organization? Rege-se segundo este conceito? Pensem nisto...


Carregar ppt "LEARNING ORGANIZATION A organização que aprende Trabalho realizado por: Joana Matos Ludgero Mendes Nuno Ramos SIM – 2008 Gestão do Conhecimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google