A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ERA VARGAS História do Brasil Tema 10. Antecedentes O Brasil era um país agrário dependente da exportação do café. Os governos oligárquicos preferiam.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ERA VARGAS História do Brasil Tema 10. Antecedentes O Brasil era um país agrário dependente da exportação do café. Os governos oligárquicos preferiam."— Transcrição da apresentação:

1 ERA VARGAS História do Brasil Tema 10

2 Antecedentes O Brasil era um país agrário dependente da exportação do café. Os governos oligárquicos preferiam manter a nação sob um regime econômico agro-exportador e não investiram no desenvolvimento da industrialização. Vigorava a política do café com leite. Arranjo político, por meio do qual alternavam-se no poder representantes dos estados de Minas Gerais e São Paulo.

3 Crise Crise social: as camadas populares sofriam, cada vez mais, o impacto de governos que não criavam políticas sociais e, ao mesmo tempo, não dava devida atenção aos setores sociais emergentes (militares, classes média e operária). As próprias oligarquias não conseguiam manter uma posição política homogênea mediante uma economia incerta e oscilante. Crise econômica: 1929, crash da Bolsa de Nova Iorque. Crise política: devido à indicação do sucessor do paulista Washigton Luis.

4 Descontentamento mineiro ALIANÇA LIBERAL: MG, RS, PB –Getúlio Vargas e João Pessoa (morto em 26/07/1930) PARTIDO REPUBLICANO PAULISTA: –Júlio Prestes (SP)

5 O fim do café com leite Com o impacto da crise de 1929, o presidente paulista Washington Luís resolveu apoiar a candidatura de seu conterrâneo Júlio Prestes. Insatisfeitos com tal medida, um grupo de oligarquias dissidentes – principalmente de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba – criaram uma chapa eleitoral contra a candidatura de Júlio Prestes. Conhecida como Aliança Liberal, a chapa encabeçada pelo fazendeiro gaúcho Getúlio Vargas prometia um conjunto de medidas reformistas. Entre outros pontos, os liberais defendiam a instituição do voto secreto, o estabelecimento de uma legislação trabalhista e o desenvolvimento da indústria nacional. MEDIDAS POPULISTAS

6 João Pessoa ( 26/07/1930)

7 Getúlio Vargas (09/04/1882 a 24/08/1954)

8 Revolução de 30 Júlio Prestes foi o vencedor das eleições. Com o assassinato do liberal João Pessoa, em julho de 1930, o movimento oposicionista articulou a derrubada do governo oligárquico com o auxílio de setores militares. Depois de controlar os focos de resistência nos estados, Getúlio Vargas e seus aliados chegam ao Rio de Janeiro, em novembro de Iniciando a chamada Era Vargas, Getúlio ficaria por quinze anos ininterruptos no poder (1930 – 1945).

9 Governo Provisório (1930 – 1934) Mediante a decisiva importância que os militares tiveram na consolidação da Revolução de 30, os primeiros anos da Era Vargas foram marcados pela forte presença dos tenentes nos principais cargos políticos. Vários militares passaram a controlar os governos estaduais. Tal medida tinha como propósito anular a ação dos antigos coronéis e sua influência política regional.

10 ERA VARGAS (1930 – 1945) Governo Provisório (1930 – 1934) Governo Constitucional (1934 – 1937) Estado Novo (1937 – 1945)

11 Governo Provisório (1930 – 34) Fechamento do Congresso Nacional Nomeação de Interventores Estaduais Leis Trabalhistas;

12 Governo Provisório (1930 – 34) Criação dos Ministérios: –Educação –Saúde –Trabalho, Indústria e Comércio

13 Revolução constitucionalista de 1932 Consolidou-se um clima de tensão entre as velhas oligarquias e os tenentes interventores. Tal conflito teve maior força em São Paulo, onde as oligarquias locais, sob o apelo da autonomia política e um discurso de conteúdo regionalista, convocaram o povo paulistano a lutar contra o governo Getúlio Vargas e exigir uma nova constituição. Com a ocorrência desse conflito, Vargas se viu forçado a convocar eleições para a formação de uma Assembléia Nacional Constituinte.

14 Revolução Constitucionalista de 1932: –São Paulo X Tropas Getulistas –Vitória Militar do Governo Federal –Vitória Política dos Paulistas

15 M.M.D.C MARTINS MIRAGAIA DRÁUSIO CAMARGO

16 PROPAGANDA POLÍTICA M.M.D.C

17

18 População nas ruas de São Paulo

19 Governo Constitucional (1930 – 34) Constituição de 1934: –Voto Secreto (inclusive para as mulheres) –Direitos Trabalhistas –Nacionalismo Econômico –Mandato Presidencial de 4 anos –Modelo: Alemanha (República de Weimar)

20 Governo Constitucionalista ( ) Getúlio Vargas convoca a Assembléia em 1933, e em 1934 a nova Constituição foi promulgada. Constituição de 1934: o voto secreto (fim do coronelismo), voto feminino, ensino primário gratuito e obrigatório, leis trabalhistas (proibição da diferença salarial entre homens e mulheres, descanso semanal e férias remuneradas, permissão para organização sindical), o primeiro presidente seria eleito de forma indireta pelos membros da Assembléia Constituinte. Getúlio Vargas saiu vitorioso. Em 1938, eleições diretas deveriam ser convocadas.

21 Governo Constitucionalista ( ) Criação do Salário Mínimo Institutos de Assistência e Previdência Social Partidos Políticos: –ANL: Aliança Nacional Libertadora (Luis Carlos Prestes) –AIB: Ação Integralista Brasileira (Plínio Salgado)

22 Organizações políticas Ação Integralista Brasileira (AIB), fundada pela extrema direita. Tinha caráter fascista e pregava um Estado totalitário. Liderada por Plínio Salgado. Aliança Nacional Libertadora (ANL), fundada por diversos setores descontentes com a sociedade brasileira.Inspirada no regime socialista, propunha nacionalização das empresas estrangeiras, reforma agrária e um governo popular. Liderada por Luiz Carlos Prestes.

23 AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA

24 Governo Constitucionalista ( ) Plano Cohen: suposto plano comunista para tomar o poder 1937:Golpe de Estado DITADURA DO ESTADO NOVO

25 O ESTADO NOVO (1937 – 1945) –Constituição de 1937: Francisco Campos A Polaca Mandato de 6 anos Proibição de Greve Sindicalismo Pelego Interventores Estaduais Conselho de Economia Nacional

26 O ESTADO NOVO D.I.P.:Política Seletiva A ação do DIP ajudou Vargas a encobrir as perseguições do Estado Novo aos opositores políticos e a criar a imagem do governante afável, pai dos pobres. Grande parte da população que se informava pelos meios de imprensa censurados recebia apenas as notícias favoráveis ao governo. Ou seja, o DIP ajudou na manutenção da ditadura. –Departamento de Imprensa e Propaganda –O DIP era encarregado de: –organizar a propaganda das instituições governamentais: produzia notícias, filmes, cartazes, cartilhas elogiando a figura de Vargas e estimulando um culto à sua pessoa; –vigiar e censurar os órgãos de imprensa, para impedi-los de publicar notícias consideradas desfavoráveis.

27 POPULISMO- PAI DOS POBRES

28

29 O ESTADO NOVO Criação do Cruzeiro CLT: Consolidação das Leis do Trabalho Companhia Siderúrgica Nacional Partidos Políticos: UDN, PSD, PTB

30 O BRASIL NA 2° GUERRA MUNDIAL

31 –Luta ao lado dos ALIADOS –Financiamentos CSN/ Modernização das Forças Armadas –EUA no nordeste extraindo matéria prima –Alemanha afunda navios brasileiros –Brasil declara Guerra em 1942 à Alemanha.

32 O BRASIL NA 2° GUERRA MUNDIAL Imigrantes sofrem perseguições Governo proíbe o ensino de línguas dos países do Eixo nas escolas Timinhos de futebol mudam o nome.

33 A RENÚNCIA INCOERÊNCIAS (DITADURA X PAÍSES ALIADOS) UNE: MOVIMENTOS ESTUDANTIS ELITES LIBERAIS PEDIAM O FIM DA DITADURA PRESSÃO SOCIAL E MILITAR RENÚNCIA

34 CULTURA NA ERA VARGAS No tempo em que Vargas esteve à frente do país, observamos que o rádio era o mais importante meio de comunicação existente. Além de diferentes ritmos musicais, o rádio também era muito utilizado na divulgação de notícias e também contava com a encenação de novelas que eram acompanhadas por milhares de pessoas.

35 CULTURA NA ERA VARGAS O samba era o gênero musical mais prestigiado pela população brasileira, que esperava atentamente o lançamento das marchinhas que deveriam fazer grande sucesso durante o carnaval. Nessa época, o carnaval deixava de ser uma manifestação cultural espontânea e informal para, aos poucos, transformar-se em um evento competitivo integrado por várias escolas de samba. Francisco Alves, Mário Reis, Carmem Miranda, Sílvio Caldas e Orlando Silva foram os mais famosos intérpretes de samba dessa época.

36 CARMEN MIRANDA

37 Aquarela do Brasil Brasil Meu Brasil brasileiro Meu mulato inzoneiro Vou cantar-te nos meus versos Ô Brasil, samba que dá Bamboleio, que faz gingar Ô Brasil do meu amor Terra de Nosso Senhor Brasil, Brasil Prá mim, prá mim Ô abre a cortina do passado Tira a mãe preta do cerrado Bota o rei congo no congado Brasil, Brasil Deixa, cantar de novo o trovador A merencória luz da lua Toda canção do meu amor Quero ver a Sá Dona caminhando Pelos salões arrastando O seu vestido rendado Brasil, Brasil Prá mim, prá mim Prá mim, prá mim Brasil Terra boa e gostosa Da morena sestrosa De olhar indiferente Ô Brasil, verde que dá Para o mundo admirá Ô Brasil, do meu amor Terra de Nosso Senhor Brasil, Brasil Prá mim, prá mim Ô, esse coqueiro que dá coco Oi onde eu amarro a minha rede Nas noites claras de luar Brasil, Brasil Ô ouve estas fontes murmurantes Onde eu mato a minha sede E onde a lua vem brincar Ô, esse Brasil lindo e trigueiro É o meu Brasil Brasileiro Terra de samba e pandeiro Brasil, Brasil

38 CULTURA NA ERA VARGAS No campo da literatura, observamos que vários dos nossos autores se concentravam em pensar a identidade do povo brasileiro. Os escritores de destaque dessa época enxergavam o Brasil como uma nação composta por diferentes indivíduos e costumes. Por essa razão, a literatura se concentrou na chamada literatura regionalista, que tentava criar personagens e histórias ocorridas em regiões específicas do território brasileiro. Entre os mais importantes autores podemos destacar os nomes de Graciliano Ramos, José Lins do Rego e Érico Veríssimo.

39 TAREFA – que vocês adoram fazer! Todos os documentos das pp. 143; 145; 147; 149.


Carregar ppt "ERA VARGAS História do Brasil Tema 10. Antecedentes O Brasil era um país agrário dependente da exportação do café. Os governos oligárquicos preferiam."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google