A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Rapto das Mulheres Sabinas. A Fundação de Roma Século VIII a.C.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Rapto das Mulheres Sabinas. A Fundação de Roma Século VIII a.C."— Transcrição da apresentação:

1 O Rapto das Mulheres Sabinas

2 A Fundação de Roma Século VIII a.C.

3 A organização do mundo moderno se deve, em parte, ao império que Roma foi capaz de construir há dois mil anos em torno do mar Mediterrâneo Uma das heranças diretas da civilização romana são os idiomas falados no sul da Europa, América Latina e outras partes do mundo

4 Roma Antiga A origem de Roma ocorreu entre o final da idade do bronze e o início da idade do ferro Sob o título Roma antiga estuda-se todo o período que se estende das origens de Roma, no século VIII a.C., a fase monárquica, a república romana e o império, até o ano 476 da era cristã, quando se dá o fim do Império Romano do Ocidente

5 Origens de Roma - (sec. VIII a.C.) Aldeias de pastores (italiotas) se instalaram e povoaram as sete colinas ao sul da Etrúria. Uniram-se em uma confederação e construíram no alto do Monte Palatino uma fortificação quadrada, onde se refugiavam quando ameaçados por inimigos. Deu-se aí a origem da cidade de Roma!!!

6 Local bem estratégico no centro da península itálica, banhada pelo rio Tibre, em uma região pantanosa, com colinas cobertas de bosques Os Latinos – atividades de agropecuária; Os Sabinos - comércio e transporte de sal pelo rio; Etruscos - venda de produtos manufaturados A fundação de Roma

7 Historiadores deram forma literária a antigas lendas sobre a fundação de Roma: –Rômulo e Remo, descendiam do herói troiano Enéias. O seu filho Iulo fundou a cidade de Alba Tito Lívio (historiador romano): –Habitantes de Alba-a-Longa (19 km de Roma e próxima a Castel Gandolfo), estabeleceram-se no local da futura Roma –Rômulo era neto do rei Númitor de Alba Longa e filho da princesa latina Réia Silvia (Vestal) com o Deus Marte Lenda (fundação de Roma em 753 a.C.)

8 Seu tio Amúlio, após usurpar o trono do irmão e se tornar rei de Alba Longa ordenou a morte dos sobrinhos gêmeos Deixados no rio e depois amamentados por uma loba, foram encontrados e criados por um pastor (Fáustulo). Adultos, retornaram a Alba Longa, mataram Amúlio e reconduziram Númitor ao trono Lenda ( fundação de Roma em 753 a.C.)

9 Receberam de Númitor uma área de terra próxima do Tibre, onde Rômulo marcou as fortificações e em 21 de abril de 753 a.C., fundou Roma Com inveja, Remo entrou no recinto sagrado da cidade e, como castigo, Rômulo o matou O nome da cidade deriva do seu primeiro rei: Rômulo Lenda (fundação de Roma em 753 a.C.)

10 A Evolução Histórica A história de Roma na Antigüidade Clássica é dividida em três grandes períodos: –Monarquia (753 a.C. 509 a.C.) –República (de 509 a.C. a 27 a.C.) –Império (27 a.C. a 476 a.D.) –Divisão do Império (395 a.D.): Ocidental e Oriental, com capitais em Roma e Constantinopla Queda do império do Ocidente em 476 a.D. A queda do império do Oriente só ocorreu em 1453 a.D.

11 Monarquia - (753 a 510 a.C.) Foram sete os reis de Roma, desde a fundação: –Sabinos ou Latinos: Rômulo - (753 a 716 a.C.) Numa Pompílio - (715 a 672 a.C.) Túllio Ostílio - (672 a 640 a.C.) Anco Marzio - (640 a 616 a.C.) –Etruscos: Tarquínio Prisco, o Velho - (616 a 578 a.C.) Sérvio Túllio - (578 a 534 a.C.) Tarquínio, o Arrogante - (534 a 509- a.C.)

12 1 o. Rei de Roma - Latino Fundou Roma em 21 de abril de 753 a.C. Organizou as 1 as. Instituições do Estado: –Criou uma nova ordem civil, social e militar –Criou o senado –Organizou o exército Deu condições para povoar a cidade: –Facilitou a imigração –Aumentou a população feminina –Criou normas para o casamento –Dividiu o povo em classes Rômulo - (753 a 716 a.C.)

13 Rômulo - Principais ações Para povoar a cidade: –Além de permitir a que aventureiros, bandidos e foragidos imigrassem para Roma... –Aumentou a população feminina, planejando e executando o rapto das mulheres sabinas Este último ato resultou em guerra entre romanos e sabinos

14 O Rapto das Mulheres Sabinas O plano: –Convidar o povo sabino para uma festa e, de surpresa, raptar quantas mulheres fosse possível –O plano foi quase perfeito e foram raptadas 633 virgens, menos uma – Ersília - raptada por engano. Ela tornou-se a esposa de Rômulo Diante deste fato, a guerra foi inevitável: –Só terminou com a intervenção de Ersília: ela se fez porta- voz das mulheres raptadas, já apaixonadas pelos seus maridos romanos Na paz, Sabinos e Romanos uniram-se num só povo –Rômulo e Tito Tazio (rei dos sabinos) reinaram juntos –Tito Tazio morreu emboscado 1 ano depois

15 A Rômulo também se atribui a primeira divisão social do povo romano, em 3 etnias: –Os Ramini, de Rômulo (latinos) –Os Tizi, de Tito Tazio (sabinos) –Os Luceri, do povo de origem etrusca Criou o senado, inicialmente com 100, e depois 200 membros indicados pelo rei, excluindo os Luceri –Dividiu o poder entre o Rei, o senado e "comitia Dividiu o exército em milites e celeres, sendo os primeiros da infantaria e os segundos, cavalaria Rômulo - Principais ações

16 Reinando só, e para evitar crises, Rômulo procedeu a uma nova divisão da população: –Patrícios: cidadãos romanos, com terra e gado, constituíam a aristocracia. Competia-lhes a parte religiosa e administrativa –Plebeus: Eram livres mas, excluídos do senado. Não podiam formar famílias reconhecidas e competia-lhes o artesanato, o comércio e o trabalho no campo –Clientes: Parentes afastados e pobres dos patrícios; prestavam todo tipo de serviço junto a um clã, em troca de sua subsistência –Escravos O casamento entre patrícios e plebeus era proibido

17 Organização Política da Monarquia O Rei era tido como de origem divina e era a autoridade máxima. Sua base de poder era: –O Imperium (comando supremo do exército) –O Auspicium (capacidade de conhecer a vontade dos deuses) O Rei era auxiliado pelo Conselho de anciões: –O Senado, cujos membros eram recrutados entre os Pater Familias dos clãs patrícios Havia ainda as Assembléias (Curiata, Centuriata e Tribal) que não possuíam atribuições claramente definidas, mas que eram controladas pelos patrícios

18 A Morte de Rômulo Envolta em mistério ! –Numa revista militar, caiu uma grande tempestade em noite de eclipse, e Rômulo desapareceu misteriosamente. O seu corpo nunca foi encontrado –A verdade é que pode ter sido assassinado, vítima de um complô –Os senadores afirmaram que ele foi raptado pelo Deus Marte e levado aos céus num carro de fogo Depois da morte de Rômulo, seguiu-se um período tumultuado A lenda diz que Rômulo foi elevado aos céus onde foi adorado com o nome de Quirino

19 Numa Pompílio - (715 a 672 a.C.) 2 o. Rei de Roma - Sabino Genro de Tito Tazio, considerado pacífico, religioso e era muito popular Entre suas várias ações, criou a religião romana Re-organizou o calendário em 12 e não mais de dez meses: –Introduziu os meses de janeiro e fevereiro –O ano iniciava em março (ciclo lunar) –Os dias do ano passaram de 304 a 355 –Construiu um templo em honra ao Deus Jano Morreu aos oitenta anos sem haver feito uma única guerra

20 Túlio Hostílio - (672 a 640 a.C.) Foi o 3 o. Rei de Roma, de origem latina Foi belicoso e manteve guerras prolongadas: –Anexou Alba Longa a Roma depois do combate entre os Horácios e os Curiácios –Destruiu a cidade e deportou a população para o sul do monte Célio –O rei de Alba Longa (Mézio Fufézio ) teve os 4 membros amarrados e puxados por cavalos em direções opostas –As guerras abalaram a religião romana e afetaram as estruturas do Estado Enfrentou uma terrível epidemia de peste Morreu em um incêndio provocado

21 Anco Márcio - (640 a 616 a.C.) 4 o. Rei de Roma, sabino e neto de Numa Pompílio Restabeleceu a religião e re-estruturou o Estado Reprimiu um levante dos latinos Construiu o Foro romano Construiu a 1 a. ponte (de madeira) ao sul da ilha Tiberina Ampliou os limites da cidade e fundou a cidade de Óstia Expandiu o comércio, principalmente o de sal Ordenou a distribuição gratuita de sal para a população

22 Etruscos, quem eram... Chamavam-se Rasena. Para os gregos, Tirrenos e os para os romanos, Etruscos Antes da era romana, a civilização Etrusca instalara-se no norte da Itália, vindos da Ásia Menor por volta do ano a.C., segundo o historiador Heródoto Seu apogeu ocorreu no 6 o. século a.C. Dominavam a Itália, do vale do rio pó até a Campânia, inclusive Roma Após 100 anos de domínio, seu declínio ocorreu em 474 a.C., quando foram derrotados na batalha naval de Cumes pelos sicilianos de Siracusa. No século IV a.C. foram incorporados a comunidade romana Dos etruscos, os romanos herdaram os símbolos do poder e da autoridade, a metalurgia, a arte da cerâmica, as técnicas de construção de estradas e de instalações sanitárias e o estilo arquitetônico

23 Etruscos em Roma Em Roma, o domínio etrusco começou com Tarquínio Prisco Chamava-se Lucumone e era filho de um fugitivo grego de Corinto (Demarato), estabelecido em Tarqüínia (daí seu nome) A sua esposa Tanaquilla (mulher etrusca refinada), convenceu- o a morar em Roma onde logo se tornou o braço direito do rei Anco Márcio Tornou-se tutor do filho de Anco Marcio e assumiu o trono com o nome de Lucio Tarquínio Prisco

24 Tarquínio Prisco, o Velho - (616 a 578 a.C.) 5 o. Rei de Roma e o 1 o. de origem etrusca –Fase de ocupação etrusca de Roma –Introduziu em Roma os refinados costumes etruscos –Suas guerras vitoriosas trouxeram enriquecimento a Roma Realizou trabalhos urbanísticos e arquitetônicos: –Cloaca máxima e circo Máximo –Iniciou a construção do Templo de Júpiter Capitolino Morreu em 578 a.C., assassinado provavelmente pelos filhos de Anco Márcio que queriam a sucessão hereditária ao trono e o acusavam de ter conquistado o trono por favores

25 Pompas reais – Introduzidas por Tarquínio Prisco

26 Sérvio Túllio - (578 a 534 a.C.) 6 o. Rei de Roma, etrusco, genro de Tarquinio Prisco Era de origem humilde, destacou-se em batalha e usou de estratagema para assumir o reino (não foi eleito) Fez reformas políticas (servinas) e recebeu o apelido de re-fundador de Roma: –os direitos políticos dos cidadãos eram proporcionais aos seus encargos militares e financeiros A cidade foi dividida em 4 zonas: –Palatina, Esquilina, Quirinale (ou Colina) e o Célio

27 Sérvio Túllio - (578 a 534 a.C.) Além das tribos originais, acrescentou mais uma: –Rústica (prisioneiros, deportados e outros) Cidadãos divididos em 5 classes, de acordo com a fortuna pessoal –Subdivisão das 5 classes em centúrias –Uma 6 a. classe para os proletários que não tinham fortuna. Estes ficavam isentos do serviço militar, mas privados dos direitos civis Morreu assassinado em 534 a.C. pelas mãos da filha Tullia cuja intenção era apossar-se do reino para o cunhado

28 Túlia

29 7 o. Rei de Roma, e último (tirano). Origem etrusca Também denominado Tarqüínio II Filho ou neto primogênito de Lucio Tarqüínio Prisco Seus abusos de poder culminaram com a queda da Monarquia em Roma Deposto e exilado na cidade etrusca de Cere em 510, tendo sido o seu filho Sexto assassinado Terminava, assim, a Monarquia ! Tarqüínio, o Soberbo - (534 a 510 a.C.) A sua deposição se deve ao abuso de Lucrecia, que se suicidou, por Sexto Tarqüínio, seu filho mais novo

30


Carregar ppt "O Rapto das Mulheres Sabinas. A Fundação de Roma Século VIII a.C."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google