A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Livros Proféticos Miquéias José Adelson de Noronha

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Livros Proféticos Miquéias José Adelson de Noronha"— Transcrição da apresentação:

1 Livros Proféticos Miquéias José Adelson de Noronha

2 Recapitulando o contexto Profetas antes do Exílio Profeta Ano do livro Rei em IsraelRei em Judá Jonas762 a.C Jeroboão II (mau)Uzias (reto, mas soberbo. Ficou leproso) Amós750 a.C Oséias740 a.C Jeroboão II, Zacarias (mau), Salum (mau), Menaém (mau) Uzias e Jotão (reto, mas o povo praticava o mal) Isaías 740 a 680 a.C Menaém (mau), Pecas (mau), Oséias (mau. Último rei). Uzias, Jotão, Acaz, Ezequias e Manassés (mau. Mandou serrar Isaías. Arrependeu) Miquéias 727 a 710 a.C Jotão, Acaz (mau), Ezequias (reto, o que mais se aproxima de Davi), Joel indefinido

3 Ambiente Político Internacional Miquéias provavelmente eram contemporâneos de Isaías e Joel e pregou tanto ao Reino do Norte, quanto ao Reino do Sul, onde 3 coisas principais ocorreram: 1.Invasão do Norte/Leste, por Tiglate-Pileser entre a.C; 2.Invasão de Samaria por Sargom e Salmonasar, em a.C; 3.Tentativa fracassada de invasão de Judá (sul) e Oeste por Senaqueribe, entre a.C. 185 mil soldados assírios foram mortos numa só noite, por um anjo.

4 Ambiente Político Interno Enquanto o Reino do Norte estava derrotado depois do período áureo de Jeroboão II, o Reino do Sul estava entregue à perversidade interna sob Acaz; Mas Ezequias, filho de Acaz, era bom (o mais parecido com Davi). Sob conselho de Isaías e dando ouvidos às profecias de Miquéias e Joel, fez uma revolução moral e religiosa na nação.

5 Ambiente Religioso Acentuado declínio espiritual nos dois reinos. No norte havia adoração a dois bezerros de ouro, feitos por Jeroboão, 170 anos antes; No sul, Acaz fazia alianças com nações estrangeiras, inclusive Assíria e Egito, em vez de confiar no Senhor. Sob ataque, queimou a seu filho em altar pagão. Foi ecumênico religioso e idólatra de outros deuses.

6 Deus nunca deixou os fiéis na ignorância, mesmo vivendo em tempos de perversidade: Ele te declarou, ó homem, o que é bom e o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus. (Mq 6:8)

7 Profeta Miquéias O nome significa "Quem é como o SENHOR?" Morastita, da cidade Moresete-gate (35 km ao sudoeste de Jerusalém), talvez fosse de família humilde, pois defende os direitos do homem do campo. Contemporâneo de Isaías, que era de família nobre, ambos profetizaram para uma sociedade corrupta e depravada – a mesma de Jonas, Amós, Oséias

8 O seu ministério profético cobriu o período de 727 a 710 a.C e profetizou para o reino do sul e também do Norte; Jeremias mais tarde o menciona (Jr 26.18), citando-o como alguém enviado por Deus, e também Jesus o cita em Mt 10.35,36.

9 Protesta contra os ricos opressores do povo; Denuncia o suborno, a expulsão das mulheres do lar e outros tipos de abusos cometidos em nome da religião; É chamado de o Tiago do Antigo Testamento porque defendia os pobres diante dos ricos e porque esperava que o povo trocasse a prática do cerimonialismo pela prática do bem (Tg 1:10-27).

10 Miquéias mostra o cerne de toda a Lei, numa época em que os ricos, com sua multidão de sacrifícios pensavam serem capazes de subornar a Deus, ficando livres para praticarem toda sorte de impiedades: Ele te declarou, ó homem, o que é bom e o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus (Mq 6:8)

11 Propósitos do Livro de Miquéias: 1.Enfatizar o peso da próxima ira de Deus sobre a nação por causa dos pecados religiosos, violência e injustiça social; 2.Lembrar o povo de que o governo do Messias traria justiça e verdade, conforme a promessa da aliança abrâmica.

12 Pecados apontados no Livro de Miquéias: Além da idolatria, o profeta Miquéias ainda denunciou: 1.A cobiça e a opressão (2:2); 2.A violência (2:12; 3:10; 6:12; 7:2); 3.O incentivo à falsa profecia (2:6,11); 4.A corrupção dos líderes (3:1-3); 5.A corrupção dos profetas (3:5-7); 6.A corrupção dos sacerdotes (3:11); 7.A prática do suborno (3:9,11; 7:3) 8.A desonestidade (6:10,11)

13 Peculiaridades em Miquéias 1.Usa frequentemente o termo Remanescente referindo-se àquela pequena parte da nação que Deus reserva para si; 2.Faz referências precisas acerca do Messias, como: o lugar de nascimento (5:2); o Messias como Rei (2:12,13); o Messias reinando em justiça sobre toda a terra (4:1,7);

14 Peculiaridades em Miquéias 3) Declara-se cheio: a) da força do Espírito do Senhor; b) de juízo e c) de ânimo para anunciar a transgressão e o pecado de toda a nação; 4) Usa frequentemente termos jurídicos.

15 Esquema do Livro Caps Os juízos de Deus contra Israel e Judá. Caps. 4,5 - Consolo e esperança oferecidos. Profecias de Cristo e o Seu reino espiritual (primeira vinda) e corporal (segunda vinda). Caps. 6,7 - Salvação mostrada num diálogo entre Deus e o Seu povo, completo com o arrependimento do povo pecaminoso e a misericórdia de Deus.

16 Jesus, o incomparável: Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O Senhor não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. (Mq 7:18)

17 GRAÇAS A DEUS POR JESUS CRISTO, o Incomparável!


Carregar ppt "Livros Proféticos Miquéias José Adelson de Noronha"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google