A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cesaltina Ferreira Lorenzoni,MD, MSc Especialista em Anatomia Patológica I ª JORNADAS CIENTÍFICAS DO HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO CANCRO NO SERVIÇO DE ANATOMIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cesaltina Ferreira Lorenzoni,MD, MSc Especialista em Anatomia Patológica I ª JORNADAS CIENTÍFICAS DO HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO CANCRO NO SERVIÇO DE ANATOMIA."— Transcrição da apresentação:

1 Cesaltina Ferreira Lorenzoni,MD, MSc Especialista em Anatomia Patológica I ª JORNADAS CIENTÍFICAS DO HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO CANCRO NO SERVIÇO DE ANATOMIA PATOLÓGICA DO HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO ESTUDO RETROSPECTIVO DE 18 ANOS ( )

2 Estrutura da apresentação INTRODUÇÃO EPIDEMIOLOGIA DO CANCRO JUSTIFICAÇÃO PARA O ESTUDO OBJECTIVOS MATERIAL E MÉTODOS RESULTADOS E DISCUSSÃO CONCLUSÕES RECOMENDAÇÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

3 Introdução (1) Causa multifactorial 90% - factores ambientais, potencialmente preveníveis (tabaco, maus hábitos alimentares, sedentarismo, exposição ocupacional, má higiene pessoal, actividade sexual promíscua, consumo excessivo de álcool, entre outros). 43% dos cancros associam-se a: TabacoInfecções Maus hábitos alimentares Silva, 1999; Stewart e Kleihues, 2003

4 Introdução (2) O cancro é um importante problema de saúde pública Elevadas taxas de morbimortalidade Em 2002 – 24,6 milhões de pessoas viviam com cancro 10,9 milhões de novos casos 6,7 milhões de mortes Em 2020 estima-se que o número de novos casos de cancro irá aumentar para 15 milhões e que o numero de mortes irá aumentar para 12 milhões Ferlay et al, 2004; Parkin et al, 2005, Stewart e Kleihues, 2003, WHO, 2005

5 Situação no mundo Cancros mais frequentes no mundo em ambos os sexos: cancros do pulmão (12,3%), mama (10,4%) (Parkin et al, 2005a). Cancros mais mortais: pulmão (17,8%) estômago (10,4%) e fígado (8,8%) (Stewart e Kleihues, 2003) Incidência e mortalidade do cancro no mundo Stewart e Kleihues, 2003

6 Incidência na África Sub-Sahariana Situação na África Sub-Sahariana Stewart e Kleihues, 2003

7 Situação Situação em Moçambique 1º Registo do Cancro – base populacional (ex-Lourenço Marques) – década de º Registo do cancro - base laboratorial (Serviço de Anatomia Patológica do HCM) – Último registo de Maputo. Desde 2005: Registo do cancro da Cidade da Beira – ( base populacional). Poucos estudos:

8 Justificação Em Moçambique as DNT, onde está incluído o cancro, são um problema importante de saúde pública e constituem uma das prioridades para o presente quinquénio (MISAU, 2008; PARPA II, 2006). Dados do cancro em Moçambique são escassos. O conhecimento da situação actual do cancro é fundamental para estabelecimento de acções de prevenção e tratamento precoce. Os registos de cancro são instrumentos fundamentais para o estudo do cancro. Os registos de cancro com base em diagnóstico anatomopatológico são importantes fontes de informação, particularmente na ausência de registos de base populacional.

9 Objectivos do estudo Objectivo geral: Contribuir para o conhecimento do perfil do cancro a partir dos casos diagnosticados no Serviço de Anatomia Patológica do Hospital Central de Maputo entre os anos 1991 e Objectivos específicos: Descrever as principais localizações anatómicas dos cancros Descrever a frequência absoluta e relativa, e a sua distribuição por idade, sexo, raça, proveniência e métodos de diagnóstico Descrever os diferentes tipos histológicos Descrever as tendências de distribuição dos cancros mais frequentes ao longo do tempo e por grupos etários

10 Material e métodos (1) Tipo, Local e População de estudo Estudo descritivo, retrospectivo. Todos os casos de cancro consecutivamente diagnosticados no Serviço de Anatomia Patológica (SAP) do Hospital Central de Maputo. Período de 18 anos (de 01/01/1991 – 31/12/2008). Recolha a partir de Requisições e Livros de registo do SAP. Aprovado pelo Comité Nacional de Bioética para a Saúde (CNBS).

11 Material e métodos (2) Dados de identificação da análise: Número da análise Nome Residência Proveniência Dados demográficos: Idade Sexo Raça Dados de diagnóstico: Data do diagnóstico Método de diagnóstico Localização (topografia) Morfologia Base e análise de dados Base em Access. Análise em SPSS (versão 15.0) e STATA (versão 11.0).

12 Resultados e Discussão

13 Tete 1,227.8 hab. Niassa Cabo Delgado Nampula Zambézia Sofala 1,370.7 hab. Manica 1,041.0 hab. Inhambane 1,158.9 hab. Maputo Cidade hab. Maputo Provincia hab. Gaza 1,118.5 hab. (52; 0,0%) (328; 2,0%) (7; 0,0%) (146; 1,0%) (233; 2,0%) (97; 1,0%) (10; 0,0%) (87; 1,0%) (393; 3,0%) (100; 1,0%) (13710; 89,0%) Número de cancros e respectivas percentagens por província (entre parentesis e a azul) diagnosticados entre , em relação ao número de habitantes (em milhares e a preto – censo de 1997). Usou-se para o cálculo das percentagens, o número total de cancros com proveniência conhecida (15163casos). Figura adaptada de INE, 2º censo geral da população, 1997 Total de cancros Total de cancros com proveniência conhecida Total de cancros da Cidade da Maputo 13710

14 Frequência trienal de cancros provenientes da Cidade de Maputo, em percentagens, ambos os sexos, SAP-HCM, Total de cancros provenientes da Cidade da Maputo casos

15 Frequência dos cancros diagnosticados da Cidade de Maputo por sexo, raça e proveniência. SAP-HCM, SexoFrequência% Masculino580842,4 Feminino784657,2 Sem informação560,4 Raça Negra ,5 Branca2391,7 Mista3382,5 Outras660,5 Sem informação6544,8 Proveniência HCM Hospitais Gerais9206 Clínicas/consultórios privados4183 Centros de Saúde1241 Sem informação110 Total

16 Grupo Etário Sexo Total MasculinoFemininoSem informação N%N%N%N% 0 – 41392,4991,347,12421,8 5 – 91682,91431,835,43142,3 10 – ,1791,011,82021,5 15 – ,71712,235,43302,4 20 – ,93494,4.0,05744,2 25 – ,45446,9.0,08606,3 30 – ,07689,858,911238,2 35 – ,383010,611,812559,2 40 – ,190311,558,913229,6 45 – ,179310,135,412679,2 50 – ,778710,0916,112419,0 55 – ,75607,158,910147,4 60 – ,86448,2610,712218,9 65 – ,54085,223,69036,6 70 – ,22853, ,6 75 – ,01642,1.0,03992,9 80 – ,2740,9.0,02021,5 85 – 89681,2460,611,81150,8 SI1592,71992,5610,73632,6 Total , ,056100, N – número de casos. SI – sem informação Frequência dos cancros diagnosticados, provenientes da Cidade de Maputo, por grupos etários e por sexo, SAP-HCM,

17 Frequência de cancros provenientes da Cidade de Maputo por métodos de diagnóstico, SAP-HCM,

18 Distribuição percentual das dez localizações de cancro mais frequentes, por sexo, no SAP-HCM,

19 Localização No. casos (todas as idades) %Incidência ajustada a idade Fígado Bexiga Linfomas não-Hodgin Pele (excepto melanomas) Próstata Todos locais Localização No. Casos (todas as idades) %Incidência ajustada a idade Fígado Colo útero Bexiga Boca Pele (excepto melanomas) Todos locais Incidência do cancro/ hab. ex-Lourenço Marques, Mulheres Homens Prates e Torres, 1969

20 Homens Localização% Fígado34.8 Pele14.0 Gânglio linfático6.2 Outras localizações45.0 Frequência do cancro por sexo (3 mais frequentes) Registo do cancro, Serviço de Anatomia Patológica – HCM, Mulheres Localização% Colo do útero25.6 Fígado14.2 Pele10.5 Outras localizações49.8 N= (homens – 46%; mulheres – 52%; sem informação – 2%)

21 35-54 Anos anos Distribuição dos dez cancros mais frequentes por sexo e por grupos etários, SAP-HCM,

22 Anos

23 65 Anos

24 Frequência trienal de cancros provenientes da Cidade de Maputo, em percentagens, ambos os sexos, SAP-HCM,

25 Distribuição dos cancros mais comuns ao longo do tempo, SAP- HCM, Cancro da Mama feminina Cancro da Próstata Cancro do Esófago Cancro do Colo do Útero

26 Linfoma nao-Hodgkin Sarcoma de Kaposi Cancro da conjuntivaCancro do Fígado

27 Cancro na Infância

28 Distribuição percentual dos dez cancros mais frequentes por sexo no grupo etário dos 0-14 anos, SAP-HCM,

29 Frequência por grupos etários, dos 5 cancros mais frequentes na infância, SAP-HCM,

30 Limitações Registo de base laboratorial Alguma insuficiência de dados

31 Este estudo é o mais actualizado em relação ao perfil do cancro na Cidade de Maputo. Observa-se um aumento em 21% de número de casos de cancro diagnosticados ao longo dos 18 anos. O cancro do colo do útero é o mais frequente mesmo considerando ambos os sexos em conjunto e reflecte provavelmente a ausência de programas de rastreio. Na mulher, os cancros mais frequentes são os cancros do colo do útero, da mama e o sarcoma de Kaposi. No homem, lideram o cancro da próstata, o sarcoma de Kaposi e o cancro do fígado. Na infância os cancros mais comuns são os linfomas não Hodgkin e o sarcoma de Kaposi. Conclusões (1)

32 A epidemia do HIV/SIDA em Moçambique e a maior capacidade de detecção diagnóstica trouxe mudanças do padrão de ocorrência dos cancros: O aumento da frequência dos cancros da próstata, do esófago e da mama, está provavelmente em relação com uma maior capacidade de detecção e precisão diagnóstica. O aumento da frequência do sarcoma de Kaposi, dos linfomas não Hodgkin, do cancro da conjuntiva e de alguns cancros do colo do útero esta provavelmente em relação com a epidemia do HIV/SIDA. A distribuição destes cancros não poupou qualquer idade. Conclusões (2)

33 Melhorar o sistema de registo de dados recolhidos por rotina. Implementar a curto prazo um Registo do Cancro de Base Populacional para a cidade de Maputo. Reforçar e prosseguir com programas de prevenção e de detecção precoce dos cancros mais comuns. Realizar estudos na população, sobre factores de risco dos cancros mais comuns para estabelecer programa de prevenção adequados Recomendações

34 Anyanwu, S.N.C. (2008). Temporal treands in breast cancer presentation in the third word. Journal of Experimental & Clinical Cancer Reserarch 27: Arlin, Z.A., Mittelman, A., Gebhard et al (1983). Chonic lymphocytic leukaemia in a bisexual man. Cancer Invest 1: Ateenyi-Agaba, C. (1995) Conjunctival squamous-cell carcinoma associated with HIV infection in Kampala, Uganda. Lancet 345: 695–696. Bah, E., Parkin, M.D., Hall, A.J. et al (2001). Cancer in the Gambia: Br J Cancer 84: Biggar, R.J., Melbye, M., kestems, L. et al. (1984). Kaposis sarcom in Zaire is not associated with HTLV-III infection. N Engl. J. Med 311: Bijlsma, F. (1981). Malignant tumours in Mozambiquan Africans with special reference to primary liver carcinoma. Trans. R. Soc. Trop. Med. Hyg 75: Bosch, F.X., Lorincz, A., Munoz, N. et al (2002).The causal relation between human papillomavirus and cervical cancer. J Clin Pathol 55: Bonser, G.M. Cancer hazards of pharmacy. (1967). Br.Med. J 4: Bradshaw, E., McGlashan, N.D., Fitzgerld, D. et al (1982). Analyses of cancer incidence in black gold miners from Southern Africa ( ). Br. J. Cancer 46: Brinton, L. A., Hamman, R.F., Huggins, G.R. et al (1986). Sexual and reproductive risk factors for invasive squamous cervical cell cancer. J. NatI. Cancer Inst 79: Brinton, L.A., Reeves, W.C., Brenes, M.M. et al. (1989) Parity as a risk factor for cervical cancer. Am. J. Epidemiol 130: Carrilho, C., Gouveia, P., Cantel, M. et al (2003). Characterization of Human papillomavirus infection, P53 and Ki-67 expression in cervix cancer of Mozambican women. Pathol Res Pract 199: Carrilho, C., Cirnes, L., Alberto, M. et al (2005). Distribution of HPV infection and tumour markers in cervical intraepithelial neoplasia from cone biopsies of Mozambican women. J Clin Pathol 58: Carrilho, C., Modcoicar, P., Cunha, L., et al (2009). Prevalence of Helicobacter pylori infection, chronic gastritis, and intestinal metaplasia in Mozambican dyspeptic patients. Virchows Arch 454: Castellsague, X., Klaustermeier, J.E., Carrilho, C. et al (2008): Vaccine-related HPV genotypes in women with and without cervical cancer in Mozambique:Burden and potential for prevention. Int J Cancer 122: Cotran, R., Kumar, V., Robbins, S., (2004): Patologia Estrutural e Funcional. 7ª Edição, Guanabara- Rio de Janeiro, pp Cuzick, J., de Stavola, B., McCance, D.et al. (1989). Case-control study of cervix cancer in Singapore. Br. J. Cancer 60: Referências bibliográficas

35 de Sanjose, S., Munoz N., Bosch, F.X. et al. (1994). Sexually Transmited agents end cervical neoplasia in Colombia and Spain. Int J Cancer 56: Dgedge, M., Novoa, A., Macassa, G.et al. (2001). The burden of disease in Maputo city, Mozambique: registerede and autopsied deaths in Bulletin of the World Health Organization 79: Didelot-Rousseau, M.N., Nagot, N., Costes-Martineau, V. et al. (2006). Documento sobre Plano De Acção PAara A Redução Da Pobreza Absoluta (PARPA II) em Moçambique. Doll, R. (1969). The geography distribution of cancer. Br J Câncer Vol xxiii, Nº1. Echimane, A.K., Ahnoux, A.A., Adoubi, I et al. (2000). Cancer Incidence in Abidjan, Ivory Coast First Results from the Cancer Registry, American Cancer Society 89: Elling, D., Ching, C. (1988) 3-year analysis of gynecologic neoplasm treated at the Central Maputo Hospital. Zentralbl Gynakol 110:667–70. Feldmeier, H., Krantz, I. (1993). A synoptic inventory of needs for research on women and tropical parasitic diseases. I. application to urinary and intestinal schistossomiasis. Acta Trop 55: , Frisch, M., Biggar, R.J., Goedert, J.J. (2000) Human papillomavirus-associated cancers in patients with human immunodeficiency virus infection and acquired immunodeficiency syndrome. J Natl Cancer Inst 92: 1500–1510. Gonzalez, C., Ismail, M. (1994). Carcinoma da Bexiga e Schistoasomiase vesical em Maputo, Mocambique ( ). Revista Médica de Moçambique 4: Gouveia, P., Hideky, H., David, L.. et al. ( 1998). "HPV Detection in Actinic Intraepithelial Atypia and Carcinoma of the Human Conjuntiva". XV Conference of European Association for Cancer Research (EARC) (Estocolmo). Resumo publicado no respectivo livro de resumos. Harington, J.S., Bradshaw, E. & McGlashan, N.D. (1983). Changes in primary liver and oesophageal cancer rates among black goldmines. S Afr Med J 64:650. Harington, J.S., McGlashan, N.D., Bradshaw, E. et al (1975). A spatial and temporal analysis of four cancer rates among black gold miners from Southern Africa. Br J Cancer 31: Harris, R. W. C., Brinton, L. A., Cowdell, R. H. et al (1980) Characteristics of women with dysplasia or carcinoma in situ of the cervix uteri. Br J Cancer 42: Holcombe, C. (1992). Helicobacter pylori: the African enigma. Gut 33:429–31. INE. (1998). Instituto Nacional de Estatísticas: II Recenseamento Geral da População Resultados definitivos, Maputo, Moçambique. Ioachim, H.L., Cooper, M.C., & Hellman, G.C. (1985). Lymphomas in men al high risk for Acquired Imune Deficiency Syndrome (AIDS)- study of 21 cases. Cancer 56: Kestelyn, P., Stevens, A.M., Ndayambaje, A. et al (1990) HIV and conjunctival malignancies. Lancet 336: 51–52.

36 La Ruche, G., You, B., Mensah-Ado, I., et al. (1998). Human papillomavirus and human immunodeficiency virus infections: relation with cervical dysplasia-neoplasia in African women. Int J Cancer 76: 480–6. Langley, C.L, Benga-De, E., Critchlow, C.W., et al. (1996) HIV-1, HIV-2, human papillomavirus infection and cervical neoplasia in high-risk African women. AIDS 10: 413–417. Leroy, V., Ladner, J., De Clercq, A.et al. (1999) Cervical dysplasia and HIV type 1 infection in African pregnant women:cross sectional study, Kigali, Rwanda. The Pregnancy and HIV Study Group (EGE). Sex Transm Infect 75: 103–106. Lessells, R.J., Cooke, G.S. (2008) Effect of the HIV epidemic on liver cancer in Africa. Lancet 371: Lippman, S.M., Hawk, E.T. (2009). Cancer Prevention: From 1727 to Milestones of the Past 100 years. Cancer Res 69: Lunet, N., Barros, H. (2003). Helicobacter pylori infection and gastric cancer: facing the enigmas. Int J Cancer 106:953–60. Macrae, S.M., Cook, B.V. (1975). A retrospective study of the cancer patterns among hospital in patients in Botswana Br J Cancer 32: Mandelblatt, J.S., Fahs, M., Garibaldi, K., et al (1992). Association between HIV infection and cervical neoplasia: a implication for clinical care women at risk for both conditions. AIDS 6: Mbulaiteye, S.M., Katabira, E.T, Wabinga, H.et al. (2006) Spectrum of cancers among HIV-infected persons in Africa: the Uganda AIDS-Cancer Registry Match Study. Int J Cancer 118: 985–990. McGlashan, N.D., Harington, J.S., Chelkowska, E. (2003). Changes in the geographical and temporal patterns of cancer incidence among back gold miners working in South Africa Br J Cancer 88: Meda,N., Sangare, L., Lankoande,S.et al. (1997). Pattern of sexually transmited deseases among pregnant women in Burkina Nze-Nguema, F., Sankaranarayanan,R., Barthelemy, M. et al (1996):Cancer in Gabon, : a pathology registry based relative frequency study. Br J Câncer 59: Torres, F. O. (1969). As variações da incidência das neoplasias malignas em várias áreas do globo, põem problemas de natureza etiológica e profilática. Rev. Ciênc. Med., Lourenço Marques 2: Torres, F. O. (1969a). O Cancro em Moçambique e Sua Prevenção. Rev. Ciênc. Med., Lourenço Marques 2: Torres, F. O. (1969b). O Cancro em Moçambique. Influência dos factores mesológicos Rev. Ciênc. Med., Lourenço Marques 1: OMS. (1977). A classificação internacional das doenças para oncologia( CID-O). Genebra, pp Orem, J., Otieno, M.W., Remick, S.C., (2004) AIDS-associated cancer in developing nations. Curr Opin Oncol 16: 468–476.

37 Parazzini, F., La Vecchia, C., Negri, E. et al (1978 ).Reproductive factors and the risk of invasive and intraepithelial cervical neoplasia. Nt J Cancer 21: Faso, West Africa: potential for a clinical manangment based on simple approaches. Genitourn Med 73: MISAU. (2008). Plano estratégico nacional de prevenção e controle das doenças não transmissíveis para o período Moodley, J.R., Hoffman, M., Carrara, H.et al. (2006) HIV and pre-neoplastic and neoplastic lesions of the cervix in South Africa: a casecontrol study. BMC Cancer 6: 135–140. Mqoqi, N., Kellett, P., Sitas, F. et al (2004). Incidence of Histologically Diagnosed Cancer in South Africa, Report of National Cancer Registry of South Africa. Newton, R., Ziegler, J., Beral, V.et al. (2001). A case control study of human immunodeficiency virus infection and cancer in adults and children residing in Kampala, Uganda. Int J Cancer 92: 622–627. Parkin, M.D., Stjernsward, J., Muir, C.S. (1984). Estimates of the world wide frequency of twelve major cancers. Bulletin of the World Health Organization 62: Parkin, M.D. (1986): Cancer Occurence in Developing Countries. Lyon: IARC Scientific publication: 75: Parkin, M.D., Muir C.S., Whelan, S.L. et al (1992). Cancer Incidence In Five Continents. Volume VI. Lyon: IARC Scientific publication: 120. IARC- WHO, IARC Press pp 221. Parkin, M.D.,Vizcaino, A.P., Skinner, M.E.G. et al (1994). Cancer Patterns and Risk Factors in African Population of Southwestern Zimbabwe, cancer Epidemiol Biomarkers & Prevention 3: Parkin, D.M., Ferlay, J., Hamdi Cherif, M. et al. (2003) Cancer in Africa: Epidemiology and Prevention. Lyon: IARC Scientific publication: 153. Parkin, D.M, Whelan, S.L., Ferlay, J. et al (2005) Cancer Incidence in Five Continents, Vol. I to VIII. IARC Cancer Base nu7. Lyon: IARC non serial publication: 56. Parkin, D.M., Pisani, P., Bray, F. (2005a). Global cancer Statistics, A cancer journal for clinicians 55:77,8,9. Piot, P., Plummer, F.A., Mhalu, F.S., et al (1988). AIDS: An International Perspective. Cience. 239: Pisani, P., Parkin, D.M., Munoz, N. et al (1997). Cancer and infection: estimates of the attributable fraction in Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 6: 387 – 400. Pisani, P., Bray,F., Parkin, D.M. (2002): Estimates of the worldwide prevalence of cancer for 25 cancers in the adult population. International Journal of Cancer 97:72– 81. Prates, M.D., Torres, F. O. (1965): A Cancer survey in Lourenço Marques, Portuguese East Africa. Journal of the National Cancer Institute 35: Robertson, M.A., Harington, J.S., Bradshaw E. (1971): Observations on Cancer Patterns Among Africans in South Africa. Br J Cancer 25. Sasco, J.A., Jaquet, A., Boidin, E. et al (2010): The Challenge of AIDS-Related Malignancies in Sub- Saharan Africa. PLoS ONE 5:8621.

38 Schottenfeld, D.J.B.D. (2006): Alleviating The Burden of Cancer: A Perspective on Advances Challenges, and Future Directions. Cancer Epidemiol Biomarkers 15: Silva, I. (1999): Cancer epidemiology : Principles and Methods. Lyon: IARC-WHO. Sinfield, R.L., Molyneux,E.M., Banda, K.. et al. (2007). Spectrum and presentation of pediatric malignancies in the HIV era: experience from Blantyre, Malawi, 1998–2003. Pediatr Blood Cancer 48:515–520. Sitas, F., Parkin, D.M., Chirenje, M. et al (2008): Cancer in Indigenous Africans- cause and control. Lancet Oncol 9: Somdyala, I.M.N., Marasas, F.O.W. et al (2003). Cancer patterns in four districts of the Transkei region 1991 – 1995, S Afr Med J 93: Spurrett, B., Jones, D.S., Stewart, G. (1988). Cervical dysplsia and HIV infection. Lancet I: Stewart, B.W., Kleihues, P. (2003). World Cancer Report. Lyon: IARCPress, pp Sun, E.C., Fears, T.R., Goedert, J.J. (1997) Epidemiology of squamous cell conjunctival cancer. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 6: 73–77. Temmerman, M., Tyndall, M.W., Kidula, N. et al. (1999) Risk factors for human papillomavirus and cervical precancerous lesions, and the role of concurrent HIV-1 infection. Int J Gynaecol Obstet 65: 171–181. Thun, M.J., DeLancey, J.A, Center, M.M. et al (2010): The global burden of cancer: priorities for prevention. Carcinogenesis 31: Traquinho, G.A., Júlio, A., Thompson, R. (1994) Bilharziose vesical em Boane, Provincia de Maputo. Revista Medica de Moçambique 5: Traquinho, G.A., Quintó, L.I., Nalá, R.M. et al (1998). Schistosomiasis in northern Mozambique. Trans R Soc Trop Med Hyg 92: Van Rensburg, S.J., Cook, Mozaffari, P., Van Schalkwyk, D.J. et al (1985) Hepatocellular carcinoma and dietary aflatoxin in Mozambique and Transkei. Br J Cancer 51: Wabinga, H.R., Parkin, D.M., Wabwire-Manger, F. et al (2000); Trends in Cancer Incidence in Kyadondo County, Uganda, Br J Cancer 82: Waddell, K.M., Lewallen, S., Lucas, S.B. et al. (1996) Carcinoma of the conjunctiva and HIV infection in Uganda and Malawi. Br J Ophthalmol 80: 503–508. WHO (2005). Preventing Chronic Disease: a Vital Investment. Yamada, R., Sasagawa, T., Kirumbi, L.W. et al. (2008) Human papillomavirus infection and cervical abnormalities in Nairobi, Kenya,an area with a high prevalence of human immunodeficiency virus infection. J Med Virol 80: 847–855. (Authores Não listados) (1992) 1993 revised classification system for HIV infection and expanded surveillance case definition for AIDS among adolescents and adults. MMWR Recomm Rep 41: 1–19.

39 Obrigada pela atenção!

40

41 Cancro e HIV/SIDA o risco de cancros aumenta consideravelmente em pessoas imunodeprimidas (Parkin et al, 2003) a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana virus-1 (HIV-1) está associada com o aumento do risco de desenvolver Sarcoma de Kaposi e linfomas não-Hodgkin (Stweart e Klehues, 2003) A frequência das lesões precurssoras do cancro do colo do útero está aumentada nas mulheres infectadas pelo HIV (Mandelblatt et al, 1992) O cancro invasor do colo do útero é actualmente condição de SIDA numa doente HIV positiva, tal como o sarcoma de Kaposi e o linfoma não Hodgkin (autores não listados, MMWR Recomm Rep, 2003)


Carregar ppt "Cesaltina Ferreira Lorenzoni,MD, MSc Especialista em Anatomia Patológica I ª JORNADAS CIENTÍFICAS DO HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO CANCRO NO SERVIÇO DE ANATOMIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google