A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof(a) MSc Simone Canuto Administração de Sistemas de Informação Modelagem de processos empresariais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof(a) MSc Simone Canuto Administração de Sistemas de Informação Modelagem de processos empresariais."— Transcrição da apresentação:

1

2 Prof(a) MSc Simone Canuto Administração de Sistemas de Informação Modelagem de processos empresariais

3 EMPRESA Cenário - As Forças da Mudança

4 EMPRESA GLOBALIZAÇÃOPARCERIAS CAPACIDADE DE RESPOSTA PRIVATIZAÇÕE S OUTSOURCING RESP.SOCIAL E AMBIENTAL NECES. ADAPTAÇÃO DOS REC. HUMANOS Cenário - As Forças da Mudança

5 A Nova Empresa

6 Forças da Mudança Ações para mudar a Empresa Nova Empresa Suporte da Mudança

7 A Mudança na Organização Empresa ampliada Organização integrada Equipe de Alta performance Reformulação dos rela- cionamentos externos Transformação da organização Modelagem/melhoria do processo empresarial A Nova Empresa A Mudança na Organização

8 Forças da Mudança Modelagem de Processos Empresariais Nova Empresa Informação Habilitadores Tecnologia da Informação

9 MPE Entendimento dos processos do negócio, seus relacionamentos, estruturados em uma visão top/down até um nível que permita a perfeita compreensão do negócio e das informações necessárias para conduzi-lo. DEFINIÇÃO

10 Por que modelagem???? Não podemos resolver um problema que não conhecemos completamente!!! Modelagem é uma técnica para entendimento de um problema e determinação de soluções potenciais

11 Representação de um objeto planejado ou existente Descrição Hipotética usada para analisar alguma coisa Pessoa ou objeto olhado como um padrão para ser imitado Representação simplificada do mundo real Modelo

12 Permitem formar uma imagem mental de alguma coisa que não está fisicamente ao alcance de nossa visão. Modelos visualizam o negócio

13 Entendimento da situação atual Avaliar alternativas Representar muitas perspectivas Otimizar o negócio e implementações de TI Auxiliar a adaptar mudanças Entendimento comum para toda a Empresa Modelos

14 PROCESSO

15 Desenvolv. Produto FabricaçãoVendas Finanças Controle Qualid.. ProduçãoTesou- raria Diretoria Visão por Função Visão Tradicional da Organização

16 Visão Tradicional Área Funcional A Área Funcional B Área Funcional C Área Funcional D

17 Processo é um conjunto de atividades com INÍCIO E FIM que gera coletivamenteVALORpara umCLIENTE fluxo de atividades que agregam valor Necessidades do Cliente Satisfação do Cliente Processo - Definição

18 Ordenação Específica das atividadescom um começo, um fim e inputs e outputsclaramente identificados. Visão por Processo

19 Área Funcional A Área Funcional B Área Funcional C Área Funcional D Visão por Processo

20 EMPRESA Desenvolvimento de produto Função Processo Pesquisa e Desenvolvimento MarketingFabricação Desenvolvimento de mercado Visão por Processo

21 Exemplo de Processos Especificar Produto Prospecção/ Fidelização Operacionaliza r Vender Produtos Como organizar os Processos da Empresa??? Administrar Financeiro

22 Como Organizar os processos de uma empresa? Estruturando os Processos Estruturando os Processos Especificar Produtos Operacionaliza r Vender Produtos Exemplo de Processos

23 Modelagem de Processos Empresariais O objetivo da Modelagem de Processos Empresariais é estruturar, organizar, melhorar, documentar, implantar e administrar os processos de negócio.

24 Visão por Processos do Negócio - Montagem da Arquitetura de Negócio (Cadeia de Valor), que representa o desenho da operação empresarial. Montagem da Arquitetura de Negócio (Cadeia de Valor), que representa o desenho da operação empresarial. A análise estruturada das atividades a partir da Cadeia de Valor permite melhor compreender o comportamento dos custos, tempos e qualidade dos processos, facilitando a detecção e a implementação das possibilidades de melhorias. A análise estruturada das atividades a partir da Cadeia de Valor permite melhor compreender o comportamento dos custos, tempos e qualidade dos processos, facilitando a detecção e a implementação das possibilidades de melhorias.

25 Arquitetura de Negócio - Estruturação Cadeia de Valor (Michael Porter) Fornecedor Cliente Cadeia de Valor (Michael Porter) Cadeia de Valor (Michael Porter)

26 Processo chave(Core process) – é o agrupamento de atividades associadas à cadeia de produção dos serviços e produtos da empresa. Processo chave(Core process) – é o agrupamento de atividades associadas à cadeia de produção dos serviços e produtos da empresa. Processo suporte – é o agrupamento de atividades que provêm recursos para a execução dos processos chave e outros processos de suporte. Processo suporte – é o agrupamento de atividades que provêm recursos para a execução dos processos chave e outros processos de suporte. Arquitetura de Negócio - Estruturação

27 Elementos de um Processo Insumo Produto Serviço Informação Fornecedor Cliente Dono do Processo Políticas E Regras Executores / Participantes Tecnologia da Informação Recursos

28 Hierárquica dos Processos Hierárquica dos Processos

29 Hierarquia do processo Os macroprocessos são as atividades- chave necessárias para administrar e/ou operar uma organização. A MPE trabalha no sentido de promover o entendimento dos macro processos.

30 Macroprocesso Sub-processos Atividades Hierarquia do processo

31 São as atividades principais necessárias para administrar e/ou operar uma organização. Hierarquia do processo Macroprocesso

32 Geração da Receita Desenvolvim. De Produto/Serv. Desenvolvim. de Mercado Geração do Produto/Serv. Macro Processos Macro processos chave

33 Administração de Materiais Administração Financeira Administração de RH Macro Processos Macro processos de apoio

34 Macro processo chave - é o agrupamento de atividades do negócio, correspondente a cada uma das etapas do ciclo de desenvolvimento do produto, Macro processo apoio - é o agrupamento de atividades do negócio que disponibilizam e gerenciam recursos. Macro Processos

35 É o agrupamento de atividades de um macro processo do negócio correspondente a cada uma das etapas do ciclo de vida do macro processo. Subprocesso Ciclo de vida= Estruturação

36 Atividades Subprocessos Macroprocessos Procedimentos Tarefas Decomposição

37 CHAVE Fases Macro Processos mercado produtovendasprodução APOIO mate -riais finan -ças recs. human. informá -tica Planeja- mento Infra- estrutura Incorpora- ção Administra- ção Desincorpo- ração Controle Representa os macroprocessos e subprocessos da empresa Modelo do Negócio

38 São as ações necessárias para produzir um resultado particular. Atividades Estruturação= Sequencia natural das atividades

39 DADOS ENVOLVIDOS UNIDADES ORGANIZACIONAIS RESPONSÁVEIS REQUISITOS DE QUALIDADE MÓDULOS SISTÊMICOS Representar junto às atividades

40 OBJETIVO PERMITIR UMA VISÃO ESTRUTURADA E ABRANGENTE, ATRAVÉS DE UMA FRAMEWORK, DAS INFORMAÇÕES QUE SÃO CRIADAS E UTILIZADAS AO LONGO DOS SUBPROCESSOS, ESTABELECENDOA CADEIA DE VALÔRES DA INFORMAÇÃO. Representar junto às atividades Costrução da matriz Arquitetura da Informação

41 Assuntos de Informaç ão Processos Esta matriz fornece as interações entre os processos do negócio e suas necessidades de informações, indicadas por crias (C) e usas (U), estabelecendo uma maneira de permitir que os requisitos de informação do negócio estejam alinhados com suas atividades. Arquitetura da Informação Arquiteturas

42 Gerenciamento Vendas Planej. Vendas Serviço Cliente Faturamento Limite de Crédito Apuração Receita Atende Pedido Estoque Prod.Acabado Controle de Vendas PROCESSO CU U U U U UU CU UC UU UU U Estatística de Vendas U C C Distribuição Produto ASSUNTO Plano Venda Canal Venda Serviços Adm. Cliente Pedido Faturamento Controle Estoque Controle Receita Expedição UU CU U C UU U UU UU UU U C UU C C C = Cria U = Usa c Arquiteturas Arquitetura da Informação

43 TÉCNICAS –IDEF0 (SADT: Structured Analysis and Design Technic ) –IDEF3 (Workflow) –USE-CASE (UML) Modelagem de Processos

44 IDEF : Integration Definition for Function Modeling –U.S. Air Force Program - ICAM IDEF0 - Modelo de Funções (Processos) IDEF1 - Modelo de Informações (Dados) IDEF2 - Modelo Dinâmico (Comportamento) IDEF3 (Workflow) U.S. Air Force IDEF1X U.S Departament of Defense (IDEF0 - IDEF1X adotadas como padrão Hoje são aceitas e usadas como padrão em diversos órgãos governamentais dos USA

45 IDEF0 Componentes DIAGRAMA SADT (BOX / ICOM) 1 NOME DA ATIVIDADE Input Output Control Mechanism Call A-0TÍTULO DO PROJETO Viewpoint: Comentários... Purpose: Comentários...

46 IDEF0 - SADT - Componentes DECOMPOSIÇÃO DE DIAGRAMAS Processar Pedido Fatura Arquivos Vendedor 1 PedidoConsultar Registros 1.1 Arquivos Emitir Nota Fiscal 1.2 Emitir Fatura 1.3 Vendedor Transação Fatura Dados do Cliente Arquivos Preço e Condições Contas a Receber Produtos Solicitados ( ) Controle de Crédito

47 IDEF0 - SADT - Componentes NODETREE Cada nodo representa um nível de trabalho e cada linha representa o relacionamento da decomposição PROCESSAR PEDIDO CONSULTAR REGISTROS EMITIR NOTA FISCAL EMITIR FATURA

48 IDEF3 - Workflow Workflow Componentes & Despachar Mercadoria Processar pagto. 1.3 Reservar mercadoria 1.4 Emitir nota fiscal Junção Fan-out Junção Fan-in 1.1 Aceitar pagto. Cliente & Processar Venda 1 GO-TO Rec. pagto. Referência GO-TO UOW contr. Pagto. Referência UOW Links UOW Decomposta

49 Workflow Componentes - Junção NomeSignificado Fan-inSignificado Fan-out & & X AND Assincrona O O AND Sincrona OR Assincrona OR Sincrona XOR OR Exclusivo Todos processos devem ser completados Todos processos devem ser iniciados Todos processos completados simultaneamente Todos processos devem ser iniciados simultaneamente Um ou mais processos devem ser completados Um ou mais proc. devem ser completados Um ou mais processos devem ser compl. simultaneamente Um ou mais proc. devem ser compl. simultaneamente (precedentes)(subsequentes) Exatamente um dos processos deve ser completado IDEF3 - Workflow

50 Input VENDER COSMÉTICOS NODE: A-0TITLE: Vender CosméticosNUMBER: Questão: O QUÊ eu preciso para vender? IDEF0 Componentes

51 Output VENDER COSMÉTICOS NODE: A-0TITLE: Vender CosméticosNUMBER: Questão: O QUÊ devo fazer quando vender? IDEF0 Componentes

52 Controls VENDER COSMÉTICOS NODE: A-0TITLE: Vender CosméticosNUMBER: Questão: ONDE, QUANDO e QUEM pode fazê-lo IDEF0 Componentes

53 Mecanismos VENDER COSMÉTICOS NODE: A-0TITLE: Vender CosméticosNUMBER: Questões: QUEM vende? QUAL sistema suporta? QUAIS outros recursos suportam a venda? IDEF0 Componentes

54

55

56

57

58 DEFINIÇÃO Entendimento dos processos e seus relacionamentos, estruturados em uma visão top/down até um nível que permita a perfeita compreensão e determinação de melhorias imediatas MPE

59 ELIMINAR PROCESSOS / ATIVIDADES REDUNDANTES E QUE NÃO AGREGAM VALOR. UNIFICAR AS ATIVIDADES E PROCEDIMENTOS QUE SE FIZEREM NECESSÁRIOS. MPE FACILITAR PRIORIZAÇÃO DOS SISTEMAS MENSURAR O IMPACTO CAUSADO POR UM MACRO PROCESSO DO NEGÓCIO EM RELAÇÃO AOS CLIENTES, POR FALTA OU INCONSISTÊNCIA DE INFORMAÇÃO.

60 O desafio é estar apto a documentar seu negócio, comunicar seus objetivos, gerenciar o processo de mudança. Modelagem de Processos Empresariais

61 Gerenciamento de Processos Definição Conjunto de técnicas para garantir que os processos empresariais sejam monitorados e aperfeiçoados constantemente (melhoria contínua). Determinação de indicadores de desempenho que permitam a elaboração de um sistema de medição

62 Gerenciamento de Processos Estruturação Estabelecimento do Owner de cada Processo Estabelecimento do Comitê Estabelecimento de Indicadores Estabelecimento de Pontos de Controle

63 Gerenciamento de Processos Produtos -Indicadores e Metas para Manutenção e Melhoria -Procedimentos de Gerenciamento dos Processos

64 Gerenciamento de Processos Benefícios Gerenciamento do processo por indicadores; -Imprescindível para Gestores e Participantes do Processo Monitoramento do desempenho da equipe; Assegura a estabilidade do processo; Diagnóstico efetivo do processo.


Carregar ppt "Prof(a) MSc Simone Canuto Administração de Sistemas de Informação Modelagem de processos empresariais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google