A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIABETES MELLITUS TIPO 2

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIABETES MELLITUS TIPO 2"— Transcrição da apresentação:

1 DIABETES MELLITUS TIPO 2
FACULDADE DE MEDICINA DA BAHIA HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS INTERNATO DE CLÍNICA MÉDICA I HGRS DIABETES MELLITUS TIPO 2 Bruna Brandão Camila Falcão Caroline Vilas Boas

2 DIABETES MELLITUS Tipo 1 Tipo 2 Gestacional
Destruição das células  Tipo 2 Resistência a insulina Gestacional Durante a gestação Outro tipo específico por outra coisa Doenças do pâncreas exócrino Induzida por drogas/química

3 DIABETES MELLITUS Tipo 1 Tipo 2 Gestacional Outro tipo

4 DIAGNÓSTICO

5

6 Sintomas Clássicos Poliúria (45%) Polidipsia (40%)
Perda de peso inexplicada* (16%) Glicemia casual: 200mg/dL Glicosúria

7 Sintomas Gastrointestinais
Diabetes 1 x Diabetes 2

8 Prevalence of gastrointestinal symptoms in
diabetic patients and non-diabetic subjects. Não Diabético x Diabetes 1 x Diabetes 2 Obstipação* Dor Abdominal Náuseas* Vômitos Disfagia Empachamento Z Gastroenterol., nov 1994, 32(11):637-41(Abs)

9 Sintomas das Complicações
Visão prejudicada Feridas de difícil cicatrização Pele hipercrômica Hipoestesia

10

11

12 Ferramentas Diagnósticas
Glicemia de Jejum (8h) 126mg/dL (2x) Teste de tolerância à Glicose 2h: 200mg/dL *Condições controladas: ingestão de carboidratos (3 dias), inatividade severa, stress médico ou cirúrgico, drogas, tabagismo e ansiedade. Hemoglobina Glicada (A1C) ≥ 6,5%*

13 HEMOGLOBINA GLICADA (A1C)

14 HEMOGLOBINA GLICADA (A1C)
Vantagens Conveniência (jejum) Variabilidade dia-a-dia (estresse, doença) Desvantagens Custo Disponibilidade Variações étnicas Método certificado pela NGSP Anemias, hemoglobinopatias e outras interferências NGST: National Glycohaemoglobin Standardization Program (www.ngsp.org)

15 Critérios Diagnósticos
Sintomas Clássicos + glicemia casual ≥ 200mg/dL Glicemia de Jejum ≥ 126mg/dL Glicemia pós-prandeal > 200mg/dL (TTG) Hemoglobina glicada ≥ 6,5% *sempre confirmar American Diabetes Association Criteria

16 QUANDO FAZER O RASTREIO EM PACIENTES ASSINTOMÁTICOS?

17 A1C ≥ 5,7% on previous testing

18 PACIENTE 45 ANOS, PEÇO A PRIMEIRA GLICEMIA DE JEJUM
PACIENTE 45 ANOS, PEÇO A PRIMEIRA GLICEMIA DE JEJUM. O RESULTADO CHEGA: 130 mg/dL. O QUE EU FAÇO?

19 EU SOLICITO UM NOVO EXAME: TESTE DE TOLERÂNCIA ORAL À GLICOSE
EU SOLICITO UM NOVO EXAME: TESTE DE TOLERÂNCIA ORAL À GLICOSE. O RESULTADO CHEGA: NORMAL. O QUE EU FAÇO?

20 RESUMINDO... 1º exame deve sempre ser repetido para descartar erros laboratoriais. 3 a 6 meses Repetir o mesmo: considerar alterações discretas Solicito um novo exame: Normal: repito o que veio alterado Também acima do limite: diagnóstico

21 PRÉ-DIABETES Glicemia de Jejum Alterada Intolerância à Glicose
100 a 125 mg/dL (WHO: 110 a 125) TTG: afastar diabetes Intolerância à Glicose Cardiovascular (independente) 2h: 140mg/dL a 199mg/Dl Hemoglobina Glicada (A1C) 5,7 a 6,4% Acima de 6,0% = risco muito alto Melhor preditor do que GJ American Diabetes Association Criteria

22

23 Fatores de risco Obesidade e ganho de peso
Falta de atividade física (independente) Tabagismo Dieta pobre em fibras e com alto índice glicêmico Dieta rica em ácidos graxos Idade Diabetes Mellitus Gestacional Hipertensão Dislipidemia História familiar Medicação hiperglicemiante Macrossomias e abortos de repetição

24 AVALIAÇÃO INICIAL

25

26 PREVENÇÃO

27 RECOMENDAÇÕES... Perda de Peso Atividade Física Acompanhamento anual
7% Atividade Física 150min/semana Acompanhamento anual

28 TERAPIA MEDICAMENTOSA??

29 TERAPIA MEDICAMENTOSA
METFORMINA Menos efetiva do que a mudança de hábitos de vida Muito alto risco Aumento progressivo da glicemia Mais efetiva do que a mudança de hábitos de vida isolada IMC ≥ 35 kg/m2 Não foi melhor que placebo em pacientes > 60 anos

30 TRATAMENTO

31 TERAPIA MEDICAMENTOSA
BIGUANIDAS [Metformina] Inibe gluconeogenese, reduz a resistência periférica. Nas refeições Efeitos adversos: acidose lática, TGI SULFONILURÉIAS [Glibenclamida] Secreção de insulina 30 min antes das refeições Efeitos adversos: hipoglicemia, ganho de peso

32 TERAPIA MEDICAMENTOSA
TIAZOLIDINEDIONAS [Glitazonas (Rosi/Pio)] Sensibilizadores à insulina Nas refeições Efeitos adversos: Retenção de líquido, ganho de peso, ICC, anemia, elevação de transaminases INIBIDORES DA α-GLUCOSIDASE [Acarbose] Absorção de glicose (pós-prandial) Imediatamente antes das refeições Efeitos adversos: TGI, elevação de transaminases

33 TERAPIA MEDICAMENTOSA
INSULINA Baixo peso Falência secundária Sintomas hiperglicêmicos severos Gravidez Estresse severo (trauma, cirurgia, infecção) Efeitos adversos: ganho de peso, hipoglicemia Não aplicar antes da atividade física

34 Insulinoterapia no tratamento em ambulatório da Diabetes Mellitus tipo 1 e 2. JAMA 2003; 1(10):

35 Insulinoterapia no tratamento em ambulatório da Diabetes Mellitus tipo 1 e 2. JAMA 2003; 1(10):

36

37

38 COMO INICIAR A TERAPIA?

39 SABER O IMC Normal Baixo Sobrepeso/Obeso Sulfoniluréias Insulina
Biguanidas

40 COMO INICIAR A TERAPIA COM A INSULINA?
Magros: 0,3 UI/Kg Eutróficos: 0,4 UI/Kg Obesos: 0,5 UI/Kg NPH e Regular Controle com perfil glicêmico a cada 3 meses

41 Paciente feminina, 50 anos, utilizando insulina NPH (06h: 12ui, 14h: 6ui, 22h: 6ui)
e regular (jejum: 8ui, antes do almoço: 8ui, antes do jantar: 8ui). Chega ao consultório com o seguinte perfil: Jejum: 130 2h pós-café: 156 antes do almoço: 94 2h pós-almoço: 180 antes do jantar: 165 2h pós-jantar: 108 23h: 108

42 AJUSTE DA INSULINA Fator de Sensibilidade (FS) de acordo com a insulina 1500: NPH e regular 1800: Ação prolongada e ultra-rápida Divisão pela dose total de insulina Calcular de acordo com os seus objetivos Jejum <100; pré-prandial <100 e pós-prandial < 140; 23h (antes de deitar) <110 Manual Oficial de Contagem de Carboidratos para profissionais de saúde.

43 ALVO GLICÊMICO: CONTROLE PADRÃO OU INTENSIVO??

44 ALVOS GLICÊMICOS Controle padrão Controle intensivo
Hemoglobina glicada inferior a 7% Hemoglobina glicada inferior a 6%

45

46 ALVOS GLICÊMICOS ACCORD, ADVANCE E VAPT

47 MANEJO DA HIPOGLICEMIA
Glicose (15 a 20g) Consciente Qualquer forma de carboidrato Refeições e lanches Glucagon Risco de hipoglicemia severa Relaxar o controle Inconsciente recorrência

48 TERAPIA ASSOCIADA Aspirina (75 a 162mg/dia)
Prevenção primária: alto risco cardiovascular Homem > 50a e Mulher> 60a + 1 fator de risco História familiar Hipertensão Albuminúria Tabagismo Dislipidemia Clopidogrel (75mg/dia) + Clopidogrel até 1 ano após SCA

49 COMPLICAÇÕES

50

51 NEUROPATIA

52 OBRIGADO!


Carregar ppt "DIABETES MELLITUS TIPO 2"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google