A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL.. O BRINCAR E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ENTENDE-SE QUE, PELO BRINCAR, A CRIANÇA APRENDE EXPRESSAR IDÉIAS, GESTOS, EMOÇÕES,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL.. O BRINCAR E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ENTENDE-SE QUE, PELO BRINCAR, A CRIANÇA APRENDE EXPRESSAR IDÉIAS, GESTOS, EMOÇÕES,"— Transcrição da apresentação:

1 O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL.

2 O BRINCAR E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ENTENDE-SE QUE, PELO BRINCAR, A CRIANÇA APRENDE EXPRESSAR IDÉIAS, GESTOS, EMOÇÕES, A TOMAR DECISOES, A INTERAGIR E VIVER ENTRE PARES, A CONHECER E A INTEGRAR-SE NO SEU AMBIENTE PRÓXIMO, A ELABORAR IMAGENS CULTURAIS E SOCIAIS DE SEU TEMPO E, EM DECORRÊNCIA DESENVOLVE-SE COMO SER HUMANO DOTADO DE COMPETÊNCIAS SIMBÓLICAS. EMILIA CIPRIANO SANCHES

3 “ Através de uma brincadeira de criança, podemos compreender como ela vê e constrói o mundo – o que ela gostaria que ele fosse, quais suas preocupações e que problemas a estão assediando. Pela brincadeira ela expressa o que teria dificuldade em colocar em palavras. Nenhuma criança brinca só para passar o tempo, sua escolha é motivada por processos íntimos, desejos, problemas, ansiedades. O que está acontecendo com a mente da criança determina suas atividades lúdicas; Brincar é sua linguagem secreta que devemos respeitar mesmo se não entendemos.” Bruno Betteleim

4 EDUCAÇÃO E INFÂNCIA As atividades lúdicas possibilitam o desenvolvimento integral da criança, já que através destas atividades a criança se desenvolve afetivamente, convive socialmente e opera mentalmente.

5 O brinquedo e o jogo são produtos de cultura e seus usos permitem a inserção da criança na sociedade; Brincar é uma necessidade básica assim como é a nutrição, a saúde, a habitação e a educação;

6 O brinquedo proporciona o aprender- fazendo e para ser melhor aproveitado é conveniente que proporcione atividades dinâmicas e desafiadoras que exijam a participação ativa da criança

7 O brinquedo estimula a inteligência, porque faz com que as crianças soltem sua imaginação e desenvolva a criatividade. Possibilita exercício de concentração, atenção e engajamento. Distrai, porque oferece uma saída para a tensão provocada pelo pressão do contexto adulto.

8 Brincar ajuda a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, através das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, relaciona ideias, estabelece relações lógicas, desenvolve a expressão oral e corporal, reforça habilidades sociais, reduz a agressividade, integra-se na sociedade e constrói seu próprio conhecimento.

9 O DESENVOLVIMENTO INFANTIL E O BRINCAR O brinquedo é oportunidade de desenvolvimento. Brincando a criança: Experimenta; Descobre; Inventa; Aprende; Confere Habilidades; Alem de estimulara: Curiosidade; Autoconfiança; Autonomia;

10 CONSIDERAÇÕES SOBRE O BRINCAR Existem vários estudos em torno do brincar, oriundos de diversas áreas do conhecimento: da Psicologia, da Sociologia, da Antropologia, da Filosofia. Cada uma dessas áreas apresenta contribuições importantes para compreender essa linguagem. A ideia do lúdico (derivada de ludere, que tem o sentido de ilusão, de simulação) perpassa todos esses estudos;

11 O BRINCAR: O OLHAR DA PSICOLOGIA A Psicologia traz importantes contribuições sobre o brincar e o papel do brinquedo no desenvolvimento e aprendizagem humanos.

12 A perspectiva de Piaget: Relaciona o brincar ao desenvolvimento das estruturas cognitivas, propondo três categorias de jogos: jogos de exercício: característicos do período sensório-motor (crianças de 0 à 1 ano e meio/2 anos); jogos simbólicos ou jogos de faz-de-conta: característicos do período pré-operatório (de 1 ano e meio/2 anos à 5 anos e meio/6 anos); jogos de regras: que são desenvolvidos a partir do período das operações concretas, que se inicia por volta dos 6 anos.

13 A perspectiva de Vygotsky: A capacidade de brincar se constrói na relação entre o biológico e o cultural. Na tentativa de compreender o mundo adulto, as crianças buscam imitá-lo por meio do brincar, do faz- de-conta, atribuindo os significados desejados aos objetos a que têm acesso e às situações que organizam. O aprender a lidar com regras e a desenvolver o autocontrole são também capacidades propiciadas pelo brincar; Segundo Vygotsky, essa é uma atividade complexa, que contribui para que a criança compreenda o universo dos papéis que desempenha, impulsionando o seu desenvolvimento.

14 O BRINCAR: A VISÃO DA SOCIOLOGIA A Perspectiva da Sociologia da Infância: Reconhece a infância como uma categoria social, seus pesquisadores têm se debruçado sobre o brincar como atividade complexa, que permite às crianças construírem uma ordem social própria. “A ludicidade constitui um traço fundamental das culturas infantis” o brincar é a condição de aprendizagem da sociabilidade.

15 O brincar permite às crianças a aprendizagem da sociabilidade e a construção de sua ordem social através da repetição. Dessa forma, num contexto mais estável (Instituição de Educação Infantil), as brincadeiras tendem a se repetir: repetem-se os temas, os papéis assumidos, as regras definidas, as tramas.

16 No brincar, as crianças aprendem como interagir, a construir e a reconstruir as relações sociais como sujeitos competentes, membros participantes e integrados no grupo de crianças. A criação de regras de permite ao grupo se autoestruturar e possibilita a cooperação entre as crianças.

17 O BRINCAR: A VISÃO DA FILOSOFIA Johan Huisinga (2000) e Roger Callois (1990): Jogo como elemento da cultura; Jogo definido como atividade livre, voluntária, delimitada no tempo e no espaço, regida pela imaginação e por regras próprias de organização. o sentido do brincar é dado pelos sujeitos que brincam, possibilitando a significação e a resignificação do mundo por esses sujeitos. importante espaço de expressão, de aprendizagem sobre o mundo natural e social e, ao mesmo tempo, uma possibilidade de a criança transformar essa realidade, desenvolvendo a capacidade de imaginativa.

18 O PAPEL DA INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM RELAÇÃO AO BRINCAR? Muitas são as formas de conceber e de trabalhar o brincar nas IEI. Alguns professores veem o brincar em uma instituição educativa apenas como estratégia para aprender determinados conteúdos. Em outras situações, é comum professores deixarem as crianças livres para brincar, apenas como forma de ocupar o tempo delas na EI. A ação do professor deve ser intencional.

19 Enfim, ao compreender a importância do brincar para as crianças, o(a) professor(a) de Educação Infantil tem o importante papel de favorecer que ele aconteça, de forma bastante rica, no cotidiano de sua prática pedagógica


Carregar ppt "O BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL.. O BRINCAR E O DESENVOLVIMENTO INFANTIL ENTENDE-SE QUE, PELO BRINCAR, A CRIANÇA APRENDE EXPRESSAR IDÉIAS, GESTOS, EMOÇÕES,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google