A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mecanismo de Parto nas Apresentações Pélvicas Obstetrícia Dra. Fernanda Erci dos Santos Dr. Sérgio Gomes de Souza.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mecanismo de Parto nas Apresentações Pélvicas Obstetrícia Dra. Fernanda Erci dos Santos Dr. Sérgio Gomes de Souza."— Transcrição da apresentação:

1 Mecanismo de Parto nas Apresentações Pélvicas Obstetrícia Dra. Fernanda Erci dos Santos Dr. Sérgio Gomes de Souza

2 APRESENTAÇÃO PÉLVICA 3-5% 3-5% Completa – 2/3, incompleta – 1/3 Completa – 2/3, incompleta – 1/3 Diâmetro sacro-tibial é maior que o sacro-púbico Diâmetro sacro-tibial é maior que o sacro-púbico 28ª - 32ª semana Cambalhotafisiológica

3 APRESENTAÇÃO PÉLVICA CAUSAS FETAIS CAUSAS FETAISPREMATURIDADE ÓBITO FETAL GEMELARIDADEMALFORMAÇÕESANENCEFALIAHIDROCEFALIA CAUSAS ANEXIAIS CAUSAS ANEXIAIS INSERÇÃO CORNUAL DA PLACENTA (70 %) CORDÃO CURTO ALTERAÇÕES DO LA ETIOLOGIA CAUSAS MATERNAS CAUSAS MATERNAS MALFORMAÇÕES UTERINAS VÍCIOS DE BACIA TUMOR PRÉVIO

4 MECANISMO 3 fases: 3 fases: 1. Desprendimento do pólo pélvico 2. Descida e rotação 3. Desprendimento propriamente dito PARTO DAS DIFICULDADES CRESCENTES !!!

5 DESPRENDIMENTO DO PÓLO PÉLVICO 1. Insinuação Leve assinclitismo posterior Leve assinclitismo posterior BTr no oblíquo BTr no oblíquo BTr: 12cm – 9,5cm BTr: 12cm – 9,5cm 2. Descida e rotação Rotação de 45° para o diâmetro AP Rotação de 45° para o diâmetro AP

6 DESPRENDIMENTO DO PÓLO PÉLVICO 3. Desprendimento pélvico Saída do quadril anterior Saída do quadril anterior Quadril posterior retro-pulsa o cóccix Quadril posterior retro-pulsa o cóccix Saída do quadril posterior Saída do quadril posterior Incompletas: se membro descido for o posterior, o dorso deve girar 135° Incompletas: se membro descido for o posterior, o dorso deve girar 135°

7

8

9 DESPRENDIMENTO DAS ESPÁDUAS Bisacromial: 12 – 9,5cm Bisacromial: 12 – 9,5cm Insinua-se no oblíquo ocupado anteriormente pelo BTr Insinua-se no oblíquo ocupado anteriormente pelo BTr Após chegar à bacia mole, roda 45° Após chegar à bacia mole, roda 45° Desprende-se a anterior e posterior Desprende-se a anterior e posterior Soltam-se os braços Soltam-se os braços

10 DESPRENDIMENTO DAS ESPÁDUAS

11 Manobra de Bracht Manobra de Bracht

12 Manobra de Bracht

13 DESPRENDIMENTO DA CABEÇA DERRADEIRA Loca suboccipício na sub-pube Loca suboccipício na sub-pube Liberta sucessivamente: circunferências Liberta sucessivamente: circunferências SoM – SoF - SoB

14 Manobra de Mauriceau

15

16

17

18 Importância da Radiografia

19 Fórcipe de Piper

20 Versão Cefálica Externa

21 IRREGULARIDADES Deflexão de braços Deflexão de braços Rotação sacra da cabeça Rotação sacra da cabeça

22

23

24

25 Feto Linha de Orientação Ponto de Referência Despren- dimento Movimento Fletido Sutura SagitalOccipícioOPDeflexão Defletido I Sutura Sagito-Metópica BregmaBPDois Tempos Defletido II Sutura MetópicaNasoNP Dois Tempos e Plástico Defletido III Linha Intermedio-Facial MentoMPFlexão Pélvico Linha InterglúteaSacroSTPlástico Córmica Linha IntercostalAcrômio-- Resumo dos Partos

26 TESTES UNIFESP A rotação interna no parto da apresentação pélvica é de: a)90 graus b)45 ou 135 graus, dependendo da variedade de posição c)45 graus d)não há rotação interna nesse tipo de parto e)depende se a apresentação é completa ou não

27 SMS - RJ O desprendimento da apresentação fetal no parto pélvico em modo nádegas se dá, normalmente, na variedade: a)sacro anterior b)sacro posterior c)oblíqua direita d)sacro transversa e)oblíqua esquerda

28 SES - RJ A manobra de Bracht é de grande valia para a libertação das espáduas quando o feto desce em apresentação: a)córmica b)bregmática c)pelvipodálica d)cefálica fletida e)defletida de fronte

29 TEGO Na figura abaixo, o obstetra está realizando a manobra de: a)Bracht b)Rojas c)Mauriceau d)Piper

30 TEGO A técnica usada na assistência ao parto pélvico, representada na figura, é a)Manobra de Bracht b)Manobra de Pajot c)Manobra de Mauriceau d)Manobra de Ritzen

31 TEGO Em nulípara de 24 anos, com 32 semanas de gestação, o feto encontra-se em apresentação pélvica. O médico deve informá-la que a)Seria melhor programar cesárea eletiva. b)Esse achado é comum nessa idade gestacional. c)É necessário tentar versão externa imediata sob infusão de inibidores de contratilidade uterina. d)Será necessário tentar-se uma versão externa durante o trabalho de parto.

32 TEGO Na figura, vê-se a manobra de a)Zavanelli b)Rojas c)Mauriceau d)Deventer-Müller

33 TEGO Nas apresentações pélvicas completas, a rotação interna das sacro-anteriores e das sacro-posteriores é de quantos graus? a)Zero. b)45. c)60. d)90.


Carregar ppt "Mecanismo de Parto nas Apresentações Pélvicas Obstetrícia Dra. Fernanda Erci dos Santos Dr. Sérgio Gomes de Souza."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google