A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OPUS Group LES | DI |PUC-Rio - Brazil Alessandro Gurgel | Francisco Dantas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OPUS Group LES | DI |PUC-Rio - Brazil Alessandro Gurgel | Francisco Dantas."— Transcrição da apresentação:

1 OPUS Group LES | DI |PUC-Rio - Brazil Alessandro Gurgel | Francisco Dantas | Alessandro Garcia | OpenOrb: implementação de algumas composições de Padrões em CaesarJ

2 Composite e Visitor OO January 142 Composite Visitor

3 Composite Visitor CaesarJ Métodos accept do Visitor na estrutura de Componentes. Solução AO Usa um aspecto com ID para inserir esses métodos na estrutura. Solução CaesarJ Uso de Virtual Classes Representar as estruturas (Composite e Visitor) Implementação pelos métodos accept do Visitor January 14Francisco Dantas et. OPUS Group3

4 CompositeVisitor CaesarJ January 14Francisco Dantas et. OPUS Group4

5 FactoryMethod Transformação da classe em Virtual Class. Tipo de padrão que a implementação em OO já é boa. A única vantagem de transformar em cclass é que poderá ser combinado com outras factories através de mixin composition o que não está no escopo da aplicação. January 14Francisco Dantas et. OPUS Group5

6 Abordagem Transformar a aplicação OpenOrb em uma aplicação CaesarJ pensando nos padrões como features de forma a modularizá- los usando mixin composition para integrá-los aos componentes January 14Francisco Dantas et. OPUS Group6

7 Problemas Dificuldade na identificação de Padrões. Dificuldade de entendimento da aplicação. Não tenho bom domínio em relação a desenvolvimentos de Middlewares e programação Reflexiva. Documentação Fraca do OpenOrb e código sem comentários. Nos padrões FactoryMethod e Command não vejo a utilidade dos mesmos na aplicação. Em relação a FactoryMethod não a utilização de abstrações pela aplicação e no Command há apenas um comando. No artigo AOSD06 é dito que alguns padrões (ex Command) não tiveram bons rendimentos por causa da instância do padrão na aplicação. Utilizando a mesma aplicação não poderemos ter o mesmos tipos de problema ? O desempenho do Padrão não poderá ser prejudicado na mesma forma? January 14Francisco Dantas et. OPUS Group7

8 Próximas Atividades Definir um Cronograma Definir quais Padrões serão implementados FASE 1: padrões pouco entrelaçados FASE 2: seguir as orientações do Nélio January 14Francisco Dantas et. OPUS Group8


Carregar ppt "OPUS Group LES | DI |PUC-Rio - Brazil Alessandro Gurgel | Francisco Dantas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google