A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Do quadro primitivo à linearização da narrativa Narratividade no cinema.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Do quadro primitivo à linearização da narrativa Narratividade no cinema."— Transcrição da apresentação:

1 Do quadro primitivo à linearização da narrativa Narratividade no cinema

2 Discussão da questão narratividade e cinema A encenação da Paixão de Cristo – tableaux vivant / motion pictures / introduz a noção de sucessão Os intertítulos - a explicação da cena / o quadro confuso Falta de ordenação, sequência dos tableaux O explicador dos quadros, inteligibilidade da cena Falta principio da montagem (encadeamento de ações dentro de uma lógica de linearidade) O quadro primitivo

3 Movimento da narrativa em direção a linearidade O quadro do teatro (proscênio) / Câmera / perspectiva do enquadramento fixo/ câmera que não se movia Teatro Renascimento e o movimento entre palcos e platéia para acompanhar a ação / o teatro italiano e a perspectiva central / a questão do ponto de vista e a nova pedagogia do olhar (ver Bosch- O Jardim das Delicias)/ mecanização do olhar e do ponto de vista pela criação de maquinas (câmeras que já trazem embutida essa noção de perspectiva) Meliès a montagem teatral (Lê Royaume des fées) - estilização da cena/ ilusão da montagem por sucessão de "planos" e do ponto de vista da câmera pela construção do fundo da cena/ ilusão de frontalidade da perspectiva da cena / construção de uma espaço narrativo complexo pela artificialização (antinaturalismo da construção cênica) As dificuldades de leitura / identificação dos personagens e do seu papel na trama (Tom Tom Pipers son – 1905)

4 Tecnologia e a criação de opções estéticas Mis-en-scène - a diferença entre os filmes de estúdio e os filmes em exteriores (documentaristas e quem filmava atualidades) / diferenças do conceito de ponto de vista flutuante e centralizado. Relação entre primeiro ultimo plano na cena / as relações de distancia e profundidade dentro do quadro/ diferentes entre o palco do teatro e a imagem da câmera / Great Train Robbery (Potter -1903)/ princípios da montagem / necessidade de aproximar a camera dos atores; distinguir elementos da cena e tornar inteligível a ação e a mensagem; The American Fireman (1903) insert de quadro explicativo, que dá continuidade a ação,

5 a simultaneidade dos acontecimentos no primeiro cinema vai sendo substituída pela sucessão de acontecimentos acompanhados "plano a plano", Linearidade e a construção das convenções de correspondência das ações no plano dentro de uma ordem de espaço e tempo a necessidade de dar um encadeamento lógico a uma sequência de ações, a função do corte na cena, o aparecimento dos planos, close-up e inserts, O estabelecimento do principio da montagem a serviço de uma estética naturalista e voyeurista / a troca entre esses dois princípios (montagem teatral / Meliès e montagem naturalista, linearizante com a chegada de Grifith) Transformações para o Cinema narrativo

6 Linearização da história - o cinema como contador de histórias a fragmentação da história em unidades elementares, a cena filmada levando em conta vários pontos de vistas, a inteligibilidade da ação e a decodificação pelo leitor, o valor do detalhe para a construção da cena e a substituição do narrador fora de cena.

7 Normatizaçōes do cinema moderno na construção do cinema narrativo O Homem que sabia demais (Hitchcock, 1956) Sequência do concerto no Albert Hall A função do plano como organizador do olhar/ a simultaneidade das ações construída pela linearização e fragmentação dos planos em sucessão; a construção da significação pelo direcionamento do olhar linearizando o signo imagetico da mesma forma que faz a linguagem escrita

8 Normatizaçōes do cinema moderno na construção do cinema narrativo Descrição da ação e o principio de causa e efeito; ação e reação; lógica da decupagem, Foi porque a mulher gritou que o homen errou o alvo... (uso dos recursos de aproximação da câmera, cortes nas cenas, sucessão de planos explicando a ação, Exemplo de linearização - Mary Jane's missão (1903) e An American Fireman (1903) ( explorar esse exemplo vendo o filme / a questão da descontinuidade do uso das novas relações de contigüidade, simultaneidade, montagem paralela, ponto de vista) p. 111 Campo / contra campo/ raccord ( não haviam sido definidos, pontuações, formação da linguagem) The Great Train Robbery, Potter (1903)/ experimentação com a montagem paralela

9 Linearização da narrativa no primeiro cinema A race for a kiss, 1904 (p.108) Definição das regras de raccord de continuidade, codificação dos sinais de orientação (direção dos olhares, identidade entre a saída de um campo e a entrada em outro) Período Biograph (1908/13) - The Lonedale Operator - maestria da manipulação e invenção dos códigos da linguagem cinematográfica / posição da câmera, mudança de planos, expectativa, uso do plano mais aberto e recurso da iluminação pra criar efeito narrativo, As regras completas só se definem com Grifith (O nascimento da nação 1914 e Intolerance (1916) - cena do tribunal de Intolerance, como o ápice da linearização da narrativa. ( ver cena e descrição de Arlindo p. 111)

10 Linearização da narrativa o espaço fílmico e a diegese, a posição do espectador em relação a diegese, e a quarta parede. a construção da perspectiva central, A quarta parede O lugar do expectador A ilusão de realidade,

11 Cinema narrativo clássico Ver a Rosa Purpura do Cairo como exemplo moderno da tematização das questões de linearização e narrativização do cinema


Carregar ppt "Do quadro primitivo à linearização da narrativa Narratividade no cinema."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google