A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MÓDULO III Atividade 3.8 Encontro Presencial 20 de Agosto 2010 Claudia Maria Costa Borges Luciana Lima Pereira Campanha – Minas Gerais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MÓDULO III Atividade 3.8 Encontro Presencial 20 de Agosto 2010 Claudia Maria Costa Borges Luciana Lima Pereira Campanha – Minas Gerais."— Transcrição da apresentação:

1

2 MÓDULO III Atividade 3.8 Encontro Presencial 20 de Agosto 2010 Claudia Maria Costa Borges Luciana Lima Pereira Campanha – Minas Gerais

3 ATIVIDADE Realização da atividade planejada. - (Rever e explorar a atividade 3.5.) - Avaliar o desenvolvimento da atividade e registrar no portfólio. - Explorar um pouco mais o editor de apresentação eletrônica – impress ou power point. - Criar um produto hipermídia em editor de apresentações - Se possível desenvolver algo semelhante com os alunos. - Buscar no portal do professor algumas atividades sugeridas com o uso de produtos em mídias digitais além de texto. ATIVIDADE Criar um produto hipermídia em editor de apresentações - Se possível desenvolver algo semelhante com os alunos.

4 1.Os alunos um grande pelo projeto. Os sites pesquisados possuem diversos atrativos audiovisuais. 2. A proposta de trabalho foi simples e clara. O objetivo proposto foi bem compreendido pelos alunos. 3. Os alunos conseguem fazer as pesquisas na internet com mais desenvoltura e utilizar dos recursos disponíveis e aplicáveis para este trabalho. 4. As dúvidas mais recorrentes foram a respeito da navegação e formas de busca. Já as maiores dificuldades ficaram por conta da digitação e cópia de imagens e figuras. 5. As duplas ora disputam o uso do computador, ora colaboram entre si. 6. Em geral, as duplas anseiam por mostrar o que encontraram e por querer trocar o objeto pesquisado para ficar igual aos demais colegas. 7. A proporção de alcance dos objetivos na turma foi de 90%. 8. Os alunos optaram por copiar as historias dos sites e fazer livrinhos com gravuras. Já nas histórias recontadas por eles, optaram por fazer sua própria ilustração à mão, sem o uso do computador. 9. O início do trabalho foi dirigido. Assim que o objetivo foi compreendido,a ação dos alunos foi mais livre. As histórias foram escolhidas pelo grupo (DVD e áudio). Muitos dos alunos já conheciam a maioria dos títulos selecionados. 10. Os equipamentos funcionaram sem grandes dificuldades ou problemas. 11. Os programas atenderam a demanda do trabalho.

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS :. O trabalho em si foi muito produtivo. A princípio a turma recebeu o projeto com certa indiferença, mas a partir do momento em que foram chamados a decidir títulos E a utilizar outras mídias (cd, DVD e computador) o interesse aumentou.. Nem todos os alunos manifestaram interesse em participar, mas todos colaboraram de alguma forma.. O mais interessante é que apesar de gostarem de pesquisar as histórias a parte em que mais se movimentaram foi na produção deles com o papel.. Houve satisfação com o desempenho da atividade. Além do grupo originalmente direcionado para a atividade, outra escola e outra turma foram englobados no processo. Esta segunda turma manifestou um interesse maior e a professora regente contribuiu ativamente com o desenvolvimento do projeto.. Os alunos aprendem muito com o lúdico e a manipulação de recursos.. É uma atividade que pode ser utilizada para outras séries desde que sejam levados em conta a capacidade dos alunos em fazer buscas e pesquisas e digitar os textos.. A disciplina em questão acabou envolvendo outras disciplinas que foram exploradas pela professora regente.. Outros ganhos são a consciência de que a leitura é muito importante.. A ficha que pode-se criar a partir da experiência, traria campos para anotar: número de páginas de resposta para a pesquisa, facilidade de acesso, qualidade do material encontrado, número de sites pesquisados, imagens encontradas, dificuldades na digitação.

6 PONTOS OBSERVADOS NO PLANEJAMENTO E NA EXECUÇÃO DA ATIVIDADE : - Objetivos de aprendizagem – estão claros? Os objetivos de aprendizagem foram condizentes com a proposta de trabalho. - Etapas da atividade – estão claras e bem definidas? As etapas foram divididas de forma a manter uma sequência de trabalho capaz De enriquecer o processo. -Identificação de recursos necessários – e os possui para utilizar na escola? Estou usando o que eu tenho dentro da minha realidade? Todos os recursos utilizados estão presentes no ambiente escolar e condizem com a realidade. - Competências e conhecimentos prévios dos alunos para a atividade – o aluno dá conta de fazer esta atividade? Fazer de acordo com os alunos. Os alunos têm as habilidades necessárias para executar a atividade, embora ainda Encontrem dificuldades na digitação de seus materiais. - Formas de avaliação – o produto, o que será entregue no final está bem determinado? Sim. O material está bem determinado, embora a turma tenha optado por fazer o livro apenas no final do ano, com um número maior de produções para guardarem de Lembrança uns dos outros.

7

8 Aristogatas Uma madame que se chamava Adelaide, tinha quatro gatos que ela gostava muito. A mãe dos três gatinhos se chamava Duquesa, os seus filhotes eram: a Maria, o Berliioz e o Toulouse. Eles eram charmosos e muito brincalhões. Os gatinhos eram lindos e muito barulhentos! Um dia, o mordomo Edgar perde a sua paciência, com tanta confusão. Ele chegou ao quarto e logo despejou pílulas para que os gatinhos dormissem. E o Edgar estava furioso e mandou a família de gatinhos para bem, bem longe de Paris. Mas, não estavam perdidos. Logo de manhã, apareceu Matinhos para ajudá-los. Ele levou-os para sua casa em Paris. Matinhos e Duquesa resolveram nunca mais se separar. Eles formaram uma bela família na casa de Madame Adelaide.

9 MULAN Numa manhã, uma jovem chinesa precisava ir arrumar um marido na casamenteira do povoado. Antes de sair, Mulan correu para servir o chá ao seu pai. - Querida, é bom se apressar! - disse seu pai. - Você está atrasada – repreendeu a avó. - Vá se vestir e se pentear, rápido. Finalmente, Mulan ficou pronta. - Leve esse gafanhoto! - disse a sua querida avó. - Pois ele lhe trará sorte! Que inesperável! Diante da casamenteira Mulan só fez besteiras. Muito irritada, a casamenteira mandou Mulan voltar para sua casa. A jovem ficou magoada. - O pai consolou-a. A guerra começou. E o seu pai foi convocado, mas como seu pai já estava velho demais, Mulan resolveu, então, ir em seu lugar. Mulan se disfarçou de rapaz e partiu rapidamente. Ela progrediu e se tornou o melhor de todos os outros soldados. Mais tarde, no palácio, o imperador felicitou Mulan. Fim

10 HÉRCULES Há muito tempo, a Terra foi governada por monstros Titãs. Então, o poderoso Zeus trancou os Titãs no fundo do oceano. Assim ele e seus colegas deuses e deusas puderam, do Monte Olimpo, governar o mundo. Num dia muito feliz, Hera, a esposa de Zeus deu de presente a seu filho um lindo cavalinho alado que se chama Pégaso. Hades, o demoníaco deus do mundo inferior estava entre os convidados. Hades tinha um plano para dominar o Olimpo. Ele consultou as três irmãs videntes e elas disseram que dali a 18 anos o planeta estaria alinhado. Os Titãs seriam libertados e então Hades poderia vencer Zeus. Mas se Hércules se junta-se à luta, ele falharia. Hades decidiu se livrar de Hércules. Mandou Pânico e Agonia roubarem o bebê. Os demônios o levaram para a Terra e a forçaram a beber uma poção mágica que o transformaram. Mas, antes que tomasse a última gota, Anfitrião e Alcmena, aproximaram-se. Pânico e Agonia transformaram-se em duas serpentes. Hércules com suas forças acabou com elas. Anfitrião e Alcmena criaram Hércules como se fosse seu filho. Zeus e Hera sentiam falta do Hércules mas apenas um deus poderia viver no Olimpo. Por causa da porção de Hades, Hércules não era mais deus e então ele foi ao templo de Zeus a procura de uma resposta. Teria que ser um herói para se transformar em um deus novamente. Ele foi treinado por Filoctetes. Montado em Pégaso, Hércules salvou de um centauro uma garota chamada Mégara. Ela estava sendo usada por Hades para enganar Hércules, mas ela se apaixonou por ele. Hades fez ela prisioneira. Hércules voou para o Olimpo para salvar seus pais, Meg e outros deuses. Ele lutou contra titãs e venceu e se tornou um verdadeiro herói. E foram muito felizes.

11 BAMBI Numa bela manhã, na primavera, um novo príncipe nasceu na floresta e os animais de lá foram conhecê-lo. O seu nome era Bambi. O melhor amigo de Bambi era o coelho Tambor, que lhe mostrou diversas coisas. Bambi era muito amigável. Outros amigos de Bambi eram: Flor, o gambá e Falina a cerva. O inverno chegou e Bambi e seu amigo Tambor foram brincar no gelo, foi super demais!!! Novamente, bem-vinda a primavera! O gambá Flor conheceu uma bela gambá chamad Lila. Tambor também se apaixonou por uma coelha chamada Tina. Enfim, Bambi também se apaixonou e, por sua amiga Falina. Depois de mais um longo inverno, novamente chegou a primavera e os inseparáveis amigos de Bambi foram visitar os filhos de Falina e Bambi. Bambi tinha muito orgulho de seus filhos. Bambi construiu uma família feliz.

12 DUMBO Era uma vez umas cegonhas que sobrevoavam em cima de um alojamento de um circo de inverno à procura das mães dos filhotes que carregavam em seus bicos enormes. Todas ganharam: a mamãe ursa, a mamãe girafa, a mamãe hipopótamo, só a dona Jumbo, a mamãe elefante não ganhou seu filhote tão esperado. Assim o circo embarcou trazendo muita diversão. De repente, uma cegonha um pouco atrasada, chegou trazendo o tão esperado filhote de dona Jumbo. Puxa, que alegria! Jumbo Júnior era o seu nome. Disse uma companheira da Sra. Jumbo: - Seu nome será Dumbo! Não importava se o nome dele seria Dumbo ou Jumbo Júnior, era o filhote mais alegre e esperado. Dona, sra. Jumbo tratava-o com muito carinho! Assim sra. Jumbo e Dumbo passaram a noite mais feliz de suas vidas. Mãe e filho, juntos! No dia seguinte o público começou a chegar só para ver o espetáculo. Dumbo chamou muita atenção de todos, pois sua orelha era enorme e etc... No dia seguinte, Dumbo se transformou na principal atração do circo. Usando suas orelhas, ele fez o que nenhum elefante faz: V-O-A-R. Agora, Dumbo é um verdadeiro herói e brilha como uma lua voadora do circo trazendo muita alegria e diversão para todos. Eles viveram felizes para sempre. Fim.

13 MOGLI Era uma vez um menino chamado Mogli. Ele era tão feliz, andando pela floresta. Uma vez ele se sentiu muito triste em cima de uma árvore. Enquanto estava lá, chegou Balu chamando Mogli para brincar e os dois foram brincar. Eles chamaram mais gente para brincar: o macaco e duas crianças. Ficaram brincando por duas horas. Depois Mogli ficou sozinho de novo. Ele viu seu amigo Baguera e pediu uma carona. No meio do caminho eles estavam discutindo no caminho. Ele desceu de Baguera e foi se sentar sozinho. De repente um urso grandão e feliz apareceu. Era Baguera! Ele falou com Mogli e perguntou se ele queria nadar um pouco. Mogli respondeu que sim e eles foram nadar juntos. Mogli adorou a brincadeira. E eles foram sempre felizes. Fim

14 ALADDIM O pai da princesa Jasmine queria que ela se casasse. Aladdim queria se casar com a princesa mas ele era muito pobre. Um dia, Aladdim encontrou uma caverna. Mais tarde o macaquinho falou para o Aladdim da riqueza. Aladdim encontrou uma lâmpada mágica e ele a esfregou. De dentro saiu um Gênio da Lâmpada e perguntou para Aladdim quais eram seus desejos. Aladdim falou para o Gênio que queria se casar com a princesa Jasmine. E o Aladdim falou para Jasmine: - Você quer casar comigo? - Sim, Aladdim, eu aceito! E eles se casaram e foram felizes para sempre. Fim

15 PETER PAN Era uma vez um menino que se chamava Peter Pan. Ele morava na Terra do Nunca. Ele foi na casa de uma menina. Ele os acordou e falou para que ficassem quietos. Aí ele jogou um pó mágico e eles começaram a voar. Mas quando eles chegaram lá, o Capitão Gancho começou a jogar bolas de canhão. Peter Pan ficou muito nervoso e ele ficou muito nervoso. Juntou uma turma e teve uma guerra entre o bem e o mal. O bem ganhou a guerra, mas sobrou o Capitão Gancho e os dois começaram a voar e lutar, mas, a magia do Capitão Gancho acabou. Então ele caiu dentro da água e o jacaré comeu ele e todos viveram felizes para sempre. Fim

16 A PEQUENA SEREIA O rei Tritão tinha várias filhas. A caçula se chamava Ariel. Ela gosta de ir para cima, na superfície do mar. Um dia ela foi na superfície do mar com seu amigo Linguado. E lá se encontrou com seu amigo Sabidão. O rei, preocupado com a filha, pediu a Sebastião (o caranguejo) para vigiá-la. Poucos dias depois, Ariel avistou um navio e reparou que tinha um príncipe no navio. Começou a olhar. Veio uma tempestade e o navio começou a afundar. Ariel desceu para salvar o príncipe. Ariel ficou apaixonada pelo príncipe. O pai dela ficou sabendo que ela estava apaixonada por um humano e ficou furioso. Ariel chorava muito. A bruxa do mar viu tudo através de sua bola de cristal. A bruxa fez uma feitiçaria e se tornou em Ariel. Só que ela não podia falar. O príncipe ficou enfeitiçado pela bruxa pensando que fosse Ariel. Sabidão, a gaivota, vê a imagem da noiva bruxa refletida no espelho. Elaborou um plano e arrancou do pescoço da noiva o colar de concha. - Ela realmente o ama, não é? Disse o rei dos mares a Sebastião. Ele respondeu: - É verdade! Então o rei lançou um raio mágico na cauda da grande sereia e naquele mesmo dia Ariel e o Príncipe se casaram. E viveram felizes para sempre.

17 BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES Num dia muito frio, uma linda rainha estava sentada perto da janela bordando um lençol de nenê. Distraidamente ela espetou o dedo na agulha e caíram gotas de sangue. Então a rainha olhou para fora da janela e fez um pedido: ela queria ter uma filha de pele branca como a neve que está caindo, cabelos pretos como a madeira desta janela e a boca vermelha como o sangue que saiu do dedo dela. Alguns meses depois a rainha deu à luz uma menina do jeitinho que ela queria. E resolveu chamá-la de Branca de Neve. Ela dava muito amor e carinho para Branca de Neve. Mas a rainha morreu antes de criar a filha como queria. O rei, pai de Branca de Neve, chorou durante meses até que conheceu uma princesa lindíssima e se casou com ela. A princesa era muito má. Todo dia ela ficava na frente do espelho mágico e perguntava: - Espelho, espelho meu existe no mundo mulher mais linda do que eu? E o espelho dizia: - Não rainha, você é a mais linda! Enquanto a rainha conversava com o espelho, Branca de Neve crescia e ficava cada ve mais bonita como ela só. Era de uma formosura que não tinha igual no planeta inteiro. Tanto que a rainha ouviu uma resposta que não esperava. - Sim, existe outra muito mais bonita que você! - E quem é essa atrevida? - perguntou a rainha. - Branca de Neve! Desde então a rainha má começou a ameaçá-la. Branca de Neve ficou com muito medo e foi se refugiar na floresta na casa dos sete anões.

18 Foi muito bem aceita na casa dos sete anões, pois ela cozinhava, lavava e passava para eles. Todos eram felizes na casa. Todos os dias como de costume os anões saíam para trabalhar e deixaram Branca de Neve na casa. Enquanto isso a rainha preparava um plano mirabolante. Ela se transformou na bruxa mais horripilante e má... De repente surpreendentemente aparece na janela uma velhinha pedindo água. Branca de Neve como é boa recebeu a velhinha e esta em agradecimento oferece uma maçã para Branca de Neve e pede a ela que dê uma mordida e faça um pedido. Mal sabia Branca de Neve que aquela velha era a madrasta dela. Quando Branca de Neve deu a mordida não resistiu e caiu no sono. Os anões não chegaram a tempo e não conseguiram impedir que Branca de Neve mordesse a maçã, mas os anõezinhos conseguiram pegar a bruxa. Eles perseguiram-na até que ela despencou de um penhasco. Ela não resistiu e morreu em seguida. A tristeza toma conta dos anões. Quando, de repente, um príncipe aproxima-se de Branca de Neve e lhe dá um beijo apaixonado. Imediatamente, Branca de Neve acorda e vi embora com se príncipe agradecendo por tudo o que fizeram por ela. E todos viveram felizes para sempre. Só a bruxa que morreu infeliz. Fim

19 A DAMA E O VAGABUNDO Uma recém-casada recebeu um presente, uma bela cadelinha que ia chamar Lady. Muitos carinhos que não tinham fim. Lady era muito linda e os cães do quarteirão não tinham olhos para mais nada, a não ser para Lady. O Vagabundo nem se fala. Lady não queria falar com o Vagabundo. Um belo dia, adeus sua vida de madame. Sua dona teve um bebê. Todos os carinhos só para o bebê. E então tia Sarah chegou em casa com seus gatos horríveis, Si e Ão. Os dois gatos atacaram-na e Lady se defendeu. Quebraram tudo. Tia Sarah ficou muito brava e resolveu colocar uma focinheira em Lady e a arrastou para a rua. E os cães a atacaram sem dó. Até que chegou o Vagabundo e afastou os cães de Lady. Depois levou Lady para a casa de seu amigo Tony. Ele preparou uma macarronada e cantou para o casal. Na volta para a casa, Dama e Vagabundo salvaram o bebê de uma ratazana. Os dois foram muito felizes e tiveram muitos filhotes. Ai Lady voltou a sorrir novamente, e sua dona ficou muito feliz com Lady e Vagabundo. E foram felizes para sempre.

20 ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS Alice começou a seguir o Coelho Branco até sua casa. Então, depois que chegaram, Alice pediu educadamente para entrar na casa do Coelho Branco. Ele começou a gritar: - Estou atrasado! Estou atrasado! E respondeu para Alice: - E você é muito grande para entrar. Então o Coelho Branco deu um biscoito mágico para Alice, e ela ficou bem pequenininha, então Alice entrou na casa do Coelho Branco. Ele gritou novamente: - Estou tão atrasado! Ele subiu as escadas correndo e Alice foi atrás dele. Lá em cima, no quarto do Coelho Branco, Alice encontrou uma cesta de biscoitos. O Coelho Branco gritou para Alice: - Não coma os biscoitos, eles vão te fazer ficar gigante! Mas era tarde de mais. Alice já tinha comido um pedacinho. Mas a pobre Alice cresceu tanto que chutou o Coelho Branco escada abaixo. Ele pegou rápida uma cenoura mágica, e deu para Alice comer. Alice mordeu a cenoura e voltou a ser pequeninha. Então, disse o Coelho Branco: - Esses biscoitos e essas cenouras são mágicas. Elas fazem diminuir e aumentar.

21 A BELA ADORMECIDA Era uma vez num reino encantado, um rei e uma rainha que não tinham filhos, por isso eram tristes. Dias se passaram e eles tiveram uma pequena princesinha, chamada Aurora. No dia do batizado, as fadas chegaram para dar os presentes. Flora, Fauna e Primavera. Flora foi a primeira e lhe presenteou com a grande beleza. Fauna com uma linda voz para o canto. Mas quando chegou a vez de Primavera, um enorme furacão se abriu invadindo o palácio e de lá saiu Malévola, uma bruxa malvada. Ela apresentou uma terrível maldição. Quando Aurora fizer 16 anos, espetará o dedo numa roca e morrerá. Mas ainda faltava Primavera, ela atenuou a maldição. Aurora está sob a guarda das fadas, pois ela estava feliz por lá. Um dia ela encontrou Felipe, eles conversaram e se apaixonaram. As três fadas desesperadas procuraram Felipe e o presentearam com uma espada. A bruxa se transformou num enorme dragão, mas Felipe fincou a espada em Malévola, pois ela morreu e Felipe foi até a torre onde Aurora estava e a beijou. Ela despertou, eles se casaram e viveram felizes para sempre. Fim

22


Carregar ppt "MÓDULO III Atividade 3.8 Encontro Presencial 20 de Agosto 2010 Claudia Maria Costa Borges Luciana Lima Pereira Campanha – Minas Gerais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google