A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conteúdo Gramatical Professor: Clodoaldo M. Paixão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conteúdo Gramatical Professor: Clodoaldo M. Paixão."— Transcrição da apresentação:

1 Conteúdo Gramatical Professor: Clodoaldo M. Paixão

2 Coerência: não podemos fugir do assunto tratado; temos que falar do tema do início ao fim da produção; observar se há sentido naquilo que escrevemos; não podemos viajar e dizer coisas desconexas, sem sentido; Coerência e coesão textual Ex: Estou falando sobre a privatização da SANECAP e logo no próximo parágrafo, falo sobre a saída de Pedro Henry da Saúde.

3 Coesão textual coerência e coesão textual caminham juntos; porque temos que observar além do sentido no assunto a coesão do texto; os termos têm que combinar entre si; Não posso colocar o substantivo no plural e o resto da oração no singular. Coerência e coesão textual EX: Os meninos saíram junto; Os frio em Cuiabá chegou a 13 graus;

4 Conteúdo gramatical PONTUAÇÃO

5 Vírgula: Vírgula: Indica pequena pausa na leitura, o que equivale a uma pequena ou grande mudança na entonação. É empregada quando a ordem normal dos termos da frase é alterada. PONTUAÇÃO: Ponto/Ponto-e-vírgula Ex.: Aqueles estudantes copiaram todo o programa com rapidez. Com rapidez, aqueles estudantes copiaram todo o programa. (termo deslocado)

6 Usa-se a vírgula para: 1- Marcar termos intercalados: PONTUAÇÃO: Ponto/Ponto-e-vírgula a ) aposto: Pedro, meu irmão, foi eleito deputado. b) expressões explicativas ou corretivas: Seu comportamento, isto é, a atitude que tomou, não me aborreceu. c) conjunções pospositivas: Você, contudo, jamais concordaria com isto. d) adjuntos adverbiais: Os animais, naquela tarde, ficariam assustados.

7 Usa-se a vírgula para: PONTUAÇÃO: Ponto/Ponto-e-vírgula 2- Separar o vocativo: Crianças, salvem a natureza. 3- Separar orações adverbiais: Quando ele chegou, seu pai já havia falecido. 4- Separar as orações adjetivas explicativas: O homem, que é um ser racional, vive pouco.

8 100 Anos de vírgula... Sobre a Vírgula Campanha dos 100 anos da ABI (Associação Brasileira de Imprensa). Vírgula pode ser uma pausa... ou não. Não espere. Não espere Ela pode sumir com seu dinheiro. 23, ,,..,

9 Pode criar heróis.. Ela pode ser a solução. A vírgula muda uma opinião. Isso só ele resolve., Vamos perder nada foi resolvido.,, Não queremos saber.,

10 A vírgula pode condenar ou salvar. Uma vírgula muda tudo. Não tenha clemência!, ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

11 Detalhes Adicionais: SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA. * Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER... * Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM... SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER, ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA. SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM, A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

12 Ponto-e-vírgula: Ponto-e-vírgula: Marca uma pausa mais longa que a vírgula e menor que o ponto. Para separar orações coordenadas longas ou curtas, num trecho longo: PONTUAÇÃO: Ponto/Ponto e vírgula Homem ativo é aquele que sabe realizar aquilo que para os outros constitui simples aspiração; que cumpre o seu dever; que tem iniciativa; que não espera as ocasiões, mas que as cria.

13 Ponto-e-vírgula: Ponto-e-vírgula: Para separar os itens de uma enumeração: Na oportunidade, elaboraremos cinco determinações: a) a organização do calendário; b) a divisão das atividades; c) as técnicas para aplicação de recursos; d)... e)... PONTUAÇÃO: Ponto/Ponto e vírgula

14 Dois pontos: Dois pontos: Marcam uma suspensão de voz em frase não concluída. PONTUAÇÃO: Dois Pontos 1 - Antes de uma enumeração: Aqui estão incluídas: as anotações, as monografias e as teses. 2- Antes das citações: já dizia o poeta: A vida é a arte do encontro Antes de um exemplo: Exemplo: O aluno mais engraçado do Curso é o Fulano.

15 RETICÊNCIAS Marcam a interrupção da sequência lógica da frase. Porque... não sei, porque...porque é a minha sina... PONTUAÇÃO PONTO DE INTERROGAÇÃO É o sinal usado numa interrogativa direta. É o sinal usado numa interrogativa direta. EX: Que horas são?

16 PONTO DE EXCLAMAÇÃO É usado em final de frase que expressa surpresa, espanto, alegria, ordem, súplica, etc. É usado em final de frase que expressa surpresa, espanto, alegria, ordem, súplica, etc. EX: Que bela manhã de sol ! EX: Que bela manhã de sol ! Céus! Que injustiça! Céus! Que injustiça! Substitui a vírgula depois de um vocativo enfático: Substitui a vírgula depois de um vocativo enfático: Colombo! Fecha a porta dos teus mares! Colombo! Fecha a porta dos teus mares! PONTUAÇÃO

17 ASPAS São empregadas para: 1- Isolar citação ou transcrição: Disse Rui Barbosa: A pátria não é ninguém: são todos; e cada qual tem no seio dela o mesmo direito a idéia, a palavra, a associação. PONTUAÇÃO 2 - Mostrar que uma palavra esta empregada em sentido irônico: Este jovem e muito educado: jogou o lixo no chão.

18 TRAVESSÃO Nos diálogos, para indicar a mudança de personagem. Nos diálogos, para indicar a mudança de personagem. EX: - A que horas começas o jogo? EX: - A que horas começas o jogo? - Às sete horas. - Às sete horas. PONTUAÇÃO PARÊNTESES Os parênteses costumam ser usados para isolar parte do texto que traz alguma reflexão, comentário ou explicação. Os parênteses costumam ser usados para isolar parte do texto que traz alguma reflexão, comentário ou explicação. EX: A cunhadinha (continuava a dar este nome a Capitu) havia comentado sobre nossa visita.

19 Conteúdo gramatical CONSTRUÇÃO DO PERÍODO

20 Um período é constituído de uma ou mais orações. O período pode ser simples ou composto. CONSTRUÇÃO DO PERÍODO O período simples é aquele formado por apenas uma oração. EX: Os dançarinos saíram. (Oração absoluta) Período composto Quando é formado por mais de uma oração. EX: Os dançarinos saíram quando a apresentação terminou. 1ª. oração: os dançarinos saíram 2ª. oração: quando a apresentação terminou

21 CONCORDÂNCIA NOMINAL É quando o artigo, o adjetivo e o pronome adjetivo concordam sempre em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se referem. EX: Essas duas alunas fizeram um bom trabalho. Alunas: substantivo feminino plural, obrigatoriamente o pronome essas e o numeral cardinal duas, devem ficar no feminino plural. Trabalho: substantivo masculino singular, então o artigo indefinido um e o adjetivo bom devem ficar também no masculino singular. CONSTRUÇÃO DO PERÍODO

22 CONCORDÂNCIA VERBAL É quando o verbo concorda com o sujeito em pessoa e número. É quando o verbo concorda com o sujeito em pessoa e número. CONSTRUÇÃO DO PERÍODO EX: Ela ficou em casa durante o final de semana. Ela: 3ª. pessoa do singular Ficou: 3ª. Pessoa do singular EX: Nós fizemos o trabalho. Nós: 1ª. pessoa do plural Fizemos: 1ª. pessoa do plural EX: As uvas amadureceram e caíram. As uvas: (elas) 3ª. pessoa do plural Amadureceram: 3ª. pessoa do plural

23 REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL Damos o nome de regência à relação de subordinação que se estabelece entre um verbo ou um nome e seus complementos. Damos o nome de regência à relação de subordinação que se estabelece entre um verbo ou um nome e seus complementos. O verbo ou nome que pede complemento é chamado de termo regente e o complemento é chamado de termo regido. O verbo ou nome que pede complemento é chamado de termo regente e o complemento é chamado de termo regido. Quando o termo regente é um verbo, temos a regência verbal. Quando o termo regente é um verbo, temos a regência verbal. CONSTRUÇÃO DO PERÍODO EX: Gosto de sorvete. gosto: termo regente de sorvete: termo regido de: preposição EX: Foram vistos por mim. Foram: Termo regente Por mim: termo regido Mim: preposição

24 REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL Quando o termo regente é um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), temos a regência nominal. Quando o termo regente é um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), temos a regência nominal. CONSTRUÇÃO DO PERÍODO EX: Ele é fanático por futebol. fanático: termo regente por futebol: termo regido por: preposição EX: O ser humano é apegado a bens materiais. apegado: termo regente a bens materiais: termo regido a: preposição

25 Conteúdo gramatical GRAFIA/ACENTUAÇÃO

26 REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Monossílabos tônicos terminados com: a, e, o seguidos ou não de s, são acentuados Ex: lá, cá, pé, mês, só, pó, nós, pôs Palavras oxítonas: acentuam-se as oxítonas terminadas em: a, e, o, em (s) Ex: Sofá, Café, Cipó, refém GRAFIA/ACENTUAÇÃO

27 REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Palavras paroxítonas: Não são acentuadas palavras paroxítonas terminadas em a, e, o, em, ens, recebem acento. Ex: Rubrica, Filantropo, Flecha, Rede, nuvens Obs: a reforma ortográfica mudou a grafia (acentuação) e não a fonética (som) GRAFIA/ACENTUAÇÃO

28 REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Proparoxítonas: Proparoxítonas: Toda palavra proparoxítona, independentemente de sua terminação, deve receber acento gráfico. Ex: lâmina, mágicos, líricos, lástimas, fôlego, etc. GRAFIA/ACENTUAÇÃO

29 Mudanças: novo acordo ortográfico, – Deixam de ter acento os ditongos abertos éu, éi, ói das palavras PAROXÍTONAS. Inúmeros vocábulos, como ideia, jiboia, assembleia, boia, heroico, etc. Perdem, pois, o acento. GRAFIA/ACENTUAÇÃO

30 Mudanças: novo acordo ortográfico, 2009 Atenção: Essa regra é valida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras OXÍTONAS terminadas em éis, éu, éus, ói, óis. Ex: papéis, herói, heróis, troféu, troféus. GRAFIA/ACENTUAÇÃO

31 REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Hiatos Hiatos Acentuam-se o I e U tônicos EX: saída, egoísmo, saúde Quando antecedidos por ditongo não acentuam Ex: feiura, baiuca GRAFIA/ACENTUAÇÃO

32 REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Trema É eliminado de todas as palavras. Passaremos a escrever consequência, tranquilo, quinquênio, linguiça etc. GRAFIA/ACENTUAÇÃO

33 Conteúdo gramatical TÉCNICAS ARGUMENTATIVAS

34 São fundamentos que usamos para convencer a outra pessoa de: São fundamentos que usamos para convencer a outra pessoa de: EX: Em vez de pedirmos ao Secretário de Transportes para acabar com as lombadas eletrônicas nas ruas de Cuiabá, podemos convencê-lo de que as lombadas prejudicam a locomoção de carros de bombeiros, ambulância e outros. TÉCNICAS ARGUMENTATIVAS

35 Conectores podem ser conjunções, preposições, advérbios Que são usadas nas orações subordinadas à oração principal. Temos orações subordinadas finais, temporais, causais, condicionais, comparativas, concessivas, conformativas, modais, proporcionais, consecutivas e locativas. O conector usado com mais frequência é o SE. Em seguida vem o porque, quando, caso, caso se, senão, como, desde que, para, embora, sem, mais que, tão que, tanto que.... EMPREGO DE CONECTORES EX: Faça sua inscrição num local credenciado, ou ligue para a UNIC. Se preferir, use a internet. EX: Isso é possível levar no carro desde que não tenha mais bagagem para transportar.

36 Ainda que não seja o ideal, algumas vezes há a necessidade de repetir uma palavra; Principalmente se ela representar a temática central a ser abordada; Deve-se evitar ao máximo esse tipo de procedimento ou, ao menos, afastar as duas ocorrências o mais possível; Embora esse seja um dos vários recursos para garantir a coesão textual. REPETIÇÃO / OMISSÃO VOCABULAR EX: A fome é uma mazela social que vem se agravando no mundo moderno. São vários os fatores causadores desse problema, por isso a fome tem sido uma preocupação constante dos governantes mundiais.

37 PRINCIPAIS ERROS COMETIDOS NO RESUMOS DO TEXTO: O TESOURO DE BRESA Texto Original Enedim um alfaute inteligente e trabalhador porém muito pobre; sonhava em ser rico um dia comprou um livro acreditanto que nele havia um caminho para o tesouro Texto corrigido Enedim era um alfaiate inteligente e trabalhador, porém muito pobre. Ele sonhava ser rico. Para isso, comprou um livro, acreditanto que nele havia um grande tesouro.

38 Texto Original Na Babilônia um pobre alfaiate, chamado Enedim. Homem inteligente e trabalhador, lhe parou a porta um velho vendedor que lhe ofereceu um livro chamado O tesouro de Bresa. Textos corrigidos Na Babilônia havia um pobre alfaiate, porém inteligente e trabalhador. Seu nome era Enedim. Um dia parou a porta de Enedim um vendedor que ofereceu um livro chamado O tesouro de Bresa… Havia na Babilônia um alfaiate chamado Enedim. Ele era pobre, porém trabalhador e inteligente. Porém, sua sorte mudou quando um vendedor lhe ofereceu o livro O tesouro de Bresa.

39 Texto Original (…) Um dia, confessando ao sacerdote sobre o livro de Bresa, que o ajudou a ficar rico, adquiriu saberes, com estudo e trabalho pode conquistar seus objetivos Texto corrigido (…) Um dia confessando a um sacerdote sobre o livro de Bresa, que o ajudou a adquirir saber e ficar rico, descobriu que o tesouro de Bresa era o conhecimento.

40 Texto Original (…) Num certo dia comprou de um mercador um livro cujo título era O tesouro de Bresa começou a estudar esse livro, passou a ser notado por todos, inclusive pelo rei, pelos conhecimentos que tinha, ficou muito rico, mas não conseguia desvendar o segredo do livro, em uma conversa com um sacerdote fora esclarecido que o Tesouro é o conhecimento e a aplicação do conhecimento que ele adquiriu através dos estudos. Texto corrigido Um certo dia comprou de um mercador, um livro cujo título era O tesouro de Bresa. Ao estudar esse livro, devido aos conhecimentos adquiridos, passou a ser notado por todos, inclusive pelo rei. Porém, ainda não havia desvendado o segredo do livro. Em uma conversa com um sacerdote fora esclarecido que o tesouro é o conhecimento e a aplicação do conhecimento.

41 Textos Originais (ERROS DE ORTOGRAFIA) Enedim se intereça... Desperta o enterece Enedim homem pobre que fico rico atras da leitura de um livro …interprete do rei Ele desifrou… Certo dia, disse ao sacerdote que uma icógnita o incomodava… realizou seu maior sonho de se tornar Rico. Este livro era escrito em caracteres de varios povos e cheio de calculos… Você conquistou o seu tessouro … Embora muinto pobre… Não perdia a esperanca… Foi estudar varias liguas… Homem inteligente e trabalhador com boas qualidade e amor no coração Serta vez … …começou dedicar aciduamente… Graças a esses novos conhecimento…com isso conquistou muitas riqueza Estava conquistando atravéz Ele tinha a ambição de uma riqueza muito nobre…(confuso) …se tornou o homem mais rico, o senhor dos palácio …com sua dedicação e ensistencia conquistou a ambiciosa riquesa..


Carregar ppt "Conteúdo Gramatical Professor: Clodoaldo M. Paixão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google