A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Disciplina: Prática de Ensino de Química para o Nível Superior LEITURA E ESCRITA Docente:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Disciplina: Prática de Ensino de Química para o Nível Superior LEITURA E ESCRITA Docente:"— Transcrição da apresentação:

1 Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Disciplina: Prática de Ensino de Química para o Nível Superior LEITURA E ESCRITA Docente: Dra. Salete Linhares Queiroz Discentes: Eliane Sloboda Raquel Mendonça Michelli Massaroli

2 Por que a capacidade de escrever bem é importante? Qual a importância da leitura para o ensino e aprendizagem? Quais são as dificuldades apresentadas pelos alunos do curso de graduação em Química na compreensão e comunicação de seus conhecimentos?

3 Curso de Química Habilidades Quantitativas Habilidades Qualitativas Comunicação do Conhecimento Linguagem OralLeituraLinguagem Escrita Ensino e Aprendizagem

4 O ato de escrever envolve muito mais do que simplesmente expor idéias armazenadas. É necessário que as idéias sejam repensadas e organizadas. A leitura é a parte para a tomada de consciência e, o modo de existir, no qual o individuo compreende e interpreta a expressão registrada pela escrita e, passa a compreender o mundo real.

5 Algumas capacidades desejáveis no aluno com o uso da linguagem escrita Organização de idéias Desenvolvimento do tema Clareza, coerência e gramática Aumentar o raciocínio Ajudar o aluno a pensar Aprender o conteúdo

6 Buscar conhecimento pré-adquiridos Sintetizar e analisar as idéias Aplicar e transferir o conhecimento Escrever com elaboração própria

7 Algumas capacidades desejáveis no aluno com o uso da leitura Preparar o individuo para o sócio-político-cultural Desenvolver autonomia (consciência crítica), levando-os a aprender a aprender Refletir e analisar Adquirir os conhecimentos Melhorar a comunicação oral

8 Meios para desenvolver a leitura e a escrita Projetos de pesquisa Leitura de relatórios Leitura de textos sobre pesquisas Leitura de jornais técnicos Leitura de artigos

9 Escrever resenhas Escrever relatórios Escrever monografias e teses Reorganizar relatórios ou artigos

10 Qual é o desafio ao leitor? O que é ser um bom professor? Professor não é ser simplesmente um mero transmissor do conhecimento e sim aquele que leva o aluno a pensar. Juan Díaz Bordenave e Adair Martins Pereira.

11 Estratégias de ensino e Aprendizagem É uma ferramenta escolhida ou criada pelo professor, para a melhor compreensão dos conceitos pelos alunos e, eliminar ou pelo menos amenizar as dificuldades no uso da linguagem escrita e leitura. Aplicações das estratégias Sala de aula Laboratório Atividade extras

12 Universidade Lugar de construção do conhecimento cientifico, filosófico e artístico Levar o conhecimento novo de forma critica, reflexiva e criativa.

13 Estratégia de Ensino Escrita e leitura Como usar essa ferramenta em sala de aula?

14 Estratégia de Ensino Analisar vários fatores - O número de alunos na sala de aula/nível - A estrutura física da sala/escola - O acesso/disponibilidade a materias didáticos

15 Sala de aula Ferramenta: Linguagem escrita Facilitar a comunicação professor-aluno Melhorar a compreensão dos conceitos transmitidos, pelos alunos. Montagem da estratégia

16 Uso da linguagem escrita Salas numerosas Diálogo e discussão menos acessíveis - Alunos passivos e descompromissados

17 M. Strauss e T. Fulwiler Caixa-de-dúvidas - Estimular os estudantes a formular questões sobre o tópico em pauta. - Questões incorporadas no contexto da aula seguinte - Linguagem e simbolismo usado pelo aluno mantido

18 Pontos importantes Caráter anônimo: Alunos menos inibidos e mais participativos Conservação do simbolismo e linguagem: Classe envolvida na resolução Aulas para tirar dúvidas: Utilizando-se das perguntas não respondidas em sala de aula

19 H. BEALL Usou da escrita em aulas com turmas numerosas Questão de revisão: Resolução por escrito, em um intervalo de 5 min. Seleção de algumas respostas, as quais eram projetadas nas aulas seguintes

20 Benefícios observados - maior atenção devotada pelos alunos à disciplina - As questões funcionavam como uma auto avaliação para os alunos - Enriquecimento considerável do conteúdo das aulas (resoluções criativas)

21 Leitura Atividade fundamental, desenvolvida pela escola para a formação dos alunos Destaque: A maior parcela de nosso conhecimento é conseguida por meio da leitura

22 H. BEALL Seleção de textos literário-científicos Elaboração de questões sobre o tema lido pelo professor -Leitura e posterior redação de trabalhos sobre o material lido, respondendo as questões.

23 Observações - Variações significativas quanto a profundidade, clareza de pensamentos - Gramática e ortografia satisfatórias

24 N. VAN ORDEN Sugeriu tarefas escritas, relacionadas aos conceitos ministrados e Problemas do cotidiano

25 Estratégia Solucioná-las em quatro etapas a) Decidir qual informação era necessária para solução do problema b) Encontrar informação necessária c) Usa-la para resolver o problema d) Justificar a escolha da informação usada na solução do problema

26 Exemplo Você trabalha em uma loja de animais domésticos e surge uma cliente preocupada porque seus peixes estão morrendo. Ao analisar a amostra da água onde os peixes vivem, você constata que seu pH é 8,2. No entanto essa espécie de peixe vive melhor em água onde o pH é 6,8

27 Pede-se: 1- Selecione um sistema tampão adequado para essa espécie 2- Calcule a quantidade de componente tampão que deverá ser adicionada a água. 3- Escreva uma carta ao cliente explicando como ele deve tratar seu peixe

28 Tarefas dessa natureza Leva o aluno a pensar nos conceitos químicos e relaciona-los com o mundo, Estimula a criatividade Promove a sociabilização Desenvolvimento da escrita

29 Estratégia de Ensino Laboratório Desenvolvimento da escrita através de: Discussão de tópicos específicos; Resolução de problemas, cálculos; Descrição formal da experiência através da confecção de relatório.

30 Bailey e Geisler Confecção de relatórios no formato de revista científica ( por ex. J. Am. Chem. Soc.) Correção dos relatórios pelos Consultores de escrita. Entrega para os alunos para correção e entrega do relatório para o professor responsável pela disciplina.

31 Vantagem: Após a aplicação desta estratégia percebeu-se que os alunos estavam redigindo de uma maneira mais aprimorada.

32 Profº. J.L. Koprowski Apresentação de um relatório (formato padrão) da aula prática realizada. 1º Correção dos relatórios pelo professor. 2º Devolução dos mesmos para que fossem corrigidos pelos alunos, após eram entregues para o professor para a apresentação da nota.

33 3º Para cada relatório foi dado um pseudônimo. 4º Cada estudante recebeu dois relatórios para que fizesse sugestões, críticas e colocações de âmbito editorial e de caráter científico. 5º Professor desempenhou o papel de um editor de revista.

34 Vantagem: Estratégia amplamente aceita pelos estudantes e muito útil para o desenvolvimento da capacidade de escrita dos mesmos.

35 CONSIDERAÇÕES FINAIS Ainda hoje, o curso de Química de uma forma geral, prioriza o desenvolvimento de habilidades quantitativas deixando como prejuízo o desenvolvimento de habilidades qualitativas, como a escrita. Qual a estratégia de ensino é mais eficaz? Cada método é melhor ou não dependendo dos objetivos que o professor quer alcançar.

36 EDUCAR É SER UM ARTESÃO DA PERSONALIDADE, UM POETA DA INTELIGÊNCIA E UM SEMEADOR DE IDÉIAS. Augusto Cury Psiquiatra, cientista e escritor.

37 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Bordenave, D. J.; Pereira A. M. Estratégias de Ensino- Aprendizagem 25 ed., Petrópolis – RJ, Queiroz, S. L. A Linguagem Escrita nos Cursos de Graduação em Química, Química Nova, vol.24, n. 1, p , Tilstra L. Using Journal Articles to Teach Wrinting Skills for Laboratory Reports in General Chemistry, Journal of Chemical Education, vol.78, n.6, 2001.


Carregar ppt "Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Disciplina: Prática de Ensino de Química para o Nível Superior LEITURA E ESCRITA Docente:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google