A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PALESTRA 38/2009 - 27/10/2009 Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O ESTRANHA MORAL Cap. 23.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PALESTRA 38/2009 - 27/10/2009 Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O ESTRANHA MORAL Cap. 23."— Transcrição da apresentação:

1

2 PALESTRA 38/ /10/2009 Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O ESTRANHA MORAL Cap. 23

3 Capítulo 23 Odiar os pais Abandonar pai, mãe e filhos Deixa aos mortos o cuidado de enterrar seus mortos

4 Capítulo 23 Não vim trazer a paz, mas, a divisão

5 Do lat. pace significa, na sua acepção mais geral, ausência (ou cessação, solução etc.) de um conflito. É a tranqüilidade individual na comunhão com os outros. Paz

6 Não vim trazer a paz, mas, a divisão Paz interna pertence à moral e seu estudo é incumbência habitual dos moralistas; Paz externa pertence ao direito e sua discussão é incumbência habitual dos juristas. Paz Interna e Externa

7 Não vim trazer a paz, mas, a divisão Espada Do grego spáthe, pelo lat. spatha - é a arma branca, formada de uma lâmina comprida e pontiaguda, de um ou dois gumes. Símbolo do Estado Militar e de sua virtude. Relacionada com a balança, significa justiça: separa o bem do mal, julga o culpado.

8 Não vim trazer a paz, mas, a divisão É uma forma de interação entre si próprio, indivíduos, grupos, organizações e coletividades que implica choques. Conflito

9 Como entender a afirmação de Jesus Cada um deve lutar contra si mesmo. Individualmente

10 Como entender a afirmação de Jesus Cada qual deve vencer inibições, renunciar ao seu ponto de vista, sem querer que outros pensem pela sua cabeça. No Lar

11 Como entender a afirmação de Jesus O cristão deve lutar contra as iniqüidades e injustiças, porém não deve fazê-lo com a espada em punho, pois o próprio Jesus já nos dissera que todo aquele que desembainha a sua espada para atacar o seu próximo, pela espada morrerá. Na Sociedade

12 Não vim trazer a paz, mas, a divisão Toda idéia nova forçosamente encontra oposição e nenhuma há que se implante sem lutas. Ora, nesses casos, a resistência é sempre proporcional à importância dos resultados previstos, porque, quanto maior ela é, tanto mais numerosos são os interesses que fere.

13 Jesus não era pássaro de asas partidas, mas uma tempestade violenta, que quebrava as asas tortas. Não era uma vítima dos seus perseguidores, e não sofreu nas mãos de seus executores - mas era livre diante de todos. Khalil Gibran

14 Jesus não desceu ao mundo para destruir nossas casas, e - com suas pedras - construir conventos; ele veio insuflar uma alma nova e forte, que faz de cada coração um templo, de cada alma um altar, e de cada ser humano um Sacerdote. Khalil Gibran

15 Seareiros de volta Jesus e o Espiritismo esclarecem que não existe verdadeira paz sem preço. Quem quiser a luz da paz, por dentro do coração, aceite o combate da sombra em derredor. Assim será sempre. NomeEurípedes Barsanulfo Nascimento01/05/1880 Sacramento - MG Desencarne01/11/1918 Aos 38 anos vitima da Gripe Espanhola na mesma cidade em que nasceu. CuriosidadesPossuía profundos conhecimentos de Medicina e Direito, além de Astronomia, Filosofia, Matemática, Ciências Físicas e Naturais e Literatura, mesmo sem ter cursado o ensino superior. Precursor da pedagogia espírita psicografia de Waldo Vieira

16 O fogo e a Espada A Reforma Íntima é um processo contínuo de auto-análise, de conhecimento de nossa intimidade espiritual, libertando-nos de nossas imperfeições e permitindo-nos atingir o domínio de nós mesmos. Em si próprio

17 O fogo e a Espada Podemos e devemos substituir nossos defeitos como, o Orgulho, a Inveja, o Ciúme, a Agressividade, o Egoísmo ou Personalismo, a Maledicência, e a Intolerância por virtudes, tais como a Humildade, a Resignação, a Sensatez, a Generosidade, a Afabilidade, a Tolerância e o Perdão. Em si próprio O QUE SE PODE TRANSFORMAR INTIMAMENTE

18 O fogo e a Espada Varia de ser para ser. Em si próprio QUANTO TEMPO?

19 O fogo e a Espada 1.Conhecer a si mesmo é o primeiro passo para a reforma. 2.Parar de tentar justificar nossos defeitos. 3.Precisamos aprender a contar com as nossas quedas. Em si próprio COMO FAZER?

20 O fogo e a Espada No campo das idéias os elos do sangue nem sempre significam harmonia de opinião entre aqueles que o céu uniu no instituto familiar. No Lar Emmanuel - (50 Anos Depois)

21 O fogo e a Espada Conflitos, problemas financeiros, moléstias, desníveis culturais e falhas na formação de caráter e de temperamento contribuem para esses conflitos. A mulher espera encontrar no esposo o retrato psicológico do pai; o homem, os cuidados da genitora. Acontece que os dois têm que se adaptar à nova situação. Acrescentem-se ainda os apelos enviados pela mídia. No Lar Como a família adoece?

22 O fogo e a Espada Ter uma família bem constituída, onde reside a concórdia, onde exista a harmonia, é ter um tesouro de inestimável valor. No Lar Celso Martins - (Laços de Família) PORQUE ENTENDER JESUS DESSA FORMA?

23 O fogo e a Espada 1.Ter paciência. 2.Ser compreensivo. 3.Procurar ajudar na medida do possível. 4.Culto do Evangelho no Lar No Lar COMO FAZER?

24 Do culto cristão do lar Nasce a fonte cristalina De bênçãos da Paz Divina, De dons da Divina Luz!... Nele, aprendemos a amar A dor, a luta, a alegria E a iluminar cada dia Na inspiração de Jesus. João de deus Médium: Francisco Cândido Xavier A IGREJA EM CASA Cultiva em teu doce abrigo A sublime Sementeira Que te guarda a vida inteira No amor, na consolação... Sentirás, então, contigo, Sobre a crença que abrasão O Evangelho vivo em casa E o Mestre no coração

25 O fogo e a Espada Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas. Na Sociedade Mateus 10:16

26 O fogo e a Espada Sim, todos tendem para o mesmo fim e Deus fez Suas leis para todos. Freqüentemente dizeis: O Sol brilha para todos, e com isso enunciais uma verdade maior e mais geral do que pensais. Na Sociedade 803. Perante Deus, são iguais todos os homens?

27 O fogo e a Espada Sois chamados a estar em contacto com espíritos de naturezas diferentes, de caracteres opostos: não choqueis a nenhum daqueles com quem estiverdes. Sede joviais, sede ditosos, mas seja a vossa jovialidade a que provém de uma consciência limpa, seja a vossa ventura a do herdeiro do Céu que conta os dias que faltam para entrar na posse da sua herança. Na Sociedade

28 O fogo e a Espada Na Sociedade

29 Lembremo-nos de que o ensinamento da paz e da espada, como tantos outros ensinamentos trazidos por Jesus, possui conteúdo alegórico. A interpretação do referido trecho varia de seita para seita. A espada do Cristo, que era de fraternidade, passa a ser instrumento de violência e opressão nas mãos dos propagadores de determinadas seitas. Os próprios cristãos, de perseguidos, passam a ser perseguidores. Não é, pois, de se estranhar que as guerras religiosas destruíram mais do que as guerras políticas. (Kardec, 1984, it. 9 a 18)

30 Cristãos de hoje, não temos o direito de nos fixarmos numa falsa tranqüilidade. Não há cristianismo confortável. Devemos avançar sempre, seguindo as pegadas do Cristo. O evangelho é chama acesa por Jesus Cristo, e que, pouco a pouco, deve abrasar o mundo. Georges Chevrot

31 Que bom que você veio! Volte sempre e vá com Jesus de Nazaré!!! Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O


Carregar ppt "PALESTRA 38/2009 - 27/10/2009 Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O ESTRANHA MORAL Cap. 23."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google