A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 35/2009 - 06/10/2009 Haverá falsos cristos e falsos profetas SEGUNDO O O.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 35/2009 - 06/10/2009 Haverá falsos cristos e falsos profetas SEGUNDO O O."— Transcrição da apresentação:

1

2 Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 35/ /10/2009 Haverá falsos cristos e falsos profetas SEGUNDO O O

3 Recomendações no Sermão da Montanha Uma das últimas orientações que Jesus dá no Sermão da Montanha Marcar o cuidado que se deveria ter com as ilusões e a sedução de impostores Jesus percebera o quanto as pessoas, cansadas, inseguras, sentindo-se fracas e frágeis, procuravam amparar- se em alguém. Ao ver a multidão, teve compaixão dela, porque estava cansada e abatida como ovelhas sem pastor (Mt 9, 36) Jesus vira o risco que corriam de se deixar liderar por falsos profetas que poderiam ser um perigo para os trabalhadores da vinha.

4 O Evangelho segundo o Espiritismo reforça esses riscos dedicando todo o capítulo para essa questão. Texto atual: denuncia riscos que corremos de nos expor a enganos e ilusões, a partir do que lemos, ouvimos e somos influenciados no dia-a- dia. O capítulo é um alerta para tomarmos cuidado com nossa tendência a nos alimentarmos de ilusões. Proposta deste encontro: identificar os falsos profetas que podem atrapalhar nossa trajetória rumo à felicidade.

5 As ilusões que criamos servem- nos, de certa forma, de defesas contra nossas realidades amargas. Embora possam, por um lado, nos poupar das dores momentaneamente, por outro, nos tornam prisioneiros da irrealidade. Para possuir uma mente sã, é preciso que tenhamos a capacidade de aceitação da realidade, jamais fugindo dela. É imprescindível discernir o que queremos forçar que seja realidade daquilo que verdadeiramente seja realidade. HAMMED da obra As dores da alma Psicografia de Francisco do Espírito Santo Neto

6 Tende cuidado para que alguém não vos seduza; - porque muitos virão em meu nome, dizendo: "Eu sou o Cristo", e seduzirão a muitos. Levantar-se-ão muitos falsos profetas que seduzirão a muitas pessoas; - e porque abundará a iniqüidade, a caridade de muitos esfriará. - Mas aquele que perseverar até o fim se salvará. Então, se alguém vos disser: O Cristo está aqui, ou está ali, não acrediteis absolutamente; - porquanto falsos Cristos e falsos profetas se levantarão que farão grandes prodígios e coisas de espantar, ao ponto de seduzirem, se fosse possível, os próprios escolhidos. (Mateus 24, 4-5, 11-13, 23-24) (Marcos 13, 5-6; 21-22) PROFETA

7 Quem são os profetas? Significado comum: quem faz adivinhações e prognósticos sobre o futuro. Sentido evangélico: todo enviado de Deus com a missão de instruir os homens e de lhes revelar as coisas ocultas e os mistérios da vida espiritual. O profeta é um mensageiro e intérprete da palavra divina. Em certo momento da vida, ele foi chamado por Deus dum modo irresistível, escolhido como seu mensageiro. Tem a inabalável convicção de que recebeu uma palavra de Deus e de que deve comunicá-la. É um homem que julga o presente e vê o futuro à luz de Deus. É enviado por Deus para recordar aos homens suas exigências e conduzi-los pelo caminho de sua obediência e de seu amor. CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS: CONTESTAÇÃO CONSOLAÇÃO ENCORAJAMENTO TRAZER O HOMEM DE VOLTA AO CAMINHO DE DEUS

8 Falsos Profetas: Ilusão, Enganos e Desvios no Caminho da Verdade RELIGIÕES Quando mantêm os povos na cegueira espiritual para conquistarem privilégios e proveitos materiais. Quando mantêm pobre a espiritualidade de seus seguidores. CIÊNCIA Quando prega o materialismo. Quando nega Deus e a realidade espiritual. POLÍTICA Quando promete coisas que não planeja cumprir Quando sustenta candidaturas com base na mentira e na produção de ilusões.

9 Falsos Profetas: Ilusão, Enganos e Desvios no Caminho da Verdade CASAS ESPÍRITAS Onde a mediunidade for comercializada ou trocada por presentes. Onde espíritos tentam enganar fazendo-se passar por espíritos superiores.

10 Um homem foi até um desses consultórios espirituais, se assim podemos chamar, aproximou-se do médium que havia incorporado um espírito e disse assim: -Olha, eu cansei de ser pobre. O senhor tem que me ajudar, preciso dar um jeito na minha vida. - O que o senhor quer que eu faça? - Ah! Eu quero ganhar na loteria. - Ah! Mas é muito difícil. - Mas eu sei que você pode conseguir. Por favor, eu preciso. O espírito silenciou e depois recomendou: -Está bem, amanhã jogue o número Então, o protegido, muito animado, vendeu o seu televisor que estava velho, o jogo de sofá, emprestou dinheiro a seus amigos, apropriou-se do salário da filha, e fez o jogo recomendado. Certo que era o mais novo milionário. RICHARD SIMONETTI da obra Uma razão para viver

11 À tarde, na hora do sorteio ligou o rádio e ouviu: -Vinte e três mil... Meu Deus, exclamou. Vai dar! Vai dar! Quatrocentos e noventa e...Estou rico, já ganhei!!! Quatrocentos e noventa e três. Três!!! Está errado. É dois. E o locutor repetiu que o bilhete premiado era o Ele não se conformava. Houve um engano, dizia ele. Telefonou para a emissora e não havia o erro. Perdera por um único algarismo, enterrando-se em dívidas e muito mais preocupações. Então, correu até o guia. -Uma desgraça! Joguei o que eu não possuía e perdi. Mas o que houve? O senhor recomendou e deu Então o espírito, cheio de animação, respondeu: -Ah! Meu filho. Fico feliz, quase acertamos. Talvez dê certo na próxima... Fora apenas um palpite. RICHARD SIMONETTI da obra Uma razão para viver

12 Não creais em qualquer espírito; experimentai se os espíritos são de Deus, porquanto muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. I Epístola de João 4, 1)

13 Falsos Profetas: Ilusão, Enganos e Desvios no Caminho da Verdade CASAS ESPÍRITAS Onde a mediunidade for comercializada ou trocada por presentes. Onde espíritos tentam enganar fazendo-se passar por espíritos superiores. REVISTAS E JORNAIS Quando dão conselhos sobre tudo, até sobre o futuro. Quando dirigem nossa busca de felicidade para coisas materiais e para a indústria do consumo.

14 Como distinguir o profeta verdadeiro de um profeta falso? Pelos seus frutos. Toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus (Mateus 7, 17) Pelo caráter da pessoa. Os verdadeiros profetas não viviam à custa dos segredos que Deus lhes comunicava. Tinham o seu trabalho, a sua missão na Terra e a sua missão espiritual. Pode-se dizer que eram orientadores do povo, mas não viviam das consultas futuristas. Pela finalidade do que é revelado. Os profetas de Deus não sabiam tudo, sabiam apenas aquilo que Ele lhes desvendava e com uma intenção bem definida: prepará-los para que fossem mais dignos Dele, sabendo o que era preciso fazer para vencer os obstáculos que se colocavam entre o povo e o Pai. Pela importância da revelação. Os profetas não andavam sempre a incomodar o Pai para saberem das coisas comezinhas do dia a dia. Preocupavam-se com o futuro do povo e o aperfeiçoamento da sua relação com Deus.

15 Forçoso distinguir sempre o exterior do conteúdo. Exterior, atende à informação e ao revestimento. Conteúdo, porém, é substância e vida. Exterior, em muitas ocasiões, afeta unicamente os olhos. Conteúdo alcança a reflexão. A casa impressiona pelo feitio. O interior, contudo, é que lhe decide o aproveitamento. Exterior consegue enganar. Um frasco, indicando medicamento é capaz de trazer corrosivo. Uma bolsa aparentemente inofensiva pode encerrar uma bomba. Conteúdo, entretanto, fala por si. A essência disso ou daquilo é ou não é. EMMANUEL da obra Livro da Esperança Psicografia de Francisco Cândido Xavier

16 Mais pertinente do que questionar: Por que os falsos profetas insistem em fazer seu mercado?, é mais útil perguntar: O que nos impulsiona a sermos seus clientes?

17 Convivemos com a ilusão de que: A ilusão da posse material proporciona a felicidade. O poder e a fama garantem o amor. A força bruta protege da agressão. A prática sexual sem limites traz uma gratificação integral. Quase sempre desenvolvemos essas ilusões na infância com nossos pais, professores, outros parentes, como sendo reais ensinamentos, quando, em verdade, não passam de crenças distorcidas de indivíduos que tinham dinheiro e sexo como divindades supremas. Mesmo quando crescidos e maduros, sentimos medo de abandoná-las. HAMMED da obra As dores da alma Psicografia de Francisco do Espírito Santo Neto

18 O Homem vive num mundo físico, no qual a ilusão da forma confunde a realidade: O que parece tem predomínio sobre o que é. O visível e o temporal dominam os sentidos em detrimento do invisível e do atemporal. O tempo físico confunde-se com o tempo emocional, onde o passado e o futuro são vividos no presente em detrimento do presente que deixa de ser vivido. Enquanto não aprofunda o sentido da realidade, a fim de identificar-lhe os conteúdos, todos os espaços mentais e emocionais permanecem propícios aos anseios da ilusão. JOANNA DE ÂNGELIS da obra Amor, imbatível amor Psicografia de Divaldo Pereira Franco

19 Toda a vida animada e inanimada é uma causa potencial de sofrimento e incapaz de proporcionar satisfação duradoura. Iludir-se a respeito da realidade é a marca que define a ignorância, causa potente de sofrimento. BUDA

20 FALSAS ESPERANÇAS DESEJOS IRREAIS E PREJUDICIAIS METAS E VALORES PERVERTIDOS IDÉIAS INSENSATAS

21 Toda a vida animada e inanimada é uma causa potencial de sofrimento e incapaz de proporcionar satisfação duradoura. Iludir-se a respeito da realidade é a marca que define a ignorância, causa potente de sofrimento. A aceitação corajosa do sofrimento e do fracasso nos protege do engano das suposições e das crenças ilusórias. Devemos nos submeter com dignidade às dez mil alegrias e às dez mil tristezas. BUDA FALSAS ESPERANÇAS DESEJOS IRREAIS E PREJUDICIAIS METAS E VALORES PERVERTIDOS IDÉIAS INSENSATAS

22 Não devemos nos esquecer, que a felicidade da pessoa terapeuticamente fortalecida é uma felicidade "reduzida," e não a realização do princípio do prazer. É apenas uma situação ruim feita um pouco melhor... Freud assim respondia aos pacientes que indagavam quanto à eficiência da terapia: "Mas você será capaz de convencer-se de que muito já será ganho se conseguirmos transformar sua miséria histérica em simples infelicidade... Contribuição da Psicanálise

23 Mais pertinente do que questionar: Por que os falsos profetas insistem em fazer seu mercado?, é mais útil perguntar: O que nos impulsiona a sermos seus clientes? Somos vítimas de falsos profetas porque seu discurso vai ao encontro dos nossos desejos. Talvez Jesus tenha achado importante nos alertar quanto aos falsos profetas porque por trás deles, dando-lhes suporte, encontra-se a principal de nossas fraquezas: nossos desejos. Os falsos profetas são apenas depositários dos desejos que nos afastam do caminho.

24 Há os que buscam profecias sobre recursos materiais. Há os que buscam profecias sobre o poder. Que tipo de profeta buscamos? O critério mais válido de todos se encontra concentrado no amadurecimento das nossas expectativas com relação a Deus, Jesus e profetas/missionários de modo geral. Na realidade, encontramos aquilo que buscamos: Se o profeta que buscamos é aquele que nos garantirá dinheiro fácil... Se arrumará ou trará de volta um namorado ou namorada... Se é para acabar de vez com um problema espiritual, sem esforço de nós mesmos Então tendemos a encontrar profetas que possivelmente acabarão nos decepcionado ao longo do tempo.

25

26 Que bom que você veio! Volte sempre e vá com Jesus de Nazaré!!! Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O


Carregar ppt "Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 35/2009 - 06/10/2009 Haverá falsos cristos e falsos profetas SEGUNDO O O."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google