A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

14ª Aula 05 de Novembro. 6.2. Exemplos de discriminação de preços.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "14ª Aula 05 de Novembro. 6.2. Exemplos de discriminação de preços."— Transcrição da apresentação:

1 14ª Aula 05 de Novembro

2 6.2. Exemplos de discriminação de preços

3 6.2. EXEMPLOS DE DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Tarifas de duas partes Discriminação temporal com bens duráveis Saldos

4 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Tarifas de duas partes: A = tarifa de acesso a = custo marginal de acesso U = tarifa de uso u = custo marginal de uso N = quantidade de acessos Q = quantidade de uso q´ = uso de um subscritor marginal = uso médio

5 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Tarifas de duas partes: O lucro da empresa é A solução óptima é dada por

6 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Tarifas de duas partes:

7 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Tarifas de duas partes:

8 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Existem 1000 consumidores potenciais cujas valorizações do bem durável se distribuem uniformemente no intervalo [0, 1000]. A procura é, então, dada por, em que d está expresso em milhares de unidades e p em milhares de u.m. O bem tem uma vida útil de 2 anos.

9 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Se o monopolista fixar o mesmo preço ao longo dos dois períodos:

10 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: No 1º período, o monopolista fixou o preço em 0,5. No 2º período, ele pode alterar esse preço. Terá vantagem em fazê-lo? A procura residual para o 2º período é dada por Se o monopolista fixar um preço de 0,125 vem

11 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Se os consumidores forem míopes, então

12 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Um consumidor racional que valoriza em v o bem comprá-lo- á no 1º período se Seja v´ a valorização que deixa o consumidor indiferente entre comprar no 1º ou no 2º períodos. E v´´ a valorização que deixa, no 2º período, o consumidor indiferente entre comprar ou não comprar. Então,

13 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Se o monopolista fixar os preços assumindo que os consumidores são míopes mas estes forem racionais, vem

14 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Se os consumidores são racionais e o monopolista tem isso em conta: 1º) Determinar o preço que os consumidores esperam para o segundo período dado o preço fixado no primeiro.

15 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Discriminação temporal com bens duráveis: Se os consumidores são racionais, 2º) Determinar os preços

16 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Saldos: Em cada período, surgem consumidores do tipo 1 e 2. Cada consumidor tem um preço de reserva de. Cada consumidor tem uma taxa de desconto. A taxa de desconto do monopolista é. A decisão de compra pode ser adiada. O custo de produção é nulo.

17 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Saldos: O consumidor i prefere adiar a compra um período se

18 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Saldos: A estratégia óptima do monopolista consiste num ciclo de T períodos; é fixado o mesmo preço em todos os períodos; e Então,

19 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Saldos: A estratégia óptima do monopolista consiste num ciclo de T períodos; é fixada uma sequência de preços tal que alguns dos consumidores compram no período em que surgem e outros esperam pelos saldos; e

20 6.1. TAXIONOMIA DA DISCRIMINAÇÃO DE PREÇOS Saldos: Então, e Logo,


Carregar ppt "14ª Aula 05 de Novembro. 6.2. Exemplos de discriminação de preços."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google