A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Frederick Taylor, Frank Gilbreth, Lilian Gilbreth, Henry Gant, Henry Ford.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Frederick Taylor, Frank Gilbreth, Lilian Gilbreth, Henry Gant, Henry Ford."— Transcrição da apresentação:

1 Frederick Taylor, Frank Gilbreth, Lilian Gilbreth, Henry Gant, Henry Ford

2 QUESTÕES Doc. # 1 Revisão

3 UMA ORGANIZAÇÃO PODE SER DEFINIDA COMO UMA COMBINAÇÃO INTENCIONAL DE PESSOAS E DE TECNOLOGIA PARA ATINGIR UM DETERMINADO OBJECTIVO UMA ORGANIZAÇÃO PODE SER DEFINIDA COMO UMA COMBINAÇÃO INTENCIONAL DE PESSOAS E DE TECNOLOGIA PARA ATINGIR UM DETERMINADO OBJECTIVO V V F F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

4 Podemos classificar as ORGANIZAÇÕES em quatro tipos: a) Produtivo; b) Socializante; c) Investigação; d) Político. Podemos classificar as ORGANIZAÇÕES em quatro tipos: a) Produtivo; b) Socializante; c) Investigação; d) Político. V F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

5 FAÇA CORRESPONDER OS NÚMEROS E AS ALÍNEAS DOS DOIS QUADROS 1.Administrar 2. Organização formal 3. Organização informal 1.Administrar 2. Organização formal 3. Organização informal a)Rede de relações espontânea b) Planear, organizar, dirigir e controlar c) Grupos oficiais numa organização a)Rede de relações espontânea b) Planear, organizar, dirigir e controlar c) Grupos oficiais numa organização

6 EXISTEM TRÊS COMPETÊNCIAS DURÁVEIS DO ADMINISTRADOR (Segundo Chiavenato, 2004) QUE SÃO: Conhecimento, Perspectiva e Atitude EXISTEM TRÊS COMPETÊNCIAS DURÁVEIS DO ADMINISTRADOR (Segundo Chiavenato, 2004) QUE SÃO: Conhecimento, Perspectiva e Atitude V V F F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

7 AS SEIS VARIÁVEIS DA TGA (GERAL DA ADMINISTRAÇÃO) SÃO AS SEGUINTES: AS SEIS VARIÁVEIS DA TGA (GERAL DA ADMINISTRAÇÃO) SÃO AS SEGUINTES: a) Pessoas; b) Estrutura; c) Ambiente; d) Tecnologia; e) Tarefas; f) Organização a) Pessoas; b) Estrutura; c) Ambiente; d) Tecnologia; e) Tarefas; f) Organização V V F F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

8 QUESTÕES Doc. # 1 Pré-teste

9 A PESSOA QUE FICOU CONHECIDA COMO O PAI DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CHAMAVA-SE ___________________ A PESSOA QUE FICOU CONHECIDA COMO O PAI DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CHAMAVA-SE ___________________ Preencha o espaço em branco

10 FAÇA CORRESPONDER OS NÚMEROS E AS ALÍNEAS DOS DOIS QUADROS 1.Henry Fayol 2. Frederick Taylor 3. Max Weber 1.Henry Fayol 2. Frederick Taylor 3. Max Weber a)Teoria da administração científica b) Teoria da burocracia c) Teoria clássica a)Teoria da administração científica b) Teoria da burocracia c) Teoria clássica

11 O FENÓMENO QUE PROVOCOU O APARECIMENTO DA GRANDE EMPRESA E DA MODERNA ADMINISTRAÇÃO OCORREU NO FINAL DO SÉC. XVIII E ESTENDEU-SE AO LONGO DO SÉC. XIX E INÍCIO DO SÉC. XX. O FENÓMENO QUE PROVOCOU O APARECIMENTO DA GRANDE EMPRESA E DA MODERNA ADMINISTRAÇÃO OCORREU NO FINAL DO SÉC. XVIII E ESTENDEU-SE AO LONGO DO SÉC. XIX E INÍCIO DO SÉC. XX. V F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

12 A preocupação em criar uma Ciência da Administração começou com a experiência concreta e imediata do trabalho de operários e com a ênfase nas tarefas. A preocupação em criar uma Ciência da Administração começou com a experiência concreta e imediata do trabalho de operários e com a ênfase nas tarefas. V F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

13 Numa 1ª fase, Taylor voltou-se para a racionalização do trabalho (análise do trabalho operário, estudo dos tempos e movimentos, fragmentação de tarefas e especialização do trabalhador). Numa 1ª fase, Taylor voltou-se para a racionalização do trabalho (análise do trabalho operário, estudo dos tempos e movimentos, fragmentação de tarefas e especialização do trabalhador). V F Indique se é Verdadeira ou Falsa a seguinte afirmação

14 ? A INVESTIGAÇÃO DE ROBIN LEIDNAR (1993) REVELOU QUE OS EMPREGADOS DO McDONALD´S NÃO DIZEM QUE ESTÃO DESCONTENTES COM O SEU TRABALHO. A INVESTIGAÇÃO DE ROBIN LEIDNAR (1993) REVELOU QUE OS EMPREGADOS DO McDONALD´S NÃO DIZEM QUE ESTÃO DESCONTENTES COM O SEU TRABALHO. ACHAM ISTO ANORMAL OU ESPERADO? ACHAM ISTO ANORMAL OU ESPERADO? SUGIRAM UMA EXPLICAÇÃO PARA ESTE RESULTADO… SUGIRAM UMA EXPLICAÇÃO PARA ESTE RESULTADO…

15 Busca da melhor maneira por meio de Métodos Científicos Busca da melhor maneira por meio de Métodos Científicos Estudo dos tempos e movimentos Estudo dos tempos e movimentos Estabelecimento de padrões de produção Estabelecimento de padrões de produção Administração e engenheiros estabelecem padrões. Operários executam Administração e engenheiros estabelecem padrões. Operários executam ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA

16 I HAVE BEEN IMPRESSED WITH THE URGENCY OF DOING. KNOWING IS NOT ENOUGH; WE MUST APPLY. BEING WILLING IS NOT ENOUGH; WE MUST DO. Leonardo da Vinci

17 ? YOU ARE NOT SUPPOSED TO THINK. THERE ARE OTHER PEOPLE PAID FOR THINKING AROUND HERE. Frederick Taylor Frederick Taylor

18 5 Princípios simples Transfira-se toda a responsabilidade da organização do trabalho do trabalhador para o administrador Transfira-se toda a responsabilidade da organização do trabalho do trabalhador para o administrador Usem-se métodos científicos para determinar o meio mais eficiente para fazer um trabalho Usem-se métodos científicos para determinar o meio mais eficiente para fazer um trabalho Seleccione-se a melhor pessoa para fazer o trabalho delineado Seleccione-se a melhor pessoa para fazer o trabalho delineado Treine-se o trabalhador para fazer o trabalho eficientemente Treine-se o trabalhador para fazer o trabalho eficientemente Controle-se o desempenho do trabalhador para que os objectivos sejam conseguidos Controle-se o desempenho do trabalhador para que os objectivos sejam conseguidos

19 PLANO ORIGENS DA TEORIA CLÁSSICA ORIGENS DA TEORIA CLÁSSICA QUEM FOI TAYLOR? QUEM FOI TAYLOR? LIVRO Shop Management (1903) LIVRO Shop Management (1903) TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE TRABALHO TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE TRABALHO LIVRO Princípios da administração científica (1911) LIVRO Princípios da administração científica (1911) CARACTERISTÍCAS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CARACTERISTÍCAS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CRÍTICAS À ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CRÍTICAS À ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA A ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E A ESCOLA A ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E A ESCOLA

20 A HISTÓRIA DA ADMINISTRAÇÃO É RELATIVAMENTE RECENTE E SURGIU COM O APARECIMENTO DA GRANDE EMPRESA. A HISTÓRIA DA ADMINISTRAÇÃO É RELATIVAMENTE RECENTE E SURGIU COM O APARECIMENTO DA GRANDE EMPRESA. O FENÓMENO QUE PROVOCOU O APARECIMENTODA GRANDE EMPRESA E DA MODERNA ADMINISTRAÇÃO OCORREU NO FINAL DO SÉC. XVIII E ESTENDEU-SE AO LONGO DO SÉC. XIX E INÍCIO DO SÉC. XX. O FENÓMENO QUE PROVOCOU O APARECIMENTODA GRANDE EMPRESA E DA MODERNA ADMINISTRAÇÃO OCORREU NO FINAL DO SÉC. XVIII E ESTENDEU-SE AO LONGO DO SÉC. XIX E INÍCIO DO SÉC. XX. ESSE FENÓMENO QUE TROUXE RÁPIDAS E PROFUNDAS MUDANÇAS ECONÓMICAS, SOCIAIS E POLÍTICAS, CHAMOU-SE REVOLUÇÃO INDUSTRIAL. ESSE FENÓMENO QUE TROUXE RÁPIDAS E PROFUNDAS MUDANÇAS ECONÓMICAS, SOCIAIS E POLÍTICAS, CHAMOU-SE REVOLUÇÃO INDUSTRIAL.

21 IMPACTO DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Aparecimento das fábricas e das empresas industriais Substituição do artesão pelo operário especializado Crescimento das cidades e a necessidade da administração pública Surgimento dos sindicatos como organização proletária Consolidação da administração como área do conhecimento Início da Era Industrial que se prolonga até à última década do séc. XX.

22 ADMINISTRAÇÃO RESPOSTA A DUAS CONSEQUÊNCIAS DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL: 1. CRESCIMENTO ACELARADO E DESORGANIZADO DAS EMPRESAS QUE PASSARAM A EXIGIR UMA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA CAPAZ DE SUBSTITUIR O EMPIRISMO E A IMPROVISAÇÃO. 2. NECESSIDADE DE MAIOR EFICIÊNCIA E PRODUTIVIDADE DAS EMPRESAS, PARA FAZER FACE À INTENSA CONCORRÊNCIA E COMPETIÇÃO NO MERCADO

23 FREDERICK WINSLOW TAYLOR FREDERICK WINSLOW TAYLOR( ) Escola da Administração Científica: Organização do trabalho de cada operário Escola da Administração Científica: Organização do trabalho de cada operário HENRY FAYOL ( ) HENRY FAYOL ( ) Escola Clássica da Administração: Organização da empresa como um todo

24 TAYLOR FREDERICK W. TAYLOR O PAI DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA

25 PRIMEIRO PERÍODO DE TAYLOR Corresponde à publicação do livro Shop Management (Administração de Oficinas) em 1903 sobre as técnicas de racionalização do trabalho do operário, por meio do Estudo de Tempos e Movimentos (Motion-time study). Diz ele em Shop Management: Objectivo da administração: pagar salários melhores e reduzir custos de produção Objectivo da administração: pagar salários melhores e reduzir custos de produção Empregados cientificamente seleccionados Empregados cientificamente seleccionados Empregados cientificamente treinados Empregados cientificamente treinados Administração precisa criar uma atmosfera de cooperaçãp com os trabalhadores Administração precisa criar uma atmosfera de cooperaçãp com os trabalhadores

26 SEGUNDO PERÍODO DE TAYLOR Corresponde à publicação do seu livro Princípios da Administração Cientifica (1911) quando concluiu que a racionalização do trabalho operário deveria ser acompanhada de uma estruturação geral. Para Taylor, as indústrias da sua época sofriam de três males: Vadiagem sistemática dos operários Vadiagem sistemática dos operários Desconhecimento pela gerência das rotinas de trabalho e do tempo necessário para sua realização Desconhecimento pela gerência das rotinas de trabalho e do tempo necessário para sua realização Falta de uniformidade das técnicas e dos métodos de trabalho Falta de uniformidade das técnicas e dos métodos de trabalho

27 ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO Frederick Taylor

28 ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) PARA TAYLOR, O OPERÁRIO NÃO TEM CAPACIDADE, NEM FORMAÇÃO, NEM MEIOS PARA ANALISAR CIENTIFICAMENTE O SEU TRABALHO E ESTABELECER RACIONALMENTE QUAL O MÉTODO OU PROCESSO MAIS EFICIENTE. PARA TAYLOR, O OPERÁRIO NÃO TEM CAPACIDADE, NEM FORMAÇÃO, NEM MEIOS PARA ANALISAR CIENTIFICAMENTE O SEU TRABALHO E ESTABELECER RACIONALMENTE QUAL O MÉTODO OU PROCESSO MAIS EFICIENTE.

29 PRINCIPAIS ASPECTOS DA ORT ANÁLISE DO TRABALHO E ESTUDO DOS TEMPOS E MOVIMENTOS ANÁLISE DO TRABALHO E ESTUDO DOS TEMPOS E MOVIMENTOS ESTUDO DA FADIGA HUMANA ESTUDO DA FADIGA HUMANA DIVISÃO DO TRABALHO E ESPECIALIZAÇÃO DO OPERÁRIO DIVISÃO DO TRABALHO E ESPECIALIZAÇÃO DO OPERÁRIO DESENHO DE CARGOS E DE TAREFAS DESENHO DE CARGOS E DE TAREFAS INCENTIVOS SALARIAIS E PRÉMIOS DE PRODUÇÃO INCENTIVOS SALARIAIS E PRÉMIOS DE PRODUÇÃO

30 CONCEITO DE HOMO ECONOMICUS CONCEITO DE HOMO ECONOMICUS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO PADRONIZAÇÃO DE MÉTODOS E DE MÁQUINAS PADRONIZAÇÃO DE MÉTODOS E DE MÁQUINAS SUPERVISÃO FUNCIONAL SUPERVISÃO FUNCIONAL

31 LINGOTE DE FERRO LINGOTE DE OURO (Banco da Suécia) A gusa é o produto imediato da fundição do minério de ferro com carvão e calcário num alto forno. A gusa é vertida diretamente a partir do cadinho para contentores para formar lingotes minérioferrocarvãocalcárioalto forno cadinholingotes

32

33 Taylor dando instruções a Schmit Bem, se você for um funcionário de valor, fará exactamente o que o homem lhe disser amanhã desde bem cedo até à noite. Quando lhe disser para pegar um lingote e caminhar com ele, pegue-o e caminhe, e quando ele lhe disser para se sentar, para descansar, sente-se. Você fará isso durante todo o dia. E sem reclamações. Um funcionário de valor faz exactamente o que lhe é ordenado sem reclamar. Você entende? Quando o homem lhe disser para caminhar, caminhe – quando ele lhe disser para se sentar, sente-se sem qualquer reclamação. Venha trabalhar amanhã de manhã e antes de cair a noite eu saberei se você é ou não um funcionário de valor. Bem, se você for um funcionário de valor, fará exactamente o que o homem lhe disser amanhã desde bem cedo até à noite. Quando lhe disser para pegar um lingote e caminhar com ele, pegue-o e caminhe, e quando ele lhe disser para se sentar, para descansar, sente-se. Você fará isso durante todo o dia. E sem reclamações. Um funcionário de valor faz exactamente o que lhe é ordenado sem reclamar. Você entende? Quando o homem lhe disser para caminhar, caminhe – quando ele lhe disser para se sentar, sente-se sem qualquer reclamação. Venha trabalhar amanhã de manhã e antes de cair a noite eu saberei se você é ou não um funcionário de valor.

34 NINGUÉM OUSARÁ NEGAR QUE O INDIVÍDUO ATINGE SUA MAIOR PROSPERIDADE, ISOLADAMENTE, QUANDO ALCANÇA O MAIS ALTO GRAU DE EFICIÊNCIA, ISTO É, QUANDO DIARIAMENTE CONSEGUE O MÁXIMO RENDIMENTO. Frederick Winslow Taylor

35 UM DOS REQUISITOS PRINCIPAIS PARA UM HOMEM SER CAPAZ DE MANOBRAR A GUSA REGULARMENTE É O DE SER TÃO ESTÚPIDO E FLEUMÁTICO QUE MAIS SE PAREÇA MENTALMENTE COM UM BOVINO DO QUE COM QUALQUER OUTRA ESPÉCIE DE ANIMAL Frederick Taylor

36

37

38

39 PRINCIPAIS CARACTERISTÍCAS DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA ADMINISTRAÇAO COMO CIÊNCIA A improvisação deve dar o lugar ao planeamento e o empirismo à ciência. DIVISÃO DO TRABALHO-ESPECIALIZAÇÃO O trabalho pode ser executado melhor e mais economicamente através da subdivisão das funções. Assim, o trabalho de cada pessoa na organização deveria tanto quanto possível, se limitar à execução de uma tarefa predominante.

40 SUPERVISÃO FUNCIONAL É a aplicação da divisão do trabalho e da especialização ao nível dos supervisores e chefes. CONCEITO DO HOMO ECONOMICUS A administração Científica deve estudar as capacidades físicas do trabalhador, através dos estudos de tempos e movimentos, mas com uma abordagem económica, considerando o homem motivado pelo medo da fome e pela busca do dinheiro.

41 ÊNFASE NA EFICIÊNCIA É preciso determinar a única maneira certa de se executar um trabalho ( the best way ); descoberta e adoptada, essa única maneira maximizará a eficiência do trabalho. PRINCÍPIO DE EXCEPÇÃO Taylor adoptou um sistema de controlo operacional bastante simples e que se baseava não no desempenho médio, mas na verificação das excepções ou desvios dos padrões.

42 CRÍTICAS À ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA MECANICISMO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA MECANICISMO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA SUPERESPECIALIZAÇÃO DO OPERÁRIO SUPERESPECIALIZAÇÃO DO OPERÁRIO VISÃO MICROSCÓPICA DO HOMEM VISÃO MICROSCÓPICA DO HOMEM ABORDAGEM IMCOMPLETA DA ORGANIZAÇÃO ABORDAGEM IMCOMPLETA DA ORGANIZAÇÃO LIMITAÇÃO DO CAMPO DE APLICAÇÃO LIMITAÇÃO DO CAMPO DE APLICAÇÃO ABORDAGEM DE SISTEMA FECHADO ABORDAGEM DE SISTEMA FECHADO

43 ? VOCÊ VIAJOU PARA TRÁS, NO TEMPO, E TEVE OPORTUNIDADE DE SE ENCONTAR COM FREDERICK TAYLOR… VOCÊ VIAJOU PARA TRÁS, NO TEMPO, E TEVE OPORTUNIDADE DE SE ENCONTAR COM FREDERICK TAYLOR… EM QUE TRÊS ASPECTOS LHE DAVA OS PARABÉNS? EM QUE TRÊS ASPECTOS LHE DAVA OS PARABÉNS? EM QUE TRÊS ASPECTOS O CRITICAVA? EM QUE TRÊS ASPECTOS O CRITICAVA?

44 MOVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA Concepção da organização Relações Admin.- Empregados Sistema de incentivos Concepção da Natureza Humana Resultados Organização Formal Identidade da Interesses Incentivos Monetários Homo Economicus Máximos

45 RESUMO A AC – iniciada por Taylor e seus seguidores – constitui a 1ª teoria administrativa. A AC – iniciada por Taylor e seus seguidores – constitui a 1ª teoria administrativa. A preocupação em criar uma Ciência da Administração começou com a experiência concreta e imediata do trabalho de operários e com a ênfase nas tarefas. A preocupação em criar uma Ciência da Administração começou com a experiência concreta e imediata do trabalho de operários e com a ênfase nas tarefas. Numa 1ª fase, Taylor voltou-se para a racionalização do trabalho (análise do trabalho operário, estudo dos tempos e movimentos, fragmentação de tarefas e especialização do trabalhador). Numa 1ª fase, Taylor voltou-se para a racionalização do trabalho (análise do trabalho operário, estudo dos tempos e movimentos, fragmentação de tarefas e especialização do trabalhador).

46 Numa 2ª fase, Taylor centrou-se na definição de princípios de administração aplicáveis a todas as situações da empresa. Numa 2ª fase, Taylor centrou-se na definição de princípios de administração aplicáveis a todas as situações da empresa. Apesar de tudo, inúmeras críticas são feitas à AC: mecanicismo (teoria da máquina); superespecialização que robotiza o operário; visão microscópica do homem tomado isoladamente e como apêndice da maquinaria industrial; ausência de qualquer comprovação científica de suas afirmações e princípios; abordagem incompleta envolvendo apenas a organização formal; limitação do campo de aplicação à fábrica; abordagem prescritiva, normativa e típica de sistema fechado. Apesar de tudo, inúmeras críticas são feitas à AC: mecanicismo (teoria da máquina); superespecialização que robotiza o operário; visão microscópica do homem tomado isoladamente e como apêndice da maquinaria industrial; ausência de qualquer comprovação científica de suas afirmações e princípios; abordagem incompleta envolvendo apenas a organização formal; limitação do campo de aplicação à fábrica; abordagem prescritiva, normativa e típica de sistema fechado.

47 Tais limitações e restrições não invalidam o facto de que a AC foi o primeiro passo em busca de uma TEORIA ADMINISTRATIVA. Tais limitações e restrições não invalidam o facto de que a AC foi o primeiro passo em busca de uma TEORIA ADMINISTRATIVA. UM PASSO PIONEIRO EIRREVERSÍVEL…

48

49 A TEORIA DA AC E A ESCOLA Calendário escolar (tempos de trabalho e de descanso rigidamente estabelecidos) Calendário escolar (tempos de trabalho e de descanso rigidamente estabelecidos) Programas definidos até à minúcia Programas definidos até à minúcia Organização das aulas com os seus múltiplos instrutores Organização das aulas com os seus múltiplos instrutores Planificação das aulas Planificação das aulas Preocupação constante dos professores em instruir e educar os alunos Preocupação constante dos professores em instruir e educar os alunos Ligação entre instrução e controlo Ligação entre instrução e controlo

50 SÁTIRAS AO MÉTODO TAYLORISTA

51 … HOJE EM DIA É MODA MENOSPREZAR Taylor E DESACREDITAR A SUA PSICOLOGIA ANTIQUADA, MAS ELE FOI O PRIMEIRO HOMEM DE QUE SE TEM NOTÍCIA QUE NÃO ACEITOU O TRABALHO COMO FAVAS CONTADAS, MAS O EXAMINOU E ESTUDOU A FUNDO. A MANEIRA COMO ABORDOU O TRABALHO CONTINUA SENDO A FUNÇÃO BÁSICA… Peter Drucker

52 TEORIA DOS DOIS FACTORES FREDERICK HERZBERG Factores motivadores (Conteúdo) O trabalho em si O trabalho em si Responsabilidade Responsabilidade Progresso Progresso Crescimento Crescimento Realização Realização Reconhecimento Reconhecimento Factores higiénicos (Contexto) Estilo de supervisão Estilo de supervisão Políticas administrativas e empresariais Políticas administrativas e empresariais Segurança no cargo Segurança no cargo Condições físicas de trabalho Condições físicas de trabalho Salário Salário Status Status Durante os anos 60 e 70 – QWL (Quality of Working Life) movement

53 TEORIA DOS DOIS FACTORES Factores motivadores – Aspectos de trabalho que conduzem a altos níveis de satisfação no trabalho, motivação e desempenho. Também conhecidos como factores de conteúdo Factores motivadores – Aspectos de trabalho que conduzem a altos níveis de satisfação no trabalho, motivação e desempenho. Também conhecidos como factores de conteúdo Factores higiénicos – Aspectos de trabalho que removem insatisfação no trabalho mas não contribuem para a motivação e desempenho. Também conhecidos somo factores de contexto Factores higiénicos – Aspectos de trabalho que removem insatisfação no trabalho mas não contribuem para a motivação e desempenho. Também conhecidos somo factores de contexto

54 TEORIA DOS DOIS FACTORES Herzberg considera que os factores higiénicos são capazes de reduzir ou anular a insatisfação mas não conseguem conduzir à motivação das pessoas. Apenas contribuem para a prevenção de problemas e por isso se chamam higiénicos, isto é, profiláticos. Herzberg concluiu que, pelo contrário, os factores motivacionais podem contribuir para elevados níveis de satisfação e, assim, resultar em motivação das pessoas.


Carregar ppt "Frederick Taylor, Frank Gilbreth, Lilian Gilbreth, Henry Gant, Henry Ford."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google