A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO Ângela Sá Azevedo Universidade Católica – Braga 11as. Jornadas Psicopedagógicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO Ângela Sá Azevedo Universidade Católica – Braga 11as. Jornadas Psicopedagógicas."— Transcrição da apresentação:

1 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO Ângela Sá Azevedo Universidade Católica – Braga 11as. Jornadas Psicopedagógicas de Gaia LIDERANÇA NA SALA DE AULA Colégio dos Carvalhos

2 Apesar da imagem negativa que tem sido difundida acerca da escola… Os alunos afirmam gostar da escola! O que explicará tal atitude positiva face à escola????

3 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO ÍNDICE Introdução (Personalidade, Contexto, Desenvolvimento). Relações Sociais Interacção em contexto escolar (Interacção, Aprendizagem) Relações Interpessoais Relação Pedagógica Relações Interpessoais e Sucesso educativo

4 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Personalidade Contexto Escolar Desenvolvimento

5 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Personalidade = modo de funcionamento… (Bronfrenbrenner, 1979, 1989) Relações dinâmicas e recíprocas entre o indivíduo e o meio Acomodação progressiva e mútua Indivíduo activo em desenvolvimento Propriedades de mudança dos cenários

6 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Escola como um sistema aberto Família Escola Microsistema (família) Mesosistema (família e escola) Exosistema (Meio social) Macrosistema (Valores e Ideologias da sociedade) da sociedade)

7 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO As relações modificam-se ao longo do desenvolvimento. As relações modificam-se ao longo do desenvolvimento. Vinculação Parentais Amizade Amorosas

8 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES SOCIAIS RELAÇÕES SOCIAIS Interacção Aprendizagem

9 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES SOCIAIS RELAÇÕES SOCIAIS Interacção Interacção Espaço de co-construção de significações dialécticas e construtivistas. (Figueira, 2005, p.295) (envolve processos e actividades cognitivas de identificação, compreensão, representação, análise, exploração, construção, transformação e avaliação)

10 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES SOCIAIS RELAÇÕES SOCIAIS Aprendizagem Aprendizagem Deve ser vista como uma mudança qualitativa na forma de uma pessoa ver, experienciar, compreender, conceptualizar algo no mundo real. ( Ramsden, 1988, p.271) Os alunos agem de acordo com as percepções que constroem das situações educativas e não em função dos dados objectivos dessas situações. (Marton & Booth, 1997)

11 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS Relações Interpessoais no contexto educativo Tipos de RI Conceito de RI Relação Pedagógica Conceito Características Influências Papel do Professor Características relacionais do Professor

12 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS (Importância no contexto escolar) Actualmente considera-se crucial para a aprendizagem que o professor saiba gerir as relações interpessoais dentro da sala de aula (Goodall & Brown, 1980). Actualmente considera-se crucial para a aprendizagem que o professor saiba gerir as relações interpessoais dentro da sala de aula (Goodall & Brown, 1980).

13 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS (Importância no contexto escolar) A motivação dos alunos resulta também da motivação dos professores (Jesus & Abreu, 1993). A motivação dos alunos resulta também da motivação dos professores (Jesus & Abreu, 1993). O professor é crucial na influência que exerce no aluno no sentido de desenvolver um estudo pessoal (Ribeiro & Cardoso, 1987). O professor é crucial na influência que exerce no aluno no sentido de desenvolver um estudo pessoal (Ribeiro & Cardoso, 1987).

14 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS (Importância no contexto escolar) Afectivas (ligação afectiva duradoira) Vinculação (segurança) Próximas (Interdependência) Suporte Social (Conforto)

15 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÃO PEDAGÓGICA (Conceito) Relação Pedagógica (relação recíproca, verbal e não verbal, temporária ou repetida; Postic, 1990 ) que ocorre numa situação pedagógica. (Estrela, 1998) Pode ser entendida como fonte de suporte social (Serra & Pinheiro, 2006): conforto físico e emocional bem-estar (pertença)

16 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÃO PEDAGÓGICA (Conceito) Operacionalizada em cinco necessidades: (Serra & Pinheiro, 2006) segurança e proximidade emocional; orientação e bem-estar; atenção; reforço do valor; confiança; Reforço do valor Confiança

17 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÃO PEDAGÓGICA Num estudo realizado com professores, estes identificaram quatro atitudes face aos alunos, de acordo com o estatuto que atribuem aos mesmos (Brophy & Good, 1974; 1986) : * Ligação afectiva (Attachement). * Interesse. * Indiferença. * Rejeição. Os professores valorizam nos alunos as qualidades que facilitam o seu exercício Os alunos valorizam as qualidades relacionais dos professores

18 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÃO PEDAGÓGICA (Características) Simétrica. Simétrica. Poder resultante da atracção e da identificação. Poder resultante da atracção e da identificação. Negociação de regras. Negociação de regras. Aproximação afectiva. Aproximação afectiva. (Almeida, 2002; Jesus, 1991; Pinheiro, 2003; Ribeiro, 1990) Relação pedagógica de agrado (Ribeiro, 1990)

19 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÃO PEDAGÓGICA (Influências) Processos de categorização Teorias implícitas. Erro fundamental. (Leyens, 1985) Expectativas As expectativas acerca dos resultados tornam-se reais (Abreu, 1979) Influência Estatuto do professor descoberto e não imposto

20 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS PAPEL DO PROFESSOR PAPEL DO PROFESSOR Aprendizagem activa Descoberta Encorajamento Aproximação afectiva Individuação da aprendizagem Actualização Flexibilidade Resolução de problemas Cooperação Formação pessoal

21 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS PAPEL DO PROFESSOR PAPEL DO PROFESSOR Técnica Científica Humana Artística Equilíbrio entre diferentes dimensões (Amado e Freire, 2005)

22 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONAIS DO PROFESSOR CARACTERÍSTICAS RELACIONAIS DO PROFESSOR (Leventhal & Perry, 1982) (Leventhal & Perry, 1982) Atitudes que inspirem estabilidade, segurança Atitudes de promovam a construção de uma auto-imagem realista e positiva do aluno. Gestão da sua imagem pessoal Postura não-directiva Diálogo Negociação criativa Compreensão Encorajamento Respeito Expectativas positivas Fascinação Experimentar satisfação Dar o exemplo

23 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS RELAÇÕES INTERPESSOAIS CARACTERÍSTICAS RELACIONAIS DO PROFESSOR CARACTERÍSTICAS RELACIONAIS DO PROFESSOR (Leventhal & Perry, 1982) (Leventhal & Perry, 1982) Identificação Atracção Professor Aluno

24 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO SUCESSO EDUCATIVO Orientação da investigação Principais resultados

25 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO SUCESSO EDUCATIVO Estudos sociológicos Padrões culturais Linguagem Socialização Comunidade de presença Aproximação aos padrões escolares Estudos psicológicos Variáveis pessoais do aluno Variáveis pessoais do professor Qualidade das interacções na sala Relacionamento interpessoal (Almeida, et. al., 2005)

26 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RENDIMENTO ACADÉMICO Variáveis PessoaisVariáveis Contextuais Cognitivas Motivacionais Estratégias de aprendizagem Sócio-ambientais Institucionais Instruccionais (González_pienda, 2003)

27 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO A actividade pedagógica do docente apresenta uma relação directa com o sucesso académico dos alunos (Fonte & Vasconcelos, 2002). A actividade pedagógica do docente apresenta uma relação directa com o sucesso académico dos alunos (Fonte & Vasconcelos, 2002).

28 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO A obtenção de resultados escolares mais elevados (9º ano) está associada a factores como (Figueira, 2000) : A obtenção de resultados escolares mais elevados (9º ano) está associada a factores como (Figueira, 2000) : * Estar motivado para o estudo e para a aprendizagem. * Manifestar uma atitude positiva face à escola e à aprendizagem. * Organizar tempo de estudo. * Concentrar-se nas actividades escolares. * Controlar a ansiedade provocada por tarefas escolares.

29 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO Variáveis que de uma forma directa ou indirecta influenciam a aprendizagem e o rendimento escolar (Formozinho, 1987) : Variáveis que de uma forma directa ou indirecta influenciam a aprendizagem e o rendimento escolar (Formozinho, 1987) : * Hábitos, projectos e estilos de vida da família. * Hábitos, projectos e estilos de vida da família. * Linguagem e atitudes face ao conhecimento e à escola. * Linguagem e atitudes face ao conhecimento e à escola. * Condições de vida (alimentação, vestuário, horários). * Condições de vida (alimentação, vestuário, horários). * Acesso a bens culturais (livros, jogos, novas tecnologias. * Acesso a bens culturais (livros, jogos, novas tecnologias. * Zona de residência (lazer, serviços e vida associativa). * Zona de residência (lazer, serviços e vida associativa). …

30 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO O sucesso educativo pressupõe uma relação pedagógica de qualidade, dado que a aprendizagem envolve emoções vinculadas pela mesma (Jesus, 1991). O sucesso educativo pressupõe uma relação pedagógica de qualidade, dado que a aprendizagem envolve emoções vinculadas pela mesma (Jesus, 1991). O desenvolvimento de sentimentos de aceitação e de pertença é fundamental para o sucesso e o bem-estar do aluno (Pinheiro, 2003). O desenvolvimento de sentimentos de aceitação e de pertença é fundamental para o sucesso e o bem-estar do aluno (Pinheiro, 2003).

31 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO O insucesso é um problema multidimensional, resultando de vários factores como (Alarcão, 2000) : O insucesso é um problema multidimensional, resultando de vários factores como (Alarcão, 2000) : * Alunos (desenraizamento familiar…). * Docentes (relação distante, fraca competência pedagógica). * Currículo (falta de articulação vertical e horizontal). * Factores institucionais (dificuldade em praticar medidas de recuperação).

32 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO Os alunos com dificuldades no relacionamento amoroso apresentam menor sucesso académico (Guerra, Lencastre, Lemos & Pereira, 2002). Os alunos com dificuldades no relacionamento amoroso apresentam menor sucesso académico (Guerra, Lencastre, Lemos & Pereira, 2002). Estudos mostram uma correlação positiva entre o Auto-conceito Social e a nota à disciplina de Português (Azevedo, 2005). Estudos mostram uma correlação positiva entre o Auto-conceito Social e a nota à disciplina de Português (Azevedo, 2005).

33 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO Os alunos com resultados superiores na Auto-estima apresentam maior sucesso académico (9º ano) (Peixoto, 1998). Os alunos com resultados superiores na Auto-estima apresentam maior sucesso académico (9º ano) (Peixoto, 1998). Estudos mostram que existe uma relação entre as estratégias de auto- regulação da aprendizagem, o tempo de estudo e o rendimento escolar (Rosário & Almeida, 2000). Estudos mostram que existe uma relação entre as estratégias de auto- regulação da aprendizagem, o tempo de estudo e o rendimento escolar (Rosário & Almeida, 2000).

34 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO Desempenho do professor apontado pelos alunos como o 4º factor de insucesso, dado que apresenta implicações directas na motivação (Gonçalves, Valadas & Vilhena, 2002). Desempenho do professor apontado pelos alunos como o 4º factor de insucesso, dado que apresenta implicações directas na motivação (Gonçalves, Valadas & Vilhena, 2002).

35 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO O insucesso académico nos alunos do 1º ano do ensino superior está relacionado com: (Gerdes & Mallinckrodt, 1994) O insucesso académico nos alunos do 1º ano do ensino superior está relacionado com: (Gerdes & Mallinckrodt, 1994) * Desmotivação. * Dificuldades nos métodos de estudo. * Pouca clareza a nível dos objectivos da aprendizagem. * Insatisfação com a instituição. * Dificuldades na implementação do projecto vocacional. * Desajuste social (solidão ou homesickness).

36 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO RELAÇÕES INTERPESSOAIS E SUCESSO EDUCATIVO Factores promotores da motivação e do sucesso: Factores promotores da motivação e do sucesso: (Gonçalves, Valadas & Vilhena, 2002) (Gonçalves, Valadas & Vilhena, 2002) * Capacidade para detectar dificuldades nos alunos. * Utilização de métodos flexíveis. * Consideração da avaliação como forma de diagnóstico e recuperação. * Capacidade pedagógica e didáctica para gerir as aulas. * Disponibilidade para atender os alunos. * Estabelecimento de relações próximas. * Competências comunicacionais. * Competência Científica. * Assiduidade.

37 Mãe…não te esqueças de me acordar!… sabes, amanhã quero ir para a escola… hoje tive a minha melhor nota… FIZ UM AMIGO… (Ana, 7ºA)

38 RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO Obrigada!


Carregar ppt "RELAÇÕES SOCIAIS NA ESCOLA E SUCESSO EDUCATIVO Ângela Sá Azevedo Universidade Católica – Braga 11as. Jornadas Psicopedagógicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google