A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comparação de Conjuntos de Instruções Intel Pentium / Motorola PowerPC Ana Paula Martins Susana Cristina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comparação de Conjuntos de Instruções Intel Pentium / Motorola PowerPC Ana Paula Martins Susana Cristina."— Transcrição da apresentação:

1 Comparação de Conjuntos de Instruções Intel Pentium / Motorola PowerPC Ana Paula Martins Susana Cristina Dias Ribeiro

2 Tópicos 1.Introdução Pentium II 2.Introdução ao Intel – Pentium II MPC750 3.Introdução ao PowerPC – MPC750 4.Pentium II versus MPC750 5.Conclusão 6.Bibliografia

3 1. Introdução Estudo do número de instruções, tipo de instruções, modos de endereçamento e número de ciclos de relógio Intel Pentium II : CISC Motorola PowerPC MPC750: RISC

4 2. Introdução ao Intel Pentium II Características: Poucos registos em muitas situações só o acumulador e alguns registos general-purpose Instruções complexas Tamanho variável de instruções, onde a instrução é seguida pela informação necessária Vários modos de acesso à memória (modos de endereçamento)

5 Instruções do Pentium II Operandos das instruções mnemónica arg1, arg2, arg3 Números binários e hexadecimais Endereços segmentados

6 Instruções do Pentium II Tipos de dados Tipos fundamentais de dados: –Palavras, palavras duplas e palavras quadruplas Alinhamento de palavras, palavras duplas e palavras quadruplas – não necessitam de serem ordenados na memória Outros tipos de dados –numéricos: valores inteiros, inteiros sem sinal, inteiros BCD –apontadores: apontadores de 32 bits e apontadores de 48 bits –campos de bits: sequência contígua de segmentos de bits (máximo de 32 bits) –strings de dados

7 Instruções do Pentium II Tipos de Dados Dados com vírgula flutuante – reconhecem conjuntos de reais, inteiros e dados decimais inteiros

8 Instruções Pentium II Endereçamento dos operandos: –Colocado em: Na própria instrução No registo Numa posição da memória Numa porta de entrada/saída –Especificados implícita e explicitamente na instrução Operandos imediatos –Operandos que estão codificados na própria instrução –Valor máximo é sempre menor que o valor máximo de uma palavra inteira sem sinal

9 Instruções Pentium II Registos General-purpose registers –32 bits: EAX, EBX, ECX, EDX, EBP, ESI, EDI, ESP –16 bits: AX, BX, CX, DX, SI, DI, SP, BP –8 bits: AH, BH, CH, DH, AL, BL, CL, DL

10 Instruções Pentium II Registos Registos de segmentos: CS, DS, SS, ES, FS, GS

11 Instruções Pentium II Registos Registos EFLAGS –Registo de 32 bits –Contém um grupo de: flags de estado flags de controlo flags de sistema

12 Instruções Pentium II Instruções lógicas: and Al,imm8 Instruções de comparação: cmp AX,imm16 Instruções de chamadas de procedimento: –Guarda o procedimento que liga a informação contida na pilha ao procedimento especificado no operando de destino call rel16

13 Instruções Pentium II Instruções de carregamento: lea Instruções de transferência de dados: mov Instruções de controlo e transferência: jmp Instruções aritméticas binárias: add

14 Instruções Pentium II Instruções de bit e de byte: btr Instruções de armazenamento: fst Instruções de manipulação da pilha: pop Instruções de conversão: –Instruções de conversão simples –Instruções de deslocamento e de conversão

15 Instruções Pentium II Instruções aritméticas decimais: –Transforma o resultado de uma operação aritmética binária num decimal Instruções de rotação e deslocamento: –Reorganizam os bits dentro do operando rcr

16 MPC Introdução ao PowerPC MPC750 Apple – IBM – MotorolaDesenvolvido por: Apple – IBM – Motorola Baseado em: Power arquitectura Power (IBM) - projectada para workstations cientificas - optimizada para operações matemáticas inteiras e de vírgula flutuante - incorpora branch processor

17 PowerPC Características do PowerPC Baixo custo de fabrico quando comparado com o do Power Arquitectura RISC de elevada performance Arquitectura load/store (registo-registo) Conjunto simples de instruções Modo de endereçamento simples Grande conjunto de registos

18 Conjunto de registos do PowerPC Níveis da arquitectura PowerPC UISA – user instruction architecture VEA – virtual environment architecture OEA – operating environment architecture

19 Registos UISA GPRs – general- purpose registers: Registos de origem ou de destino para todas as instruções de inteiros Conjunto de 32 GPRs: GPR0-GPR31 Registo de 32/64 bits para implementações de 32/64 bits

20 Registos UISA FPRs – floating-point registers Registos de emissão e recepção para todas as instruções de vírgula flutuante Conjunto de 32 FPRs: FPR0-FPR31 Registo de 64 bits

21 Registos UISA CR – condition register Mostram o resultado de certas operações aritméticas e fornecem um mecanismo de teste e propagação Registo de 32 bits, dividido em 8 campos de 4 bits: CR0-CR7

22 Registos UISA FPSCR – floating- point status and control register Contem todas as interrupções signal bit, summary bits, enable bits e bits de controle necessários à concordância com a norma IEEE754 Registo de 32 bits

23 Registos UISA XER – XER register Indica as condições de overflow e carry para as operações de inteiros, e o número de bytes que são transferidos pelas instruções indexadas de carregamento/armaze- namento Registo de 32 bits

24 Registos UISA LR – linker register Registo de 32/64 bits para implementações de 32/64 bits CTR –counter register Registo de 32/64 bits para implementações de 32/64 bits

25 Registos VEA Registos UISA TB – time base (for reading) Registo de 64 bits, dividido em duas estruturas de 32 bits, TBU e TBL

26 Registos OEA Abrange todos os registos que existem na arquitectura PowerPC

27 Conjunto de Registos do PowerPC

28 Conjuntos de Instruções do PowerPC Instruções Inteiras –aritméticas –de comparação –lógicas –de rotação e deslocamento add rD,rA,rB Instruções de vírgula flutuante –aritméticas –multiplicação/adição –arredondamento e conversão –comparação –de estado e controlo fsel frD,frA,frC,frB

29 Conjunto de Instruções do PowerPC Instruções carregamento/armaze- namento –carregamento e armazenamento de inteiros –carregamento e armazenamento múltiplos –carregamento e armazenamento de armazenamento de vírgulas flutuantes –Primitivas usadas para a construção atómica de operações de memória lbz rD,d(rA)

30 Conjunto de Instruções do PowerPC Instruções de propagação e de controle de fluxo –instruções branching e trap –instruções lógicas da condição de registo b target_addr Instruções de controle do processador –move de / para SPR –move de / para MSR (machine state register) –sincronismo –carregamento/armaze- namento mfspr rD,SPR

31 Conjunto de Instruções do PowerPC Instruções de controle de memória –de gestão da cache a nível do supervisor –da cache a nível de utilizador –de manipulação do registo de segmentos –de gestão do buffer mtsr SR,rS

32 Conjunto de Instruções do PowerPC Instruções inteiras Instruções de vírgula flutuante Instruções de carregamento e de armazenamento (load/store) Instruções de propagação e de controle de fluxo Instruções de controle de processador Instruções de controle de memória

33 Unidades de execução do MPC750 FPU - floating-point unit BPU - branch processing unit SRU - system register unit LSU - load / store unit IU - integer unit IU1 – executa todas as instruções inteiras IU2 – executa todas as instruções inteiras com a excepção das instruções de multiplicação e divisão

34 Registos e instruções adicionais ao MPC750 Registos –instruction address breakpoint register (IABR) –hardware implementation- dependent register 0 (HID0) -hardware implementation- dependent register 1 (HID1) –performance monitor registers (MMCR0, UMMCR0, MMCR1, UMMCR1, PMC1-PMC4, UPMC1-UPMC4, SIA, USIA, SDA, USDA)

35 Registos e instruções adicionais ao MPC750 Instruções –external control in word indexed, (eciwx) –external control out word indexed, (ecowx) –floating select, (fsel) –floating reciprocal estimate single- precision, (fres) –floating reciprocal square root estimate, (frsqrte) –store floating-point as integer word, (stfiwx)

36 O Pipeline e o MPC750 Etapas do pipeline: Captura (fetch) Descodificação / Despacho (decode/dispach) Execução (execute) Conclusão (complete)

37 Fluxo de Instruções

38 4. Pentium II versus MPC750 Uma situação quotidiana... Pentium II (CISC) 1.Deixa o restaurante e desce a rua 2.Vira à direita, e em seguida à esquerda 3.Sobe a rua, e entra no último edifício MPC750 (RISC) 1.Deixa o restaurante 2.Desce a rua 3.Vira à direita 4.Vira à esquerda 5.Sobe a rua 6.Entra no último edifício

39 Um exemplo real – a adição Pentium II add 6,r1 Lê-se o conteúdo de r1, realiza- -se a adição, coloca-se o resultado em r1. Se outra instrução requerer o valor original de r1, o valor deste registo deverá ter sido guardado antes de realizar a operação de adição, e então carregado na memória. MPC750 add r3,r2,r1 r1 e r2 são adicionados e o seu resultado é colocado em r3. Como r1 e r2 não são alterados, facilmente podem ser reutilizados.

40 5. Conclusão Pentium II Qualquer instrução pode referenciar a memória (register-memory) Muitas instruções e muitos modos de endereçamentoMPC750 Só carregamentos e armazenamentos podem referenciar a memória (load-store) Poucas instruções e poucos modos de endereçamento

41 5. Conclusão (cont.) Instruções complexas que fazem uso de vários ciclos de relógio Instruções interpretadas por microprogramas Sem uso (ou muito pouco) do pipeline Instruções simples que fazem uso de um só ciclo de relógio Instruções executadas por hardware Grande uso do pipeline

42 5. Conclusão (cont.) Pequeno conjunto de registos A complexidade apresenta-se no microprograma Poucas instruções para a concretização de um objectivo Grande conjunto de registos A complexidade apresenta-se no compilador Muitas instruções para a concretização de um objectivo

43 6. Bibliografia [1] David A. Patterson and John L. Hennessy, Computer Organization & Design – The hardware/software interfece – 2nd edition, Morgan Kaufmann [2] Intel, Intel Architecture Software Developers Manual – Volume 1: Basic Architecture, Intel 1999 [3] Intel, Intel Architecture Software Developers Manual – Volume 2:Instruction Set Reference, Intel 1999 [4] Motorola, PowerPC Microprocessor Family: The Programming Environments for 32-Bit Microprocessors, Motorola 1997 [5] Motorola, MPC750 – RISC Microprocessor Users manual, Motorola 1997 [6] Página da Motorola: [7] Página da Intel:


Carregar ppt "Comparação de Conjuntos de Instruções Intel Pentium / Motorola PowerPC Ana Paula Martins Susana Cristina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google