A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Início da certificação ambiental Desde 1977 começa a preocupação com a certificação ambiental. Apartir dessa iniciativa alemã, com o rótulo ecólogico :

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Início da certificação ambiental Desde 1977 começa a preocupação com a certificação ambiental. Apartir dessa iniciativa alemã, com o rótulo ecólogico :"— Transcrição da apresentação:

1 Início da certificação ambiental Desde 1977 começa a preocupação com a certificação ambiental. Apartir dessa iniciativa alemã, com o rótulo ecólogico : Anjo Azul, deu- se a contrapartida para informar o consumidor sobre os produtos de vista ambiental. Anjo Azul – Blauer Engel

2 Certificação ambiental pelo mundo Certificação de produtos 100% orgânicos Ponto Verde – potencial de reciclagem Certificado Ambiental da Comunidade Européia

3 Certificação ambiental pelo mundo Selo Verde Norte Americano Certificado Ambiental dos Países Nórdicos Selo Verde do Canadá Selo Verde de Singapura Selo Verde da Nova Zelândia Selo Verde de Taiwan

4 O que é ISO ? ISO significa Organização Internacional para Normalização, é uma federação mundial de entidades nacionais de normalização (organização não governamental), que congrega mais de 100 países, representando praticamente 95% da produção industrial do mundo. O brasil participa através da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

5 A ISO no Brasil. A ISO é um grupo de normas que fornece ferramentas e estabelece um padrão de sistemas de gestão ambiental. Assim, uma empresa poderá sistematizar a sua gestão mediante uma política ambiental que vise a melhoria contínua em relação ao meio ambiente.

6 A ISO no Brasil. Seu objetivo é contribuir para a melhoria da qualidade ambiental, diminuindo a poluição e integrando o setor produtivo na otimização do uso dos recursos ambientais. São normas que também atendem às exigências ambientais do consumidor consciente de nossa época.

7 A ISO no Brasil. O comitê técnico de Meio Ambiente da ISO iniciou os trabalhos em O Brasil participou desde o início através do Grupo de Apoio à Normalização Ambiental - (GANA), criado na ABNT.

8 A primeira empresa ISO no Brasil A Bahia Sul Celulose S. A. foi a primeira empresa a conquistar a certificação ISO 14000, em setembro de 1996, tendo o BVQI como certificador. A empresa já havia sido Certificada em conformidade com a norma Britânica BS7750.

9 Selos Governamentais

10 Por que surgiram ? As normas de gestão ambiental tentam estabelecer um conjunto de procedimentos e requisitos que relacionam o meio ambiente com: projeto/desenvolvimento; planejamento; produção; e serviços pós-venda.

11 O que é um sistema de gestão ambiental segundo a ISO ? Um conjunto de procedimentos e técnicas sistêmicas que visam dotar uma organização dos meios que permitam definir sua política ambiental e que assegurem o atendimento dos principais requisitos: Comprometimento com a melhoria contínua e a prevenção da poluição;

12 O que é um sistema de gestão ambiental segundo a ISO ? Comprometimento com o atendimento à legislação ambiental do país e outros requisitos dos mercados que se deseja atingir; Estabelecimento de objetivos e metas ambientais; Avaliação e monitoramento do atendimento aos seus objetivos e metas ambientais;

13 O que é um sistema de gestão ambiental segundo a ISO ? Conscientização e treinamento de todo o pessoal envolvido; Comunicação a todas as partes interessadas (acionistas, empregados,vizinhos, consumidores); e Avaliação crítica do desempenho ambiental e adoção de medidas corretivas.

14 Selos Sociais no Brasil

15 Estrutura Está estruturada basicamente em duas grandes áreas: 1.Foco nas organizações empresariais 2.Foco nos produtos e serviços

16 Foco nas organizações empresariais: Esta área teve por objetivo orientar a implementação de uma gestão ambiental verificável, com qualidade e consistência, para reduzir os riscos nas suas atividades e facilitar o comércio internacional.

17 Foi dividida em três Subcomitês: SC1 - Sistemas de Gerenciamento Ambiental, que trata das normas de gestão onde foi elaborada a ISO 14001, que é única norma certificável da série; SC2 - Auditorias Ambientais, que trata das normas que dão o suporte às verificações (auditorias) do sistema e as qualificações dos profissionais que devem atuar nestas atividades; SC4 - Avaliação de Performance Ambiental, que traz orientações para desenvolverem indicadores para o acompanhamento da performance ambiental da organização.

18 Foco nos produtos e serviços: Esta área teve por objetivo construir uma base comum e racional aos vários esquemas, privados, nacionais e regionais de avaliações de produtos.

19 Foi dividida em dois Subcomitês: SC3 – Rotulagem Ambiental, que trata de todas as declarações ambientais colocadas nos produtos, de terceira parte (Selo Verde) ou não; SC5 - Análise de Ciclo de Vida, que define uma metodologia consistente para se fazer uma análise completa do ciclo de vida do produto;

20 Normas do Sistema de Gestão Ambiental A Norma NBR ISO consiste em diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de apoio e apresenta de forma global os sistemas de gestão ambiental e estimula o planejamento ambiental ao longo do ciclo de vida do produto ou do processo.

21 Normas do Sistema de Gestão Ambiental Um dos componentes do sistema de gestão é o planejamento das atividades da organização para se atingir as metas e objetivos ambientais.

22 Norma NBR ISO Única norma certificável internacionalmente do sistema de gestão ambiental. Isto porque a implementação de um sistema de gestão ambiental, bem como a sua certificação, não pressupõe a necessidade de uma avaliação do ciclo de vida do produto ou serviço da empresa.

23 Normas de Rotulagem Ambiental As normas de rotulagem ambiental orientam todas as declarações ambientais ou símbolos apostos nos produtos, incluindo também orientações para os programas de Selo Verde.

24 A norma ISO Contém princípios básicos, aplicáveis a todos os tipos de rotulagem ambiental, recomenda que, sempre que apropriado, seja levada em consideração a Análise do Ciclo de Vida.

25 Norma ISO Rotulagem Ambiental Tipo II Trata das autodeclarações das organizações que podem descrever apenas um aspecto ambiental do seu produto não obrigando à realização de uma ACV, reduzindo assim, os custos para atender de uma forma rápida às demandas do marketing.

26 Norma ISO Rótulo Ambiental Tipo I Princípios e Procedimentos - recomenda que estes programas sejam desenvolvidos levando-se em consideração a ACV para a definição dos critérios de avaliação do produto e seus valores limites.

27 Norma ISO Rótulo Ambiental Tipo I Isso quer dizer que deve haver múltiplos critérios identificados e padronizados, pelo menos os mais relevantes, nas fases do ciclo de vida, facilitando a avaliação e reduzindo os custos de certificação.

28 Relatório Técnico TR/ISO Rotulagem Ambiental Tipo III Princípios e procedimentos - orientam os programas de rotulagem que pretendem padronizar o Ciclo de Vida e certificar esse padrão, ou seja, garantindo que os valores dos impactos informados são corretos, sem definir valores limites.

29 Série ISO Gestão Ambiental ISO 14040: Princípios e Estrutura: Esta norma especifica a estrutura geral, princípios e requisitos para conduzir e relatar estudos de avaliação do ciclo de vida, não incluindo as técnicas de ACV em detalhes.

30 ISO 14041: Definições de escopo e análise do inventário Esta norma orienta como o escopo deve ser suficientemente bem definido para assegurar que a extensão, a profundidade e o grau de detalhe do estudo sejam compatíveis e suficientes para atender ao objetivo estabelecido.

31 ISO 14041: Definições de escopo e análise do inventário Da mesma forma, esta norma orienta como realizar a análise de inventário, que envolve a coleta de dados e procedimentos de cálculo para quantificar as entradas e saídas pertinentes de um sistema de produto.

32 ISO 14042: Avaliação do impacto do ciclo de vida Esta norma especifica os elementos essenciais para a estruturação dos dados, sua caracterização, a avaliação quantitativa e qualitativa dos impactos potenciais identificados na etapa da análise do inventário.

33 ISO 14043: Interpretação do ciclo de vida Esta norma define um procedimento sistemático para identificar, qualificar, conferir e avaliar as informações dos resultados do inventário do ciclo de vida, facilitando a interpretação do ciclo de vida para criar uma base onde as conclusões e recomendações serão materializadas no Relatório Final.

34 Algumas outras normas ISO TR 14047: Exemplos para a aplicação da ISO ISO TS14048: Formato da apresentação de dados ISO TR 14049: Exemplos de aplicação da ISO para definição de objetivos e escopo e análise de inventário.

35 Providências tomadas no Brasil? Foi criada no INMETRO (instituto nacional de metrologia, normalização e qualidade industrial) a comissão técnica de certificação ambiental com a missão de recomendar ao comitê brasileiro de certificação os procedimentos, critérios e regulamentos a serem utilizados para o credenciamento de organismos de certificação de sistemas, de produtos e de auditores ambientais.

36 Providências tomadas no Brasil? Táis critérios e procedimentos visam atender basicamente às certificações segundo a norma ISO e serão parte integrante do conjunto de regulamentos do comitê Brasileiro de certificação.

37 Importância da certificação ambiental. Além de comprovar sua relação positiva com o meio ambiente, a empresa tem a aceitação e ganha credibilidade com os instrumentos normativos orientadores da estruturação dos SGAs [sistemas de gestão ambiental] e o credenciamento dos organismos certificadores.

38 Importância da certificação ambiental. O credenciamento exige adequar a: estruturação organizacional, metodologia de trabalho e qualificação do corpo técnico, aos objetivos e responsabilidades inerentes à atividade de certificação.

39 As vantagens oferecidas. a)Para a empresa: Criação de uma imagem verde; Acesso a novos mercados; Redução de acidentes ambientais e custos de remediação; Conservação de energia e recursos naturais; Racionalização de atividade; Menor risco de sanções do poder público; Redução de perdas e desperdícios; Maior economia; e Facilidade de acesso a finaciamentos

40 a)Para os clientes: Confiança na sustentabilidade do produto; Acompanhamento da vida útil do produto; Cuidados com a disposição final do produto; Incentivo à reciclagem, se for o caso; Produtos e processos mais limpos; Conservação de recursos naturais; Gestão de resíduos industriais; Gestão racional do uso da energia; e Redução da poluição global. As vantagens oferecidas.

41 Prêmios de iniciativa ambiental

42 Sistema de gestão ambiental Um Sistema de gestão ambiental é parte do sistema administrativo geral de uma empresa. Ele inclui a estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, treinamentos, procedimentos, processos e recursos para a implementação e manutenção da gestão ambiental.

43 Sistema de gestão ambiental Ele inclui aqueles aspectos de administração que planejam, desenvolvem, implementam, atingem, revisam, mantêm e melhoram : a política ambiental, os objetivos e metas da empresa.

44 Descrição A integração entre a gestão ambiental e a função administrativa geral de uma organização é crítica porque o meio ambiente é um entre vários assuntos externos que afetam a empresa. Um Sistema de gestão ambiental isolado não seria eficiente.

45 Descrição Uma descrição de um SGA é : uma série planejada e coordenada de ações administrativas, procedimentos operacionais, recursos definidos e centrada na prevenção dos impactos ambientais adversos assim como na promoção de ações e atividades que preservem e/ou intensifiquem a qualidade ambiental.

46 Descrição Um SGA segue a conhecida abordagem do controle de qualidade : Plano, ação, verificação, melhoria contínua. É uma ferramenta de indentificação e solução de problemas que pode ser implementada numa organização de várias maneiras, dependendo do setor de atividades e das necessidades requeridas pela administração.

47 Selos ambientais e selos verdes

48 Identificar e controlar aspectos, impactos e riscos ambientais relevantes à organização. Atingir sua Política ambiental, seus objetivos e metas, incluindo o cumprimento da legislação ambiental. Definir uma série básica de princípios que guiem a abordagem da sua organização e para seus vários acionistas e especuladores. Como um SGA pretende ajudar a Empresa

49 Determinar que recursos são necessários para atingir tais metas, garantir responsabilidades por elas e comprometer os recursos necessários. Definir e documentar tarefas, responsabilidades, autoridades e procedimentos específicos para assegurar que cada empregado aja no curso de seu trabalho diário para ajudar a minimizar ou eliminar o impacto negativo da empresa no meio ambiente.

50 Como um SGA pretende ajudar a Empresa Comunicar tudo isso à organização e treinar pessoal para cumprir eficazmente seus compromissos. Medir o desempenho em relação a padrões e metas preestabelecidos e modificar a abordagem se necessário.

51 Sociedade Economia Meio Ambiente Natural Política e Legislação Ciência e Tecnologia Empresa Bancos e Seguradoras Acionistas e Proprietários Vizinhança Consumidores Concorrentes Fornecedores Em que ambiente se insere uma empresa?


Carregar ppt "Início da certificação ambiental Desde 1977 começa a preocupação com a certificação ambiental. Apartir dessa iniciativa alemã, com o rótulo ecólogico :"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google