A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey 5 o espaço para criatividade em um grupo The Space for Creativity in a Group Complexity.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey 5 o espaço para criatividade em um grupo The Space for Creativity in a Group Complexity."— Transcrição da apresentação:

1 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey 5 o espaço para criatividade em um grupo The Space for Creativity in a Group Complexity and Creativity in Organizations Ralph D. Stacey

2 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey Angélica Miranda Fernando Schenatto Laís Licheski Marcelo Webster Susana Carrasco Prof.: Christianne C. S. Coelho Organizações como Sistemas Complexos

3 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey a criatividade, segundo Freud, origina-se de um conflito dentro do inconsciente produz uma solução para esse conflito se a solução reforça uma atividade pretendida pela parte consciente da personalidade, comportamento criador os instintos insatisfeitos são as forças impulsionadoras da fantasia

4 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey a pessoa criativa deve ser inicialmente perturbada por um problema, para que as soluções criativas resultem da liberação de energias necessária à eliminação da angústia

5 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey

6 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey

7 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey

8 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey criatividade individual gera tensão sistema simbólico dominante sistema simbólico recessivo atividade subversiva e destrutiva destrói a eficiência ansiedade grupo

9 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey atividade criativa traduz-se em linguagem comportamento um ato mental é inovativo se melhora o desempenho, e isso depende da resposta que evoca nos indivíduos com os quais interage competição e cooperação

10 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey Bion (1961) comportamento de suposição básica Argyris e Schön (1978) modelos de aprendizagem em grupo explicações psicanalíticas da criatividade num grupo

11 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey Todo grupo de pessoas constitui um grupo de trabalho Todo grupo de pessoas constitui um grupo de suposição básica comportamento de suposição básica

12 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey Modelo I comportamento que as pessoas proclamam utilizar modelos de aprendizagem em grupo Modelo II comportamento que as pessoas utilizam, detectado através de observações

13 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey condições que ligam as características do espaço para a novidade em sistemas complexos de adaptação

14 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey uma transição de fase zona estável zona instável um estado de paradoxo rotinas fantasias a atualização de arquétipos agregar

15 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey destruição criativa Interação A = 4 F = 4 L = 4 M = 4 S = 4 TOTAL = 20

16 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey um ponto crítico para o controle de parâmetros controle da ansiedade

17 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey organizações modernas espaço para a criatividade num grupo organizações como máquina ser vivo cérebro sistemas complexos

18 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey ambiente criativo liberdade naturalidade Chanlat... o fenômeno criativo nas organizações só é possível por meio da aplicação do raciocínio sistêmico sobre os seguintes níveis : do indivíduo, da organização, da interação, da sociedade e do mundo.

19 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey Alguns fatores que destroem a criatividade de um grupo: 1 – Declare que a organização não é suficientemente lucrativa e determine uma quantia ($) de retorno daqui para a frente. 2 – Desenvolva um plano, com passos pré-definidos de atuação/ação dos grupos. 3 – Selecione pessoas (grupos) com perfis parecidos. 4 – Conduza os negócios sem ética. 5 – Não congregue. 6 – Não tolere

20 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey congregação critérios básicos inovação (potencialidades/capacidades) mobilidade de pessoas transmisão social (do indivíduo para o grupo) tolerância tanto para o novo quanto para o antigo permite ações fora da rotina(potencialidade do grupo) permite ambiente criativo por acomodação

21 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey referências bibliográficas CARLE. G. Não aposte no príncipe. São Paulo: Best Seller, DE GEUS, A. A Empresa viva. São Paulo: Atlas, DUAILIBI, R. e SIMONSEN JR.,H. Criatividade e marketing. São Paulo: McGraw-Hill, Entrevista com Bion. Disponível em: Questões e suposições básicas. Disponível em: STACEY, R. Complexity and creativity in organizations. San Francisco: Berret-Koehler, SENGE, P. A dança das mudanças: os desafios de manter o crescimento e o sucesso em organizações que aprendem. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

22 criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey


Carregar ppt "Criatividade Complexity and Creativity in Organizations - Stacey 5 o espaço para criatividade em um grupo The Space for Creativity in a Group Complexity."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google