A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS NO TRABALHO: DIAGNÓSTICO Prof. Dr. Roberto Coda – FEA/USP

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS NO TRABALHO: DIAGNÓSTICO Prof. Dr. Roberto Coda – FEA/USP"— Transcrição da apresentação:

1 COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS NO TRABALHO: DIAGNÓSTICO Prof. Dr. Roberto Coda – FEA/USP

2 AGENDA O Conceito e Tipos de Motivação no Trabalho O Conceito de Orientação Motivacional As Orientações Motivacionais como Indicadores de Competências Comportamentais O Iceberg das Competências Tipologia de Orientações Motivacionais / Competências Comportamentais A Contribuição de Erich Fromm sobre Personalidade O Diagnóstico e suas Principais Características Combinando Competências Comportamentais: Estilos Brasileiros de Mobilização no Trabalho Usos das Competências Comportamentais na Gestão de Pessoas por Competências A Interface entre Competências Profissionais e Competências Comportamentais: Exemplos

3 O Conceito e Tipos de Motivação no Trabalho DEFINIÇÃO VONTADE DE EXERCER UM ESFORÇO CONTÍNUO PARA ATINGIR OS OBJETIVOS DE UMA ORGANIZAÇÃO, INFLUENCIADA PELA CAPACIDADE DESSE ESFORÇO SATISFAZER DETERMINADAS NECESSIDADES INDIVIDUAIS TIPOS MOTIVAÇÃO EXTRÍNSECA MOTIVAÇÃO INTRÍNSECA

4 O Conceito de Orientação Motivacional Impulso para agir que aparece habitualmente nas atitudes de alguém É intencional e influenciada por situações vividas no contexto social Trata-se de uma variável ao nível do indivíduo e deve ter validade de avaliação Seu papel é compreender e contribuir para a melhoria do desempenho do profissional em seu trabalho

5 Orientações Motivacionais & Competências Comportamentais

6 Dirigido à avaliação de modos preferenciais de agir durante o desempenho de um cargo ou exercício da Liderança dentro de uma organização, representando, assim, uma abordagem com foco na compreensão de aspectos intrínsecos do processo motivacional Pode ser visto como um indicador de competências pessoais ou comportamentais de cada indivíduo Tem origem na contribuição fornecida por Erich Fromm em seus estudos sobre a personalidade DIAGNÓSTICO

7 O Diagnóstico e suas Principais Características

8

9

10

11

12 Extensa pesquisa envolvendo cerca de gerentes e profissionais em todo o Brasil e utilizando o Diagnóstico de Orientações Motivacionais identificou 7 perfis de comportamento típicos no desempenho de suas funções Cada perfil representa um agrupamento natural e similar de resultados, obtidos através de análise estatística multivariada. Os cálculos foram feitos para cada uma das orientações motivacionais avaliadas em condições normais de trabalho e em situações de pressão Cada perfil revela um conjunto homogêneo de traços, habilidades, competências e comportamentos utilizados no trabalho. É sua maneira peculiar de agir em ambientes organizacionais, revelando seu trajeto para alcançar objetivos e /ou exercer a liderança ESTILOS DE MOBILIZAÇÃO

13 O Diagnóstico e suas Principais Características ESTILOS DE MOBILIZAÇÃO

14 Sua principal característica é o interesse pelo bem estar das pessoas. Voltado para a qualidade do processo, naturalmente compatibiliza a convivência entre aqueles com os quais tem contato. Acredita que os relacionamentos entre as pessoas são o caminho para receber coisas, fatos positivos e obter sucesso. Tem como motivo principal participar de atividades em grupo que possibilitem seu desenvolvimento pessoal e profissional, sendo muitas vezes reconhecido como o gerente desenvolvedor de pessoas. Seu padrão comportamental revela alguém que procura ajudar os outros a encontrar soluções para os problemas, agindo freqüentemente de modo determinado, mas em resposta às solicitações e demandas do ambiente. Apresenta interesse e abertura para novas experiências, para o aprendizado, para novos conhecimentos e inovações, sendo possível identificá-lo como um profissional idealista e dedicado. Seu poder tem origem principalmente em suas redes de relacionamento, contatos pessoais com idéias, informações e recursos que podem ser compartilhados. Tem boa compreensão de seus pontos fracos e fortes, buscando equilíbrio entre a cultura da organização e suas ações. Realiza com propriedade as ações de orientar a equipe, exercendo com naturalidade as atividades de coaching. Apresenta ainda autenticidade e integridade, buscando sempre a coerência de suas ações e decisões. COLABORADOR – 15%

15 Sua principal característica é seu comportamento natural de se comparar com os outros. Voltado para o resultado, acompanha cuidadosamente todo o processo e etapas para a obtenção daquilo que é pretendido. Acredita que o importante é obter o que o mundo tem de melhor e demonstra uma inclinação para assumir riscos e de chamar para si a responsabilidade para decidir o que deve ser feito. Tem como motivos principais desafios constantes e que dependam de atuação decidida e obstinada: seu lema é competir para vencer. Seu padrão comportamental revela alguém que naturalmente se compara aos outros durante a busca de objetivos, colaborando com outros somente quando necessário. Demonstra capacidade para executar o que dele é esperado, agindo de modo autoconfiante, pró-ativo e impulsivo. Reconhecido como alguém orgulhoso de seus próprios feitos e realizações é sempre possível identificá-lo como um profissional assertivo. Sua principal fonte de poder é sua equipe, via de regra formada por pessoas prestativas, dispostas e capazes. Realiza com mais propriedade as ações de avaliar a equipe, exercendo com naturalidade atividades de planejamento e de previsão, ajudando a organização a construir uma reputação de qualidade e que exceda as expectativas dos consumidores / clientes internos. COMPETIDOR – 13%

16 Sua principal característica é comprometer-se com seus resultados, buscando sempre novos desafios, mas, zelando por tudo aquilo que consegue obter. Assim, vai acumulando, de modo constante, feitos e realizações. Volta-se para a obtenção de resultados contínuos para si próprio e para a organização. Aprecia desafios para poder demonstrar sua capacidade de atingir metas. Defende suas idéias com convicção, mas muda de opinião. caso outros argumentos estejam bem fundamentados. Acredita que o que vale a pena é vencer os desafios e controlar o que foi obtido, bem como buscar o que identifica como positivo e tomar posse. Tem como motivo principal identificar situações que resultem em crescimento próprio: seu lema é definir uma estratégia e depois entrar em ação. Seu padrão comportamental revela alguém que executa suas atividades e funções de forma persistente e com cautela. Demonstra capacidade para executar o que dele é esperado, agindo de modo autoconfiante, metódico e pró-ativo. É um profissional da ação, leal e íntegro. Sua principal fonte de poder é o conhecimento que possui para a realização de seu trabalho, baseado na compreensão dos requisitos para a tarefa e uma clareza de como sua função contribui para os objetivos organizacionais. Realiza com mais propriedade ações de avaliar e compreender os valores culturais da empresa, traduzindo-os para a prática, bem como aquelas que envolvam previsão e organização. CONQUISTADOR – 15%

17 Sua principal característica é sua capacidade de fazer acontecer sem necessariamente se apegar ao resultado obtido. Assim, vai tornando real aquilo que foi planejado. Volta-se para a obtenção de resultados e objetivos, tanto seus como principalmente aqueles da organização. Defende suas idéias, mas apresenta grande flexibilidade para mudar de opinião. Acredita que o que vale a pena é obter resultados positivos, mesmo que para tanto seja necessário rever ou mudar de atitude. Tem como motivo principal identificar situações nas quais seja necessário empreender: seu lema é fazer acontecer. Seu padrão comportamental revela alguém que prefere mudanças constantes e que busca convencer os outros sobre suas idéias. Demonstra grande capacidade de trabalho, agindo de modo pró-ativo e é reconhecido por sua objetividade. Sua principal fonte de poder é a compreensão de como ser eficiente e eficaz dentro do contexto organizacional onde atua, implementando o que foi decidido. Realiza com mais propriedade ações de delegar atividades, oferecendo condições aos demais integrantes da equipe de se moverem na direção do almejado. Hábil em construir equipes comprometidas com a materialização de resultados, procura sustentar suas decisões em bases conceituais sólidas e em necessidades do ambiente externo à organização. REALIZADOR – 14%

18 Sua principal característica é sua capacidade de assegurar a continuidade das ações. Volta-se para a otimização de processos e costuma ter consideração pelas pessoas enquanto orienta a organização para a qualidade. Identifica o talento de outras pessoas de forma organizada e sistêmica. Acredita que a continuidade do fluxo de trabalho mantém a sustentabilidade econômica da empresa. Tem como motivo principal o estabelecimento de relacionamentos profissionais nos quais possa exercer o controle da situação: seu lema é agir com segurança. Seu padrão comportamental revela alguém que busca compreender opiniões e crenças das pessoas. Age de modo persistente, metódico e em reação às necessidades. Demonstra grande conhecimento do trabalho e pauta-se pela reflexão. Reconhecido por sua cautela. Apresenta condições de tornar-se um líder notável. Sua principal fonte de poder é o rigor de seu processo decisório, apoiado por suas competências conceituais, de generalização e de abstração de alta ordem. Realiza com mais propriedade ações de avaliar e prever, estabelecendo estratégias. Traduz para a prática valores e crenças da organização. Hábil em aplicar uma abordagem sistêmica na solução de problemas, interessa-se pelo desenvolvimento dos integrantes de sua equipe. MANTENEDOR – 14%

19 Sua principal característica é o cuidado com o qual realiza suas atividades, sendo um profissional altamente conhecedor de seu trabalho. Volta-se para a o processo e para desafios que exijam ações cuidadosas e que produzam resultados contínuos. Identifica-se com o exercício da racionalidade, valorizando a existência de dados e informações para a tomada de decisão. Acredita que os relacionamentos profissionais devem se basear em crescimento pessoal e aproveitamento das qualidades e competências dos envolvidos. Tem como motivo principal o controle e o acúmulo de experiências positivas que fornecem a segurança em suas ações. Seu padrão comportamental revela alguém que se considera detentor da verdade e do saber, buscando tornar-se cada vez melhor em sua área de atuação. Demonstra ações organizadas e pensamento sistêmico durante a solução de problemas. Reconhecido como um expoente em seu campo profissional. Sua principal fonte de poder é o conhecimento que possui para a realização do trabalho e que engloba a compreensão dos requisitos para a tarefa e como sua função contribui para a consecução dos objetivos organizacionais. É reconhecido como um profissional sério e hábil em promover o engajamento das pessoas no trabalho, apresentando senso prático e agindo de modo pró-ativo e independente. ESPECIALISTA – 15%

20 Sua principal característica é sua flexibilidade no modo de agir que o leva a considerar agradável a convivência em ambientes onde exista a necessidade de compatibilizar interesses. Volta-se para processos e a geração de resultados. Acredita que o importante é realizar trocas vantajosas e zelar pelo que foi obtido. Considera que mudar de opinião ou adaptar-se a novas situações não significa perda de espaço pessoal. Tem como motivo principal a resolução de divergências para aquisição de novos valores ou de coisas positivas, ou ainda a manutenção dos existentes: seu lema é convencer os outros. Seu padrão comportamental revela alguém que busca compreender e equilibrar pontos de vista conflitantes na situação de trabalho, a fim de assegurar a continuidade das ações e dos processos, assim como o cumprimento de tarefas e atividades dentro dos padrões e procedimentos de qualidade. Apresenta capacidade de colocar- se no lugar dos outros e compreender seus pontos de vista, pautando-se, de forma lógica e racional, pela venda de idéias. Reconhecido por sua capacidade de realizar ajustes. Sua principal fonte de poder são as redes de relacionamento e as parcerias estabelecidas; apóia-se em suas competências de comunicação e de visão do todo. Realiza com mais propriedade ações de delegar e de capacitar a equipe para a consecução dos objetivos. NEGOCIADOR – 14%

21 Apoio à Avaliação de Competências Profissionais Alocação de Empregados em cargos ou Áreas Orientação de Transferências entre Áreas / Empresas Orientação de Promoções Desenvolvimento e Formação de Equipes Planejamento Sucessório / Ascensão a Cargos Gerenciais Sistemas de Gestão de Talentos (Assessment Centers) Usos das Competências Comportamentais

22 Interface entre Competências Comportamentais e Profissionais

23 COMPETÊNCIAS ESTILOS


Carregar ppt "COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS NO TRABALHO: DIAGNÓSTICO Prof. Dr. Roberto Coda – FEA/USP"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google