A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AGENTE CULTURAL MÍDIA RÁDIO Programa Nas Ondas do Rádio Secretaria Municipal de Educação SP 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AGENTE CULTURAL MÍDIA RÁDIO Programa Nas Ondas do Rádio Secretaria Municipal de Educação SP 2012."— Transcrição da apresentação:

1 AGENTE CULTURAL MÍDIA RÁDIO Programa Nas Ondas do Rádio Secretaria Municipal de Educação SP 2012

2 Cronograma Breve história do rádio O Rádio hoje Da oralidade à escrita (e vice-versa) Sistemas de áudio Ánalógico e Digital: O áudio e a tecnologia Edição de áudio: fundamentos Noticiabilidade: Pautas, notas e notícias Ficção no rádio Montando seu estúdio / Podcast Atividade final: Monte seu Podcast na web

3 Na aula de hoje História do rádio Evolução no Século XX Evolução no Século XX O rádio e nossas vidas

4 1901 – Guglielmo Marconi captou as frequências e inaugurou a era das telecomunicações. O rádio se expande como ferramenta de universalização das nações e povos - Europa: Forte influência de meios de comunicação baseados na escrita. - Brasil e América Latina: Papel preponderante do rádio como articulador do Estado-Nação. Os Países tinham por característica a comunicação oral, dado do alto índice de analfabetismo. - 1ª Transmissão oficial no Brasil: 7 de setembro de 1922 em comemoração do Centenário da Independência. Conteúdo transmitido: Discurso do Presidente Epitácio Pessoa e, dias depois, acordes da peça O Guarani de Carlos Gomes executada no Teatro Municipal do Rio de Janeiro (à época, Capital Federal). Local do Transmissor: Morro do Corcovado. Receptores: 80 receptores importados, da marca White Westinghouse. As origens do rádio: Início do Séc. XX

5 6 de abril de Foi inaugurada e Recife a Rádio Clube de Pernambuco por Oscar Moreira Pinto. 20 de Abril de Data do impulso inicial para o rádio no Brasil. Entra em funcionamento a Rádio Sociedade do RJ, fundada por Roquette Pinto e Henry Morize, com cunho educativo. Características: Rádio voltado para a elite que podia comprar os receptores. Transmissão de recitais de poesia, concertos e palestras culturais voltadas ao público que financiava e fornecia material para ser transmitido (discos de colecionadores, por exemplo). As primeiras rádios no Brasil se sustentavam juridicamente na legislação do telégrafo e se constituíam sob a nomenclatura Rádio Sociedade ou Rádio Clube. Não havia anunciantes. Eram os sócios que sustentavam a manutenção desse novo meio de comunicação. As origens do rádio: Início do Séc. XX

6 1932 – Decreto nº que autorizava a veiculação de propaganda comercial. Inicialmente 10, 20 e atualmente 25% da programação. Para atingir o público desejado pelos anunciantes o rádio passa de erudito e educativo para popular com programação voltada para toda a família. O rádio passa a ser usado para o estímulo ao consumo. O Brasil passa a seguir o modelo norte-americano de concessões para a radiodifusão. Barateamento dos aparelhos; 1935 – Uso dos auditórios; Profissionalização crescente; Pagamento de cachês para as atrações; As origens do rádio: Os anos 30 1

7 Início dos investimentos de empresas locais. 1934/35 – Departamento de Propaganda e Difusão Cultural cria A voz do Brasil 1936 – Inauguração da Rádio Nacional do RJ – Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) passa a censurar as programações, assim como conteúdos do cinema, teatro e jornais. Posteriormente a Voz do Brasil passa à responsabilidade da Agência Nacional, à Radiobrás. Atualmente tornou-se uma empresa denominada EBC (Empresa Brasileira de Comunicação). As origens do rádio: Os anos 30

8 Chegada das Multinacionais com grande interesse em divulgar seus produtos; Difusão do American way of life - O estilo de vida norte-americano. Chegada das agências de publicidade norte-americanas JW Thompson e Mc Cann – Erickson. Profissionalização dos trabalhadores consolidada; Receptores para grande parte da população; Década de 40: Anos dourados 2

9 O ambiente foi propício para que o rádio se estabelecesse como o mais abrangente meio de comunicação e integração nacional. Os programas começaram a direcionar-se para diferentes públicos: mulheres, crianças, a família como um todo, homens. Também levavam o nome dos patrocinadores. Ex: Teatro Goodyear, Recital Johnson, Programa Bayer e Calendários Kolynos. Década de 40: Anos dourados

10 Com a chegada da televisão no Brasil, o rádio sofre fortes transformações em razão da migração dos patrocinadores e profissionais para o novo meio. Que transformações foram essas? - Diminuição do faturamento - Enxugamento do corpo de profissionais - Readequação da programação para continuar chegando ao público Década de 50: O declínio 3 4

11 Anos 60 O rádio ganha traços marcantes de informação e programas musicais, barateando transmissões e garantindo espaço na vida dos brasileiros. Anos 70 No Brasil, dois processos diferentes: Enquanto as AM´s especializam-se na prestação de serviços e o comunicador passa a ser a figura central, como mediador entre a sociedade e o poder público ou outras instituições, o FM passa a ser transmitido em canais abertos (para os receptores comuns) e há grande aumento na quantidade deste tipo de emissora, com programação quase que exclusivamente musical (principalmente internacional). Década de 60 e 70: Mudar para existir 5

12 Características básicas: Com o fim da Ditadura, as FM´s passam a tocar rock nacional, mas não há espaço para a música regional brasileira. Há grande influência das gravadoras e importação do estilo de locução norte- americano. Muita animação, sorriso e clima descontraído. Música o tempo todo. A rádio Cidade inaugurou a fórmula usada atualmente em muitas FM´s populares. Década de 80: Boom das FM´s 6 7

13 Em sala de aula: 1 - Construa um painel com os diferentes papeis do rádio ao longo da história. Mas como isso mexeu com a sua realidade? 2 - Selecione opiniões sobre a importância do rádio hoje. Utilize sites especializados como fonte. Atividades

14 REFERÊNCIAS

15 Imagens (1)Reprodução de Rádio marca Bush feita nos anos 90. Fonte: (2)Foto de cartão-postal do estúdio da rádio WGN Publico Broadcast – Estados Unidos: Fonte: (3)TV dos anos 50. Fonte: (4)Rádio Kurér, produzido na Noruega nos anos 50 por Jan Wessel, Radionette Norsk Radiofabrikk. Fonte: (5)Roberto Carlos nos anos 70. Foto de arquivo pessoal. Fonte: (6)Walkman Satellite da marca Sony. Fonte: (7)Capa do disco do grupo Menudos. Fonte: Reprodução de Arquivo pessoal.

16 Quem somos? COORDENAÇÃO Carlos Alberto Mendes de Lima (gestão) Leonardo Moncorvo (apoio) Isabela Rosa da Silva (apoio) FORMADORES Alda Ribeiro Anderson Zotesso Isabel Santos Izabel Leão Márcia Coutinho Marciel Consani Paola Prandini Paula Carolei Paulo Teles Richard Romancini Salete Soares Silene Lourenço


Carregar ppt "AGENTE CULTURAL MÍDIA RÁDIO Programa Nas Ondas do Rádio Secretaria Municipal de Educação SP 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google