A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DINÂMICA TECNOLÓGICA E EVOLUÇÃO DA ESTRUTURA INDUSTRIAL O modelo de Utterback (1994) – Texto [09]

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DINÂMICA TECNOLÓGICA E EVOLUÇÃO DA ESTRUTURA INDUSTRIAL O modelo de Utterback (1994) – Texto [09]"— Transcrição da apresentação:

1 DINÂMICA TECNOLÓGICA E EVOLUÇÃO DA ESTRUTURA INDUSTRIAL O modelo de Utterback (1994) – Texto [09]

2 Temas centrais abordados Tema 1: Projetos de inovação dominantes e seus efeitos sobre a dinâmica da competição entre as empresas de uma indústria. Tema 2 : O efeito desestabilizador de uma inovação radical sobre o padrão de concorrência e a evolução da estrutura industrial

3 Definição de projeto tecnológico dominante Segundo Utterback: O projeto dominante geralmente adquire a forma de um novo produto (ou conjunto de características), sintetizado a partir de inovações tecnológicas introduzidas de forma independente em variações anteriores do produto

4 Exemplos de projetos tecnológicos dominantes Teclado (sistema Qwert) da máquina de escrever Compressor selado para refrigeradores/ e congeladores domésticos Locomotiva diesel padrão – para uso em ferrovias Lâmpadas elétricas com filamento de carbono A descoberta dos princípios da microeletrônica

5 Projeto tecnológico dominante e concorrência Um projeto tecnológico dominante, em uma classe de produto, é, por definição, aquele que adquire a fidelidade do mercado, aquele que os concorrentes e inovadores precisam adotar para terem pelo menos a esperança de dominar uma parcela significativa do mercado sucessor, isto é, criado com essa inovação A principal característica do projeto dominante é a de atuar como um elemento catalizador no plano tecnológico.

6 Projeto tecnológico dominante e concorrência Depois de aceito ou validado pelo mercado, o projeto tecnológico dominante pode vir a exercer um profundo impacto, tanto na direção quanto na taxa de desenvolvimento técnico posterior e nas condições da concorrência. Exemplo 1: Evolução tecnológica da indústria de iluminação

7 Projeto tecnológico dominante e concorrência Exemplo 2 : ( ~ 1873) ( ~ 1933) (1964) (1970) (1977)

8 Projetos dominantes e sobrevivência das empresas no plano da concorrência O que está em questão? Analisar como o surgimento de um projeto tecnológico dominante tende a afetar o ritmo da inovação e a estrutura de uma indústria (capt.2). Analisar as interações dinâmicas envolvendo mudanças no âmbito da tecnologia, das organizações e do mercado competitivo (capt.4).

9 Projetos dominantes e sobrevivência das empresas no plano da concorrência Supondo uma atividade de inovação de produto por parte de uma firma qualquer... Considera-se que: No estágio embrionário de introdução de uma inovação, as definições técnicas do produto e as necessidades do mercado não podem ser definidas com precisão: por um certo tempo, produtores, distribuidores e consumidores estarão basicamente experimentando e aprendendo.

10 Esta inovação inicial afetará a forma e o ritmo da concorrência na indústria.... Uma vez que as demais empresas procurem responder à inovação inicial, a concorrência é estimulada e a estratégia de imitação tecnológica tende a ganhar força: diversas empresas procurando desenvolver inovações variadas, as quais, porém, inspiradas na inovação inicial. Na hipótese de surgir um projeto tecnológico dominante, isto é, um projeto catalizador, esse quadro concorrencial se alterará radicalmente: poucas empresas concorrendo com projetos (de inovação de produtos) semelhantes e a um ritmo mais lento.

11 O efeito desestabilizador de uma inovação radical sobre a empresa e a estrutura industrial O que está em questão? Inovações radicais se fazer acompanhar de descontinuidades tecnológicas, provocam mudanças significativas na esfera da organização da produção e alteram as condições de mercado; Nesse processo, o padrão de sobrevivência das empresas, suas estratégias competitivas, a estrutura e a dinâmica da indústria tendem a ser afetados e modificados.

12 O efeito de uma inovação radical sobre a dinâmica tecnológica O argumento central é o de que a dinâmica do processo de inovação intercala: períodos de continuidade tecnológica, quando as inovações são de caráter incremental e a taxa de difusão/imitação é alta : períodos de baixo dinamismo inovativo, com; períodos de descontinuidade tecnológica, quando ocorrem mudanças significativas nos produtos ou processos e o ritmo de difusão/imitação é lento: períodos de alto dinamismo inovativo

13 O efeito de uma inovação radical sobre a estrutura e dinâmica da industrial Períodos de continuidade tecnológica relativa estabilidade da indústria (produtiva e de mercado) Períodos de descontinuidade tecnológica relativa instabilidade da indústria (produtiva e de mercado) Ou seja: Quanto mais intensa a presença de forças schumpeterianas mais instáveis se apresentam as estruturas industriais. O autor exemplifica a análise desses efeitos, no capt.7, com a indústria americana do gelo: gelo natural gelo fabricado por meios mecânicos.

14 Hierarquias de projeto e Projeto Dominante

15 O Dilema de Marshall Em que consiste o dilema de Marshall? Como compatibilizar rendimentos crescentes de escala com a noção de mercados em equilíbrio competitivo. Como Marshall resolveu esta questão? Fazendo uso do conceito de firma representativa. Qualquer ramo de atividade deve ser imaginado como sendo integrado por algumas empresas que crescem, ao mesmo tempo em que outras decaem ou morrem. A qualquer momento, dentro desse grupo de empresas constantemente mutável, pode se distinguir um determinado tamanho de empresa, que, de certa forma, é normal ´ ou médio ´ É o caso da empresa representativa. (STEINDL, 1977).


Carregar ppt "DINÂMICA TECNOLÓGICA E EVOLUÇÃO DA ESTRUTURA INDUSTRIAL O modelo de Utterback (1994) – Texto [09]"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google