A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 EPF Composer Eclipse Process Framework Composer Profa. M.Sc. Yáskara Menescal UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 EPF Composer Eclipse Process Framework Composer Profa. M.Sc. Yáskara Menescal UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO."— Transcrição da apresentação:

1 1 EPF Composer Eclipse Process Framework Composer Profa. M.Sc. Yáskara Menescal UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO – UFERSA DEPERTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - DCEN

2 Sumário 4 Introdução 4 Conceitos Básicos 4 Pacotes de Conteúdo 4 Categorias 4 Pacotes de Processo 4 Configuração 4 Publicação HTML 4 Considerações Finais 4 Referências 2

3 Introdução 4 Projeto Open Source da Eclipse Foundation. 4 Framework para Autoria, Customização e Publicação de Processos. 4 Base da Ferramenta IBM Rational Method Composer (RMC) que é distribuído com o RUP. 3

4 4 Introdução 4 Instalação: 1.Download da versão mais recente: (http://www.eclipse.org/downloads/download. php?file=/technology/epf/composer/release/ep f-composer win32.zip)http://www.eclipse.org/downloads/download. php?file=/technology/epf/composer/release/ep f-composer win32.zip 2.Descompactar 3.PRONTO!!!

5 5 Conceitos Básicos 4 Method Library 4 Method Plug-in 4 Method Package 4 Process Package 4 Method Configuration

6 6 Conceitos Básicos 4 Method Library –Coleção de Plug-ins e Configurações de Métodos; –Área de trabalho ou projetos onde os processos serão definidos.

7 7 Conceitos Básicos 4 Method Plug-in –Container de Conteúdo Independente; –Dentro de um plug-in teremos um ou mais processos; –Cada plug-in pode ou não ser plugado ou não a sua biblioteca de métodos; –Podemos ter vários plug-ins em uma biblioteca e importar/exportar de/para outras bibliotecas (reuso); –Para facilitar o gerenciamento de conteúdo, é dividido em dois sub-elementos: pacote de método e pacote de processo.

8 8 Conceitos Básicos 4 Method Package –Onde são criados e descritos cada elemento do processo: papéis, atividades, artefatos, etc.; –Posteriormente, cada um destes elementos poderão compor um ou mais processos.

9 9 Conceitos Básicos 4 Process Package –Onde são criados e descritos os processos em si; –Onde ocorre as combinações e ordenamento das atividades para o propósito do processo.

10 10 Conceitos Básicos 4 Method Configuration –Possibilita selecionar parte da biblioteca do método para ser publicada ou exportada; –Funciona como um filtro da biblioteca, permitindo a publicação parcial do conteúdo; –Permite disponibilizar partes do processo para diferentes público-alvos.

11 11 Conceitos Básicos

12 12 Conceitos Básicos 4 É possível portanto, verificar como o EPF é voltado para o reuso. 4 Isto agiliza bastante a definição de processos, pois permite aproveitar plug-ins de bibliotecas já existentes, como o OpenUP, Scrum e XP, e criar uma derivação exclusiva para a organização.

13 13 Pacotes de Conteúdo 4 É onde criamos e descrevemos os elementos do processo: papéis, artefatos, tarefas e materiais de apoio. 4 Estes elementos podem e devem ser reusados sempre que possível. 4 Como boa prática, devem ser criados pacotes para cada disciplina do processo (arquitetura, requisitos, testes, implementação etc.).

14 14 Pacotes de Conteúdo 4 No EPF, ao criar, por exemplo, um papel, este será vinculado as atividades nas quais atuará. 4 Isto evitará futuros problemas de padronização e integridade no processo. 4 O mesmo é válido para todos os tipos de elementos do processo: artefatos, materiais de apoio etc. 4 No site HTML publicado, cada vínculo representa um link, auxiliando na navegação pelo site. Cada link leva o usuário a outra página do site, com mais detalhes daquele elemento.

15 15 Pacotes de Conteúdo

16 16 Categorias 4 O método de conteúdo possui duas subseções chamadas Categorias Padrão e Categorias Customizadas. 4 Categorias existem para criarmos uma organização dos elementos de processo, de forma a tornar mais amigável a navegação do usuário no site do processo. 4 Então, categorias são os menus e níveis de menu que queremos ter no site HTML a ser publicado.

17 17 Categorias 4 Após a criação de uma categoria, esta deve ser adicionada como uma visualização da configuração desejada. 4 Só é possível publicar um site HTML, se criarmos uma configuração e nela incluirmos as categorias desejadas.

18 18 Categorias

19 19 Categorias

20 20 Pacotes de processo 4 Antes de gerarmos o site, deveremos criar o processo em si, senão teremos um amontoado de elementos sem fluxo, sem a sequência desejada. 4 É no pacote de processo que montamos o quebra-cabeças, pois utilizando as atividades (que contém seus artefatos, papéis etc) iremos montar o fluxo do ciclo de vida do processo. 4 Isto é feito através da notação UML de diagrama de atividades.

21 21 Pacotes de processo 4 Podemos criar processos de diversas formas possíveis: por disciplinas, por fases do ciclo de vida, ou outros agrupamentos que se achar conveniente. 4 Existem dois tipos de pacotes de processo: –Padrões de Recursos; –Processos de Entrega.

22 22 Pacotes de processo 4 Um Padrão de Recurso é a definição de um processo padrão, que representa a forma de trabalho mais comum e mais completa para um determinado propósito ou fase do ciclo de vida da organização. 4 Um Processo de Entrega é a definição de um processo customizado, baseado num processo padrão, porém, adaptada as necessidades da organização.

23 23 Pacotes de processo 4 Para definir um processo no EPF, precisamos criar uma WBS, estruturando as atividades contidas no processo, as tarefas contidas em cada atividade, e a sequência que elas devem ser executadas. 4 O processo pode ser composto por tarefas de um ou mais plug-ins de métodos. 4 Ao vincular uma tarefa a um processo o EPF não apenas cria um vínculo entre a tarefa e o processo, mas cria uma cópia desta tarefa no processo, chamada Descritor de Tarefa.

24 24 Pacotes de processo 4 Esta característica permite que se possa customizar a cópia da tarefa sem que se altere a tarefa original. 4 Este conceito é semelhante ao conceito de herança em orientação a objetos. 4 Caso alguma alteração for efetuada no objeto de origem, ela se propaga de forma não automática para a cópia, necessitando de uma sincronização da WBS dos processos. 4 Após a elaboração da WBS, diagramas podem ser criados.

25 25 Pacotes de processo

26 26 Configuração 4 Como anteriormente mencionado, para publicarmos um processo, devemos criar categorias e incluí-las como formas de visualização de uma configuração. 4 A configuração nos permite escolher quais plug-ins que se deseja publicar.

27 27 Configuração

28 28 Publicação HTML 4 O EPF permite que se altere o logo do site para o logo da organização, criar glossário e índice. 4 A arquitetura de processos do EPF faz com que os elementos estejam relacionados entre si, fazendo com que seja permitida a geração de diagramas detalhados, com tarefas e seus artefatos de entrada e saída. 4 Qualquer item disponibilizado no menu do lado esquerdo é um link para a respectiva página explicativa do elemento do processo.

29 29 Publicação HTML

30 Considerações Finais 4 O EPF Composer é uma ferramenta que possui recursos necessários para autoria e publicação de processos: editor de textos, editor de fluxo de atividades e publicação HTML sem necessitar de um webdesigner. 4 Tudo isto integrado de forma a permitir grande flexibilidade e capacidade de reuso, trazendo maior produtividade para a equipe, principalmente no que diz respeito a manutenção e a evolução de processos. 30

31 31 Atividade Prática 4 Passo a Passo: 1.Instalação da versão mais recente do EPF: (http://www.eclipse.org/downloads/download. php?file=/technology/epf/composer/release/ep f-composer win32.zip)http://www.eclipse.org/downloads/download. php?file=/technology/epf/composer/release/ep f-composer win32.zip 2.Criar pasta para workspace 3.Criar biblioteca de método 4.Criar plug-in de método 5.Criar pacote de conteúdo

32 32 Atividade Prática 4 Passo a Passo: 6.Criar atividades(3), papéis (3), artefatos(2) e guias(4) 7.Configurar os itens criados 8.Criar uma nova configuração 9.Criar um Padrão de Recurso (Capability Pattern) 10.Criar uma nova atividade no Capability Pattern 11.Adicionar as tarefas da atividade no novo Capability Pattern 12.Gerar os 3 diagramas das atividades

33 33 Atividade Prática 4 Passo a Passo: 13.Criar um conjunto de papéis 14.Criar uma Categoria Customizada 15.Aplicar o Capability Pattern e o Conjunto de Papéis para a Catergoria Customizada 16.Adicionar na Configuração a Categoria Customizada criada 17.Publicar

34 34 EPF Composer em Português –Efetuar o download da versão em Inglês (http://www.eclipse.org/downloads/download.php?file=/technology/e pf/composer/release/epf-composer win32.zip)http://www.eclipse.org/downloads/download.php?file=/technology/e pf/composer/release/epf-composer win32.zip –Efetuar o download do pacote de linguagem para português (http://www.eclipse.org/downloads/download.php?file=/technology/e pf/composer/release/NLPack-epf-composer ziphttp://www.eclipse.org/downloads/download.php?file=/technology/e pf/composer/release/NLPack-epf-composer zip –Acessar o DOS, na pasta em que encontra-se o executável EPF.exe e digitar o seguinte comando epf.exe -nl "pt_BR –O EPF será acessado carregando a nova linguagem. –Após esse acesso (através do DOS) o EPF será automaticamente carregado em Português.

35 35 Referências –Revista Mundo Java, nº 32. –Site do EPF Composer: 26/03/2009


Carregar ppt "1 EPF Composer Eclipse Process Framework Composer Profa. M.Sc. Yáskara Menescal UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google