A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conceito de Chave Composta Combinação de dois ou mais campos que têm altas chances de serem chaves: MatrNomeEndereco 15315Judson 11239Angelica 24217Amanda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conceito de Chave Composta Combinação de dois ou mais campos que têm altas chances de serem chaves: MatrNomeEndereco 15315Judson 11239Angelica 24217Amanda."— Transcrição da apresentação:

1 Conceito de Chave Composta Combinação de dois ou mais campos que têm altas chances de serem chaves: MatrNomeEndereco 15315Judson 11239Angelica 24217Amanda CodigoNomeCarga_Horaria A-100 POO22 B-100 ED35 C-100 Compiladores65 AlunoDisciplina Matr_AlunoCodigo_DisciplinaData_Matricula A /03/ B /03/ C /03/ A /03/2010 Matricula

2 Normalização Profa. Angélica Félix de Castro

3 3 Consistência de Dados Controlar a construção do sistema através da criação de tabelas segundo regras que garantam a manutenção de certas propriedades. As tabelas que atendem a um determinado conjunto de regras, diz-se estarem em uma determinada forma normal.

4 Normalização Processo de definir o formato lógico adequado para as estruturas de dados Objetivo de minimizar o espaço utilizado pelos dados e garantir a integridade e confiabilidade das informações Evita redundância Possibilita maior desempenho do BD A normalização é feita, através da análise dos dados que compõem as estruturas utilizando o conceito chamado "Formas Normais (FN)".

5 Normalização As FN são conjuntos de restrições nos quais os dados devem satisfazê-las. Exemplo: pode-se dizer que a estrutura está na primeira forma normal (1FN), se os dados que a compõem satisfizerem as restrições definidas para esta etapa. A normalização completa dos dados é feita, seguindo as restrições das três formas normais existentes, sendo que a passagem de uma FN para outra é feita tendo como base o resultado obtido na etapa anterior, ou seja, na FN anterior. Para realizar a normalização dos dados, é primordial que seja definido um campo chave para a estrutura, campo este que permite irá identificar os demais campos da estrutura. Formas Normais existentes:

6 Primeira Forma Normal Consiste em retirar da estrutura os elementos repetitivos, ou seja, aqueles dados que podem compor uma estrutura de vetor. Podemos afirmar que uma estrutura está normalizada na 1FN, se não possuir elementos repetitivos.

7 Primeira Forma Normal Estrutura original: – Tabela Projetos (Cod_Proj, Tipo, Descricao, Empresa (onde para cada Empresa temos: Id_Emp, Nome, Categoria, Salario, data_inicio) Analisando a estrutura acima, observamos que existem várias empresas no campo Empresa, sendo portanto elementos repetitivos que deverão ser retirados.

8 Cod_Proj*TipoDescricaoEmpresa Cod_ Emp NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC001RHSistema RH2191MariaA14.000,0001/05/ JoãoB19.000,0004/01/ JoséB19.000,001/11/2002 PAG004EstEstoque2191MariaA14.000,0001/07/2007

9 Primeira Forma Normal Estrutura na primeira forma normal (1FN): Duas tabelas: Projeto e Projeto_Empregado, onde a segunda tabela (Projeto_Empregado) tem que possuir uma chave estrangeira vinda da primeira tabela (Projeto).

10 Cod_Proj*TipoDescricaoEmpresa Cod_ Emp NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC001RHSistema RH2191MariaA14.000,0001/05/ JoãoB19.000,0004/01/ JoséB19.000,001/11/2002 PAG004EstEstoque2191MariaA14.000,0001/07/2007

11 Cod_Proj*TipoDescricao LSC001RHSistema RH PAG004EstEstoque Cod_Proj*Cod_Emp*NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC MariaA14.000,0001/05/2003 LSC JoãoB19.000,0004/01/2001 LSC JoséB19.000,001/11/2002 PAG MariaA14.000,0001/07/2007 Projeto Projeto_Empregado

12 Segunda Forma Normal Uma relação está na 2FN se, e somente se: Estiver na 1FN entidades que tem chaves compostas, os campos não-chave precisam depender de toda a chave. Se algum campo depende apenas de parte da chave, então é necessário desmembrá-lo

13 Cod_Proj*Cod_Emp*NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC MariaA14.000,0001/05/2003 LSC JoãoB19.000,0004/01/2001 LSC JoséB19.000,001/11/2002 PAG MariaA14.000,0001/07/2007 Tabela Projeto_Empregado Dependência Parcial

14 Cod_Proj*Cod_Emp*NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC MariaA14.000,0001/05/2003 LSC JoãoB19.000,0004/01/2001 LSC JoséB19.000,001/11/2002 PAG MariaA14.000,0001/07/2007 Segunda Forma Normal: Duas novas tabelas: Da 1 FN: Projeto (Cod_Proj, Tipo, Descricao) Da 2 FN: Projeto_empregado (Cod_Proj, Cod_Empr, Data_inicio) Da 2 FN: Empregado (Cod_Emp, Nome, Categoria, Salario)

15 Terceira Forma Normal Uma tabela está na 3FN, se e somente se: Estiver na 2FN se os campos não-chave são dependentes de outro campo não-chave, é necessário desmembrar em outra entidade

16 Cod_Emp*NomeCategoriaSalario 2191MariaA14.000, JoãoB19.000, JoséB19.000, MariaA14.000,00 Tabela Empregado: Dependência Transitiva

17 Cod_Emp*NomeCategoriaSalario 2191MariaA14.000, JoãoB19.000, JoséB19.000, MariaA14.000,00 Terceira Forma Normal: Duas novas tabelas: Da 1 FN: Projeto (Cod_Proj, Tipo, Descricao) Da 2 FN: Projeto_empregado (Cod_Proj, Cod_Empr, Data_inicio) Da 3 FN: Empregado (Cod_Emp, Nome, Categoria) Da 3 FN: Categoria (Categoria, Salario)

18 Tabela Inicial X Normalização Cod_Proj*TipoDescricaoEmpresa Cod_ Emp NomeCategoriaSalarioData_inicio LSC001RHSistema RH2191MariaA14.000,0001/05/ JoãoB19.000,0004/01/ JoséB19.000,001/11/2002 PAG004EstEstoque2191MariaA14.000,0001/07/2007 Da 1 FN: Projeto (Cod_Proj, Tipo, Descricao) Da 2 FN: Projeto_empregado (Cod_Proj, Cod_Empr, Data_inicio) Da 3 FN: Empregado (Cod_Emp, Nome, Categoria) Da 3 FN: Categoria (Categoria, Salario)

19 Mais exemplos de Normalização...

20 20 Formas Normais Primeira Forma Normal Uma relação está na 1 a. forma normal quando todos os seus atributos são atômicos-monovalorados (não permite tabelas aninhadas).

21 21 Formas Normais Primeira Forma Normal Atributos multivalorados Nome IdadeDataNasc Telefone Quantos números de telefone?

22 22 Formas Normais Primeira Forma Normal Atributos multivalorados Nome IdadeDataNasc Telefone Nome Idade DataNasc fone1 fone2 fone3 Se forem 3 números

23 23 Formas Normais Primeira Forma Normal Atributos multivalorados Nome IdadeDataNasc Telefone Nome Idade DataNasc Nome Telefone Se forem muitos números

24 24 Formas Normais Segunda Forma Normal Uma relação está na 2 a. forma normal quando: está na 1 a. F.N. e; entidades que tem chaves compostas, os campos não-chave precisam depender de toda a chave. Se algum campo depende apenas de parte da chave, então é necessário desmembrá-lo

25 25 Formas Normais Segunda Forma Normal Número turma Sigla Número -Horas Sala Sigla Número-Horas Número, Sigla Sala, Número-Horas

26 26 Formas Normais Segunda Forma Normal Número turma Sigla Número -Horas Sala Número turma Sigla Sala Sigla Número-Horas

27 27 Formas Normais Segunda Forma Normal Evita: Inconsistências devido a duplicidade de informações Perda de dados em operações de remoções / alteração na relação

28 28 Segunda Forma Normal Número turma Sigla Número-Horas Horário DC :00 14:00 8:00 15:00 16: DC134 DC122 DC189 Sigla Número-Horas Número,Sigla Horário, Número-Horas Valores Inconsistentes

29 29 Segunda Forma Normal Número turma Sigla Número-Horas Horário DC :00 14:00 8:00 15:00 16: DC134 DC122 DC189 Se não houver turmas de uma determinada disciplina em um semestre, perde-se a informação sobre o Número de Horas!!!

30 30 Formas Normais Terceira Forma Normal Uma relação está na 3 a. Forma normal quando: Está na 2 a. F.N. e; se os campos não-chave são dependentes de outro campo não-chave, é necessário desmembrar em outra entidade.

31 31 Formas Normais Terceira Forma Normal Número Sigla Sala Prédio Número, Sigla Sala Sala Prédio

32 32 Formas Normais Terceira Forma Normal Número Sigla Sala Prédio Número, Sigla Sala Sala Prédio Número Sigla Sala Prédio

33 Terceira Forma Normal Valores Inconsistentes!!!!! Número, Sigla Sala Sala Prédio Número Sigla Prédio Sala DC E1 C2 E1 C2 DC155 DC102 DC104 DC155

34 34 Terceira Forma Normal Número Sigla Prédio Sala DC E1 C2 E1 C2 DC155 DC102 DC104 DC155 Se não houver aula em uma determinada sala nesse semestre perde-se a informação sobre qual prédio contém a tal sala.

35 Vamos tentar praticar um pouco...

36 Esta tabela não está na 1FN! O que é preciso fazer?

37 Uma possível tabela, com a respectiva chave primária: Alunos-Disciplinas (IdAluno, Nome, Morada, IdDisciplina, Disciplina, IdProfessor, Professor)

38 Segunda Forma Normal (2FN) Segunda Forma Normal (2FN) A tabela: Alunos-Disciplinas (IdAluno, Nome, Morada, IdDisciplina, Disciplina, IdProfessor, Professor) não está na 2FN, pois os atributos: Nome e Morada dependem de parte da chave primária (IdAluno), Disciplina, IdProfessor e Professor, que depende de outra parte da chave primária (IdDisciplina). Tabelas na 2FN: Alunos (IdAluno, Nome, Morada) Alunos-Disciplinas (IdAluno, IdDisciplina) Disciplinas (IdDisciplina, Disciplina, IdProfessor, Professor)

39 Terceira Forma Normal (3FN) Terceira Forma Normal (3FN) Uma tabela está na terceira forma normal (3FN) quando estiver na 2FN e nenhum atributo que não seja parte da chave primária depender funcionalmente de outros atributos que não sejam parte da chave primária. É necessário verificar, tabela a tabela: As tabelas seguintes já estão na 3FN: Alunos-Disciplinas (IdAluno, IdDisciplina) Alunos (IdAluno, Nome) A tabela seguinte não está na 3FN Disciplinas (IdDisciplina, Disciplina, IdProfessor, Professor) pois o atributo Professor depende funcionalmente de IdProfessor que não é um atributo que faça parte da chave primária.

40 Terceira Forma Normal (3FN) Terceira Forma Normal (3FN) Desta forma, obtemos as seguintes tabelas normalizadas (3FN): Alunos-Disciplinas (IdAluno, IdDisciplina) Alunos (IdAluno, Nome) Disciplinas (IdDisciplina, Disciplina, IdProfessor) Professores (IdProfessor, Professor)


Carregar ppt "Conceito de Chave Composta Combinação de dois ou mais campos que têm altas chances de serem chaves: MatrNomeEndereco 15315Judson 11239Angelica 24217Amanda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google