A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV SONS E LETRAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV SONS E LETRAS."— Transcrição da apresentação:

1 PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV SONS E LETRAS

2 O EXAME DO CACHORRO DO PROFESSOR NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CCA-UFES EXAME VETERINÁRIOAGITAÇÃO NO EXAME Hoje acordei muito cedo para levar meu cachorro SIMBÁ para fazer um EXAME no hospital veterinário do CCA-UFES. Você se JOGOU na sala e ficou muito AGITADO SIMBÁ. Então, responda para o papai. Você gostou do atendimento? AU! E sou CHOW CHOW. O Professor Alexandre Rosa SIMBÁ O Professor Alexandre Rosa A forma verbal jogou apresenta as letras j e g. 1) Leia essa palavra em voz alta e responda: Essas letras apresentam o mesmo som, quando seguidas da vogal o? 2) Na sequência a seguir, há palavras em que as letras j e g apresentam o mesmo som. Leia e observe: Jaca pajem jirau jornal justiça gato gerente agitado agosto agudeza 3) Agora responda: Diante de que vogais as letras j e g tem o mesmo som? 2) Suponha que o cachorro SIMBÁ respondesse à pergunta do Professor: Eu me joguei. Por que, nesse caso, seria necessário acrescentar um u antes do e?

3 O EXAME DO CACHORRO DO PROFESSOR NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CCA-UFES EXAME VETERINÁRIOAGITAÇÃO NO EXAME Hoje acordei muito cedo para levar meu cachorro SIMBÁ para fazer um EXAME no hospital veterinário do CCA-UFES. Você se JOGOU na sala e ficou muito AGITADO SIMBÁ. Então, responda para o papai. Você gostou do atendimento? AU! E sou XAXAU. Leia em voz alta as palavras a seguir e observe o som da letra x : Enxame enxurrada xampu exausta exame 1) Em quais palavras a letra x tem o som chê? 2) Na palavra exame, no 1 o quandrinho, a letra x apresenta o mesmo som? O Professor Alexandre Rosa SIMBÁ O Professor Alexandre Rosa

4 O QUE É FONOLOGIA? Fonologia é a parte da gramática que estuda os sons da língua quanto à sua função no sistema de comunicação lingüística, quanto á sua organização e classificação.Também cuida de aspectos relacionados á divisão silábica, à ortografia e à acentuação das palavras, bem como indica a forma adequada de pronunciar certas palavras, de acordo com a variedade padrão da língua. Então, o que é FONEMA? Fonema é a menor unidade sonora das palavras

5 Quais as funções dos FONEMAS? Sozinho ou a lado de outros fonemas, constitui palavras. Distingue uma palavra da outra. Quando queremos representar na escrita os sons da fala, utilizamos as letras. Observe a correspondênciaentre fonemas e letras nestas palavras: /komesu/ - começo /esitãti/ - excitante Portanto: Letra é a representação gráfica dos fonemas da fala.

6 O que são os DIGRÁFOS? Combinações de duas letras que representam um único fonema constituem o fenômeno lingüístico chamado Dígrafo. Os principais dígrafos são: rr, ss, sc, sç, xc, xs, lh, nh, ch, qu, gu. Representam-se os dígrafos por letras maiores que as demais, exatamente para estabelecer a diferença entre uma letra e um dígrafo. OBS: A) qu e gu só serão dígrafos, quando estiverem seguidos de e ou i, sem trema. B) Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs têm suas letras separadas silabicamente; C) Os dígrafos lh, nh, ch, qu, gu, não têm suas letras separadas silabicamente arroz = ar-roz - aRos; assar = assar- aSar; nascer = nas-cer - naSer; desço = des-ço - deSo; exceção = ex-ce-ção - eSesãw; exsudar = ex-su-dar - eSudar; alho = a-lho - aío; banho = banho - baÑo; cacho = ca-cho - kaXo; querida = que-ri-da - Kerida; sangue = san-gue - sãGe.

7 CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMAS Os fonemas da língua portuguesa classificam-se em vogais, semivogais e consoantes. VOGAIS: são fonemas pronunciados sem obstáculo à passagem de ar, chegando livremente ao exterior. Exemplos: pato, bota SEMIVOGAIS: é o fonema produzido como vogal, porem pronunciado mais fraco, com baixa intensidade; Por isso, não constitui sílaba sozinha e sempre acompanhada uma vogal. Exemplos: couro, baile. CONSOANTES: são fonemas produzidos mediante a resistência que os órgãos bucais (língua, dentes, lábios) opõem à passagem de ar. Exemplos: caderno, lâmpada.

8 O idioma português utiliza 34 fonemas, sendo 13 vogais, 19 consoantes e 2 semivogais. Estão representados na tabela a seguir: FONEMA *CARACTERÍSTICAS FONÉTICASEXEMPLOS ** VOGAISVOGAIS áAberta, frontal, oral, não arredondada.átomo, arte âSemi-aberta, central, oral, não arredondada.pano, ramo, lanho ãSemi-aberta, central, nasal, não arredondada.antes, amplo, maçã, âmbito, ânsia éSemi-aberta, frontal, oral, não arredondada.métrica, peça. êSemi-fechada, frontal, oral, não arredondada.medo, pêssego Semi-fechada, frontal, nasal, não arredondada. sempre, êmbolo, centro, concêntrico, têm, também.** óSemi-aberta, posterior, oral, arredondada.ótima, ova. ôSemi-fechada, posterior, oral, arredondada.rolha, avô õSemi-fechada, posterior, nasal, arredondada.ombro, ontem, cômputo, cônsul iFechada, frontal, oral, não arredondada.item, silvícola ĩFechada, frontal, nasal, não arredondada.simples, símbolo, tinta, síncrono uFechada, posterior, oral, arredondada.uva, útero ũFechada, posterior, nasal, arredondada.algum, plúmbeo, nunca, renúncia, muito

9 FONEMACARACTERÍSTICAS FONÉTICASEXEMPLOS CONSOANTESCONSOANTES mnasal, sonora, bilabialmarca nNasal, sonora, alveolarNervo ñNasal, sonora, palatalArranhado bOral, oclusiva, bilabial, sonoraBarco pOral, oclusiva, bilabial, surdaPato dOral, oclusiva, linguodental, sonoraData tOral, oclusiva, linguodental, surdaTelha gOral, oclusiva, velar, sonoraGato kOral, oclusiva, velar, surdaCarro, quanto vOral, fricativa, labiodental, sonoraVento fOral, fricativa, labiodental, surdaFarelo zOral, fricativa, alveolar, sonorazero, casa, exalar sOral, fricativa, alveolar, surdaseta, cebola, espesso, excesso, açúcar, auxílio, jOral, fricativa, pós-alveolar, sonoragelo, jarro xOral, fricativa, pós-alveolar, surdaxarope, chuva ROral, vibrante, sonora, uvular.rato, carroça rOral, vibrante, sonora, alveolar.Variação λOral, lateral aproximante, sonora, palatal.Cavalheiro lOral, lateral aproximante, sonora, alveolarLuz

10 FONEMACARACTERÍSTICA S FONÉTICAS EXEMPLOS SemivogaisyOral, palatal, sonora uivo, mãe, área, têm, também, vivem wOral, velar, sonora automático, móvel, pão, frequente, falam SILABAS: É UM TIPO DE FONEMA OU GRUPO DE FONEMAS PRONUNCIADOS NUMA SÓ EMISSÃO DE VOZ. A BASE DA SILABA É A VOGAL;SEM ELA NÃO HÁ SILABA. CLASSIFICAÇÃO DAS PALAVRAS QUANTO AO NUMERO DE SILABAS MONOSSÍLABAS: são palavras de uma silaba só: lá, vez, ai; DISSÍLABAS: são palavras de duas sílabas: urso, mamãe, sempre; TRISSÍLABA: são palavras de três silabas: soluçou e falando; POLISSÍLABA: são palavras de mais de três silabas: compostura e insensatez.

11 SILABA TÔNICA é a pronunciada com mais intensidade. SILABA ÁTONA é a pronunciada com baixa intensidade. Ex: Lendo em voz alta a palavra COMPOSTURA, percebemos que a sílaba TU é pronunciada com mais força que as outras. CLASSIFICAÇÃO DAS PALAVRAS QUANTO Á POSIÇÃO DA SILABA TÔNICA OXÍTONAS: quando a silaba tônica, as palavras de duas ou mais sílabas da palavra: soluçou e Pará; PAROXÍTONAS: quando a silaba tônica é a penúltima silaba da palavra: urso e acrobacia; PROPAROXÍTONAS: quando a silaba tônica é a antepenúltima silaba da palavra: dramático e cédula.

12 ENCONTROS VOCÁLICOS É uma união de fonemas vocálicos – vogais ou semivogais – em uma mesma sílaba ou em sílabas diferentes. Há três tipos de encontro vocálicos: GRADUANDOS(AS) ! OS TRÊS TIPO DE ENCONTRO VOCÁLICOS SÃO: HIATO: é um encontro de duas vogais. Como só pode haver uma vogal em cada sílaba, as vogais dos hiatos ficam sempre em silabas diferentes. Exemplos: Vogal + vogal Ca í da Du as Vogal + vogal Em Jo ar Vogal + vogal

13 ENCONTROS VOCÁLICOS É uma união de fonemas vocálicos – vogais ou semivogais – em uma mesma sílaba ou em sílabas diferentes. Há três tipos de encontro vocálicos: GRADUANDOS(AS) ! OS TRÊS TIPO DE ENCONTRO VOCÁLICOS SÃO: Can ção Vogal + semivogal Fai xa Vogal + semivogal DITONGO: é o encontro de uma vogal e uma semivogal. Pelo fato de uma semivogal sozinha não poder constituir sílaba, não se pode dividir o ditongo silabicamente. Veja como são formadas as sílabas destas palavras:

14 ENCONTROS VOCÁLICOS É uma união de fonemas vocálicos – vogais ou semivogais – em uma mesma sílaba ou em sílabas diferentes. Há três tipos de encontro vocálicos: GRADUANDOS(AS) ! OS TRÊS TIPO DE ENCONTRO VOCÁLICOS SÃO: TRITONGO: é o encontro de uma semivogal + uma vogal + uma semivogal, sempre nessa ordem. Por conter uma única vogal, oTritongo é indivisível silabicamente. Qu a i s quer U ru gu a i Semivogal + vogal + semivogal

15 ORTOEPIA E PROSÓDIA Ortoepia: trata da pronúncia adequada dos fonemas e das palavras, de acordo com a variedade padrão da língua. Prosódia: trata da acentuação e da entonação adequadas dos fonemas, de acordo com a variedade padrão da língua.

16 FIM! É PANDORA, DEPOIS DESTA AULA TEMOS QUE AFINAR NOSSO LATIDO PARA NOS ADEQUAR ÀS NOVAS REGRAS DA ORTOGRAFIA AINDA BEM QUE TEMOS O PAPAI ALEXANDRE SEMPRE POR PERTO


Carregar ppt "PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV SONS E LETRAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google