A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A História da Psicologia e a Educação BAETA, Anna Maria. Psicologia e educação. Rio de Janeiro: Forma & Ação, 2006. Imagens:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A História da Psicologia e a Educação BAETA, Anna Maria. Psicologia e educação. Rio de Janeiro: Forma & Ação, 2006. Imagens:"— Transcrição da apresentação:

1 A História da Psicologia e a Educação BAETA, Anna Maria. Psicologia e educação. Rio de Janeiro: Forma & Ação, Imagens:

2 A História da Psicologia e a Educação I.Visões sobre o Homem na Filosofia Grega Antiguidade Clássica II. Visões sobre o Homem na Filosofia a partir Século XVII III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica

3 Visões sobre o homem CIÊNCIA POLÍTICA RELIGIÃO FILOSOFIA DIREITO ARTES

4 Conhecimento de forma geral SUJEITO OBJETO ? aquele que quer saber aquilo que o sujeito algo quer saber

5 Conhecimento na Filosofia e na Psicologia SUJEITO OBJETO aquele que quer saber aquilo que o sujeito algo quer saber

6 I. Visões sobre o Homem na Filosofia Grega Antiguidade Clássica Platão (429 a 348 a C.) Inatismo Conhecimento é reconhecimento que o sujeito faz ao entrar em contato com o mundo material Aristóteles (384 a 322 a C.) Ambientalismo Conhecimento é resultado do contato do homem com o mundo material X

7 Inatismo em Platão Vídeo sobre vida e teoria de Platão

8 Inatismo em Platão Teoria das ideias A ideia é real, o particular é só aparência

9 Inatismo em Platão Caminho para o conhecimento

10 Ambientalismo em Aristóteles Vídeo sobre vida e concepções teóricas ature=relmfu

11 Ambientalismo em Aristóteles Os sentidos são essenciais para o conhecimento humano

12 II. Visões sobre o Homem na Filosofia a partir Século XVII X Descartes Locke (1596 a 1650) (1632 a 1704) Inatista como Platão Empirista como Aristóteles

13 Inatismo em Descartes - Racionalismo Vídeo sobre obra de Descartes eature=relmfu

14 Inatismo em Descartes - Racionalismo Mundo material e mundo espiritual como princípios distintos e indissociáveis Somente a mente (espírito) pode conhecer a verdade das coisas Mente X Corpo

15 Ambientalismo em Locke Vídeo sobre vida e obra

16 Ambientalismo em Locke O Caminho do conhecimento vai das sensações às ideias.

17 Psicologia e Educação Visões sobre o Homem da Antiguidade Clássica até século XVII + Práticas escolares: até hoje tem influência do Inatismo e Ambientalismo

18 Psicologia e Educação Práticas escolares atuais Inatismo Termo importante: aptidão Maturação biológica = Desenvolvimento motor, cognitivo, afetivo e social = conhecimento Ambientalismo Termo importante: informação Contato com informação = Repetição, decorar, imagem sem leitura, criação de hábito = conhecimento

19 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influências da Fisiologia (ciências naturais e medicina) Wundt Pavlov Skinner

20 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina na educação Pedagogium (RJ) (vídeo sem audio):

21 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina na Educação O termo Puericultura surgiu em 1762, criado pelo suíço Jacques Ballexserd. Chegou ao Brasil, a partir da França, por Moncorvo Filho, que fundou, em 1899, o Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio de Janeiro. Surgiu como uma atividade focada na saúde pública, para mais tarde virar uma complementação da pediatria dos consultórios

22 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina na educação Exemplos de ações de Puericultura Vacinação como prevenção Crianças na fila do leite do posto da meningite grupo c de Puericultura

23 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina Educadores que contribuíram para a Psicologia Científica (RJ) Manoel Bonfim Maurício Medeiros Plínio Olinto Lourenço Filho médico médico médico professor/direito

24 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina na educação Educadores que contribuíram para a Psicologia Científica (RJ) Lourenço Filho - professor/direito Teve contato com o pensamento de John Dewey representante principal do movimento da educação progressista norte- americana durante a primeira metade do século XX

25 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Influência das ciências naturais e medicina na educação Autor do livro Escola Nova É preciso conhecer o aluno para ser o centro da discussão pedagógica Teste do ABC

26 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Psicologia como disciplina na formação dos professores Não existia Disciplina facultativa Psicologia Experimental Nova vertente da Psicologia nessa época: Psicometria Testes psicológicos: aceitar que é possível medir características psicológicas

27 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Testes psicológicos: aceitar que é possível medir características psicológicas Defendidos por Inatistas e Ambientalistas

28 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Testes psicológicos - Inatistas Galton e a Eugenia - inteligência dependia de fatores endógenos.

29 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Testes psicológicos - Inatistas e Eugenia preconceito nazista contra as famílias numerosas "A ameaça dos homens inferiores. Os delinqüentes masculinos têm uma média de 4,9 filhos, um casal de delinqüentes: 4,4 filhos ; pais de filhos fracos na escola (3,5) ; a família alemã: 2,2 filhos; um casal de boa extração, 1,9 filhos" de Otto Helmut, em Volk in Gefahr (Povo em perigo), Munique, 1937.

30 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Testes psicológicos – Ambientalistas Seria preciso considerar as influências ambientais Testes legitimavam a discriminação social discriminação racial nos EUA (anos 40/50)

31 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Conclusão Novas formas de investigação de funções ou desenvolvimento psicológicos foram criados Piaget Vygotsky Luria

32 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Conclusão É importante que o professor saiba como a Psicologia se tornou disciplina na formação profissional

33 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Conclusão As linhas teóricas da psicologia (psicofísica, terapêutica, e psicométrica) ajudaram a reproduzir representações sociais, preconceitos

34 III. Visões sobre o Homem da Psicologia Científica Conclusão Modismos pedagógicos: uso de modelos europeus e americanos sem crítica X X X Educação liberal/progressista socio-construtivismo Educação clássica Interacionismo Substituição simplista de teóricos ou teorias


Carregar ppt "A História da Psicologia e a Educação BAETA, Anna Maria. Psicologia e educação. Rio de Janeiro: Forma & Ação, 2006. Imagens:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google