A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contribuir para a Excelência em desenvolvimento e comercialização de software como agente SOFTEX de São Paulo. O Instituto de Tecnologia de Software é

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contribuir para a Excelência em desenvolvimento e comercialização de software como agente SOFTEX de São Paulo. O Instituto de Tecnologia de Software é"— Transcrição da apresentação:

1

2 Contribuir para a Excelência em desenvolvimento e comercialização de software como agente SOFTEX de São Paulo. O Instituto de Tecnologia de Software é uma entidade sem fins lucrativos, cuja missão é : Objetivos Fomentar a indústria de software brasileiro; Condicionar empresas para entrada no competitivo mercado global; Promover o Empreendedorismo no domínio da Tecnologia da Informação; Sobre o ITS

3 Fundadores

4 P&D Serviços TI Aceleradora de Negócios Incubadora de Empresas de Software Programa de pré incubação Incubadora de Aplicações iASP Incubadora Desenvolvimento de projetos visando a efetiva transferência de tecnologia aos nossos clientes. Avaliações, testes e homologação de software Suporte para desenvolvimento de software Orientação na criação e organização de equipes de desenvolvimento Áreas de Atuação

5 Eventos Empresarial Articulação do ITS com os setores públicos Palestras e apresentações especiais Feiras, exposições, missões comerciais e rodas de negócios Atendimento aos associados Apoio à Capitalização de Empresas Consultoria estratégica Plano de negócios Áreas de Atuação

6 Programa Cooperativo CMMI ITS - Instituto de Tecnologia de Software

7 Programa elaborado e gerenciado pelo ITS, com apoio do CenPRA, suporte do SOFTEX e Fundo Verde Amarelo/FINEP. Capacita empresas brasileiras a alcançar, em 12 meses, o nível 2 do modelo estagiado do CMMI nos seus processos de desenvolvimento e produção de software. O Programa Cooperativo CMMI

8 AvaliaçãoCMMI Sucesso !! AvaliaçãoCMMI PréAvaliaçãodosProcessosPréAvaliaçãodosProcessos ImplantarProcessosadequadosImplantarProcessosadequados Plano de adequação adequação Como está o Processo?Como Processo? Equipe capacitada (própria e consultoria) Equipe capacitada (própria e consultoria) Tempo = 15 meses max Treinamento compartilhado e Consultoria por empresa O que é requerido ? O que é requerido ? O Programa Cooperativo CMMI

9 Desenvolvimento O programa é desenvolvido por profissionais brasileiros, conhecedores dos modelos de maturidade e vivência em implantação de processos de desenvolvimento e produção de software. São identificadas entidades e profissionais avaliadores para realização da avaliação de todas as empresas do grupo.

10 Escopo O Programa abrange as seguintes atividades: Capacitação de coordenadores Avaliação dos processos correntes nas empresas Planejamento das Melhorias Desenvolvimento e Implantação dos processos e procedimentos previstos Consolidação dos processos Avaliação Preliminar

11 Meios O Programa é desenvolvido através de: Treinamento com cerca de 90 horas Assessoramento técnico: 200 horas por empresa Workshops Reuniões com Dirigentes Avaliações Periódicas e Gerais Gerenciamento Global do Projeto

12 Avaliação Oficial Assessoramento - Introdução ao CMMI Workshop 1 - Praticas Comuns Nível 2 - Auto Avaliação - Praticas Comuns Nível 2 - Auto Avaliação - Planejamento e SEPG - PGI e Métricas - Planejamento e SEPG - PGI e Métricas Workshop 2 Workshop 4 - Gestão de Requisitos - Planejamento do Projeto - Monitoramento e Controle do Projeto - Planejamento do Projeto - Monitoramento e Controle do Projeto Workshop 3 - Gestão de Configuração Workshop 3 - Gestão de Configuração - Gestão da Qualidade - Medições e Análises - Gestão da Qualidade - Medições e Análises - Gestão de Acordos com Fornecedores Workshop 5 Cronograma

13 Metodologia Programa focaliza a implementação de processos adequados, buscando: Dinamismo em todas etapas: –Atividades junto à empresa desde o treinamento conceitual; Participação pró-ativa de coordenadores – Nos treinamentos, na diagnose e no planejamento; Comprometimento de dirigentes com resultado –Reuniões bimensais de revisão Agregar vantagens ao processo existente, à medida que plano é implementado. –Cuidados para não instabilizar o processo existente

14 Metodologia Atividades de Diagnóstico e Planejamento Coordenadores recebem treinamento e material para auto diagnose e planejamento; Realizam o diagnóstico em suas empresas; Análise, revisão e confirmação in loco por consultores Coordenadores realizam o planejamento inicial Consultores analisam e revisam com coordenadores Plano inicial consolidado é submetido à direção da empresa

15 Metodologia Atividades de Motivação para o Projeto Preparar coordenadores para a gestão das mudanças e pessoal chave para facilitar/suportar a implementação de novos processos Planejamento define papéis dos participantes e pessoas chaves

16 Metodologia Atividades de Implementação Condução na Empresa: Coordenadores e Sponsor –Tratamento como projeto Acompanhamento e Consultoria: –Verificação de progresso –Orientação à solução de problemas de implementação Workshops e reuniões de grupo de coordenadores: –Casos de sucessos e dificuldades –Análise e recomendação das melhores práticas Encontros de Dirigentes e Comitê Consultivo –Avaliação do desenvolvimento

17 Metodologia Consolidação dos Processos e Avaliação Grupo de avaliadores Apresentação de processos por representantes da empresa Análise e recomendações de ações complementares Relatório Final Gestão do Projeto Gestão Geral e suporte à gestão do projeto de cada empresa Verificação dos ganhos obtidos na implementação das melhorias de processo

18 Compromisso das Empresas Recursos Humanos Necessários Dois coordenadores por empresa Dirigente Responsável (Sponsor) Contratos ITS-Empresas Acordo de Não Divulgação de Informações Sigilosas Participação efetiva Projeto de empresa

19 Benefícios do Programa Operando em Grupo, obtém-se: Redução de custos –para as atividades de capacitação, consultoria para implantação e, avaliação dos processos; Compartilhamento de experiências –nas atividades relacionadas à melhoria do processo de software e, à solução de problemas para implementação e gestão dos processos;

20 Equipes das Empresas Equipes das Empresas Consultores Suporte Técnico Administrativo Suporte Técnico Administrativo Gestão do Programa Gestão do Programa Comitê de Coordenação Comitê de Coordenação Técnica Coordenação Técnica ITS Márcia Berti Roberto Gavioli ITS Márcia Berti Roberto Gavioli CenPRA Clenio Salviano CenPRA ITS David Yoshida ITS Organização

21 Avaliação Oficial A SEI Partner Liveware Inc, com sede em Austin, USA, é a parceira do ITS e do Riosoft para a realização de cursos e avaliações oficiais Atividades conduzidas pelos Lead Appraisers Jorge Boria e Viviana Rubinstein Os preços para cursos e avaliações são os mais competitivos do mercado Programação conjunta de avaliações permite redução adicional de custos

22 Logotipo do Programa Cooperativo CMMI

23 Resultados, Lições Aprendidas e Práticas Recomendadas

24 Início em Abril de 2004, encontra-se na etapa de finalização da consolidação dos processos Grupo 1

25

26 Início em Outubro de 2004, encontra-se na finalização da etapa de implantação dos processos Grupo 2

27 Início em Junho de 2005, encontra-se no início da fase de implementação Grupo 3

28 Resultados Projeto aprovado pelo Softex/Finep Duas empresas com avaliação oficial planejada para início de 2006 Duas empresas com estratégia de alcançar Nível 3 Ganhos relatados pelas empresas relativos à melhoria na gestão de projetos 33 Cursos realizados, correspondentes a 264 horas de curso técnicos de Engenharia de Software 5 cursos a serem realizados no Grupo 3 até Fevereiro de coordenadores de empresas capacitados em CMMI e em Melhoria de processos Planejamento iniciado para 4o. Grupo de Empresas, com mais de 30 solicitações

29 Lições Aprendidas Implementação deve ocorre sob forma de um PROJETO DA EMPRESA; não de algumas pessoas ou de setor isolado REAL ADOÇÃOO sucesso depende da REAL ADOÇÃO dessa forma de gestão, pelos principais stakeholders, líderes e dirigentes. O desafio reside em quebrar a resistência à mudança e a rejeição ao seguimento de processos. Sem COMPROMETIMENTO dos participantes da empresa e, sem a sensível COMPETÊNCIA dos consultores e da FORTE ATUAÇÃO da gerência do projeto, não se quebra essa resistência. Alinhamento do objetivo do programa entre Gestores, Consultores e Empresas

30 Práticas Recomendadas Programa deve ser tratado rigorosamente como Projeto dentro da empresa, com objetivos claros e bem entendidos Alinhamento constante do compromisso da alta direção da empresa com o projeto de melhoria Planejamento detalhado, gestão e controle apurado das atividades e dos recursos do programa em todos os níveis Contato estreito entre Gestor, Empresa e Equipe Técnica

31 Perguntas?

32 Obrigado! David Yoshida ITS - Instituto de Tecnologia de Software


Carregar ppt "Contribuir para a Excelência em desenvolvimento e comercialização de software como agente SOFTEX de São Paulo. O Instituto de Tecnologia de Software é"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google