A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO DO CURSO INF 1903 – 2013.2 3ª e 5ª, 9:00 às 11:00h salas: Auditório Instituto Genesis Lab 548 Helene Kleinberger.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO DO CURSO INF 1903 – 2013.2 3ª e 5ª, 9:00 às 11:00h salas: Auditório Instituto Genesis Lab 548 Helene Kleinberger."— Transcrição da apresentação:

1 METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO DO CURSO INF 1903 – ª e 5ª, 9:00 às 11:00h salas: Auditório Instituto Genesis Lab 548 Helene Kleinberger Salim Priscila Perillier O'Reilly de Araujo Castro (21) (21)

2 2/44

3 Gerência de Projetos Cresceu a im po rt ân cia de Gerenciar Projetos

4 4/44 Gerenciar Projetos é uma profissão Sorte é o encontro da oportunidade com a competência

5 5/44 Gerência de Projetos É essencial ter em mente que não adianta apenas ter boas ideias (criatividade). É essencial desenvolver um modelo de gestão que permita colocá-las em prática (inovação). Waldez Ludwig

6 6/44 Gerência de Projetos Conhecimentos Habilidades Ferramentas Técnicas Tarefas do Projeto Atingir ou exceder às necessidades ou expectativas dos envolvidos e patrocinadores do projeto

7 Gerência de Projetos Alcançar este objetivo normalmente implica em balancear requisitos conflitantes dentre 7/44 Escopo Tempo Custo Qualidade Prioridades obedecendo ainda à legislação, regras, padrões e respeitando a ética profissional. Riscos

8 Regência X Gerência O gerente rege os diversos músicos, com seus instrumentos, de forma a interpretar a partitura e fazer ouvir um concerto que agrada a toda a platéia... Uma orquestra é composta por aspectos como harmonia, melodia, ritmo, intensidade e sonoridade – a cada caso, um ou outro pode ser ressaltado!

9 9/44 Uma partitura por instrumento Tecnologias diversas Resultado coordenado

10 O universo do gerente

11 Bibliografia Implantando uma Empresa Cesar Salim, Helene Salim, Carlos Frederico Ferreira, (Editora Elsevier – 2010) MBA Compacto - Gestão de Projetos Eric Verzuh, (Editora Campus – 2000) Project Management for DUMMIES Stanley E. Portny, (IDG Books )

12 12/44 Bibliografia Ferramentas Visuais para Estrategistas –

13 13/44 Bibliografia Introdução ao Empreendedorismo Cesar Simões Salim, Nelson Caldas Silva (Editora Elsevier, 2010) Mapas Estratégicos - Robert S Kaplan, David P Norton (Editora Campus, 2004) Previsivelmente Irracional – Dan Arely (Editora Elsevier, 2010)

14 14/44 Bibliografia Gerência de Projetos – Guia para o exame oficial do PMI - Kim Heldman (5ª Edição, Elsevier) Effective Project Management - Robert K. Wysocki, Robert Beck Jr., David B. Crane - (John Wiley & Sons, Inc )

15 Objetivo do curso Capacitação na aplicação dos conceitos básicos para gerenciamento de projetos, apresentando metodologia, utilizando técnicas, métricas e ferramentas adequadas.

16 16/43 Não é nosso objetivo obter já as certificações

17

18 Da Wikipedia... Histórico de Gerência de Projetos Como uma disciplina, a Gerência de Projetos desenvolveu-se a partir de diversos campos de aplicação, incluindo construção, engenharias, projetos militares.. Nos EUA, seu precursor foi Henry Gantt, dito o pai do planejamento e controle, junto com as teorias da ciência de gestão de Frederick W Taylor...

19 19/44 Da Wikipedia... Project management From Wikipedia, the free encyclopedia (Redirected from Project Management)Project Management

20 20/44 Padrões internacionais A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) A Guide to the Project Management Body of Knowledge APM Body of Knowledge 5th ed. (APM - Association for Project Management (UK)) APM Body of Knowledge 5th ed. PRINCE2 (PRojects IN a Controlled Environment) PRINCE2 P2M (A guidebook of Project & Program Management for Enterprise Innovation, Japanese third-generation project management method) P2M V-Modell (German project management method) V-Modell HERMES (The Swiss general project management method, selected for use in Luxembourg and international organisations) HERMES

21 Associações de Profissionais em Gerência de Projetos Objetivo é a promoção e desenvolvimento de métodos e sua prática. As mais conhecidas: The Association for Project Management (UK) (APM)Association for Project ManagementAPM The Australian Institute of Project Management (AIPM)Australian Institute of Project ManagementAIPM The International Project Management Association (IPMA)International Project Management AssociationIPMA The Project Management Institute (PMI)Project Management InstitutePMI The International Association of Project and Program Management (IAPPM) The International Association of Project and Program ManagementIAPPM The International Project Management Commission (IPMC)International Project Management CommissionIPMC

22 PMBOK Edição 2008 Português – 4ª edição O PMBOK, compilado pela expertise do PMI - Project Management Institute, é a linha mestra que pode conduzir ao conhecimento organizado da Gerência de Projetos. Esse guia é adotado em diversas empresas – vide o Levantamento disponível no site do curso.

23 23/44 BABok Guia para o Corpo de Conhecimento para Análise de Negócio Certificação atrelada: CBAP e CCBA, Entidade: IIBA Onde: (em português - gratuito)http://bit.ly/babok2br BPM CBOK ou CBOK Gerenciamento de Processo de Negócio (BPM) Certificação atrelada: CBPP (Certified Business Process Professional),Entidade: ABPMP Onde: (em português - gratuito) - br.org/CBOK/CBOK_v2.0_Portuguese_Edition_Thrid_Release_Look_Inside.pdf br.org/CBOK/CBOK_v2.0_Portuguese_Edition_Thrid_Release_Look_Inside.pdf PMBok, BABok e CBOK Os Boks se complementam e podem ser utilizados juntos

24 24/44 As melhores práticas PMBOK 42 processos de gerenciamento de projetos descritos em 9 áreas de conhecimento e atuação do gerente Um Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos Guia PMBOK® - Project Management Body Of Knowledge

25 25/43 As melhores práticas...

26 26/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Integração É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos e as atividades que integram os diversos elementos do gerenciamento de projetos, que são identificados, definidos, combinados, unificados e coordenados dentro dos grupos de processos de gerenciamento de projetos.

27 27/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Escopo É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos envolvidos na verificação de que o projeto inclui todo e apenas o trabalho necessário, para que seja concluído com sucesso.

28 28/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Tempo É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos relativos ao término do projeto no prazo correto.

29 29/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Custo É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos envolvidos em planejamento, estimativa, orçamentação e controle de custos, de modo que o projeto termine dentro do orçamento aprovado.

30 30/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Qualidade É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos envolvidos na garantia de que o projeto irá satisfazer os objetivos para os quais foi realizado.

31 31/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Recursos Humanos É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos que organizam e gerenciam a equipe do projeto.

32 32/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Comunicações É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos relativos à geração, coleta, disseminação, armazenamento e destinação final das informações do projeto de forma oportuna e adequada.

33 33/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Riscos É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos relativos à realização do gerenciamento de riscos em um projeto.

34 34/44 Sumário das áreas na gerência de projetos Aquisições É o subconjunto da gerência de projetos que descreve os processos que compram ou adquirem produtos, serviços ou resultados, além dos procedimentos de gerenciamento de contratos.

35 35/44 Sumário Importante Todas áreas se preocupam com a gestão das MUDANÇAS Ao descobrir um erro, uma forma mais adequada de atender aos objetivos, encontrar outros envolvidos no projeto etc não reclame – ainda bem que descobriu a tempo e vai entregar um produto mais adequado!!!!

36 Mas antes de tudo, por que fazer esse projeto? Avaliar alternativas para aproveitar uma oportunidade ou ameaça; Estruturar as informações para a tomada de decisão: Situação Atual Objetivo, Escopo, Premissas e Critérios Descrição e tabulação das alternativas Plano de implantação Investimentos, Custos e Benefícios Atual Futuro

37 37/44 Levantar a Situação Atual Identificação das oportunidades e/ou ameaças que merecem atenção Descrição da situação, pontos fortes e fracos, conclusões e recomendações Prognóstico do futuro da situação atual se nada for feito Distinção do que é estratégico (política, longo prazo) do tático (processo de produção, pode ser adotado de imediato)

38 38/44 Objetivo, Escopo, Premissas e Critérios Objetivo – o que se pretende (e que não) se consegue resolver ou alcançar. Escopo – qual (e qual não) é o âmbito e profundidade da solução procurada (estancar, atenuar ou resolver). Premissas – em que cenários ou condições o estudo é válido. Critérios – regras para determinar que alternativa melhor atende aos objetivos.

39 Descrição e tabulação das alternativas Técnicos Situação atualAlternativa AAlternativa B Eficácia Eficiência Flexibilidade Outros... Econômicos Investimentos Custos Economias Outros... Implementação Prazos Parceiros Oportunidade Outros... Os critérios devem ser diferenciadores e relacionados aos objetivos Medir em tempo, quantidades, volumes, disponibilidades, $$, pessoas, cultura, imagem...

40 40/44 Descrição e tabulação das opções – solução proposta Análise do comportamento da solução perante mudanças de cenário ou premissas – riscos Obtenção dos de acordo para o início do projeto – garantia de recursos e apoios necessários Considerações sobre a estratégia e outros aspectos diretores para a implementação.

41 41/44 Descrição e tabulação das alternativas – solução proposta Uso de estudos de casos para ilustrar a consequência das escolhas na estratégia da empresa / entidade / projeto Dilemas Prioridades entre projetos decorrentes

42 42/44 Plano de implantação Migração da situação atual para a proposta Estabelecimento de responsabilidades dentro e fora do âmbito do desenvolvimento do projeto Definição do acompanhamento do progresso do desenvolvimento do projeto Capacitação e treinamento requeridos Identificação do incentivo ou motivação organizacional que fará o projeto ser implementado.

43 43/44 Uso do MS Project 2003/7/10 Conceitos e definições; Entendendo gerenciamento de projetos; Introdução ao MS Project; Passos iniciais; Planejamento; Criação de projeto; Visualização de projeto; Alocação de recursos; Resolução de superalocações; Determinação de metas; Controle; Utilização de filtros; Impressão e relatórios; Campos calculados; Gerenciamento de múltiplos projetos; Projetos consolidados; Importação / exportação de informações; Criação de pool de recursos; Conceitos e definições; Entendendo gerenciamento de projetos; Introdução ao MS Project; Passos iniciais; Planejamento; Criação de projeto; Visualização de projeto; Alocação de recursos; Resolução de superalocações; Determinação de metas; Controle; Utilização de filtros; Impressão e relatórios; Campos calculados; Gerenciamento de múltiplos projetos; Projetos consolidados; Importação / exportação de informações; Criação de pool de recursos; help/novidades-do-project-2013-HA aspx

44 44/44 Teve sucesso? Análises de Lições Aprendidas Gestão do Conhecimento Promoções Melhoria na competência geral Mais projetos!!!!


Carregar ppt "METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO DO CURSO INF 1903 – 2013.2 3ª e 5ª, 9:00 às 11:00h salas: Auditório Instituto Genesis Lab 548 Helene Kleinberger."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google