A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relações Alimentares Cadeias alimentares Cadeias alimentares Teias alimentares Teias alimentares Fluxo de energia Fluxo de energia Pirâmides alimentares.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relações Alimentares Cadeias alimentares Cadeias alimentares Teias alimentares Teias alimentares Fluxo de energia Fluxo de energia Pirâmides alimentares."— Transcrição da apresentação:

1 Relações Alimentares Cadeias alimentares Cadeias alimentares Teias alimentares Teias alimentares Fluxo de energia Fluxo de energia Pirâmides alimentares Pirâmides alimentares Desequilíbrio ecológico Desequilíbrio ecológico

2 Pra começo de conversa!!

3

4

5

6

7

8 CADEIA ALIMENTAR O que é Cadeia Alimentar ? Uma cadeia alimentar é uma seqüência de seres vivos, uns servindo de alimento a outros, sucessivamente. Resumindo um seqüência de transferências de matéria e energia de um organismo para outro sob a forma de alimento. O que é Cadeia Alimentar ? Uma cadeia alimentar é uma seqüência de seres vivos, uns servindo de alimento a outros, sucessivamente. Resumindo um seqüência de transferências de matéria e energia de um organismo para outro sob a forma de alimento. Componentes de uma Cadeia Alimentar 1-PRODUTORES: Plantas e as algas Componentes de uma Cadeia Alimentar 1-PRODUTORES: Plantas e as algas 2-CONSUMIDORES: Animais (herbivoros, carnivoros e onivoros) 2-CONSUMIDORES: Animais (herbivoros, carnivoros e onivoros) Primários, secundários, terciários, quaternários etc... Primários, secundários, terciários, quaternários etc DECOMPOSITORES: fungos e bactérias 3- DECOMPOSITORES: fungos e bactérias

9 PLANTAS (1º NIVEL TRÓFICO) CARAMUJO (2º NIVEL TRÓFICO) LAMBARIS (3º NIVEL TRÓFICO) PEIXES MAIORES (4º NIVEL TRÓFICO) AVE (5ºN.T.) DECOMPOSITORES PRODUTORES CONSUMIDORES PRIMÁRIO CONSUMIDORES SECUNDÁRIO CONSUMIDORES TERCIÁRIO C.Q A CADEIA SE DIVIDE EM NÍVEIS TRÓFICOS Níveis Tróficos Níveis Tróficos O conjunto de indivíduos que se nutre no mesmo patamar alimentar, ou seja, alimentam se basicamente dos mesmos nutrientes estão colocados em um mesmo nível trófico. Os produtores estão colocados no 1º nível trófico Os consumidores primários, aqueles que se alimentam dos produtores, são herbívoros e constituem o 2º nível trófico. Os consumidores secundários compõem o 3º nível trófico, sendo os carnívoros Após esses existe o 4º nível trófico e assim por diante.

10 1 - Ecossistema aquático: 1 - Ecossistema aquático: *FLORA : PRODUTORES Composto pelas plantas da margem e do fundo da lagoa e por algas microscópicas, as quais são as maiores responsáveis pela oxigenação do ambiente aquático e terrestre; à esta categoria formada pelas algas microscópicas chamamos fitoplâncton. Composto pelas plantas da margem e do fundo da lagoa e por algas microscópicas, as quais são as maiores responsáveis pela oxigenação do ambiente aquático e terrestre; à esta categoria formada pelas algas microscópicas chamamos fitoplâncton. * FAUNA: CONSUMIDORES PRIMÁRIOS Composto por pequenos animais flutuantes (chamados Zooplâncton), caramujos e peixes herbívoros, todos se alimentado diretamente dos vegetais. Composto por pequenos animais flutuantes (chamados Zooplâncton), caramujos e peixes herbívoros, todos se alimentado diretamente dos vegetais. CONSUMIDORES SECUNDÁRIOS São aqueles que alimentam-se do nível anterior, ou seja, peixes carnívoros, insetos, cágados, etc., São aqueles que alimentam-se do nível anterior, ou seja, peixes carnívoros, insetos, cágados, etc., CONSUMIDORES TERCIÁRIOS As aves aquáticas são o principal componente desta categoria, alimentando-se dos consumidores secundários. As aves aquáticas são o principal componente desta categoria, alimentando-se dos consumidores secundários. DECOMPOSITORES DECOMPOSITORES Esta categoria não pertence nem a fauna e nem a flora, alimentando-se no entanto dos restos destes, e sendo composta por fungos e bactérias. Esta categoria não pertence nem a fauna e nem a flora, alimentando-se no entanto dos restos destes, e sendo composta por fungos e bactérias. 2 - Ecossistema terrestre: *FLORA:PRODUTORES Formado por todos os componentes fotossintetizantes, os quais produzem seu próprio alimento (autótrofos) tais como gramíneas, ervas rasteiras, liquens, arbustos, trepadeiras e árvores; Formado por todos os componentes fotossintetizantes, os quais produzem seu próprio alimento (autótrofos) tais como gramíneas, ervas rasteiras, liquens, arbustos, trepadeiras e árvores;*FAUNA: CONSUMIDORES PRIMÁRIOS São todos os herbívoros, que no caso dos ecossistemas terrestres tratam-se de insetos, roedores, aves e ruminantes; São todos os herbívoros, que no caso dos ecossistemas terrestres tratam-se de insetos, roedores, aves e ruminantes; CONSUMIDORES SECUNDÁRIOS Alimentam-se diretamente dos consumidores primários (herbívoros). São formados principalmente por carnívoros de pequeno porte; Alimentam-se diretamente dos consumidores primários (herbívoros). São formados principalmente por carnívoros de pequeno porte; CONSUMIDORES TERCIÁRIOS Tratam-se de consumidores de porte maior que alimentam-se dos consumidores secundários; Tratam-se de consumidores de porte maior que alimentam-se dos consumidores secundários; DECOMPOSITORES DECOMPOSITORES Aqui também como no caso dos ecossistemas aquáticos, esta categoria não pertence nem a fauna e nem a flora e sendo composta por fungos e bactérias. Aqui também como no caso dos ecossistemas aquáticos, esta categoria não pertence nem a fauna e nem a flora e sendo composta por fungos e bactérias. Para um ambiente aquático, podemos exemplificar com a seguinte cadeia. Para um ambiente aquático, podemos exemplificar com a seguinte cadeia. algas caramujos peixes carnívoros aves aquáticas decompositores algas caramujos peixes carnívoros aves aquáticas decompositores Por outro lado, se considerarmos um ecossistema terrestre, poderíamos exemplificar com a seguinte cadeia em um ambiente de floresta: Por outro lado, se considerarmos um ecossistema terrestre, poderíamos exemplificar com a seguinte cadeia em um ambiente de floresta: Folhas de uma árvore gafanhoto ave jaguatirica decompositores Folhas de uma árvore gafanhoto ave jaguatirica decompositores

11 TEIA ALIMENTAR Vimos como os animais e plantas podem fazer parte de uma cadeia alimentar. Porém, tais seres vivos não participam necessariamente de apenas uma cadeia, podendo pertencer, simultaneamente, a mais de uma. Aliás, essa é a situação mais verificada. Mais ainda, esses animais pertencem a cadeias alimentares diversas, e se posicionam em diferentes níveis tróficos. Vimos como os animais e plantas podem fazer parte de uma cadeia alimentar. Porém, tais seres vivos não participam necessariamente de apenas uma cadeia, podendo pertencer, simultaneamente, a mais de uma. Aliás, essa é a situação mais verificada. Mais ainda, esses animais pertencem a cadeias alimentares diversas, e se posicionam em diferentes níveis tróficos. Teia alimentar é o fluxo de matéria e energia que passa, num ecossistema, dos produtores aos consumidores por numerosos caminhos opcionais que se cruzam (ou seja, várias cadeias que se interligam) Teia alimentar é o fluxo de matéria e energia que passa, num ecossistema, dos produtores aos consumidores por numerosos caminhos opcionais que se cruzam (ou seja, várias cadeias que se interligam)

12

13 FLUXO DE ENERGIA CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO FLUXO DE ENERGIA NO ECOSSISTEMA CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO FLUXO DE ENERGIA NO ECOSSISTEMA Sol é a principal fonte de energia. Sol é a principal fonte de energia. Em cada passagem de nível trófico há uma perda de energia, sob a forma de calor. Em cada passagem de nível trófico há uma perda de energia, sob a forma de calor. Produtores acumulam mais energia. Produtores acumulam mais energia. Nos níveis tróficos superiores a quantidade de energia disponível é sempre menor. Nos níveis tróficos superiores a quantidade de energia disponível é sempre menor. A energia nunca é reaproveitada. A energia nunca é reaproveitada. O fluxo de energia é unidirecional. O fluxo de energia é unidirecional.

14

15

16

17

18

19 PIRÂMIDE ALIMENTAR A medida que a pirâmide sobe, os retângulos diminui, pois a quantidade de energia transferida de ser ao outro é cada vez menor. A medida que a pirâmide sobe, os retângulos diminui, pois a quantidade de energia transferida de ser ao outro é cada vez menor.

20 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO

21

22 APRENDA MAIS:

23 Fim


Carregar ppt "Relações Alimentares Cadeias alimentares Cadeias alimentares Teias alimentares Teias alimentares Fluxo de energia Fluxo de energia Pirâmides alimentares."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google