A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria de Gestão e Planejamento - SEGPLAN Superintendência de Modernização Institucional - SMI 17 de setembro de 2013 REUNIÃO TÉCNICA Diagnóstico -

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria de Gestão e Planejamento - SEGPLAN Superintendência de Modernização Institucional - SMI 17 de setembro de 2013 REUNIÃO TÉCNICA Diagnóstico -"— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria de Gestão e Planejamento - SEGPLAN Superintendência de Modernização Institucional - SMI 17 de setembro de 2013 REUNIÃO TÉCNICA Diagnóstico - 2º Ciclo do Projeto Raio X da Gestão

2 O PROJETO Traçar o cenário da gestão pública estadual, de modo cíclico, identificando os principais gargalos e também as boas práticas de gestão; Planejar e executar ações estratégicas que disseminem conhecimento, que otimizem o desempenho das organizações e, conseqüentemente, que elevem os níveis de eficiência, de eficácia e de efetividade das ações governamentais; Propor uma atuação conjunta de todos os órgãos e entidades da Administração Pública direta, autárquica e fundacional, TRABALHO EM REDE; Envolver os demais setores da SEGPLAN, responsáveis por gestão corporativa, por meio do trânsito de informações relevantes e da participação em encontros e discussões técnicas. Traçar o cenário da gestão pública estadual, de modo cíclico, identificando os principais gargalos e também as boas práticas de gestão; Planejar e executar ações estratégicas que disseminem conhecimento, que otimizem o desempenho das organizações e, conseqüentemente, que elevem os níveis de eficiência, de eficácia e de efetividade das ações governamentais; Propor uma atuação conjunta de todos os órgãos e entidades da Administração Pública direta, autárquica e fundacional, TRABALHO EM REDE; Envolver os demais setores da SEGPLAN, responsáveis por gestão corporativa, por meio do trânsito de informações relevantes e da participação em encontros e discussões técnicas.

3 ETAPAS Validação dos planos de melhorias da gestão

4 Estruturado por critérios da Gestão Os órgãos e entidades agrupados por blocos em consonância com o Plano de Governo Aplicação do Questionário com questões objetivas e subjetivas Resultado do trabalho satisfatório, com envolvimento das unidades da organização no processo de levantamento de dados e preenchimento do questionário Bom nível de profundidade nas respostas Estratégia e Planejamento Processos TI e Sistemas Corporativos Capacitação e Gestão de Pessoas Resultados Cidadão Infraestrutura/ Desenvolvimento Gestão SOBRE O DIAGNÓSTICO

5 GRUPOS DE ÓRGÃOS/ENTIDADES SEDUC SES SSP POLÍCIA CIVIL POLÍCIA MILITAR CORPO DE BOMBEIROS SAPEJUS DETRAN IPASGO SECT JUCEG UEG SEMIRA DEFENSORIA SEDUC SES SSP POLÍCIA CIVIL POLÍCIA MILITAR CORPO DE BOMBEIROS SAPEJUS DETRAN IPASGO SECT JUCEG UEG SEMIRA DEFENSORIA SEAGRI SIC AGRODEFESA SECTEC SEMARH SEINFRA CIDADES SERMG SECULT GOIAS TURISMO AGDR AGETOP AGEL EMATER FAPEG SEAGRI SIC AGRODEFESA SECTEC SEMARH SEINFRA CIDADES SERMG SECULT GOIAS TURISMO AGDR AGETOP AGEL EMATER FAPEG SEGPLAN SEFAZ SECC GABINETE MILITAR CGE PGE SARTI VICE-GOVERNADORIA AGECOM AGR GOIASPREV SEGPLAN SEFAZ SECC GABINETE MILITAR CGE PGE SARTI VICE-GOVERNADORIA AGECOM AGR GOIASPREV CIDADÃO INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO GESTÃO

6 ANÁLISE TÉCNICA DOS DADOS No 2º Ciclo foram acrescidas ao questionário novas questões com o objetivo de aprofundar a investigação e a avaliação; As questões do primeiro ciclo foram mantidas, possibilitando assim comparabilidade; A tabulação dos questionários foi analisada sob duas perspectivas: - Análise comparada dos indicadores comuns nos dois ciclos (evolução) - Análise de todos os indicadores do segundo ciclo (situação atual) São análises diferentes, com métricas diferentes, e, portanto, com resultados distintos. No entanto, são duas visões complementares e importantes. A primeira por comparar dois períodos na perspectiva dos critérios e dos indicadores e checar, para cada organização e também no geral, a evolução, a estagnação ou até involução, quando foi o caso. A segunda por encerrar um conjunto maior de indicadores em cada critério, um aprofundamento da visão que se teve no primeiro ciclo do Projeto Raio X da Gestão.

7 RAIO X DA GESTÃO PÚBLICA GRÁFICOS - 2º CICLO ANÁLISE COMPARATIVA

8 EVOLUÇÃO GERAL (Intervalo referência 0-1) Crescimento relativo de 18% no índice geral da gestão:

9 EVOLUÇÃO POR CRITÉRIO (Intervalo referência 0-1)

10 EVOLUÇÃO RELATIVA DE CADA CRITÉRIO (Intervalo referência 0-1)

11 EVOLUÇÃO POR INDICADORES (Intervalo referência 0-1)

12 EVOLUÇÕES POR INDICADORES - DESTAQUES (Intervalo referência 0-1)

13 INDICADORES MAIS ESTAGNADOS (Intervalo referência 0-1)

14 USO DOS SISTEMAS CORPORATIVOS (Intervalo referência 0-40 órgãos/entidades)

15 RAIO X DA GESTÃO PÚBLICA GRÁFICOS ANÁLISE 2º CICLO

16 DESEMPENHO GERAL DA GESTÃO (Intervalo referência 0-1)

17 GRUPOS DE ÓRGÃOS/ENTIDADES POR CRITÉRIOS (Intervalo referência 0-1)

18 RANKING DE INDICADORES (Intervalo referência 0-1)

19 RANKING DE INDICADORES - CONTINUAÇÃO (Intervalo referência 0-1)

20 REUNIÕES TÉCNICAS INDIVIDUAIS -Foram realizadas reuniões para discussão e aprofundamento da auto- avaliação com todos os órgãos e entidades entre julho e agosto.

21 PRINCIPAIS PONTOS IDENTIFICADOS Positivos: Evolução geral do critério Processos, evidência da disseminação da cultura de gestão por processos na administração pública estadual em Goiás; Algumas soluções para melhoria dos parques tecnológicos; Adequação dos sites oficiais, principalmente para melhor transparência (adequação devida à LAI); Alguns cases de sucesso em variadas áreas de atuação, tais como: Planejamento Estratégico de longo prazo, Pesquisa de Clima Organizacional, algumas iniciativas de Medição de Desempenho Individual, uso de planilhas avançadas para controle orçamentário e de contratos, uso de softwares de gestão e soluções em GED; Relativa expansão do uso dos sistemas corporativos.

22 PRINCIPAIS PONTOS IDENTIFICADOS Críticos: Funcionalidade do Banco de Preços do sistema Comprasnet; Necessidade de apoio técnico no trabalho de mapeamento de processos; Quadro de pessoal envelhecido/defasado; Qualificação técnica insuficiente nas áreas meio e finalísticas; Demanda por capacitações aprofundadas em áreas finalísticas e específicas; Ausência de mecanismo uniformizado de Medição de Desempenho Individual; Ausência de sistema corporativo de gerenciamento eletrônico de documentos – GED; Limitações e carências em TI, tais como ausência de sistemas BI e de softwares de gestão diversos, dificuldades com os sistemas corporativos existentes e envelhecimento do parque tecnológico em geral.

23 AGENDA DE TRABALHO Evento/AçãoExecução (2013) FÓRUNS TÉCNICOS: 1- Suprimentos e Logística (ComprasNet e Sigmate)Outubro 2 – Gestão de PessoasOutubro 3 – Melhoria de ProcessosNovembro 4 – Boas Práticas de GestãoNovembro WORKSHOP DE ACOMPANHAMENTO DOS PLANOS DE MELHORIA DA GESTÃO Dezembro ARTICULAÇÃO TÉCNICASetembro/Dezembro

24 Existir é resistir, fincar os calcanhares no chão para se opor à correnteza. J osé Ortega y Gasset O fracasso nada mais é do que o sucesso tentando aparecer de maneira mais aprimorada. Catherine Ponder Reflexões Obrigada! Gerência de Modernização de Gestão /SMI


Carregar ppt "Secretaria de Gestão e Planejamento - SEGPLAN Superintendência de Modernização Institucional - SMI 17 de setembro de 2013 REUNIÃO TÉCNICA Diagnóstico -"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google