A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Caio Marini Diretor do Instituto Publix

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Caio Marini Diretor do Instituto Publix"— Transcrição da apresentação:

1 Caio Marini Diretor do Instituto Publix www.institutopublix.com.br
Governança para Resultados: O Desafio de Implementar a Gestão Estratégica nos Municípios Caio Marini Diretor do Instituto Publix

2 Roteiro Preâmbulo: Governança para Resultados Exemplos de aplicação
O bom & O mau governo O argumento do alinhamento Governança para Resultados Elementos de fundamentação A abordagem do governo matricial Exemplos de aplicação

3 CONTEXTO ESTADO GESTÃO/GOVERNANÇA
PREÂMBULO

4 De relativa baixa complexidade PARA ALTA COMPLEXIDADE
CONTEXTO ESTADO GESTÃO De relativa baixa complexidade PARA ALTA COMPLEXIDADE O mundo está mudando ... A reinvenção do Estado contemporâneo Fortalecimento da democracia Revolução tecnológica Globalização

5 A EMERGÊNCIA DE UM NOVO PAPEL PARA A GESTÃO DAS CIDADES
CONTEXTO ESTADO GESTÃO A reinvenção do Estado contemporâneo: UM NOVO CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO A EMERGÊNCIA DE UM NOVO PAPEL PARA A GESTÃO DAS CIDADES Desenvolvimento econômico (industrialização e crescimento) versus desenvolvimento social (distribuição) Integração do desenvolvimento econômico (estabilidade e crescimento), com o desenvolvimento social (qualidade de vida) e desenvolvimento sustentável Estado como grande motriz do desenvolvimento, atuando como produtor direto de bens Estado concertador, ativador e direcionador estratégico das capacidades do mercado e da sociedade 5

6 A reinvenção do Estado contemporâneo: O ESTADO EM REDE
CONTEXTO ESTADO GESTÃO A reinvenção do Estado contemporâneo: O ESTADO EM REDE Estado tradicional: Protagonismo isolado na cena do desenvolvimento Estado em rede: Concertador ativador e direcionador estratégico das capacidades do mercado e da sociedade Reformas de primeira geração (anos 80 e 90), o ajuste fiscal Se basta: ajuste pelo ajuste como pré-condição: primeiro o ajuste, depois o desenvolvimento É uma agenda negativa: “custos de oportunidade ao desenvolvimento” Reformas de segunda geração (século XXI): a estratégia “dual” Ênfase no desenvolvimento e no fortalecimento institucional + Qualidade (com responsabilidade) fiscal e consolidação do ajuste pelo ganho de eficiência: “fazer (o que deve ser feito) mais e melhor com menos”

7 A reinvenção do Estado contemporâneo: O ESTADO EM REDE
CONTEXTO ESTADO GESTÃO A reinvenção do Estado contemporâneo: O ESTADO EM REDE Estado tradicional: Protagonismo isolado na cena do desenvolvimento Estado em rede: Concertador ativador e direcionador estratégico das capacidades do mercado e da sociedade Reformas de primeira geração (anos 80 e 90), o ajuste fiscal Se basta: ajuste pelo ajuste como pré-condição: primeiro o ajuste, depois o desenvolvimento É uma agenda negativa: “custos de oportunidade ao desenvolvimento” Reformas de segunda geração (século XXI): a estratégia “dual” Ênfase no desenvolvimento e no fortalecimento institucional + Qualidade (com responsabilidade) fiscal e consolidação do ajuste pelo ganho de eficiência: “fazer (o que deve ser feito) mais e melhor com menos” GESTÃO DA ESTRATÉGIA GESTÃO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL ... Gerando resultados que criam VALOR PÚBLICO sustentável

8 OS DILEMAS DA POLÍTICA PÚBLICA
CONTEXTO ESTADO GESTÃO OS DILEMAS DA POLÍTICA PÚBLICA Capacidade de gestão Demandas locais Capacidade do Município em atender ... Limitada (Orçamento) 8

9 OS DILEMAS DA POLÍTICA PÚBLICA
CONTEXTO ESTADO GESTÃO OS DILEMAS DA POLÍTICA PÚBLICA Pressão Capacidade de gestão relacional Demandas locais Grupos de interesse Capacidade do Município em atender ... Limitada (Orçamento) 9

10 O Desafio do ALINHAMENTO
CONTEXTO ESTADO GESTÃO O Desafio do ALINHAMENTO da sociedade industrial para a sociedade do conhecimento O CONTEXTO do controle para o comprometimento A GESTÃO DE PESSOAS do tradicional de Burocrático para Empreendedor 0 ESTADO O MODELO DE GESTÃO para o Estado-Rede A L I N H M E T O

11 Os DESAFIOS destacados
CONTEXTO ESTADO GESTÃO Os DESAFIOS destacados Fragmentação – quando os governos, em geral, e as políticas de gestão, em particular, caminham em múltiplas direções desencontradas. Implementação – quando os resultados propostos não são alcançados. Desorientação – quando não há resultados de desenvolvimento que sirvam como norte da agenda de reformas.

12 O Desafio da INTEGRAÇÃO
CONTEXTO ESTADO GESTÃO O Desafio da INTEGRAÇÃO Um governo matricial: estruturas em rede para geração de resultados de desenvolvimento – Marini & Martins, 2004 12

13 O Desafio da INTEGRAÇÃO
CONTEXTO ESTADO GESTÃO O Desafio da INTEGRAÇÃO Estratégia Organizacional (O que fazer?) Estrutura e Parcerias (O como fazer?) Gestão de Pessoas (O com quem fazer?)

14 O Desafio da IMPLEMENTAÇÃO
CONTEXTO ESTADO GESTÃO O Desafio da IMPLEMENTAÇÃO Formulação Ausência de política Qualidade da formulação Não reflete perspectivas Baixa governabilidade Pessoas Porque as organizações falham na implementação das políticas públicas??? Estruturas As organizações não comprometem as pessoas com a realização das políticas Formulação x ação Gestão fragmentada Não é orientada para resultados Recursos Programas Orçamento x planejamento Contingenciamento linear Falta flexibilidade Concepção auto-executável Falta de autonomia do gerente A questão da transversalidade Integração governamental – Marini, 2004

15 O Desafio da ORIENTAÇÃO
CONTEXTO ESTADO GESTÃO O Desafio da ORIENTAÇÃO Reformas de primeira geração (anos 80 e 90) O ajuste fiscal se basta: ajuste pelo ajuste. O ajuste fiscal como pré-condição: primeiro o ajuste, depois o desenvolvimento. O ajuste fiscal é uma agenda negativa: cortes, restrições e desorientação. Reformas de segunda geração (século XXI) Ênfase no desenvolvimento. Fortalecimento institucional. Responsabilidade fiscal e consolidação do ajuste pelo ganho de eficiência. Um governo matricial: estruturas em rede para geração de resultados de desenvolvimento – Marini & Martins, 2004 15

16 Roteiro Preâmbulo: Governança para Resultados Exemplos de aplicação
O bom & O mau governo O argumento do alinhamento Governança para Resultados Elementos de fundamentação A abordagem do governo matricial Exemplos de aplicação

17 Construindo um modelo de Governança Para Resultados
QUE CRIA VALOR PÚBLICO SUSTENTÁVEL

18 Construindo um modelo de Governança Para Resultados
QUE CRIA VALOR PÚBLICO SUSTENTÁVEL REALIZAÇÃO DE ESFORÇOS PARA ALCANCE DE RESULTADOS

19 Construindo um modelo de Governança Para Resultados
QUE CRIA VALOR PÚBLICO SUSTENTÁVEL REALIZAÇÃO DE ESFORÇOS PARA ALCANCE DE RESULTADOS INTEGRANDO ORGANIZAÇÕES ALINHANDO A ORGANIZAÇÃO

20 Definição de partida: desempenho = resultados + esforço
(i) organizações que sabem o que querem, mas não sabem fazer: conseguem definir seus objetivos fundamentais, mas não possuem um conjunto ordenado de iniciativas que realizem esses objetivos; (ii) organizações que sabem fazer, mas não sabem o que querem: contam com um numero expressivo de iniciativas e uma boa capacidade de execução das mesmas, mas sem uma clara definição dos seus propósitos; (iii) organizações que não sabem fazer o que querem: possuem uma carteira de iniciativas desconectadas da agenda estratégica. Desempenho organizacional significa realizar esforços para o alcance de resultados! A organização como uma cadeia de valor AMBIENTE INSUMOS PROCESSOS/AÇÕES PRODUTOS IMPACTOS As COISAS a fazer Os RESULTADOS a alcançar GESTÃO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL GESTÃO DA ESTRATÉGIA

21 Governança Para Resultados: abordagem metodológica
REALIZAÇÃO DE ESFORÇOS PARA ALCANCE DE RESULTADOS 21

22 A B C Resultado Desejado Esforços “Poucos vitais” “Pouco vitais”
CONCENTRAR-SE NO QUE IMPORTA E FAZ DIFERENÇA (“Os poucos vitais”) GOVERNANTE Resultado Desejado “Poucos vitais” LEVAR EM CONSIDERAÇÃO O CONJUNTO DE PERSPECTIVAS DAS PARTES INTERESSADAS A “Pouco vitais” B Função 1 Função 2 F3 Função 3 MINISTROS, SECRETARIOS, ÓRGÃOS ESPECIAIS, ... C Esforços Fonte: Prof. JL Santana/FDC

23 NAVEGAR É PRECISO, VIVER NÃO É PRECISO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO
SITUAÇÃO DESEJADA EXCELÊNCIA AÇÕES E SUAS PRIORIDADES 1 “Não há vento a favor, para aqueles que não sabem para onde estão indo” Sêneca O QUE ESTÁ BOM E DEVE SER MANTIDO OU FORTALECIDO O QUE ESTÁ RUIM E PRECISA SER MELHORADO 2a 2b 3 NAVEGAR É PRECISO, VIVER NÃO É PRECISO 2 SITUAÇÃO ATUAL “Para quem sabe para onde vai e sabe navegar, até vento contra ajuda a chegar onde se quer” (ouvido de Lars Grael) O QUE NÃO EXISTE E PRECISA SER MOBILIZADO OPORTUNIDADES & AMEAÇAS POTENCIAIS PROJETO DE DESENVOLVIMENTO 2c 2d Fonte: Prof. JL Santana/FDC

24 GOVERNANÇA PARA RESULTADOS:
A abordagem metodológica ... Construindo um Modelo de Governança Para Resultados: passo-a-passo Tendências ambiente externo Expectativas Partes Interessadas Processos Pessoas Abordagem desenvolvida por Marini & Martins

25 Um sistema de Gestão Para Resultados

26 Roteiro Preâmbulo: Governança para Resultados Exemplos de aplicação
O bom & O mau governo O argumento do alinhamento Governança para Resultados Elementos de fundamentação A abordagem do governo matricial Exemplos de aplicação

27 EXEMPLOS RECENTES DE APLICAÇÃO Federal: Mais Saúde (Ministério da Saúde) Estadual: Minas Gerais Municipal: Curitiba Municipal: Rio Branco Municipal: Contagem

28 Exemplos de Agenda Estratégica

29 ÍNDICE DE SATISFAÇÃO DA COMUNIDADE
MAPA ESTRATÉGICO MODELO DE GESTÃO MISSÃO VISÃO VALORES ÍNDICE DE SATISFAÇÃO DA COMUNIDADE Garantir uma educação de qualidade e excelência no município de Rio Branco. Ampliar o acesso e a resolutividade do sistema de saúde na atenção primária. Desenvolver: Cultura, Arte, Patrimônio, Esporte, Lazer e Turismo Preparar-se e responder aos desastres de forma eficiente, eficaz e efetiva. Criar o marco legal para a juventude, promover a inclusão produtiva e formação para cidadania. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E CIDADANIA OBJETIVOS Aumentar a produção e produtividade e agregar valor aos produtos. Gerar trabalho, renda e segurança alimentar. Ter proteção, recuperação, educação e fiscalização ambiental do Município. Superação de violação de direitos e de vulnerabilidades social. Promover os direitos de cidadania das mulheres em situação de violência e/ou risco social. GESTÃO PÚBLICA Reestruturar e operacionalizar o Modelo de Gestão Financiar a Gestão Satisfação do servidor Equilíbrio político-institucional INFRAESTRUTURA E URBANISMO Melhorar a mobilidade e a acessibilidade nos transportes e no trânsito, garantindo segurança e economia. Construção e manutenção de espaços, edifícios e vias públicos Aumentar a eficiência da limpeza, coleta e tratamento e disposição final dos resíduos sólidos Melhorar o abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto sanitário Implantar o Plano Diretor, diminuir o déficit habitacional e promover a regularização fundiária OBJETIVOS OBJETIVOS PROF. GILMAR MENDES

30 ESTADO PARA RESULTADOS
MAPA ESTRATÉGICO DO GOVERNO ESTADO PARA RESULTADOS ÁREAS DE RESULTADOS DESTINATÁRIOS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS PESSOAS INSTRUÍDAS, SAUDÁVEIS E QUALIFICADAS CIDADES SEGURAS E BEM CUIDADAS EQÜIDADE ENTRE PESSOAS E REGIÕES JOVENS PROTAGONISTAS EMPRESAS DINÂMICAS E INOVADORAS MINAS: O MELHOR ESTADO PARA SE VIVER PLANO MINEIRO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO – 2007/2023 Perspectiva Integrada do Capital Humano Investimento e Negócios Integração Territorial Competitiva Sustentabilidade Ambiental Eqüidade e Bem-estar Rede de Cidades Educação de Qualidade Protagonismo Juvenil Vida Saudável Investimento e Valor Agregado da Produção Inovação, Tecnologia e Qualidade Logística de Integração e Desenvolvimento Redução da Pobreza e Inclusão Produtiva Defesa Social Rede de Cidades e Serviços Qualidade Ambiental Desenvolvimento do Norte de Minas, Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce QUALIDADE E INOVAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA QUALIDADE FISCAL Extraído de Vilhena & Marini: Congresso CONSAD 2008

31 ACORDOS DE RESULTADO & PRÊMIO POR PRODUTIVIDADE
VISAO: Tornar MG o melhor estado para se viver REULTADOS PARA A SOCIEDADE Á R E A S D E R E S U L T A D O PROJETOS ESTRUTURADORES Secretaria Equipes das unidades vinculada e subordinadas CADERNOS: Metas e estratégia de implementação (por Secretaria) Estratégia Governamental: PMDI - PPAG Gestão de Pessoas: ADI e Prêmio GOV/VICE AR – 1ª Etapa AR – 2ª Etapa ADI PRÊMIO Estrutura Governamental e Modelo de gestão: Extraído de Vilhena & Marini: Congresso CONSAD 2008

32 MAPA ESTRATÉGICO DO GOVERNO
Extraído de Giacomini,Marini e Afonso: Congresso CONSAD 2008

33 MODELO DE GESTÃO PARA RESULTADOS
MORAR , Curitiba – a melhor qualidade de vida das capitais brasileiras APRENDER TRABALHAR VIVER OPORTUNIDADE Desenvolvimento Econômico BIOCIDADE Ambiental VIZINHANÇA Social CUIDAR AGENDA DE BOM GOVERNO UNIDADE DE GESTÃO DO PLANO DE GOVERNO HABITAÇÃO PLA URB INFRA MANUT CIDADE MEIO AMBIENTE MOB ACESSIBIL EDU INF ENS F COM REDES CO ESC VIDA COMU TRABALHO REN FOM DESEN EC TURISMO PROM ASS SOC SAÚDE SEG CUL PAZ SEG ALIMENTAR CULTURA ESPOR LAZER COMUNIDADE BOM GOVERNO ESTRUTUTA PMC endereçamento Objetivos Projetos $$$ RESULTADOS PLANO DE TRABALHO $$$ Secretaria CONTRATO DE GESTÃO Objetivos Descrição do Projeto LOA Secretaria CONTRATO DE GESTÃO Indicadores Indicador gerencial Secretaria CONTRATO DE GESTÃO Marco atual (v0) Meta gerencial 2009/2012 Secretaria CONTRATO DE GESTÃO Metas 2009 e 2012 Marcos de acompanhamento 09 Secretaria CONTRATO DE GESTÃO Propostas/Projetos Extraído de Giacomini,Marini e Afonso: Congresso CONSAD 2008

34 CONTAGEM: DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO
Objeto - desenvolvimento e implementação de modelo de monitoramento e avaliação para o município de Contagem MONITORAMENTO & AVALIAÇÃO 1. Adesão e desenvolvimento de capacidades 2. Definição da abrangência e dos objetos do M&A 3. Estruturação da Matriz de Contribuição das UI 4. Definição da sistemática de pontuação 5. Estruturação do Processo de M&A 6. Implementação da Central de Resultados 6. MATRICIALNET ? Supervisão durante 1º ciclo avaliatório

35 MAPA ESTRATÉGICO DO GOVERNO
Mobilidade urbana Espaços coletivos Morar bem Saneamento e drenagem urbana sustentável OBJETIVOS SUPERIORES Inclusão social e produtiva Criança na escola Saúde integrada Caminho acessível AGENDA ESTRATÉGICA OS1 OS2 OS3 OS4 OS5 OS6 OS7 OS8 Metas VISÃO DE FUTURO: Fazer de Contagem uma cidade melhor de se viver MACRO-PROBLEMA: Reestruturação do espaço urbano CARTEIRA DE PROJETOS Produtos PdeA

36 MATRICIALNET

37 Caio Marini Especialista em engenharia industrial pela PUC/RJ e administrador público pela EBAPE/FGV. Já ocupou posições executivas em empresas privadas e na administração pública, em especial no Ministério da Administração e Reforma do Estado, na Secretaria de Estado do Patrimônio e Administração e no Serviço Federal de Processamento de Dados do Ministério da Fazenda, onde foi Diretor de Negócios. É consultor junto a organismos internacionais (BID, AECID, Banco Mundial e Nações Unidas) em projetos de cooperação técnica internacional nas áreas de Reforma do Estado e modernização da gestão pública. No país atua como consultor junto a diversas organizações federais, estaduais, municipais e do terceiro setor. É professor-colaborador da Fundação Dom Cabral e de escolas de governo no Brasil e no exterior. É presidente do Conselho Pedagógico do Instituto de Governança Social de MG, membro fundador do GLAP – Grupo Latino americano por la Administración Pública (iniciativa do IICA – Bélgica e INAP – México) e do Consejo de Expertos en Gestión Pública de la Republica Argentina; membro do Comitê Julgador do Prêmio Inovação na Gestão Pública Federal realizado pela ENAP, da Comissão Julgadora do Prêmio Excelência em Gestão Pública do Estado de Minas Gerais. Foi agraciado com a medalha Helio Beltrão do governo do Distrito Federal pela contribuição para a melhoria da gestão. Tem diversas publicações no país e no exterior sobre gestão estratégica, transformação do Estado e desenvolvimento gerencial. É Diretor do Instituto Publix. Site:


Carregar ppt "Caio Marini Diretor do Instituto Publix"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google