A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Dez Virgens e o Servo Vigilante

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Dez Virgens e o Servo Vigilante"— Transcrição da apresentação:

1 As Dez Virgens e o Servo Vigilante
E o Véu que cobre as parábolas

2 As Parábolas: As Dez Virgens
“Nesse dia, o Reino do Céu será como a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. Cinco dentre elas eram néscias e cinco prudentes. As néscias, tomando as suas lâmpadas não levaram azeite consigo; mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas. Tardando o noivo, toscanejaram todas e adormeceram. Mas à meia noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! Sai ao seu encontro. Então se levantaram todas aquelas virgens e prepararam suas lâmpadas. E disseram as néscias às prudentes: Dai- nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão se apagando. Porém as prudentes responderam: Talvez não haja bastante para nós e para vós. Ide antes aos que vendem e comprai-o para vós. Enquanto foram comprá-lo, veio o noivo; e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas e fechou-se a porta. Depois vieram as outras virgens e disseram: Senhor, Senhor, abre-nos a porta. Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço.” Mateus (Evangelho seg. Mateus: 25: 1-13)

3 Premissa Primeira O Espiritismo é o Cristianismo Primitivo Redivivo:
“Que era o Cristianismo há dezoito séculos senão Espiritismo? Só o nome diferia; o pensamento era o mesmo...” Um filósofo de outro mundo (Revista Espírita, junho de 1863: O Futuro do Espiritismo )

4 Premissa Segunda Conhecer a história é se reconhecer no mundo. Descobrir o Cristianismo Primitivo é redescobrir a essência do Espiritismo. “As interpretações que os homens deram da lei do Cristo geraram lutas, contrárias ao seu espírito... Exprimindo-se sem rodeios e sem alegorias, o Espiritismo está destinado a restabelecer a unidade da crença; é, pois, a confirmação e o esclarecimento do Cristianismo que é e será sempre a lei divina a que deve reinar em toda a Terra e cuja propagação vai tornar-se mais fácil por este poderoso auxiliar. Um espírito (Revista Espírita, abril de 1861: Correspondência – comunicação obtida em Roma e enviada a Kardec pelo Conde X))

5 Premissa Terceira Para se alcançar a Verdade é necessário explorar a diversidade dos conhecimentos formados. “A opinião universal, eis portanto o juiz supremo, aquele que pronuncia em última instância. Ela se forma de todas as opiniões individuais. Se uma delas é verdadeira, tem na balança o seu peso relativo; se uma é falsa, não pode sobrepujar as outras. Nesse imenso concurso, as individualidades desaparecem e eis aí um novo revés para o orgulho humano.” Allan Kardec, (Evangelho seg. o Espiritismo: Introdução – item II)

6 Premissa Quarta A verdade sobre o Cristianismo Primitivo só será vislumbrada em sua plenitude através do estudo de todas suas correntes doutrinárias e movimentos sociais. “É comparando os fatos, observando as analogias e as dessemelhanças que, pouco a pouco, se chegam a estabelecer as regras, as classificações, os princípios: numa palavra, a constituir a Ciência.” Allan Kardec (Revista Espírita, agosto de 1858) “O Espiritismo é a grande niveladora , que avança para aplainar todas as heresias.” Um filósofo do outro mundo (Revista Espírita, junho de 1863: O Futuro do Espiritismo)

7 Premissa Quinta As versões “originais” dos Evangelhos que conhecemos hoje são redações finais de um longo processo de construção que atravessou gerações. 3 grandes camadas de redação: 1ª. Retenção: registro das palavras, dos atos e acontecimentos. 2ª. Desenvolvimento: dados são aplicados a novas situações, problemas e circunstâncias . 3ª. Criação: novas sentenças e histórias são compostas e se formam complexos mais amplos, cujo conteúdo foi modificado através deste mesmo processo. “Jesus deixou pensadores e não memorizadores; discípulos e não recitaroes; pessoas e não papagaios.” John Dominic Crossan (O Jesus Histórico: Prólogo, pag. 30)

8 Comparando os textos: Mateus
Evangelho de Mateus: Situa a parábola das Dez Virgens dentro das referências à vinda do Filho do Homem. Jesus prevê a destruição do Templo de Jerusalém. Jesus fala sobre sofrimentos e perseguições. Jesus fala sobre os falsos profetas. “Logo depois deste período de sofrimento, ‘O sol se apagará e a lua não brilhará. As estrelas cairão do céu e os corpos celestes serão abalados’ (Isaías, 13.10; 34.4). Nessa época o sinal da vinda do Filho do Homem será visto no céu e todos os povos da terra chorarão e verão o Filho do Homem vindo entre as nuvens com poder e grande glória.”

9 Comparando os textos: Mateus
A parábola da figueira. “Ninguém sabe o dia ou a hora em que essas coisas acontecerão – nem os anjos do céu nem o próprio Filho. Somente o Pai sabe quando elas vão acontecer.” A parábola do servo bom e do servo mau. A parábola das Dez Virgens. Parábola dos três servos: Um homem precisou viajar e encarregou 3 servos de tomarem conta de sua propriedade, dando 5 mil, 2 mil e 1 mil moedas para cada. Os dois primeiros investiram o dinheiro e os multiplicaram. O último, porém, com medo do senhor, escondeu na terra e, quando o patrão voltou sem avisar, este foi condenado por não ter produzido: “Tirem dele as mil moedas de prata e dêem-nas ao que já tem dez. Pois aquele que tem receberá ainda mais e terá muito mais do que realmente precisa; mas aquele que não tem, até o que ele tem lhe será tirado.”

10 Comparando os Textos: Mateus
O Julgamento Final: “Quando o Filho do Homem vier, com todo o seu poder e com todos os seus anjos, Ele sentará no seu glorioso trono. Então, todos os povos da terra se reunirão diante dele e Ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos... Então, os bons perguntarão: ‘Senhor, quando foi que nós o vimos com fome e lhe demos o que comer, ou o vimos com sede e lhe demos o que beber? ... ‘Digo-vos a verdade: Todas as vezes que vocês fizeram essas coisas ao mais simples dos meus irmãos, foi a mim que fizestes’...” E discorre sobre exemplos de caridade.

11 Comparando os Textos: Lucas
Evangelho de Lucas: Jesus reprova a avareza: “Jesus disse: ‘Tenham cuidado! Evitem todo tipo de avareza, pois a vida de um homem não depende das coisas que ele tem, mesmo que seja muito rico’. E, então, lhes contou esta parábola: ‘As terras de certo homem rico tinham produzido uma colheita muito boa. Então ele pensou: Eu não tenho lugar para guardar a minha colheita... Vou demolir os meus celeiros e construir outros maiores... Deus, porém, lhe disse: Tolo! Esta noite a sua alma lhe será tirada. Com quem ficarão todas as coisas que você guardou?’ A mesma coisa acontecerá para aqueles que acumulam tesouros para si mesmos, mas que não são ricos para com Deus.”

12 Comparando os textos: Lucas
Confiança em Deus e desprendimento material: “Por isso eu lhes digo: Não se preocupem com a vida de vocês e com o que vão comer; nem com o corpo nem com o que vão vestir. Pois a vida é mais importante do que comida e o corpo é mais importante do que roupas. Olhem para os corvos... Olhem para os lírios... Não tenham medo, meu pequeno rebanho, pois o seu Pai tem prazer em lhe dar o reino. Vendam os seus bens e dêem o dinheiro aos pobres. Façam para vocês mesmos bolsas que não se estraguem, acumulem um tesouro inesgotável no céu, onde nenhum ladrão o toca e nenhuma traça o destrói. Lembrem-se disso: onde estiver o seu tesouro, lá também estará o seu coração.”

13 Comparando os textos: Lucas
Parábola do Servo Vigilante: “Estejam cingidas as vossas cintas e vossos lampiões acesos. Sejais como as pessoas que esperam seu senhor voltar da festa de casamento, para que, quando ele chegar e bater à porta, elas possam abrir imediatamente. Bem-aventurados são aqueles servos cujo senhor os encontrar acordados e prontos quando ele chegar! Em verdade vos digo que Ele mesmo se preparará e servirá, enquanto eles estarão à mesa. E mesmo que ele chegue à meia-noite ou até mais tarde (venha na segunda vigília ou na terceira), bem-aventurados serão eles se os encontrar preparados. Porém, tenham certeza disto: Se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente não permitiria que roubassem a sua casa. Portanto, estai vós também preparados, pois o Filho do Homem virá à hora que não pensais.”

14 Comparando Textos: Lucas
Parábola do mordomo leal: “E Pedro disse: ‘Senhor, está contando esta parábola para nós ou para todos?’ Então, Jesus disse: “... O servo que conhece a vontade de seu senhor e não se prepara ou não faz aquilo que ele quer, será punido com muitas chicotadas. Mas o servo que não conhece a vontade de seu senhor e que faz alguma coisa que merece castigo, será punido com poucas chicotadas. Sendo assim, para todo aquele a quem se dá muito, muito será pedido; e daquelas pessoas nas quais foi depositada maior confiança, muito mais será exigido.”

15 Comparando Textos: Tomé
Evangelho de Tomé: Logion 21: “Disse Maria a Jesus: ‘A que se assemelham teus discípulos?’ Ele disse: ‘Assemelham-se a crianças que residem num campo que não lhes pertence. Quando chegar o dono do campo, ele dirá: - Saiam do meu campo. Eles se desnudam na presença do dono, e lhe entregam o campo. Por isso eu digo: ‘Se o dono da casa sabe que o ladrão virá, ele velará enquanto este não vem e não deixará que ele penetre na casa de seu reino, a fim de carregar seus bens. Vocês, contudo, velem à face do mundo, cinjam a cintura com grande força para que os ladrões não encontrem meio de chegar até vocês. Porque, a vantagem com a qual você contam, eles a encontrarão. Que haja entre vocês um homem prevenido. Quando o fruto amadureceu, ele veio rápido, com a foice na mão e o colheu. Quem tenha ouvidos de ouvir que ouça.” Logion 103: “Feliz o homem que sabe a que horas da noite virão os ladrões, pois assim ele se levantará, reunirá suas (forças?) e cingirá sua cintura antes que eles entrem.”

16 Comparando Textos: Tomé
Logion 22: “Jesus viu umas crianças que mamavam. Ele disse aos seus discípulos: ‘Estas crianças assemelham-se aos que entram no Reino’. Eles lhe disseram: ‘Então, tornando- nos crianças, entraremos no Reino?’ Jesus lhes disse: ‘Quando vocês fizerem de dois um e fizerem o interior como o exterior, o exterior como o interior, e o que está em cima como o que está embaixo, e quando fizerem do masculino e do feminino uma só coisa, de sorte que o masculino não seja masculino e o feminino não seja feminino, quando fizerem dois olhos em lugar de um olho, e uma mão em lugar de uma mão e um pé em lugar de um pé, uma imagem em lugar de uma imagem então entrarão’(no Reino).” Logion 23: Jesus disse: ‘Eu os escolherei um em cada mil e dois em dez mil e eles serão um só’.”

17 Decifrando Conceitos:
Mística da Câmara Nupcial: símbolo da reunião com Deus (o traje nupcial), onde dois corpos se tornam um só corpo – a desejada unidade. Queda de Adão como simbologia da imersão do Espírito no processo reencarnatório. Esta fase evolutiva do Espírito é caracterizada pela separação do Pai, a perda da ignorância, o início do processo evolutivo, ao mesmo tempo do esquecimento da vida eterna, o domínio da embriaguez da carne e a polarização da sexualidade entre masculino e feminino: “Quando Eva estava ainda em Adão, a morte não existia. Quando ela se separou dele, surgiu a morte. Se novamente ele tornar-se completo e recompuser seu antigo ser, a morte terá sido extinta.” (Evangelho de Felipe)

18 Decifrando Conceitos:
FILHO DO HOMEM: palavras originais em hebraico (bem-adam) ou em aramaico (bar-nasha) significam simplesmente homem, a imagem de homem. Ao chegar no contexto grego, a palavra ininteligível teria virado “senha para identificação dos iniciados” no Cristianismo. No desenvolvimento dos evangelhos (todos traduzidos para o grego e aí desenvolvidos) Filho do Homem se torna o “ser perfeito”, o ser uno com Deus e consigo mesmo, aquele que não necessita mais reencarnar. Em alguns grupos cristãos ortodoxos, Filho de Homem se torna sinônimo de Messias. FILHO DE MULHER: todo espírito em fase de evolução que ainda necessita das reencarnações para progredir.

19 Decifrando Conceitos:
Termo copta monakhos significa sozinho, solitário, revertido a si mesmo e à unidade. Logion 49: “Jesus disse: - Felizes os solitários e os eleitos, porque encontrarão o Reino. Vocês, de fato, saíram dele e a ele retornarão.” Logion 104: “Disseram-lhe: - Vem, vamos orar hoje e jejuar. Jesus disse: - que pecado teria eu cometido ou em que teria eu sido vencido? Mas quando o esposo sair da câmara nupcial, então que jejuem e orem!” Logion 106: “Disse Jesus: - Quando de dois fizerem um, vocês se tornarão filhos do Homem e quando disserem: ‘Montanha, mova-se’, ela se moverá.”

20 Decifrando Conceitos:
A polarização da sexualidade do Espírito e o divórcio social: “Alguns fariseus se aproximaram de Jesus com o fim de colocá-lo à prova e perguntaram: ‘É permitido ao marido se divorciar de sua esposa por qualquer motivo?’ Jesus lhes respondeu: ‘Nunca leram nas Escrituras que dizem: No princípio o Criador os fez homem mulher? ... Por isso o homem deve deixar seu pai e sua mãe e unir-se à sua esposa e os dois serão um só.’... Mas os fariseus retrucaram: ‘Por que, então, Moisés mandou dar carta de divórcio e repudiar a esposa?’ E Jesus respondeu: ‘... Por causa da dureza do coração de vocês, mas no princípio não era assim...’ Os discípulos de Jesus disseram: ‘Se é esta a situação entre homem e sua esposa, então é melhor não casar!’ Jesus, porém, lhes disse: ‘Este ensino não é para todo mundo, mas apenas para aqueles a quem Deus deu a habilidade de aceitá-lo... Com efeito há eunucos que nasceram assim, desde o ventre materno. E há eunucos que foram feitos eunucos pelos homens. E há eunucos que se fizeram eunucos por causa do Reino dos Céus. Quem tiver ouvidos, que ouça!” (Mateus: )

21 Decifrando Conceitos:
A luz como imagem do conhecimento: Logion 03: “... O Reino está dentro de vocês e também fora de vocês. Quando vocês conhecerem a si mesmos, então serão conhecidos e saberão que são filhos do Pai Vivo. Mas, se vocês não conhecerem a si mesmos, então vocês estão na pobreza e são a pobreza.” (Evangelho de Tomé). Logion 24: Seus discípulos disseram: - Faz-nos conhecer o lugar onde tu está, pois necessitamos procurá-lo. Ele lhes disse: - Aquele que tem ouvidos, que ouça! Há luz dentro de um ser de luz e ele ilumina o mundo todo. Se ele não iluminar, as trevas se fazem.”

22 Decifrando Conceitos:
A luz como imagem do conhecimento: “... Os seus olhos são a fonte de luz para o corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo ficará cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo estará nas trevas. Por isso, vê bem se a luz que há em ti não é treva. Pois se todo o seu corpo estiver cheio de luz e sem nenhuma escuridão, você poderá ver tudo claramente, como se um lampião iluminasse a você com sua luz.” (Lucas: ) “Os olhos são a fonte de luz para o corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo estará cheio de luz. Se, porém, os seus olhos forem maus, todo o seu corpo estará nas trevas. Portanto, se a luz que há em vocês não passa de escuridão, então a escuridão que há em vocês é enorme.” (Mateus: )

23 Decifrando Conceitos:
“A verdade é a mãe; o conhecimento é o pai... O conhecimento da verdade apenas faz tais pessoas arrogantes e até lhes proporciona alguma superioridade sobre todo o mundo, mas... “Na verdade, aquele que se torna realmente livre através do conhecimento é escravo por causa do amor por aqueles que ainda não tiveram condições de alcançar a liberdade do conhecimento. O conhecimento os torna capazes de se tornarem livres. O amor nunca diz que algo lhe pertence; ainda que realmente possua aquela própria coisa. Ele nunca diz ‘isto é meu’ ou ‘aquilo é meu’, mas ‘tudo isto é vosso’. O amor espiritual é vinho e fragância.” (Evangelho de Felipe)

24 Decifrando Conceitos:
Termo grego para espírito: pneuma (expressão neutra). Termo hebraico para espírito: ruah (palavra feminina).

25 Decifrando Conceitos 2000 anos depois:
200. Os espíritos têm sexo? Não como o entendeis, pois depende da constituição orgânica. Entre ele, há amor e simpatia, baseados na afinidade de sentimentos. 822-a. Assim sendo, uma legislação para ser perfeitamente justa deve consagrar a igualdade dos direitos entre o homem e a mulher? De direitos sim, de funções, não. É preciso que cada um tenha um lugar determinado; que o homem se ocupe do exterior e a mulher do interior...” Livro dos Espíritos

26 Referências Bibliográficas
KARDEC, Allan: O Livro dos Espíritos. KARDEC, Allan: O Evangelho segundo o Espiritismo. KARDEC, Allan: Revista Espírita, 1858. KARDEC, Allan: Revista Espírita, 1861. KARDEC, Allan: Revista Espírita, 1863. CROSSAN, John Dominic: O Jesus Histórico; Imago Editora Ltda. TRICCA, Maria Helena de Oliveira (cop.): Apócrifos – Os Proscritos da Bíblia; Editora Mercuryo. TRICCA, Maria Helena de Oliveria (cop.): Apócrifos II – Os Proscritos da Bíblia; Editora Mercuryo. PAGELS, Elaine: Os Evangelhos Gnósticos; Editora Cultrix. MIRANDA, Hermínio: O Evangelho de Tomé – texto e contexto; Arte e Cultura. MACK, Burton L.: O Livro de Q - O Evangelho Perdido; Imago Editora Ltda. Novo Testamento – versão fácil de ler. SCHUTEL, Cairbar: Parábolas e Ensinos de Jesus; Editora O Clarim.


Carregar ppt "As Dez Virgens e o Servo Vigilante"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google