A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DR. EDWARD BACH Naceu em 24 de setembro de 1886, em Moseley, um povoado perto de Birmingham, na Ingalterra. Desde criança demonstrou grande amor pela.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DR. EDWARD BACH Naceu em 24 de setembro de 1886, em Moseley, um povoado perto de Birmingham, na Ingalterra. Desde criança demonstrou grande amor pela."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 DR. EDWARD BACH Naceu em 24 de setembro de 1886, em Moseley, um povoado perto de Birmingham, na Ingalterra. Desde criança demonstrou grande amor pela natureza, forte poder de concentração, excelente humor, profunda intuição e sensibilidade. Aos 20 anos ingressou na Faculdade de Medicina de Birmingham. Especializou-se em bacteriologia, imunologia e saúde pública. Nesta época, o Dr. Bach observou como os pacientes reagiam diante da doença e como esta reação influía em seu curso. Percebeu que o mesmo tratamento nem sempre curava o mesmo problema; que remédios eficazes para certas doenças não curavam outras e que pacientes com temperamento parecido costumavam melhorar com o mesmo remédio. Concluiu que no tratamento de doenças, a índole tinha mais importância que o corpo físico.

4 Em 1929, aos 43 anos de idade, o Dr. Bach era respeitado pelos médicos de toda a Europa. Tinha todo sucesso profissional tanto como clínico como pesquisador e, obedecendo a sua intuição, abandonou as atividades na cidade e partiu para o campo, em busca de novos remédios. O Dr. Bach procurava na natureza um remédio que pudesse elevar as vibrações da personalidade, a fim de corrigir o conflito entre o Eu Superior e o Eu Inferior, que gera distúrbios e desequilíbrios no homem, provocando a doença.

5 O Dr. Bach era uma pessoa muito sensível capaz de sentir reações físicas e emocionais ao se aproximar das plantas, e com essa habilidade e sua determinação interior passou a pesquisar as essências florais em 1930 Nesta época mantinha um ambulatório próprio onde atendia pessoas carentes. Assim, ao longo de seis anos, sintetizou o sistema com 38 Essências Florais. Quando verificou a eficácia dos medicamentos e compreendeu a ajuda que poderiam dar à humanidade, em 1936, disse a um de seus colaboradores: Minha tarefa está cumprida, minha missão nesse mundo está terminada. Poucas semanas depois, morreu dormindo

6 O trabalho do Dr. Bach ultrapassa o âmbito da descoberta do valor terapêutico das essências florais, no sentido de que ele, antes de perceber e aplicar a ação vibracional das flores, desenvolveu um método que relaciona os estados afetivos e as doenças no corpo físico. Como profissional de medicina com grande experiência, tendo atuado como bacteriologista, homeopata, com muitos anos de prática clínica, auxiliado por grande sensibilidade e intuição, percebeu que as pessoas não reagem igualmente, tanto na evolução dos processos doentios, quanto no tratamento deles. Então, em vez de catalogar as doenças, resolveu classificar os doentes em categorias relativas ao seu comportamento, realçando os seus aspectos afetivos positivos e negativos. Criou uma Terapia com o objetivo de tratar o doente e não a doença, curando a causa e não os sintomas, visando a sua harmonia e saúde, por métodos simples e naturais, integrando os diversos aspectos que compõem o ser humano. MIMULUS

7 (...) Elas não curam atacando a moléstia, mas inundando-nos o corpo com a formosa vibração da nossa Natureza Superior, na presença das quais a moléstia se derrete, qual neve ao calor do Sol. Edward Bach.

8 Para facilitar o estudo dos remédios florais, o Dr. Edward Bach os separou em grupos relacionados aos sentimentos em desarmonia. Catalogou e desenvolveu os 7 ESTADOS DE DESARMONIA entre os aspectos espirituais e mentais do "ser". São eles: 1 - Florais para o medo: Rock Rose - Mimulus - Cherry Plum - Aspen - Red Chestnut1 - Florais para o medo: 2 - Florais para a incerteza: Cerato - Scleranthus - Gentian - Gorse - Hornbeam - Wild Oat2 - Florais para a incerteza: 3 - Florais para a falta de interesse em suas circunstâncias atuais: Clematis - Honeysuckle - Wild Rose - Olive - White Chestnut - Mustard - Chestnut Bud3 - Florais para a falta de interesse em suas circunstâncias atuais: 4 - Florais para a Solidão: Water Violet - Impatiens - Heather4 - Florais para a Solidão: 5 - Florais para a susceptibilidade às influências e às idéias: Agrimony - Centaury - Walnut - Holly5 - Florais para a susceptibilidade às influências e às idéias: 6 - Florais para o desânimo e para o desespero: Larch - Pine - Elm - Sweet Chestnut - Star of Bethlehem - Willow - Oak - Crab Apple6 - Florais para o desânimo e para o desespero: 7 - Florais para a preocupação excessiva com o bem estar dos outros: Chicory - Vervain - Vine - Beech - Rock Water7 - Florais para a preocupação excessiva com o bem estar dos outros:

9

10 Segundo várias doutrinas holísticas e até da física quântica o ser humano é composto de várias camadas que se distinguem por densidade e por possuirem características e funções diferentes No físico temos camadas como a óssea, adiposa, muscular e a líquida (fluídos sangue e água). Na parte sutil segundo Joshua David Stone possuímos mais de 800 camadas interligadas e com capacidade conciencial, ou seja, pensam independentemente e podem existir, por algum tempo, mesmo que a outra esteja em mal estado. A Aura(Corpo Sutil) é uma emanação energética que aparece como um grande campo magnético circundando todos os corpos. Sua irradiação é semelhante as emanações energéticas do Sol. É a extensão da personalidade, podendo produzir e receber impressões.

11 É responsável por atrações e repulsões instintivas, muitas vezes, aparentemente sem razão de ser. Sofre muitas variações: sua área e extensão dependem do desenvolvimento da alma e da mente de seu possuidor. Cada campo é independente, os ímpares tem uma estrutura mais definida, e os pares apresentam-se quase como fluidos em movimentos. Esses campos se interpenetram. Ha um relacionamento direto entre cada campo da AURA e os 7 principais Chacras, que veremos a seguir, e glândulas do sistema endócrino, sendo os 3 primeiros campos Auricos associados as energias do mundo físico, metabolizando-as. O 4º campo é um processador que atua tanto nos campos áuricos, como nos campos energéticos, interligando-os. Os 3 primeiros campos áuricos superiores associam-se as energias do mundo espiritual. Nós veremos neste estudo somente a parte básica dos sete principais corpos:

12 Corpo Etérico - ( 0,5 a 5 cm ) - Interpenetra o corpo físico, sendo parte dele. É o Ectoplasma, sua função é vitalizar e sustentar o corpo físico até a morte. Contém energia dos tecidos, das glândulas e dos órgãos, expandindo-se ou retraindo- se de acordo com seu funcionamento. Corpo Emocional - ( 2,5 a 7,5 cm ) - Passando pelo corpo etérico chegamos ao corpo emocional, o veículo das emoções, sentimentos, desejos e paixões. São suas irradiações coloridas como nuvens em movimento contínuo e de aparência oval, brilhantes e mutáveis, que os videntes vêem quando observam a AURA.

13 Corpo Mental - ( 7,5 a 20 cm ) - Liga- se ao nosso processo de pensamento, ao nosso padrão mental, sendo constituído por uma estrutura mais sutil e menos definida. É influenciado e contém nossos padrões de pensamento, nossas idéias, geralmente aparecendo aos videntes como uma auréola dourada. Desequilibrado, é transparente e suas emanações são como bolhas douradas. Corpo Astral - ( 15 a 30 cm ) - Compõe-se de nuvens multicoloridas advindas das percepções e emoções extrasensoriais.

14 Corpo Etérico Padrão - ( 45 a 60 cm ) - Campo de energia estruturada sobre o qual cresce o corpo físico. Corpo Celestial - ( 70 a 90 cm ) - Esse é o corpo áurico através do qual experimentamos o êxtase espiritual, é o nosso nível emocional superior. É o plano de identificação com Deus e é composto por pontos de Luz. Corpo Causal - ( 75 a 100 cm ) - É o corpo áurico mais elástico e forte, sendo que aí reside a corrente principal de força que se desloca ao longo da espinha.

15

16 Chacra é uma palavra sanscrita, significa RODA. São Centros Energéticos responsáveis pelo fluxo de energia em nossos corpos. Sua função primordial é captar a Energia Universal metabolizá-la, alimentar nossa AURA, e emitir energia ao exterior. São vistos no ocidente como pequenos cones, vórtices giratórios em movimento constante, que funcionam como veículos de conexão energética, ligando o corpo físico aos corpos superiores, captando e expulsando energia. Possuem diversas funções e é através deles que perdemos energias quando em sofrimento físico ou emocional. Escritos antigos falam de Chacras, o que vale dizer que todos os pontos do corpo são sensíveis energéticamente. Mas, para nosso estudo, abordaremos apenas os 7 principais localizados entre a base da coluna e o topo da cabeça, e que se ligam a nossa AURA. Desses sete Chacras, 2 tem apenas um acesso, o 1º e o 7º, enquanto os outros são duplos, apresentando acessos anteriores e posteriores. Quando ha uma obstrução no livre circular da energia, ou num CHACRA ocorrem dificuldades várias. Isso acontece, pois essas dificuldades tem sua origem nos corpos Auricos, seguindo até tocarem o físico. Aí, se manifesta o desconforto e, consequentemente a doença física.A seguir, apresentamos uma descrição das características dos 7 principais CHACRAS.

17 1º CHAKRA - BÁSICO OU RAIZ Função: Reger nossa capacidade de entrar na vida, escolhendo o que queremos e o que não queremos para nós. Ir a luta. Tem a Cor: Vermelho Localização: Na região compreendida entre o ânus e órgãos genitais (base da coluna). Quando esse chakra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios, sexualidade exacerbada ou até mesmo a presença de um tumor no local. 2º CHAKRA - UMBILICAL OU SEXUAL Função: Onde são elaboradas as questões do cotidiano como: Desejos, manutenção das espécies, sensualidade, paixão e apegos materiais. Cor: Laranja Glândula: Gônodas (glândulas sexuais masculino e feminino) Localização: Região umbilical (2 cm. abaixo do umbigo), entre o osso púbico e o umbigo. É um Chacra fundamental, cuja correta atividade nos permite amar a vida, fazendo com que seja mais prazerosa. Se funcionar mal, pode transformar a vida num pequeno inferno pessoal que termina se refletindo nas pessoas com quem vivemos e nos relacionamos. Bloqueios nesse Chacra freqüentemente resultam em sintomas físicos como doenças relacionadas com os fluídos do corpo (laringe, linfa, saliva, bílis) ou com órgãos processadores desses líquidos (rins, bexiga, glândulas linfáticas).

18 3º CHAKRA - PLEXO SOLAR (MANIPURA) Função: Elaborar a confiança nos instintos e na voz interior (realização pessoal) Cor: Amarelo Glândula: Pâncreas Localização: Diafragma. Início da cavidade abdominal (boca do estômago) Esse Chacra comanda o estômago, a musculatura abdominal, fígado, vesícula, baço, pâncreas, secreções gástricas desordenadas e as disfunções das glândulas salivares. Se ele estiver desarmonizado, o sentimento de inferioridade poderá ser alimentado, e as capacidades mentais poderão diminuir, aumentando a confusão e o sentimento de insegurança, podendo produzir patologia, tais como diabetes, desordens digestivas, alergias, sinusite, insônia, além da separação entre amor e sexo. 4º CHAKRA - CARDÍACO Função: Controlar as emoções Cor: Verde ou Rosa Glândula: Timo Localização: No peito, região toráxica, próximo ao coração. Esse Chacra é uma ponte de transferência de energia dos Chacras inferiores e superiores. É por onde passa toda energia que desejamos presentear aos outros. Sua desarmonia produz patologias tais como: Síndrome do pânico, cãibras, palpitações, arritmia cardíaca, aumento de pressão, enfermidades dos pulmões, tensão, entre outros males.

19 5º CHAKRA - LARÍNGEO Cor: Azul claro Glândula: Tireóide Localização: No ângulo formado pelo encontro dos ossos da clavícula. O Chakra laríngeo é o Chakra da comunicação, da criatividade, do som e da vibração, da capacidade de receber e assimilar e relaciona-se com os sentido do paladar, audição e olfato. Quando está equilibrado e harmonizado somos conscientes da responsabilidade de nosso desenvolvimento em todos os sentidos, desde as nossas necessidades materiais até espirituais. Seu desequilíbrio produz patologias como: Suscetibilidade a infecções virais ou bacterianas (amigdalites, faringites), resfriados, voz, dores musculares ou de cabeça na base do crânio (nuca), congestão linfática, problemas dentários, problemas de comunicação (dificuldade em dar e receber) e endurecimento dos maxilares (bruxismo). 6º CHAKRA - TERCEIRO OLHO Função: Responsável pela percepção Cor: Azul escuro (indigo) Glândula: Hipófise (Pituitária) Localização: Entre as sombrancelhas Esse Chacra é responsável pela energia da parte superior da cabeça (acima do nariz), parte craniana, olhos e ouvidos. O Chacra frontal, ou Terceiro olho, se localiza no meio da testa, entre as sobrancelhas, logo acima do nível dos olhos. Representa a intuição, percepção Extra Sensorial, a vidência e a audiência no campo da paranormalidade. Quando em desarmonia pode deixar-nos numa situação confusa, em que as idéias e os conceitos não terão uma correspondência com a realidade, obstruindo nossas idéias criativas; ficamos sem raciocínio lógico e sem capacidade de colocar em prática nossas idéias. Quando em desequilíbrio produz patologias tais como: rinite, sinusite, vícios de drogas, álcool, compulsões, problemas nos olhos (cegueira, catarata), surdez, concentração, dificuldade de enxergar a realidade das situações...

20 7º CHAKRA - CORONÁRIO Função: Irradiar a conciência humana para que ela se conecte com a Energia Divina, assimilando-a e canalizado-a para os demais chakras físicos Cor: Branco dourado (12 pétalas centrais) Violeta (960 pétalas restantes) Glândula: Epífase (Pineal) Localização: Topo da cabeça O Chacra Coronário está localizado no topo da cabeça; está aberto para cima, representa a compreensão e a ligação com energias superiores. Está associado à conexão da pessoa com a sua espiritualidade e a integração de todo o ser físico, emocional, mental e espiritual. Quando em equilíbrio permite-nos experiências muito pessoais, com sensações que vão além do mundo físico, criando no indivíduo o sentido de totalidade, de paz e fé dando um sentido próprio à sua existência. A falta de equilíbrio nesse Chacra, acarreta a não compreensão da parte espiritual, tanto própria quanto alheia e, por conseguinte, uma visão materialista da existência. A pessoa não terá conexão com a sua espiritualidade e produzirá patologias tais como: insônia, enxaqueca, desordens no sistema nervoso, histeria, possessão, obsessão, neuroses e disfunções sensoriais, desconexão com a realidade, problemas mentais e de desequilíbrio.

21

22 Para entendermos como os florais atuam necessitamos conhecer um pouco sobre uma matéria nova que é a medicina vibracional. O homem, através da historia da medicina tradicional, preocupou-se, apenas com a explicação do funcionamento do corpo e da mente, do ponto de vista bioquímico. Contrariando esta visão um grupo interdisciplinar de pesquisadores estudaram todas as áreas desenvolvidas para tratamento de doenças como acupuntura, florais, homeopatia, etc., regataram o que consideraram útil e valido, acrescentaram o conceito mais moderno da física quântica, chegando a biofísica, um conceito mais completo, uma medicina integral. Os cientistas que adotaram esta visão renovadora, holística de terapias, chamam-na de medicina energética ou vibracional.

23 Numa definição de Richard Gerber, (médico graduado pela Wayne State University, em Detroit, EUA, na medicina ocidental convencional, tornou-se a mais renomada autoridade em medicina energética, estudando-a desde 1994):medicina vibracional é toda tentativa de curar o corpo e transformar a consciência através da manipulação da substância básica energética (ou energia vibracional), da qual somos constituídos, atuando sobre os padrões energéticos que, comandam a expressão física da vida. Sabemos que o ser humano é constituído não só apenas do corpo físico, mas também de corpos de energia sutil (aura/chacras) como vimos anteriormente. Estes corpos são importantes na manutenção de nossa saúde pois as doenças se manifestam no corpo físico depois que as perturbações de energia já se cristalizaram nos corpos sutis.

24 Nossos corpos sutis vibram em freqüências superiores ao do nosso corpo físico. Então para corrigir as disfunções desses corpos necessitamos administrar-lhe doses terapêuticas de energias sutis com freqüência mais elevadas que a do corpo físico. Para isto usamos as essências florais que possuem padrões vibratórios característicos, que uma vez absorvidas pelo indivíduo irão influenciar a própria vibração dos corpos que compõem este ser.

25 Então como funciona os florais pela visão da medicina vibracional? Neste plano evolutivo, as flores foram e são a própria essência e a maior concentração de força vital contida numa planta. As flores são uma combinação de propriedades etéricas (da planta) e possuem o máximo de força vital. A verdadeira essência, naturalmente, é o padrão eletromagnético da forma da planta. As essências preparadas a partir de flores são, meramente uma impressão etérica; nenhuma molécula da matéria física é transferida. Nesse trabalho, você lida exclusivamente com a vibração etérica da planta, com a sua inteligência. Ao iluminar a água, o sol mistura a ela a força vital da flor, a qual é transferida às pessoas quando elas assimilam essas essências vibracionais Cristais dágua com essência de camomila. Foto:prof. Masaru Emoto

26 As essências florais, quando ingeridas ou usadas como ungüento, percorrem um caminho específico através dos corpos físico e sutil. Inicialmente, elas passam pelo sistema circulatório (a corrente sangüínea). Em seguida, o remédio deposita-se a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório. Nesse ponto, a polaridade entre os dois sistemas gera uma corrente eletromagnética. A força vital atua mais através do sangue, enquanto a consciência atua através do cérebro e do sistema nervoso. Esses dois sistemas apresentam propriedades quartziformes e uma corrente eletromagnética. A força vital e a consciência utilizam estas propriedades para penetrar no corpo físico e estimulá-lo. A partir da metade do caminho entre os sistemas nervoso e circulatório, o remédio em geral desloca-se diretamente para os meridianos. Saindo dos meridianos, a força vital penetra nos diversos corpos sutis e chacras ou retorna diretamente para o corpo físico, no nível celular, através de vários portais situados a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório. As três principais vias através das quais a força vital do remédio pode reentrar no corpo físico são o corpo e o fluido etérico, os chacras e a pele.

27 O fluido etérico é a parte do corpo etérico que leva a força vital para as células do indivíduo. Determinadas partes do corpo físico atuam como portais para as forças vitais de um remédio vibracional apenas porque estão associadas a diferentes chacras ou meridianos. Depois de atravessar um dos portais, a força vital passa a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório, antes de atingir o nível celular e as áreas desequilibradas do corpo físico. Embora esse processo todo aconteça de forma instantânea, geralmente leva algum tempo para que se possa sentir os resultados. (Transcrição do livro –Medicina Vibracional – Uma Medicina para o Futuro de Richard Gerber, M.D. – Editora Cultrix).

28

29


Carregar ppt "DR. EDWARD BACH Naceu em 24 de setembro de 1886, em Moseley, um povoado perto de Birmingham, na Ingalterra. Desde criança demonstrou grande amor pela."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google