A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prevenção de Drogas na Escola 2/08/05 - Osório E.E. Ensino Médio Maria Teresa Vilanova de Castilhos Dra. Gilda de Medeiros Pulcherio Instituto de Prevenção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prevenção de Drogas na Escola 2/08/05 - Osório E.E. Ensino Médio Maria Teresa Vilanova de Castilhos Dra. Gilda de Medeiros Pulcherio Instituto de Prevenção."— Transcrição da apresentação:

1

2 Prevenção de Drogas na Escola 2/08/05 - Osório E.E. Ensino Médio Maria Teresa Vilanova de Castilhos Dra. Gilda de Medeiros Pulcherio Instituto de Prevenção e Pesquisa em Álcool e outras Dependências – IPPAD (51) ;

3 Prevenção de Drogas na Escola

4 IPPAD PREVENÇÃO DE DROGAS: PRÉ INTERVENÇÃO - Primária -Secundária - Terciária

5 IPPAD Prevenção de Drogas Informação – Educação - Conscientização Legislação Repressão

6 IPPAD PREVENÇÃO PRIMÁRIA Família Escola Local de Trabalho Igreja Setor de Saúde Comunidade em Geral

7 IPPAD Levantamentos Sobre Uso de Drogas entre Estudantes de 1º e 2º graus - 10 capitais Uso na Vida % Solventes - 14,7 17,3 15,4 13,8 Ansiolíticos - 5,9 7,2 5,3 5,8 Anfetamínicos - 2,8 3,9 3,1 4,4 7,6 Maconha - 2,8 3,4 4,5 7,6 Cocaína - 0,5 0,7 1,2 2,0 Galduróz et al., 1997 (CEBRID )

8 IPPAD Levantamentos Sobre Uso de Drogas entre Estudantes de 1º e 2º graus - 10 capitais Faixa Etária Faixa Etária a 12 anos - 14,2 17,7 14,5 12,4 13 a 15 anos - 19,3 25,5 20,3 21,7 16 a 18 anos - 27,4 30,7 26,7 31,2 > 18 anos - 30,1 32,3 31,7 34,5 Galduróz et al., 1997 (CEBRID )

9 JUSTIFICATIVA Levantamento Sobre Uso de Drogas entre Estudantes de 1º e 2º graus - 10 capitais Álcool - 75,6% Tabaco - 32,8% Galduróz et al., 1997 (CEBRID )

10 IPPAD Drogas nas Escolas - Unesco (2001) - estudantes de 14 capitais 23,1% Drogas são consumidas no interior das Escolas Zero Hora 12/11/2002

11 Relatório Mundial sobre Drogas milhões de pessoas no mundo usam drogas ilícitas 5% da população entre 15 e 64 anos US$ 322 bilhões = 0,9 PIB Maconha e Haxixe ; Anfetaminas; Ecstasy; Opiáceos; Cocaína ÁLCOO L – 50% TABACO = 30% /30/06/05

12 Relatório Mundial sobre Drogas 2005 BRASIL – Drogas Ilícitas (Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai) Ecstasy - 1º Anfetaminas – 3º Cocaína – 4º Maconha – 5º

13 Relatório Mundial sobre Drogas 2005 falta de apoio público ao uso dessas substâncias A boa notícia é que, em vários lugares, o uso de drogas está diminuindo. Na América do Norte, campanhas antidrogas contundentes e falta de apoio público ao uso dessas substâncias provam que a mudança de comportamento depende da mudança de atitude. Nos lugares onde o uso de drogas está aumentando, as comunidades começam a entender que políticas negligentes sobre drogas se traduzem em baixas expectativas e falta de determinação e visão para os jovens. Todo uso de drogas é sério. Não existe aspecto recreativo na autodestruição. Antonio Maria Costa – Diretor Executivo do Escritório da UNODC

14 Relatório Mundial sobre Drogas 2005

15 O QUE FUNCIONA EM PREVENÇÃO DE DROGAS

16 IPPAD Consenso Brasileiro sobre Políticas Públicas do Álcool Consenso OMS – Principais Políticas com Fortes Evidências Científicas [Alcohol: no ordinary commodity/Thomas Babor e col. – Oxford University Press, 2004] Rev. Psiquiatr. vol 26;suppl 1;Maio 2004

17 IPPAD Consenso Brasileiro sobre Políticas Públicas do Álcool Preço e Taxação do Álcool Preço e Taxação do Álcool - quanto mais caro o preço menor o Consumo Álcool e Trânsito Álcool e Trânsito – controle do Beber/Dirigir reduz acidentes e mortes no trânsito Idade mínima para Dirigir Idade mínima para Dirigir – diminui acidentes e mortes no trânsito entre jovens

18 IPPAD Consenso Brasileiro sobre Políticas Públicas do Álcool Venda a menores de idade Venda a menores de idade – o ECA proíbe venda de álcool a menores de idade Restrições à PropagandaRestrições à Propaganda – diminui consumo excessivo por jovens. [Retarda a experimentação?] *Manifesto PROPAGANDA SEM BEBIDA – PL 35 proíbe propaganda de bebida alcoólica das 6h as 21h!

19 IPPAD Denunciamos: Que os interesses econômicos; o lobby da indústria de bebidas alcoólicas; a propaganda enganosa e irresponsável; a omissão governamental levam a total ausência de políticas públicas de prevenção e controle do consumo de álcool no Brasil.

20 O QUE A ESCOLA PODE FAZER

21 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola Fatores de Risco Tolerância ao uso de cigarro nas dependências da escola Falta de controle sobre o uso de drogas na escola Intolerância dos professores com as dificuldades do aluno Uso de rótulos com os alunos Falta de Projeto Escolar em DQ

22 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola Fatores de Proteção Estímulo aos estudos e bom desempenho escolar Promoção de atividades extracurriculares Estímulo à cooperação e solidariedade Falar ao aluno de suas expectativas positivas Trabalhar com os alunos a questão das drogas

23 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola O QUE FAZER? Jamais expulsar o aluno Oferecer acompanhamento pedagógico e psicológico Discutir com o aluno a questão das drogas de forma neutra e criteriosa Chamar os pais: ação mais eficazChamar os pais: ação mais eficaz Não responsabilizar a família Compartilhar responsabilidades

24 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola O QUE FAZER? Desenvolver a auto-estima do aluno Desenvolver a responsabilidade e criatividade do aluno Facilitar a comunicação e a empatia na relação professor-aluno Ensinar o aluno a administrar seu tempo livre Auxiliar o aluno a planejar e construir um projeto de vida

25 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola O QUE FAZER? Política de Prevenção ao Uso Indevido de Substâncias Psicoativas – ação mais eficaz! Política de Prevenção ao Uso Indevido de Substâncias Psicoativas – ação mais eficaz!

26 Como fazer Prevenção de Drogas na Escola

27 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola Capacitação dos Professores Para a Informação sobre Drogas Psicotrópicas Palestras Informativas para os Pais sobre a Questão das Drogas Palestras Informativas para os Funcionários das Escolas sobre a Questão das Drogas

28 Prevenção ao Uso de Drogas na Escola Material Gráfico Informativo sobre o Uso Indevido de Drogas Lícitas e Ilícitas Atividades Extra-curriculares que abordem a Questão das Drogas Consultoria Escolar

29 Instituto de Prevenção e Pesquisa em Álcool e outras Dependências - IPPAD Centro Comunitário de Prevenção e Atendimento – Rua Dona Laura, 1020 – salas 113 e POA O IPPAD oferece, em seu Espaço Terapêutico, atendimento a Dependentes Químicos (DQ) e seus familiares. Atendimento Gratuito – Atendimento Gratuito – somente para DQ. Em grupo, coordenado por consultores e profissionais. Atendimento Privado Atendimento Privado – para DQ e familiares, a um baixo custo. O IPPAD dispõe de psiquiatras, psicólogas, terapeutas de família e outros profissionais para o trabalho de Prevenção e Tratamento. Informações – (51) ; (51) (51)

30 A pior coisa que pode acontecer na vida de uma pessoa não é quando seu projeto não dá certo ou quando a sua viagem termina no lugar errado. O pior é não começar. Esse é o maior naufrágio Amyr Klink

31 Prevenção de Drogas - Um Compromisso de Todos Prevenção de Drogas - Um Compromisso de Todos IPPAD / Escola Maria Teresa Vilanova de Castilhos Função Social em sua Comunidade

32 IPPAD MUITO OBRIGADA!!


Carregar ppt "Prevenção de Drogas na Escola 2/08/05 - Osório E.E. Ensino Médio Maria Teresa Vilanova de Castilhos Dra. Gilda de Medeiros Pulcherio Instituto de Prevenção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google