A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sustentabilidade – Releitura e Desafios no campo da cadeia de Tecnologia de Informação Aerton Paiva Março de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sustentabilidade – Releitura e Desafios no campo da cadeia de Tecnologia de Informação Aerton Paiva Março de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 Sustentabilidade – Releitura e Desafios no campo da cadeia de Tecnologia de Informação Aerton Paiva Março de 2008

2 2 Fundada em 1987, a APEL sempre foi uma empresa voltada à prestação de serviços profissionais de consultoria empresarial visando o ganho de competitividade de seus clientes. Em 2002, no contexto de diversos planejamentos estratégicos que realizamos para corporações industriais e do sistema financeiro, observamos que novas variáveis (ou forças) se apresentavam no cenário da competição. Tratavam-se das pressões no âmbito dos recursos naturais não renováveis e da perda da capacidade de consumo (desigualdade, distribuição de renda, etc...) Este contexto motivou nosso aprofundamento no tema naquilo que até então se chamava de Responsabilidade Social e que, mais recentemente, atribuiu-se o nome de Sustentabilidade. Acreditamos, em nosso modo de operar, que a sustentabilidade somente se viabilizará quando estiver totalmente inserida no eixo do negócio das corporações. Quando seus produtos e serviços estiverem plenamente integrados às perspectivas econômicas, sociais e ambientais. Somente assim a sustentabilidade fará sentido e tomará seus espaços. Obviamente que, ao longo deste processo, tivemos que nos posicionar e realizar escolhas. E dentre as escolhas que fizemos optamos por atuar com as organizações que queiram avaliar a sustentabilidade por esta perspectiva. Não atuamos com organizações que tratam o tema como atributo da marca apenas, sem a devida seriedade e profundidade que ele merece e a sociedade necessita. Posicionamento da APEL em relação à Sustentabilidade

3 3 No campo do Desenvolvimento Sustentável, a APEL atua com as seguintes organizações: INSTITUTO ETHOS & UNIETHOS - Planejamento Estratégico nos últimos 4 anos e Business Plan que deu origem ao Uniethos como segmento na área de educação para a sustentabilidade NATURA - Revisão da estratégia de sustentabilidade, sustainable balanced scorecard, estudo de cadeias produtivas e construção de um Painel de Desenvolvimento Sustentável (Cockpit da Sustentabilidade) INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS E SERVIÇOS - Banco ABN Real na implantação do Cockpit da Sustentabilidade nas operações de crédito e em início de implantação piloto junto ao Banco Itaú, Whirlpool e GRES (Ethos) GRI [Holanda] - Desenvolvimento da metodologia de aplicaçao do GRI-G3 lançado mundialmente em 2006 FEBRABAN - Desde 2004 até o presente momento, na seleção, estruturação e gerenciamento da interface entre bancos e o Governo Federal no âmbito do Programa Fome Zero (Projeto 1 Milhão de Cisternas), interagindo com a Articulação do Semi-Árido e mais de 700 organizações da sociedade civil em 13 estados brasileiros AMBIENTES DE COOPERAÇÃO - Sadia, Fundação Avina (Suiça), Amanco e Centros de Permacultura, na articulação e construção de um modelo de suinocultura sustentável a partir das tecnologias de múltiplas partes interessadas Diversas empresas (como Whirlpool e Unilever, dentre outras), em capacitações e desenvolvimento ligados ao desenvolvimento sustentável dos negócios TERCEIRO SETOR - Apoiando mais de 30 ONGs e OSCIPS na criação de tecnologias sociais inovadoras (algumas ganhadoras do Prêmio Petrobrás ambiental 2006) Para maiores informações sobre nossos clientes, consultar em Nossos clientes

4 4 A visão explicitada...

5 5...materializada em produtos....mas ainda não em todos.

6 6 A visão explicitada...

7 7...materializada em produtos....mas ainda não em todos.

8 8 A visão explicitada...

9 9...materializada em produtos....mas ainda não em todos.

10 10 A visão explicitada...

11 11...materializada em produtos....mas ainda não em todos.

12 DESCONFUNDINDO...

13 DE ONDE VÊM OU VIRÃO AS MOTIVAÇÕES ?

14 OS CONSUMIDORES SABEM DO QUE SE TRATA ? Os consumidores (em especial os brasileiros) NÃO sabem do que estamos efetivamente falando Confundem sustentabilidade com FILANTROPIA e/ou BOA GESTÃO Os consumidores (em especial os brasileiros) NÃO sabem do que estamos efetivamente falando Confundem sustentabilidade com FILANTROPIA e/ou BOA GESTÃO Fonte: Planejamento Estratégico Instituto Ethos / Akatu (2006)

15 TOMAM ALGUMA MEDIDA ?...e poucos optam, no momento da compra, por empresas sustentáveis Fonte: Planejamento Estratégico Instituto Ethos / Akatu (2006)

16 VIRÁ DOS ACIONISTAS OU INVESTIDORES ? Os investidores de forma global (e em especial os brasileiros), ainda não consideram a sustentabilidade como oportunidades e riscos de capital. Estados Unidos – US$ 2 trilhões e crescimento médio ao ano de 13,6% nos últimos 10 anos. Representam 9,4% da indústria Mercados Emergentes (Brasil, Taiwan, Coréia, Rússia, África do Sul, México, entre outros), somaram US$ 2,7 bilhões em 2005 Brasil: R$ 429 milhões, representando 1,4% da indústria. Estados Unidos – US$ 2 trilhões e crescimento médio ao ano de 13,6% nos últimos 10 anos. Representam 9,4% da indústria Mercados Emergentes (Brasil, Taiwan, Coréia, Rússia, África do Sul, México, entre outros), somaram US$ 2,7 bilhões em 2005 Brasil: R$ 429 milhões, representando 1,4% da indústria. Fonte: Valor Econômico, outubro de 2006 Crescimento em função de expectativas de melhores resultados das empresas sustentáveis. Contra-iniciativas, como os Vice Funds (tabaco, bebidas alcoólicas, jogos e armamentos), apresentaram retorno também elevado (26º lugar em um ranking de 600 fundos analisados para investimentos superiores a 3 anos). Crescimento em função de expectativas de melhores resultados das empresas sustentáveis. Contra-iniciativas, como os Vice Funds (tabaco, bebidas alcoólicas, jogos e armamentos), apresentaram retorno também elevado (26º lugar em um ranking de 600 fundos analisados para investimentos superiores a 3 anos). Fonte: ANBID, outubro de 2006

17 VIRÁ DA SOCIEDADE ? Há um sentimento generalizado da sociedade (cidadãos, colaboradores, comunidades, terceiro setor e outros) de que como está não é possível ficar, entretanto esta força ainda não mostrou seu real poder e não se pode especular a respeito dos desdobramentos futuros. Os governos e as políticas públicas brasileiras ainda estão travados em suas próprias burocracias e interesses. Não restam dúvidas que estes grupos de representação da sociedade podem vir a ser molas propulsoras do movimento... Há um sentimento generalizado da sociedade (cidadãos, colaboradores, comunidades, terceiro setor e outros) de que como está não é possível ficar, entretanto esta força ainda não mostrou seu real poder e não se pode especular a respeito dos desdobramentos futuros. Os governos e as políticas públicas brasileiras ainda estão travados em suas próprias burocracias e interesses. Não restam dúvidas que estes grupos de representação da sociedade podem vir a ser molas propulsoras do movimento...

18 VIRÁ DAS EMPRESAS ? Parece estarmos estagnados no avanço.

19 O QUE MOTIVOU OS QUE JÁ COMEÇARAM ?

20 O MERCADO COBRA RESULTADOS ! Mas quais resultados a sociedade precisa ? Elogios pelo crescimento da empresa, atrelando-se os resultados às práticas da sustentabilidade Pequena redução nas taxas projetadas de crescimento. Matéria publicada sugere que agora a empresa deverá deixar a sustentabilidade de lado e focar nos custos e na produtividade, como se não fosse necessário levar isso em conta no desenvolvimento sustentável....seus funcionários são treinados para pensar dia e noite em maneiras de preservar o meio ambiente ou de beneficiar as comunidades de alguma forma afetadas pelas atividades da empresa. Nos últimos meses, porém, as obsessões tradicionais deram espaço a outra, mais urgente - a agressividade. A palavra de ordem, agora, é aumentar a produtividade da companhia. (Revista Exame, maio de 2007) Junho de 2006 Maio de 2007

21 Onde encontramos dificuldades ? Onde encontramos dificuldades em fazer o tema avançar nas empresas ?

22 NO MURO Isso é passageiro... É só para os grandes... É coisa do Presidente... É coisa de quem não tem que trazer resultados... A humanidade sempre foi assim, não sou eu quem vai mudar... No fundo, no fundo, o que manda é a grana... Isso é necessário ! É para todos ! É coisa para toda a empresa, governos, sociedade ! Traz resultados ! Somos inter- dependentes ! No fundo, no fundo, o que manda é a sobrevivência

23 NO ECONOMICISMO MÍOPE Social Econômico O agora O depois Ambiental Desequilíbrios sociais = aumento do custo país e redução da base de consumo = redução de resultados econômicos Desequilíbrios ambientais = escassez de matérias primas = aumento de custo = redução de resultados econômicos Desequilíbrios sociais = aumento do custo país e redução da base de consumo = redução de resultados econômicos Desequilíbrios ambientais = escassez de matérias primas = aumento de custo = redução de resultados econômicos

24 NA NOSSA FALTA DE PERCEPÇÃO DA REALIDADE SISTÊMICA Modernidade Inclusão digital Contato aberto com o mundo Trabalho Produtividade Diversão Entretenimento Conhecimento Informação Interação Segunda-vida Etc.... 1,8 toneladas de materiais para fabricar um destes com LCD de 17 polegadas Água, combustíveis fósseis e produtos químicos 15% do efeito estufa causado pelas empresas, em geral, é oriundo de produtos e processos de computação eletrônica Até o final de 2007, serão 300 milhões de computadores obsoletos no mundo A grande maioria dos data-centers pode consumir energia de algumas cidades inteiras Aprox. 15 kg O que pensamos O que não sabemos (*) (*) Fonte: B2B Maganize / ONU – Julho 2007

25 NA EXAGERADA AVERSÃO A RISCOS E NA FRÁGIL PERCEPÇÃO DE OPORTUNIDADES Alavanca para o desenvolvim. da empresa Alavanca para a desenvolvim. da sociedade Reduzir impactos Potencializar ativos ambientais Filantropia Clientelismo Dependência Inclusão social através da cadeia produtiva Resultado de curto prazo Resultados permanentes Visão Sistêmica Criatividade Inovação

26 Questões específicas ligadas à TI ?

27 27 Principais elementos usados e as doenças que podem ser causadas Chumbo: Causa danos ao sistema nervoso e sanguíneo Onde é usado: Computador, celular, televisão Mercúrio: Causa danos cerebrais e ao fígado. Onde é usado: Computador, monitor e TV de tela plana Cádmio: Causa envenenamento, danos aos ossos, rins e pulmões. Onde é usado: Computador, monitores de tubo antigos, baterias de laptops Arsênico: Causa doenças de pele, prejudica o sistema nervoso e pode causar câncer no pulmão. Onde é usado: Celular PVC: Se queimado e inalado, pode causar problemas respiratórios Onde é usado: Em fios, para isolar corrente Belírio: Causa câncer no pulmão. Onde é usado: Computador, celular Retardantes de chamas (BRT): Causam desordens hormonais, nervosas e reprodutivas. Onde é usado: Diversos componentes eletrônicos, para prevenir incêndios

28 28 Os 3 Rs da Sustentabilidade Impacto Ambiental Matéria Prima Fabricação Comercialização AquisiçãoManutençãoRe-utilizaçãoReciclagem Impacto Ambiental / Social Primeira FaseSegunda FaseTerceira FaseQuarta Fase USO Matéria Prima Quinta Fase R eduza R eutilize R ecicle

29 29 A mobilização proposta par ao Setor Financeiro Tecnologia da Informação Processo de aquisição Processo de Produção Descarte por obsolecência Descarte por uso Uso Papel e tinta – redução das impressões Desligar X Stand By Meta-dados de sustentabilidade Materiais plásticos (ex: cartuchos) Materiais químicos (ex: tinta, toner) Materiais orgânicos (ex: papel) Quais fabricantes adotam práticas ligadas à sustentabilidade ? Quais fabricantes dispõem de processos de logística reversa ? Atualizar X Substituir Materiais utilizados Processo de produção (trabalho) Consumo total de energia Reutilização e reciclagem Tratamento a resíduos e efluentes Políticas de descarte Políticas de doação Ações junto a programas de inclusão digital Logística reversa Atualizar X Substituir ?


Carregar ppt "Sustentabilidade – Releitura e Desafios no campo da cadeia de Tecnologia de Informação Aerton Paiva Março de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google