A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mediunidade e Transtornos Mentais na Obra de Chico Xavier Roberto Lúcio Vieira de Souza Vice-Presidente da AME- Brasil Diretor Clínico do Hospital Espírita.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mediunidade e Transtornos Mentais na Obra de Chico Xavier Roberto Lúcio Vieira de Souza Vice-Presidente da AME- Brasil Diretor Clínico do Hospital Espírita."— Transcrição da apresentação:

1 Mediunidade e Transtornos Mentais na Obra de Chico Xavier Roberto Lúcio Vieira de Souza Vice-Presidente da AME- Brasil Diretor Clínico do Hospital Espírita André Luiz

2 Mediunidade Em mediunidade, portanto, não podemos olvidar o problema da sintonia. Atraímos os Espíritos que se afinam conosco, tanto quanto somos por eles atraídos; e se é verdade que cada um de nós somente pode dar conforme o que tem, é indiscutível que cada um recebe de acordo com aquilo que dá. o Aulus – NDM -

3 Mecanismo da Mediunidade...todos os seres vivos respiram na onda de psiquismo dinâmico que lhes é peculiar, dentro das dimensões que lhes são características ou na freqüência que lhes é própria.... fluindo da mente, é ele que condiciona todos os fenômenos da vida orgânica em si mesma....em qualquer posição mediúnica, a inteligência receptiva está sujeita às possibilidades e à coloração dos pensamentos em que vive, e a inteligência emissora jaz submetida aos limites e às interpretações dos pensamentos que é capaz de produzir. Áulus - NDM -

4 Transtornos Mentais Compreenderás, então, mais exatamente... a tragédia dos homens desencarnados, em pleno desequilíbrio das sensações. Excetuados os casos puramente orgânicos, o louco é alguém que procurou forçar a libertação do aprendizado terrestre, por indisciplina ou ignorância.... Temos (...) um gênero de suicídio habilmente dissimulado, a auto-eliminação da harmonia mental (...) A princípio, são meros descontentes e desesperados, que passam despercebidos mesmo àqueles que os acompanham de mais perto. Pouco a pouco, no entanto, transformam-se em doentes mentais de variadas gradações, de cura quase impossível, portadores que são de problemas inextricáveis e ingratos. NMM – André Luiz

5 Transtornos Mentais Quase podemos afirmar que noventa em cem dos casos de loucura, excetuados aqueles que se originam da incursão microbiana sobre a matéria cinzenta, começam nas conseqüências das faltas graves que praticamos, com a impaciência ou com a tristeza, isto é, por intermédio de atitudes mentais que imprimem deploráveis reflexos ao caminho daqueles que as acolhem e alimentam. (...) Pela rebeldia, a alma responsável pode encaminhar-se para muitos crimes, a cujos resultados nefastos se cativa indefinidamente; e, pelo desânimo, é propensa a cair nos despenhadeiros da inércia, com fatal atraso nas edificações que lhe cabe providenciar. NMM - Calderaro

6 Transtornos Mentais O louco, em geral, considerando-se não só o presente, senão até o passado longínquo, é alguém que aborreceu as bênçãos da experiência humana, preferindo segregar-se nos caprichos mentais; e a entidade espiritual atormentada após a morte é sempre alguém que deliberadamente fugiu às realidades da Vida e do Universo, criando regiões purgatórias para si mesmo. Emmanuel – O Consolador

7 Obsessão e Doença Mental Muitos epilépticos ou loucos, que mais necessitavam de médico que de exorcismos, têm sido tomados por possessos. O Livro dos Espíritos.Parte 2ª, cap IX, pergunta 474

8 Obsessão e Doença Mental A obsessão é sempre uma prova, nunca um acontecimento eventual. No seu exame, contudo, precisamos considerar os méritos da vítima e a dispensa da misericórdia divina a todos os que sofrem. Emmanuel – O Consolador Tipos de Obsessão: - Obsessão simples - Fascinação - Subjugação

9 Obsessão e Doença Mental As perseguições de um inimigo invisível têm um limite e não afetam o seu objeto senão na pauta de sua necessidade própria, porquanto, sob os olhos amoráveis dos vossos guias do plano superior, todos esses movimentos têm uma finalidade sagrada, como a de ensinar-vos a fortaleza moral, a tolerância, a paciência, a conformação, nos mais sagrados imperativos da fraternidade e do bem. Emmanuel – O Consolador

10 Obsessão e Doença Mental FASCINAÇÃO: Muitos Espíritos, pervertidos no crime, abusam dos poderes da inteligência, fazendo pesar tigrina crueldade sobre quantos ainda sintonizam com eles pelos débitos do passado. A semelhantes vampiros devemos muitos quadros dolorosos da patologia mental nos manicômios, em que numerosos pacientes, sob intensiva ação hipnótica, imitam costumes, posições e atitudes de animais diversos. Áulus - NDM

11 Obsessão e Doença Mental SUBJUGAÇÃO: o Pedro e o obsessor que o jugulava pareciam agora fundidos um no outro. Eram dois contendores engalfinhados em luta feroz. Fitando o companheiro encarnado mais detidamente, concluí que o ataque epiléptico, com toda a sua sintomatologia clássica, surgia claramente reconhecível

12 Obsessão e Doença Mental SUBJUGAÇÃO: o Permanecia o cavalheiro plenamente ligado ao algoz que o tomara de inopino. O córtex cerebral apresentava-se envolvido de escura massa fluídica. Reconhecíamos no moço incapacidade de qualquer domínio sobre si mesmo. Acariciando-lhe a fronte suarenta, Áulus informou, compadecido: É a possessão completa ou a epilepsia essencial. NDM

13 Obsessão e Doença Mental...enfermo terrestre, está no momento sem recursos de ligação com o cérebro carnal. Todas as células do córtex sofrem o bombardeio de emissões magnéticas de natureza tóxica. Os centros motores estão desorganizados. Todo o cerebelo está empastado de fluidos deletérios. (...)

14 Obsessão e Doença Mental Pedro temporariamente não dispõe de controle (...) nem de memória comum para marcar a inquietante ocorrência de que é protagonista. Isso, porém, acontece no setor da forma de matéria densa, porque, em espírito, está arquivando todas as particularidades da situação em que se encontra, de modo a enriquecer o patrimônio das próprias experiências. NDM - Áulus

15 Orientações sobre Tratamento para Mediunidade e Doença Mental A mediunidade é faculdade inerente aos homens, portanto, presente em todas as criaturas, inclusive nos portadores de transtornos mentais. Para diferenciar mediunidade dos processos delirante-alucinatórios, geralmente é necessária a contribuição de um profissional espiritista ou espiritualista

16 Orientações sobre Tratamento para Mediunidade e Doença Mental Todo transtorno mental em sua evolução é acompanhado de obsessão. Presença de obsessão não significa necessariamente que a mesma induziu o surgimento da mesma. Se a obsessão desencadeou a doença mental, será imprescindível o tratamento espiritual

17 Orientações sobre Tratamento para Mediunidade e Doença Mental Transtorno mental com predomínio orgânico não melhorará se só receber a terapêutica espiritual. Presença de mediunidade ostensiva não é indicativo da necessidade de desenvolvimento, veja por exemplo crianças e deficientes mentais.

18 Orientações sobre Tratamento para Mediunidade e Doença Mental O doente mental é uma antena perturbada; e a única forma de evitar sintonia negativa será a transformação moral, que modificará a condição da antena. Para o paciente psiquiátrico, o melhor tratamento é a utilização das terapêuticas da área da saúde e a evangelhoterapia.

19 Orientações sobre Tratamento para Mediunidade e Doença Mental Pacientes portadores de transtornos psiquiátricos graves são contra- indicados para a participação em reuniões mediúnicas. Reuniões mediúnicas são ambientes especializados para o atendimento dos desencarnados. O tratamento do paciente deve ser de caráter integral

20 Dicas para um bom tratamento Todas as criaturas humanas adoecem, todavia, são raros aqueles que cogitam de cura real. (...) O comprimido ajuda, a injeção melhora, entretanto, nunca te esqueças de que os verdadeiros males procedem do coração. (...) De que vale a medicação exterior, se prossegues triste, acabrunhado ou insubmisso? De outras vezes, pedes o socorro de médicos humanos ou de benfeitores espirituais, mas, ao surgirem as primeiras melhoras, abandonas o remédio ou o conselho salutar e voltas aos mesmos abusos que te conduziram à enfermidade.

21 Dicas para um bom tratamento Como regenerar a saúde, se perdes longas horas na posição da cólera ou do desânimo? A indignação rara, quando justa e construtiva no interesse geral, é sempre um bem, quando sabemos orientá-la em serviços de elevação; contudo, a indignação diária, a propósito de tudo, de todos e de nós mesmos, é um hábito pernicioso, de conseqüências imprevisíveis. O desalento, por sua vez, é clima anestesiante, que entorpece e destrói. E que falar da maledicência ou da inutilidade, com as quais despendes tempo valioso e longo em conversação infrutífera, extinguindo as tuas forças?

22 Dicas para um bom tratamento Que gênio milagroso te doará o equilíbrio orgânico, se não sabes calar, nem desculpar, se não ajudas, nem compreendes, se não te humilhas para os desígnios superiores, nem procuras harmonia com os homens? Por mais se apressem socorristas da Terra e do Plano Espiritual, em teu favor, devoras as próprias energias, vítima imprevidente do suicídio indireto. Se estás doente, meu amigo, acima de qualquer medicação, aprende a orar e a entender, a auxiliar e a preparar o coração para a Grande Mudança.

23 Dicas para um bom tratamento Desapega-te de bens transitórios que te foram emprestados pelo Poder Divino, (...) Foge à brutalidade. Enriquece os teus fatores de simpatia (...) Busca a intimidade com a sabedoria, pelo estudo e pela meditação. Não manches teu caminho. Serve sempre. Trabalha na extensão do bem. Guarda lealdade ao ideal superior que te ilumina o coração e permanece convicto de que se cultivas a oração da fé viva, em todos os teus passos, aqui ou além, o Senhor te levantará. (EMMANUEL Fonte Viva)

24 Muito Obrigado.


Carregar ppt "Mediunidade e Transtornos Mentais na Obra de Chico Xavier Roberto Lúcio Vieira de Souza Vice-Presidente da AME- Brasil Diretor Clínico do Hospital Espírita."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google