A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MANUAL DE LEISHMANIOSE DE VISCERAL Ana Nilce Silveira Maia Elkhoury

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MANUAL DE LEISHMANIOSE DE VISCERAL Ana Nilce Silveira Maia Elkhoury"— Transcrição da apresentação:

1 MANUAL DE LEISHMANIOSE DE VISCERAL Ana Nilce Silveira Maia Elkhoury
OFICINA DE TRABALHO MANUAL DE LEISHMANIOSE DE VISCERAL » Vigilância Canina Expositora: Ana Nilce Silveira Maia Elkhoury Data: 06 de novembro de 2003

2 Vigilância Canina

3 Ações de Vigilância Canina
Alertar quanto ao risco de transmissão da LVC; Divulgar sobre a ocorrência da LVC; Desencadear outras ações de prevenção; Desencadear as ações de investigação de foco, em municípios silenciosos, com suspeita ou confirmação de caso canino

4 Ações de Vigilância Canina
Monitoramento Inquérito Sorológico Amostral Inquérito sorológico Censitário

5 Monitoramento Inquérito sorológico Amostral:
Municípios silenciosos e receptivos: FINALIDADE – verificar a ausência de enzootia. Municípios com transmissão moderada e/ou intensa: FINALIDADE – identificar as taxas de prevalência em cada setor, a fim de identificar as áreas prioritárias para implementar as ações de controle. Inquérito sorológico Censitário: Municípios silenciosos e receptivos com população canina menor que 500 cães; Setores urbanos classificados como de transmissão moderada ou intensa; Zona rural de municípios classificados em qualquer uma das situações de LV. FINALIDADE – controle e avaliação da prevalência.

6 Inquérito Sorológico Amostral
Estratégia: Definir a área a ser avaliada Estratificar o município Setores do PEAa Outra * É necessário que os quarteirões ou outra unidade de agregação de residência estejam numerados.

7 Inquérito Sorológico Amostral
Amostragem: Amostragem estratificada por conglomerados: quarteirão Cada setor será calculada uma amostra Considerando: número de cães do setor (conhecido ou estimado) e a prevalência canina conhecida ou esperada ou utilizar a 2%. Escolha do tamanho da amostra

8 Prevalência Esperada / Observada
( α = 0,05) População Canina Estimada no Setor <1,0 1,1 2,0 2,1 3,0 3,1 4,0 4,1 5,0 5,1 9,9 ≥ 10,0 500 599 356 300 240 212 184 137 108 600 699 430 334 272 228 196 144 112 700 799 479 363 291 242 206 149 115 800 899 524 388 306 252 214 153 118 900 999 565 410 320 262 220 157 120 1000 603 332 269 226 159 121

9 Inquérito Sorológico Amostral
Estimando o número de cães por quarteirão: Supondo-se que o Município X tem em média: 1 setor = 1500 imóveis = 75 quarteirões 1 quarteirão = 20 imóveis 1 imóvel = 4 habitantes 1 cão = 5 habitantes

10 Calculando o número de cães por setor:
1 cão habitantes x habitantes x = 16 cães, i é, o número médio de cães /quarteirão. Então: 75 quarteirões x 16 cães = 1200 cães /setor

11 Prevalência Esperada / Observada
( α = 0,05) População Canina Estimada no Setor <1,0 1,1 2,0 2,1 3,0 3,1 4,0 4,1 5,0 5,1 9,9 ≥ 10,0 500 599 356 300 240 212 184 137 108 600 699 430 334 272 228 196 144 112 700 799 479 363 291 242 206 149 115 800 899 524 388 306 252 214 153 118 900 999 565 410 320 262 220 157 120 1000 603 332 269 226 159 121

12 Calculando o número de quarteirões a
serem sorteados = Q Q = n x2 = 430 x 2 = 53,75 = 54  Onde: n = nº de cães previstos na amostra por setor  = número médio de cães por quarteirão portanto deveremos sortear 54 quarteirões para visitar 50% dos imóveis existentes neste quarteirão.

13 Sorteio dos quarteirões:
Para o sorteio dos quarteirões utilizar: cartões, sem reposição ou a tabela de números aleatórios: Dado um setor com quarteirões numerados onde o maior número de um dos quarteirões no setor é 389, Sortear o primeiro número da tabela, que será o primeiro quarteirão; e prosseguir seguindo para baixo e a direita.

14 Seleção do primeiro quarteirão:

15 Sorteio dos quarteirões:

16 Coleta das amostras: N Uma vez sorteados os 54 quarteirões;
Deverão ser visitadas 50% dos imóveis, isto é, casa sim – casa não. N

17 Coleta das amostras: RECUSA N

18 Atenção! Setores com população canina inferior a 500 cães deverão ser reagrupados a um ou mais setores contíguos; Municípios com população canina inferior a 500 cães, deverá ser realizado o inquérito censitário.

19


Carregar ppt "MANUAL DE LEISHMANIOSE DE VISCERAL Ana Nilce Silveira Maia Elkhoury"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google