A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ministério da Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Programa Nacional de DST e Aids.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ministério da Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Programa Nacional de DST e Aids."— Transcrição da apresentação:

1 Ministério da Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Programa Nacional de DST e Aids

2 Ministério da Saúde Uso integrado de bases de dados em vigilância reduzindo a subnotificação de casos de aids Maria Goretti P. Fonseca

3 Ministério da Saúde Vigilância Epidemiológica Importante ferramenta para as ações de prevenção e controle –Análise da tendência dos agravos sob notificação –Notificação em tempo oportuno

4 Ministério da Saúde Casos de aids por ano de diagnóstico. Brasil, * Fonte: PN DST-AIDS. *Casos notificados no Sinan até dezembro de Milhares

5 Ministério da Saúde Objetivos: –Recuperar casos notificados no Sinan e não migrados da plataforma D.O.S. para Windows –Identificar duplicidades no Sinan e Siscel/Siclom –Identificar casos registrados no Siscel/Siclom ainda não notificados no Sinan Relacionamento de bancos de dados

6 Ministério da Saúde Bancos de dados –Sinan – Sistema Nacional de Agravos de Notificação –Siscel – Sistema de Controle de Exames Laboratoriais avaliar e gerenciar a eficácia da utilização dos esquemas terapêuticos para a aids dos indivíduos soropositivos para o HIV, em seguimento nos laboratórios de saúde pública de CD4 e carga viral, desde 2000; Até julho de 2006 estava implantado em 82 laboratórios; Banco de dados on line, juntamente com o cadastramento dos pacientes que recebem ARV e são registrados no Siclom – Sistema de Controle Logístico de Medicamentos. Relacionamento de bancos de dados

7 Ministério da Saúde Bancos de dados –Sinan Casos notificados de 1980 a junho de 2005 –Siscel/Siclom Casos registrados de 2000 a junho de 2005 Foram considerados casos de aids todos os indivíduos que tiveram pelo menos uma contagem de linfócito T CD4+ abaixo de 350 células/mm 3, para adultos, e obedecendo as faixas específicas para crianças menores de 13 anos, de acordo com a definição de casos de aids estabelecida pelo PN. Relacionamento de bancos de dados

8 Ministério da Saúde Determinístico: –Sinan: Chave a - código do município, data e número da notificação Chave b: unidade federada de residência, primeiro e último nome do caso, sexo e data de nascimento; –Siscel/Siclom: Chave b: unidade federada de residência, primeiro e último nome do caso, sexo e data de nascimento. Relacionamento de bancos de dados

9 Ministério da Saúde Probabilístico – Reclink –Padronização dos campos comuns –Aplicação de algoritmos para a comparação aproximada de cadeias de caracteres (ex.: Mota e Motta); –Blocagem –Cálculo de escores –Definição de limiares: pares verdadeiros, não pares e pares duvidosos; –Revisão manual dos pares duvidosos Relacionamento de bancos de dados

10 Ministério da Saúde Identificação de duplicidades –Sinan – Método determinístico com as Chaves a e b –Siscel/Siclom – Método determinístico com a Chave b –Ambos os sistemas – Método probabilístico – Reclink Identificação de casos não migrados –Relacionamento do Sinan DOS com Sinan Windows Identificação de subnotificação –Relacionamento do Sinan com Siscel/Siclom – Método probabilístico - Reclink Relacionamento de bancos de dados

11 Ministério da Saúde Método Determinístico –Chaves a e b: Sinan –Chave b: Siscel/Siclom Método probabilístico – Reclink –Sinan, Siscel/Siclom Identificação de duplicidades

12 Ministério da Saúde Método Probabilístico - Reclink –Casos não migrados: Relacionamento do Sinan DOS com Sinan Windows –Subnotificação: Relacionamento do Sinan com Siscel/Siclom Identificação de casos

13 Ministério da Saúde Casos originalmente notificados até junho de 2005: –Sinan: –Siscel/Siclom: Recuperados do Sinan DOS: Resultados

14 Ministério da Saúde Identificação de duplicidades no Sinan –Método Determinístico: –Chave a: –Chave b: –Método probabilístico – Reclink: Resultados

15 Ministério da Saúde Identificação de duplicidades no Siscel/Siclom –Método determinístico Chave b: –Método Probabilístico – Reclink: Resultados

16 Ministério da Saúde Identificação de subnotificação –Método probabilístico – Reclink Relacionamento do Sinan com Siscel/Siclom com as bases finalizadas do Sinan ( ) e Siscel/Siclom ( ): –Casos já notificados no Sinan: (80,5%) –Casos não notificados no Sinan: (19,5%) Base final do Sinan/Siscel/Siclom: Resultados

17 Ministério da Saúde Casos de aids notificados no Sinan e registrados no Siscel/Siclom. Brasil, * Fonte: PN DST-AIDS/SVS/MS. *Casos notificados e/ou registrados até 30 de junho de 2005, após retirada de duplicidades Milhares SinanSinan+Siscel/Siclom

18 Ministério da Saúde Dificuldades Chaves utilizadas Qualidade dos bancos de dados utilizados no relacionamento –diferenças nos nomes –completitude e ausência de variáveis Homônimos, tanto dos indivíduos como de suas mães Ausência de investigação quando realizado nos níveis hierárquicos mais centrais do serviço de saúde

19 Ministério da Saúde Conclusão O relacionamento das bases: –Propiciou o resgate de informações em tempo oportuno, –possibilitou melhor visualização das tendências da epidemia –melhores resultados quando realizado pelos primeiros níveis hierárquicos do serviço de saúde.


Carregar ppt "Ministério da Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Programa Nacional de DST e Aids."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google